Publicação das Misericórdias

Envelhecer segundo o olhar de 15 personalidades

| 5 Set 2022

Quinze personalidades portuguesas escreveram a pedido da União das Misericórdias Portuguesas (UMP) outros tantos depoimentos sobre o processo de envelhecimento, os quais estão agora disponíveis numa publicação intitulada Envelhecer.

“São 15 reflexões, 15 olhares que, sendo diferentes, têm muito em comum. Todos ambicionam uma velhice digna, de qualidade e plena de afetos e cuidados. Todos querem estar em casa enquanto para isso houver condições”, escreve no prefácio Manuel de Lemos, presidente da UMP.

Sobre a leitura dos 15 depoimentos, o presidente da UMP sublinha que “todos queremos envelhecer com saúde e, quando esta nos faltar, queremos ter apoios adequados. Queremos também, seja qual for a fase da nossa vida, ter por perto os afetos, os amigos, a família”.

Escrevem depoimentos, entre outros, Adriano Miranda, Cecília Carmo, Joaquim Franco, Luís Osório, Maria João Ruela, Pedro Mota Soares ou Raquel Varela.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Psiquiatra Margarida Neto é a nova presidente da Associação dos Médicos Católicos Portugueses

Sucedendo a José Diogo Ferreira Martins

Psiquiatra Margarida Neto é a nova presidente da Associação dos Médicos Católicos Portugueses novidade

A psiquiatra Margarida Neto é a nova presidente da direção nacional da Associação dos Médicos Católicos Portugueses (AMCP). A médica, que trabalha na Casa de Saúde do Telhal (Sintra) e é uma das responsáveis pelo Gabinete de Escuta do Patriarcado de Lisboa, foi eleita por unanimidade no passado sábado, 13 de abril, para o triénio 2024-2026.

Cristianismo e democracia

Cristianismo e democracia novidade

Em tempo de comemoração dos cinquenta anos da revolução de 25 de abril, penso dever concluir que o maior legado desta é o da consolidação do Estado de Direito Democrático. Uma consolidação que esteve ameaçada nos primeiros tempos, mas que se foi fortalecendo progressivamente. Esta efeméride torna particularmente oportuna a reflexão sobre os fundamentos éticos da democracia. [Texto de Pedro Vaz Patto]

A “afinidade” entre a música de intervenção e a mensagem de libertação cristã

Alfredo Teixeira em conferência dia 16

A “afinidade” entre a música de intervenção e a mensagem de libertação cristã

Podem algumas canções de intervenção ligadas à Revolução de 25 de Abril de 1974 relacionar-se com o catolicismo? O compositor e antropólogo Alfredo Teixeira vai procurar mostrar que há uma “afinidade” que une linguagem bíblica e cristã à música de Zeca, José Mário Branco, Lopes-Graça, Adriano Correia de Oliveira, Sérgio Godinho e outros.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This