Assembleia do Sínodo em outubro

Escolhas de Francisco provocam polémica entre grupos femininos católicos alemães

| 25 Jul 2023

Georg Bätzing e Irme Stetter-Karp foto Synodaler Weg Maximilian von Lachner

Irme Stetter-Karp (à direita), copresidente do Caminho Sinodal, ficou de fora na lista do Papa para a assembleia sinodal de outubro. Foto © Synodaler Weg / Maximilian von Lachner.

 

Uma dezena de mulheres do fórum Mulheres nos Ministérios e Cargos na Igreja do Caminho Sinodal alemão divulgou uma carta aberta em que criticam o Papa Francisco por não ter incluído Irme Stetter-Karp, presidente do Comité Central dos Católicos Alemães e copresidente do Caminho Sinodal, entre os que escolheu para participarem na assembleia sinodal de outubro. Reagindo a esta carta, o grupo Maria 1.0 regozijou-se com a não indicação de Stetter-Karp e aplaudiu a escolha papal do cardeal Muller e do bispo Oster.

Na carta aberta, dirigida aos cardeais Jean-Claude Hollerich SJ (relator deste Sínodo) e Mario Grech (secretário-geral do Sínodo dos Bispos) e à Irmã Nathalie Becquart XMCJ (subsecretária do Sínodo), as participantes do fórum Mulheres reconhecem ser importante o facto do Papa Francisco ter apontado “Helena Jeppesen-Spuhler, entre as mulheres de língua alemã com direito ao voto, que apresentará” as “preocupações [do Caminho Sinodal alemão] à assembleia sinodal de outubro”, mas afirmam a sua “deceção” perante “a recusa em incluir Stetter-Karp como representante do catolicismo alemão”, porquanto “as duas mulheres seriam um complemento uma da outra”.

Helena Jeppesen-Spuhler é suíça de língua alemã e integra o grupo de dez europeus não-bispos apontados pelo Papa para participarem na assembleia de outubro. Há duas décadas que Jeppesen-Spuhler trabalha com a Action Carème suíça e em 2022 participou da assembleia sinodal da diocese de Basel e da assembleia nacional suíça de Einsiedeln. Em fevereiro de 2023, fez parte da delegação da Igreja Católica suíça ao encontro continental europeu em Praga.

De acordo com o jornal digital FSSPX de 25 de julho, a carta aberta refere ainda que Irme Stetter-Karp, “como Presidente do ZdK e Presidente do Caminho Sinodal, apresentou com empenho e coragem as preocupações da grande maioria da Assembleia Sinodal Alemã na reunião de Praga”, nomeadamente aquelas que respondem “a apelos urgentes de reforma: participação e separação de poderes; igualdade de género na Igreja; e igualdade de direitos para pessoas queer”.

Em resposta, o grupo católico alemão Maria 1.0, um círculo de mulheres comprometido com “a unidade da Igreja universal e com a fidelidade ao magistério papal”, regozijou-se com o facto de Stetter-Karp não ter sido escolhida pelo Papa, dado que ela “como presidente do ZdK e copresidente do Caminho Sinodal alemão, mostrou repetidamente que não está realmente interessada numa Igreja verdadeiramente sinodal” e se tem batido para que “o aborto seja acessível em todo o país”.

Na mesmo documento, as mulheres católicas do Maria 1.0 saúdam a nomeação pelo Papa do cardeal Gerhard Müller e do bispo Stefan Oster, um dos quatro bispos alemães que se opõem ao Caminho Sinodal, afirmando que estes “representam realmente muitos católicos na Alemanha”.

 

Corpo de Alexei Navalny já foi entregue à mãe

Nove dias após a sua morte numa prisão russa

Corpo de Alexei Navalny já foi entregue à mãe novidade

O corpo do líder da oposição russa, Alexei Navalny, foi entregue à sua mãe, informou ontem, sábado, Ivan Zhdanov, diretor da Fundação Anti-Corrupção de Navalny e um dos seus principais assessores na sua conta de Telegram. O responsável agradeceu a “todos” os que apelaram às autoridades russas para que devolvessem o corpo de Navalny à sua mãe, citado pela Associated Press.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Bispos católicos belgas vão debater sacerdotes casados e mulheres diáconos

Como preparação para a segunda sessão do Sínodo

Bispos católicos belgas vão debater sacerdotes casados e mulheres diáconos novidade

Os bispos católicos da Bélgica enviaram às dioceses e comunidades locais do seu país uma carta no dia 16 de fevereiro sugerindo a reflexão sobre dois temas ministeriais, a ordenação sacerdotal de homens casados e a instituição de mulheres diaconisas, como forma de preparação dos trabalhos da segunda sessão do Sínodo dos Bispos, que decorrerá em Roma em outubro próximo.

Cristo Cachorro, versão 2024

Cristo Cachorro, versão 2024 novidade

Invejo de morte a paixão que os cartazes da Semana Santa de Sevilha conseguem despertar. Os sevilhanos importam-se com a sua cidade, as festas e com a imagem que o cartaz projecta, se bem que com o seu quê de possessivo, mas bem melhor que a apatia. Não fossem frases como “É absolutamente uma vergonha e uma aberração” e as missas de desagravo e o quadro cartaz deste ano teria passado ao lado.

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas

7MARGENS antecipa estudo

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas

Ao basear-se em inquéritos junto das famílias, as estatísticas oficiais em Portugal não captam as situações daqueles que não vivem em residências habituais, como as pessoas em situação de sem-abrigo, por exemplo. E é por isso que “subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia a Cáritas Portuguesa na introdução ao seu mais recente estudo, que será apresentado na próxima terça-feira, 27 de fevereiro, na Universidade Católica Portuguesa do Porto.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This