Depois da pandemia

Esperados 850 mil na peregrinação a Meca

| 14 Jun 2022

O cenário que era habitual na peregrinação a Meca (aqui, em foto de arquivo) voltará repetir-se este ano. Foto © Creative Commons Attribution-Share Alike 4.0.

 

Cerca de 850 mil peregrinos estrangeiros são esperados no próximo mês em Meca e Medina, na Arábia Saudita, país que aligeirou esta segunda-feira, 13, a obrigatoriedade do uso de máscara em espaços interiores. O primeiro grupo de muçulmanos chegou já no dia 4, proveniente da Indonésia.

Dado que os casos de covid-19 têm vindo a subir nos meses mais recentes, as máscaras continuarão em vigor nos locais mais sagrados, onde os peregrinos se concentram. Enquanto isso, os organizadores das peregrinações têm liberdade de continuar a exigir o uso de máscara.

Esta peregrinação, ou Hajj, é um dos cinco pilares do islão, que cada muçulmano adulto deve cumprir pelo menos uma vez na vida, desde que disponha de saúde e dinheiro para tal e a sua ausência não ocasione danos à sua família. O Hajj pode ser realizado por procuração, através de um amigo ou familiar. Nos dois últimos anos, estas concentrações, que chegam a envolver, em condições normais, dois milhões de pessoas, foram drasticamente limitadas ou mesmo suspensas, o que trouxe ao reino da Arábia Saudita uma perda de receitas da ordem dos 12 mil milhões de dólares cada ano, segundo dados da Al Jazeera.

A regra estabelece que a peregrinação islâmica dure cinco dias, embora os crentes comecem a chegar com semanas de antecedência. O Eid al-Adha é a celebração com que se encerra o Hajj, sendo caraterizada pela distribuição de carne aos pobres de todo o mundo.

 

Vai nascer uma “Aldeia da Esperança” nos Açores, inspirada em Taizé

Proposta pelo Conselho Pastoral Diocesano

Vai nascer uma “Aldeia da Esperança” nos Açores, inspirada em Taizé novidade

“Organizar uma `Aldeia da Esperança´, dirigida aos jovens, em formato de acampamento, seguindo o modelo de Taizé, a decorrer no verão, de preferência na ilha de São Jorge, no Santuário do Senhor Santo Cristo da Caldeira”: esta é uma das várias propostas feitas pelo Conselho Pastoral Diocesano de Angra – reunido em Ponta Delgada entre os dias 8 e 10 de junho – que irá passar do papel à prática.

Lembrar Aristides de Sousa Mendes, “seguir a voz da consciência” e também hoje “salvar vidas”

Comissão Justiça e Paz de Braga

Lembrar Aristides de Sousa Mendes, “seguir a voz da consciência” e também hoje “salvar vidas” novidade

A Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de Braga associa-se à comemoração do Dia da Consciência – que se celebra anualmente a 17 de junho em homenagem a Aristides de Sousa Mendes – através de uma mensagem que assinala a importância de, tal como fez o cônsul de Portugal em Bordéus no século passado, “seguir a voz da consciência” e assim contribuir, no tempo presente, para “salvar vidas”.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Jornalista Zhang Zhan foi libertada pelas autoridades chinesas

Após quatro anos de detenção

Jornalista Zhang Zhan foi libertada pelas autoridades chinesas novidade

Após quatro anos de detenção, a jornalista Zhang Zhan foi libertada pelas autoridades chinesas. Numa mensagem divulgada esta terça-feira, 11 de junho, a Amnistia Internacional apela às autoridades chinesas que garantam que Zhang Zhan seja autorizada a circular livremente e a comunicar com pessoas dentro e fora da China, e ainda que ela e a sua família não fiquem sujeitas a vigilância ou assédio, devendo ter pleno acesso a tratamento médico após a sua experiência traumática.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This