III Domingo do Advento

“está a chegar quem é mais forte do que eu…”

e | 12 Dez 2021

Desde há vários anos, a comunidade da Capela de Nossa Senhora da Bonança (conhecida como Capela do Rato), em Lisboa, assinala o tempo litúrgico do Advento com a publicação de postais com uma pintura encomendada a um(a) artista e um poema alusivo ao dia. Este ano, a convidada foi a artista portuense Lígia Rodrigues (que reside no Algarve) que, desde 2005, se tem dedicado exclusivamente a trabalhar em arte sacra, com obras em Loulé, Viseu, Faro, Lagoa, Entroncamento, Torredeita, Carvoeiro, Santuário de Fátima, Parchal e Cano (Alentejo). Os textos são da autoria da escritora Leonor Xavier e do actor e encenador Luís Miguel Cintra. Por acordo com a Capela do Rato, o 7MARGENS publica os quatro postais e as orações respectivas de cada domingo, bem como a “memória descritiva” preparada pela artista, para apresentar a sua obra. O terceiro postal e respectivos textos reproduzem-se a seguir. O último será publicado no próximo domingo. O anterior pode ver-se no 7MARGENS.

 

Memória descritiva
(Lendo a composição de baixo para cima e da esquerda para a direita:)

 

O ESPÍRITO ATRAVÉS DA HISTÓRIA

Há uma zona de sombra debaixo das águas, seguida de uma atmosfera branca, densa de significados – “ No início… a terra era informe e vazia, as trevas cobriam o abismo…” “Deus disse: faça-se luz”. E a luz foi feita” (Gn 1. 1,3).
Há chamas que sobem das profundezas dos abismos, e descem em línguas de fogo, atravessando a história, como a presença do Espírito de Deus que “se movia sobre a superficie das águas…” como as línguas de fogo descendo sobre os apóstolos e Maria reunidos no cenáculo após a ressurreição, e como a chama acesa nos nossos corações com o batismo, chama de amor cada vez que amando-nos somos expressão da presença de Deus entre nós, o que faz expandir a vida ao nosso redor.

 

ÁGUA

Segue-se uma zona de água descendo da esquerda para a direita a representar continuidade. Água de onde nasceu a vida na terra, água que lava, que fala de esperança, de promessa, que anuncia sempre vida nova aos campos irrigados no inverno…

João batiza com água. Promete o Reino. Há-de chegar… e as gentes mergulham nas águas do Jordão esperando-o.

 

LUZ

Luz branca, a Luz do mundo que desce do alto e se prolonga paralela às águas, num mesmo movimento. Luz e água, princípios de vida, alimento dessa. Luz que é Palavra. Palavra que faz novas todas as coisas, invadindo-as de Espirito.

 

FOGO

Na última camada, o fogo invade a cena sem cancelar cada parte, como o amor de Deus que sempre se propõe sem se impor jamais, como se o Espírito fosse a Presença que fica, que conta ressurreição, que faz de todos um.

E a eternidade entra na história, o Incriado entra na Criação, habita-a, santifica-a, fá-la retornar ao ceio da Trindade.

Este quadro pretende falar de passado, presente e futuro, no já e ainda não, no eterno presente, abrindo-nos sempre Aquele que virá e já está, imenso, dentro de nós, entre nós.

Voltar sempre ali: No início era o Verbo…e veio habitar entre nós.

 

Lígia Rodrigues

 

Eu baptizo-vos com água, mas está a chegar quem é mais forte do que eu, e eu não sou digno de desatar as correias das suas sandálias. Ele baptizar-vos-á com o Espírito Santo e com o fogo

(Lc 21,27)

 

Reconheçamos na voz de João Batista
a recusa de todas as atuais formas de ambição,
desigualdade social e de violência.
Reconheçamos a necessidade de derrubar
todas as hierarquias
para que toda a criatura veja a Salvação.

 

Luís Miguel Cintra 2021

 

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas

7MARGENS antecipa estudo

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas novidade

Ao basear-se em inquéritos junto das famílias, as estatísticas oficiais em Portugal não captam as situações daqueles que não vivem em residências habituais, como as pessoas em situação de sem-abrigo, por exemplo. E é por isso que “subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia a Cáritas Portuguesa na introdução ao seu mais recente estudo, que será apresentado na próxima terça-feira, 27 de fevereiro, na Universidade Católica Portuguesa do Porto.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Ver teatro que “humaniza” e aprender a “salvar a natureza”? É no Seminário de Coimbra

Atividades abertas a todos

Ver teatro que “humaniza” e aprender a “salvar a natureza”? É no Seminário de Coimbra novidade

Empenhado em ser “um lugar onde a Cultura e a Espiritualidade dialogam com a cidade”, o Seminário de Coimbra acolhe, na próxima segunda-feira, 26, a atividade “Humanizar através do teatro – A Importância da Compaixão” (que inclui a representação de uma peça, mas vai muito além disso). Na terça-feira, dia 27, as portas do Seminário voltam a abrir-se para receber o biólogo e premiado fotógrafo de natureza Manuel Malva, que dará uma palestra sobre “Salvar a natureza”. 

Era uma vez na Alemanha

Era uma vez na Alemanha novidade

No sábado 3 de fevereiro, no centro de Berlim, um estudante judeu foi atacado por outro estudante da sua universidade, que o reconheceu num bar, o seguiu na rua, e o agrediu violentamente – mesmo quando já estava caído no chão. A vítima teve de ser operada para evitar uma hemorragia cerebral, e está no hospital com fracturas em vários ossos do rosto. Chama-se Lahav Shapira. [Texto de Helena Araújo]

Vitrais e escultura celebram videntes de Fátima na Igreja da Golpilheira

Inaugurados dia 25

Vitrais e escultura celebram videntes de Fátima na Igreja da Golpilheira novidade

A comunidade cristã da Golpilheira – inserida na paróquia da Batalha – vai estar em festa no próximo domingo, 25 de fevereiro, data em que serão inaugurados e benzidos os novos vitrais e esculturas dos três videntes de Fátima que passarão a ornamentar a sua igreja principal – a Igreja de Nossa Senhora de Fátima. As peças artísticas foram criadas por autores nacionais, sob a coordenação do diretor do Departamento do Património Cultural da Diocese de Leiria-Fátima, Marco Daniel Duarte.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This