Iniciativa transmitida online

Esta sexta-feira, somos convidados a rezar a via-sacra dentro de um abrigo em Kyiv

| 23 Fev 2023

oração diante da cruz, foto orlando allo / pexels

A via-sacra “será realizada num abrigo antiaéreo porque muitas vezes o abrigo antiaéreo tem sido para nós uma igreja… um lugar onde podemos falar com Deus”, conta o padre Vyacheslav Grynevych, secretário-geral da Cáritas Spes-Ucrânia. Foto © Orlando Allo/Pexels.

 

O último ano foi um autêntico calvário para os ucranianos. Foram “365 dias de uma via-sacra contínua”, nas palavras do padre Vyacheslav Grynevych, secretário-geral da Cáritas Spes-Ucrânia. Também por isso, a via-sacra foi a oração escolhida pelos católicos ucranianos para ser rezada esta sexta-feira, 24 de fevereiro, a partir de um abrigo antiaéreo em Kyiv, e com transmissão online para o mundo inteiro (se as falhas de energia não o impedirem). Todos estão convidados a unir-se a eles, pelas seis da tarde (hora de Lisboa), no canal de Youtube da Caritas Internationalis.

O dia em que se cumpre o primeiro ano da invasão russa em grande escala à Ucrânia coincide, se é que existem coincidências, com a primeira sexta-feira da Quaresma. E nas sextas-feiras deste período de preparação para a Páscoa é tradição, para muitos católicos, fazer-se precisamente este exercício espiritual de reviver o caminho de Jesus até à cruz, ao longo de 14 estações.

Na via-sacra que será rezada a partir da capital ucraniana esta sexta-feira, as meditações que acompanharão cada estação foram escritas por colaboradores da Cáritas. Nelas, decidiram contar experiências pessoais de guerra, quer suas, quer daqueles a quem têm prestado auxílio ao longo do último ano. As meditações, que foram oferecidas ao Papa Francisco pelo próprio padre Grynevich durante um encontro na passada terça-feira, serão lidas em inglês. Entre as estações, os voluntários entoarão cânticos quaresmais ucranianos.

O padre Grynevich conta que foi ao refletir sobre como Jesus continuou a avançar depois de cair três vezes durante a via-sacra que encontrou forças para prosseguir o seu trabalho humanitário.

“Sim, estamos cansados. Sim, temos muitas dores dentro de nós, mas temos que continuar porque não podemos sair do campo do serviço social e do apoio espiritual. Não, temos que continuar porque é a nossa missão… continuar a mostrar a face de um Deus misericordioso em tempo de guerra”, afirma, em declarações à Catholic News Agency.

Grynevych explica ainda que a via-sacra “será realizada num abrigo antiaéreo porque muitas vezes o abrigo antiaéreo tem sido para nós uma igreja… um lugar onde podemos falar com Deus”. Um gerador está já preparado para assegurar que a transmissão continue, mesmo que haja cortes de energia, o que acontece “muitas vezes”, assinala.

 

Dia de oração, jejum e esmola para toda a Igreja e uma novena internacional

Os “esforços espirituais e as nossas orações” desta sexta-feira deverão ser oferecidos “pela vitória do povo ucraniano nesta batalha desigual”, pediu o líder da Igreja Greco-Católica Ucraniana, Sviatoslav Shevchuk. Foto © Albin Hillert/WCC-CEI.

 

Para esta sexta-feira, a Igreja Greco-Católica Ucraniana (UGCC) convocou um “dia solene de oração, jejum e esmola” em todo o mundo. A iniciativa partiu dos bispos da UGCC e foi anunciada pelo arcebispo maior Sviatoslav Shevchuk.

“Que este dia seja uma oportunidade para fazermos o bem a alguém: confortar os aflitos, vestir os nus, aquecer aqueles que estão a enregelar, alimentar os famintos”, sublinhou Shevchuk, acrescentando que os “esforços espirituais e as nossas orações” deverão ser oferecidos “pela vitória do povo ucraniano nesta batalha desigual, bem como pelo nosso exército”.

Em simultâneo, um grupo de padres da Igreja Católica Ucraniana em Paris e de padres ucranianos de rito bizantino da catedral parisiense de Saint Volodymyr decidiu lançar uma novena internacional pela paz.

Nesta novena, todos são convidados a rezar aos santos ucranianos e a jejuar (numa quarta-feira e numa sexta-feira) pelo fim da guerra e por uma paz justa. No nono dia, recordando a consagração da Rússia e da Ucrânia ao Imaculado Coração de Maria feita no dia 25 de março de 2022, os participantes da novena são convidados a rezar novamente uma consagração de ambos os países ao Imaculado Coração de Maria.

A novena será publicada em inglês, francês, espanhol e português no site de oração Hozana.

 

sobre as águas

sobre as águas novidade

Breve comentário do p. António Pedro Monteiro aos textos bíblicos lidos em comunidade, no Domingo XII do Tempo Comum B. ⁠Hospital de Santa Marta⁠, Lisboa, 22 de Junho de 2024.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Uma tarde para aprender a “estar neste mundo como num grande templo”

Na Casa de Oração Santa Rafaela Maria

Uma tarde para aprender a “estar neste mundo como num grande templo”

Estamos neste mundo, não há dúvida. Mas como nos relacionamos com ele? E qual o nosso papel nele? “Estou neste mundo como num grande templo”, disse Santa Rafaela Maria, fundadora das Escravas do Sagrado Coração de Jesus, em 1905. A frase continua a inspirar as religiosas da congregação e, neste ano em que assinalam o centenário da sua morte, “a mensagem não podia ser mais atual”, garante a irmã Irene Guia ao 7MARGENS. Por isso, foi escolhida para servir de mote a uma tarde de reflexão para a qual todos estão convidados. Será este sábado, às 15 horas, na Casa de Oração Santa Rafaela Maria, em Palmela, e as inscrições ainda estão abertas.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This