Estado, Política e Religiões

Porto Rico: “É hora de reconstruir a democracia”, dizem os bispos

“É a hora de reconstruir-nos como país democrático, unindo vontades para desenvolver novas políticas de governo que ajudem no desenvolvimento integral da pessoa e na ampla cura da sociedade porto-riquenha”, dizem os bispos católicos de Porto Rico, numa mensagem depois da demissão do governador Ricardo Roselló, pressionado pela contestação pública que durava há 12 dias.

Nações Unidas interagem mais com entidades religiosas, diz conselheira da ONU

A professora universitária egipcía Azza Karam, que desempenha também funções de consultora em desenvolvimento social e cultural para o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), considera que a ONU tem exercido na última década um papel muito mais activo na promoção do relacionamento entre instituições de âmbito religioso, as Organizações Não-Governamentais e os Estados.

“Zahra”, de Tomás Sopas Bandeira, é uma flor que grita no Sara Ocidental

Zahra, a estreia de Tomás Melo Bandeira na ficção publicada, é “uma tentativa de responder” à pergunta sobre o que o autor viu em Outubro de 2017 no Sara Ocidental, ocupado por Marrocos. É “um grito de esperança porque são eles, os sarauis, que após tanto tempo são capazes ainda de a possuir e conservar”, diz o autor em entrevista ao 7MARGENS. O livro será apresentado na feira do Livro de Braga, neste domingo, 30 de Junho, às 19h30.

Iraque formalizou convite para viagem do Papa Francisco

A concretização de uma visita do Papa ao Iraque será “um evento histórico”, declarou o Presidente iraquiano, Barham Salih. “Tenho a honra de convidar oficialmente Sua Santidade a visitar o Iraque, berço da civilização e lugar de nascimento de Abraão”, escreveu, numa carta enviada ao Papa.

Violência e ébola ameaçam populações na RD Congo, denunciam religiosos

Mais de 1.300 pessoas terão morrido vitimadas pelo vírus Ébola na região do Kivu-Norte, no nordeste da República Democrática do Congo, segundo as informações mais recentes avançadas pela Cáritas Congo. O facto está a assustar as populações da área, de acordo com relatos de missionários católicos citados pelas Obras Missionárias Pontifícias.

Rémi Brague em Lisboa: A Europa é um aqueduto (entrevista)

Rémi Brague, filósofo francês e especialista em filosofia árabe e judaica medieval, está nesta terça-feira, dia 21, em Lisboa. Às 18h30, profere uma conferência na Universidade Católica (auditório Cardeal Medeiros, edifício da Biblioteca João Paulo II), sobre o tema Europa, que cultura? Que futuro? (entrada livre). Nesta entrevistam defende a ideia de aqueduto para definir a Europa.

Ensaio: O Cardeal da Mudança na Revolução de Abril

«Onde é que você estava no 25 de Abril?» A pergunta de Baptista Bastos poderia ser feita, 45 anos depois, ao então patriarca de Lisboa, D. António Ribeiro.
Sem querer esgotar a interpretação e a problemática em observação, ao celebrar a efeméride do 45º aniversário da Revolução dos Cravos propomo-nos revisitar aqueles meses de 1974 pela mão de António Ribeiro, tentando delinear o seu pensamento com base nas comunicações que profere como bispo de Lisboa.

Síria: a crise de refugiados em números

Qual a real dimensão da guerra na Síria? A Ajuda à Igreja que Sofre, instituição católica internacional dependente do Vaticano, produziu um conjunto de infografias sobre a emergência social que se vive no país. O 7MARGENS apresenta a seguir algumas delas, acrescentando alguns dados sobre a dura realidade vívida neste país. 

Mulheres entram pela primeira vez em templo hindu interdito

Na madrugada de quarta-feira, 26 de dezembro, Bindu e Kanaka Durga, 42 e 44 anos, tornaram-se as primeiras mulheres a entrar num templo hindu no estado de Kerala, Índia, após o Supremo Tribunal desse estado ter levantado, em setembro passado, a proibição que existia, noticiou o The Guardian.

Joaquín Martínez, inocente e condenado à morte

“Fui para o corredor da morte com 25 anos, em 1996. Quando fecharam a porta da minha cela e me vi sozinho, comecei a chorar. Não acreditava em Deus, sentia-me abandonado. Não podia compreender porque é que isto me tinha acontecido.” O relato é de Joaquín Martínez, 46...

O atraso que salvou pela segunda vez o judeu Judah Samet

Por ter estado a falar com a empregada doméstica, Judah Samet, 80 anos, um judeu húngaro sobrevivente do Holocausto, chegou atrasado à sinagoga, escapando à morte certa: sábado passado, 27 de Outubro, a pequena cidade de Squirell Hill, em Pittsburgh, na...

Verão no 7MARGENS

Verão no 7MARGENS

Durante as próximas semanas e até ao início de Setembro o 7MARGENS abrandará ligeiramente o ritmo de publicação. Isto significa, essencialmente, que pode haver dias em que não vai receber a habitual newsletter diária.
Faremos um esforço, de qualquer modo, por manter viva a secção Entre Margens, com opinião de diferentes colaboradores/as, bem como de tentar marcar presença com várias notícias, comentários, reportagens ou entrevistas.

Apoie o 7 Margens

Breves

Núncio que era criticado por vários bispos, deixa Lisboa por limite de idade

O Papa Francisco aceitou nesta quinta-feira, 4 de Julho, a renúncia ao cargo do núncio apostólico (representante diplomático) da Santa Sé em Portugal, Rino Passigato, por ter atingido o limite de idade determinado pelo direito canónico, de 75 anos. A sua acção era objecto de críticas de vários bispos, embora não assumidas publicamente.

Inscreva-se aqui
e receba as nossas notícias

Boas notícias

É notícia 

Entre margens

A teologia das pedras

A tentação de lançar pedras sobre os outros é sempre maior do que a de nos colocarmos em frente a um espelho. Mas, cada vez que lançamos uma pedra contra alguém, no fundo estamos a magoar-nos a nós mesmos.

Um género de ideologia

Já houve quem escrevesse que a ideologia de género não existe. Já houve quem escrevesse que quem defende a igualdade de género esconde uma ideologia. Falemos, pois, da realidade e avaliemo-la à luz não de uma ideologia, mas de duas: a ideologia da igualdade e a ideologia dos que clamam contra a ideologia de género.

Cultura e artes

Três rostos para a liberdade

De facto, para quem o sabe fazer, o cinema é mesmo uma arte muito simples: basta uma câmara, um ponto de partida e pessoas que se vão cruzando e dialogando. E temos um filme, quase sempre um magnífico filme. Vem isto a propósito do último trabalho do iraniano Jafar Panahi: Três Rostos.

A potência benigna de Dietrich Bonhoeffer

O influente magistério de Dietrich Bonhoeffer, a sua vigorosa resistência ao nazismo e o singular namoro com Maria von Wedemeyer são três momentos da vida do pastor luterano que merecem uma peculiar atenção na biografia Dietrich Bonhoeffer. Teólogo e mártir do nazismo, da autoria do historiador italiano Giorgio Cavalleri. A obra, publicada pelas Paulinas em Maio, permite agora que um público mais vasto possa conhecer aquele que é geralmente considerado como um dos mais influentes teólogos do século XX.

Festa de Maria Madalena: um filme para dar lugar às mulheres

A intenção do autor é dar lugar às mulheres. Não restam dúvidas, fazendo uma leitura atenta dos quatro Evangelhos que Jesus lhes dá o primeiro lugar. A elas, anuncia-lhes quem é Ele, verdadeiramente. Companheiras de Cristo, continuarão a sua missão, juntamente com os homens. Anunciando, tal como eles, a Paixão e a Ressurreição de Jesus Cristo; curando, baptizando em nome do Senhor. Tornando-se diáconos. Sabe-se, está escrito. Mas, nos Actos dos Apóstolos, elas desaparecem sem deixar rasto.

Mãos cheias de ouro, um canudo e uma intensa criatividade

Na manhã de 7 de Julho, a UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura) inscreveu o Convento de Mafra, o santuário do Bom Jesus de Braga e o Museu Nacional Machado de Castro, em Coimbra, na sua lista de sítios de Património Mundial. Curta viagem escrita e alguns percursos falados, como forma de convite à viagem para conhecer ou redescobrir os três novos lugares portugueses do Património da Humanidade.

Sete Partidas

A Páscoa em Moçambique, um ano antes do ciclone – e como renasce a esperança

Um padre que passou de refugiado a conselheiro geral pode ser a imagem da paixão e morte que atravessou a Beira e que mostra caminhos de Páscoa a abrir-se. Na região de Moçambique destruída há um mês pelo ciclone Idai, a onda de solidariedade está a ultrapassar todas as expectativas e a esperança está a ganhar, outra vez, os corações das populações arrasadas por esta catástrofe.

Visto e Ouvido

"Correio a Nossa Senhora" - espólio guardado no Santuário começou a ser agora disponibilizado aos investigadores

Agenda

Parceiros

Fale connosco