Estado, Política e Religiões

Responsável também pelas obras no Mar da Palha

José Sá Fernandes preside a Grupo de acompanhamento da JMJ 2023 novidade

O governo português anunciou a criação de um Grupo de Projeto com vista a acompanhar e agilizar todas as questões relacionadas com o “acompanhamento, em termos operacionais, dos trabalhos de preparação deste evento”. “Considerando a diversidade, a complexidade, a natureza e a dimensão das ações a desenvolver no âmbito da preparação da JMJ 2023, o Governo, através Resolução do Conselho de Ministros n.º 45/2021, criou um Grupo de Projeto para assegurar o acompanhamento”, pode ler-se no comunicado de imprensa a que o 7Margens teve acesso.

Nicarágua

Sétimo pré-candidato à presidência detido por Daniel Ortega novidade

O governo da Nicarágua prendeu o sétimo pré-candidato da oposição à presidência, abrindo caminho para a reeleição do autoritário presidente Daniel Ortega, um ex-guerrilheiro de 75 anos que governa o país desde 2007. Durante a sua gestão, Ortega acabou com grande parte da imprensa independente da Nicarágua, perseguiu opositores e, em, 2014, mudou as regras sobre reeleição, possibilitando que ele siga no poder. Em junho, seu regime chegou a prender quatro pré-candidatos numa semana.

Bispo de Díli já pediu

Uma universidade católica para breve em Timor

Uma universidade católica pode nascer dentro de poucos meses – três a seis – se o Ministério do Ensino Superior, Ciência e Cultura (MESCC) der luz verde ao pedido apresentado pelo Instituto Religioso Católico, da arquidiocese de Díli. Essa é, pelo menos, a garantia dada por um funcionário governamental citado pelo Vatican News nesta quarta-feira, 21 de Julho.

Bispos de Cuba

“Não podemos fechar os olhos ou desviar o olhar como se nada estivesse a acontecer.”

Os bispos católicos de Cuba emitiram esta semana um comunicado em que pedem o fim dos confrontos no país, mas referem que a “imobilidade” não resolve problemas, reconhecendo “que o povo tem o direito de expressar as suas necessidades, anseios e esperanças” e expressar-se publicamente contra “algumas medidas que foram tomadas e que o afetam seriamente”. E sublinham, logo no início do documento: “não podemos fechar os olhos ou desviar o olhar como se nada estivesse a acontecer”.

Relatórios da ICC e do UCF

Perseguição a cristãos aumenta na Birmânia e na Índia

Os cristãos e as minorias étnicas na Birmânia enfrentam uma opressão crescente desde que a Junta militar derrubou o Governo civil em 1 de Fevereiro e tomou conta do poder. Um relatório da ICC (International Christian Concern), organização não-governamental de monitorização das perseguições religiosas, revela detalhes da perseguição aos cristãos em áreas onde a opressão tem sido a regra, em mais de cinco décadas de governo militar.

Missionários redentoristas denunciam

Emigrantes haitianos proibidos de andar de transportes nas Honduras

“As imagens são muito impressionantes: na estrada de Trojes, vemos muita gente a caminhar para Tegucicalpa [capital das Honduras], que o governo hondurenho proibiu de entrar nos meios de transporte, obrigando-os a andar a pé enormes distâncias… Muitas são mulheres grávidas com crianças ao colo”. O testemunho é do padre Oscar Danilo Orozco Martínez, missionário redentorista a trabalhar naquela região, e é apenas um entre os inúmeros que têm sido partilhados nas redes sociais da congregação e divulgados esta terça-feira, 7, pela agência Fides. Referem-se aos emigrantes vindos do Haiti, que procuram chegar aos Estados Unidos da América.

100 mil obrigados a mendigar

Senegal recruta professores para escolas corânicas para evitar tráfico e mendicidade de crianças

O Estado senegalês quer recrutar uma centena de professores para as escolas corânicas, com o objectivo de encontrar pessoas que garantam o combate aos abusos nestes estabelecimentos de ensino.

A decisão surge num contexto em que há frequentes denúncias de abusos em escolas conhecidas como daaras. O imã Mouhamadou Makhtar Kanté diz que essa pode ser uma forma de resolver o problema da mendicidade, a que muitas crianças que residem nessas escolas são obrigadas.

Memória

JOÃO

mesmo que todos o saibamos,
mesmo que as palavras pareçam muito evidentes e estupidamente pequenas, não devemos deixar de dizer que o João era uma pessoa especial em todos os sentidos
um homem brilhante, intelectualmente superior, de grande integridade,
tão cerebral quanto emotivo e sensível
um visionário, um estratega com um espírito de missão
um humanista convicto e um homem de fé, uma fé adulta e consequente.

Rede de arquivos religiosos consolida-se

Padres com contratos a prazo, caixas com 100 anos e um protocolo para não andar aos papéis

Caixas de arquivo abertas 110 anos depois ou padres contratados a prazo. Histórias de documentação muitas vezes desorganizada ou mal arrumada ou que nem se sabe onde anda. Para evitar que se ande aos papéis, sete instituições assinam na sexta-feira um compromisso que permite constituir a Rede de Arquivos de Instituições Religiosas.

Ação em Paris e Berlim

Repórteres Sem Fronteiras simula “funeral” do Apple Daily

Representantes da organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) encenaram nesta sexta-feira, 25, diante das embaixadas da China em Paris e Berlim, o enterro simbólico do Apple Daily, o jornal de Hong Kong que, na véspera, foi obrigado a fechar depois de as autoridades terem detido o seu proprietário e vários editores e jornalistas, e congelado os bens da empresa.

Aborto

Parlamento Europeu debate direitos sexuais

O Parlamento Europeu vota nesta quinta-feira, 24 de junho, o Relatório Matić “sobre a situação da saúde e dos direitos sexuais e reprodutivos na UE no contexto da saúde das mulheres”. O documento contém recomendações controversas que têm sido alvo de críticas frontais por parte do secretariado da Comissão das Conferências Episcopais da União Europeia (Comece), de vários bispos católicos e de movimentos pró-vida.

Um século depois

Nomeado rabi das Forças Armadas alemãs

Depois de um século sem assistência religiosa, os militares alemães judeus podem contar com Zsolt Balla, nomeado esta semana rabi das Forças Armadas alemãs. O rabi Balla, de 48 anos, foi proposto pelo Conselho Central Judeu e retoma uma tradição que havia sido interrompida com a ascensão de Hitler ao poder.

20 anos da Lei da Liberdade Religiosa

Religiões também querem comemorar 50 anos do 25 de Abril

Ao comemorar os 20 anos da Lei de Liberdade Religiosa, de que o próprio foi o impulsionador político, José Vera Jardim abriu o livro das reclamações a apresentar ao Governo. Diante da ministra da Presidência, o responsável disse o que falta fazer para concretizar melhor a lei. As religiões, que fazem um balanço muito positivo da aplicação do diploma legal, querem que também elas “possam contribuir para a preparação e celebração dos 50 anos do 25 de Abril”.

20 anos do novo regime legal

A lei da liberdade religiosa é boa e recomenda-se, mas ainda tem muito por concretizar

Vinte anos depois, o que trouxe a Lei da Liberdade Religiosa (LLR), promulgada a 22 de Junho de 2001, faz nesta terça-feira precisamente duas décadas? Uma conferência na tarde desta terça-feira, 22 de Junho (que pode ser acompanhada por transmissão digital), quando se completam 20 anos da lei, fará o ponto de situação e procurará debater o que falta fazer. O 7MARGENS antecipa o debate.

Aborto e comunhão

Bispos dos EUA afastam-se do Papa por causa de Biden

A Conferência dos Bispos dos Estados Unidos (USCCB, da sigla em inglês) aprovou, por esmagadora maioria (168 votos contra 55, perto de três quartos dos votantes), avançar de imediato para a elaboração de um documento sobre a comunhão. Em causa está a possibilidade de sancionar políticos católicos que defendam a possibilidade da livre escolha numa matéria como o aborto, interditando-os de poder comungar.

EUA

Batistas descolam de Trump (por pouca margem)

A Convenção Batista do Sul (CBS), a maior denominação protestante/evangélica dos Estados Unidos da América (EUA), acaba de eleger um novo presidente que representa uma certa rutura com a extrema-direita que tem predominado nos últimos anos.

Missionário em Timor

Padre João Felgueiras, 100 anos: várias memórias e três imagens

O padre João Felgueiras, padre jesuíta e missionário em Timor-Leste desde 1971, atravessou a época colonial portuguesa (até 1975), a ocupação indonésia (1975-1999) e os anos da independência (2002 até hoje). Completando 100 anos neste 9 de Junho (viveu 50 anos em Portugal e outros 50 em Timor-Leste), o jesuíta foi o centro de uma pequena homenagem em Díli, que incluiu a publicação de um livro com vários depoimentos. Dele se extraem vários elementos que a seguir se coligem acerca da vida deste homem e padre que, durante a ocupação indonésia, apoiou a resistência timorense e que chegou a enviar recados para os políticos portugueses (ver texto de Adelino Gomes no final).  

Palestina: uma luz sobre a resistência

Admiro, desde sempre, a resistência do povo palestiniano, que considero profundamente inspiradora da esperança num mundo melhor. Acompanho-a com particular intensidade desde 2003, depois de esbarrar de frente com a história da Rachel Corrie, ativista e voluntária do International Solidarity Movement.

Igreja Católica

Papa Francisco cria nunciatura na Arménia

  O Papa Francisco vai criar uma nova nunciatura na Arménia, país que até agora partilhava a nunciatura com a Geórgia. A notícia foi avançada esta quarta-feira, 2 de junho, pela revista Família Cristã. Em declarações àquela publicação, o atual núncio apostólico...

Por causa de Joe Biden

Carta do Vaticano divide os bispos dos Estados Unidos

As divisões entre os bispos dos Estados Unidos vieram para a praça pública, nos últimos dias, ainda a propósito das diretrizes sobre a dignidade da comunhão, que o episcopado planeara aprovar na sua próxima assembleia, em junho. Em pano de fundo, as posições do católico Presidente Biden acerca da possibilidade legal do aborto.

Relatório americano sobre liberdade religiosa aponta o dedo à Arábia Saudita e à Índia

Na apresentação, nesta quinta-feira, 12 de maio, do 23º Relatório sobre a Liberdade Religiosa no Mundo, o Secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, chamou a atenção para “a onda de antissemitismo que cresce no mundo, incluindo aqui, nos Estados Unidos, e também em toda a Europa”. É, tal como o “ódio antimuçulmano que ainda é generalizado em muitos países”, “uma ideologia perigosa a que nos devemos opor” – referiu Blinken.

Instituições de solidariedade têm sido parente pobre nos apoios da pandemia, diz cardeal Marto

O sector social “tem sido o parente pobre” dos apoios sociais ligados à pandemia, e as ajudas do Estado não têm sido suficientes para evitar a insolvência de muitas Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS), disse o cardeal António Marto, bispo de Leiria, na tarde desta quarta-feira, 12 de Maio, na conferência de imprensa que marcou o início da peregrinação aniversária de 13 de Maio.

Índia não respeita direitos humanos, mas cimeira com UE foi profícua, dizem jesuítas e Amnistia

É preciso dizer à opinião pública que os direitos humanos não são, neste momento, respeitados na Índia”, diz o padre jesuíta José Maria Brito. O que ficou enunciado acerca dos direitos humanos na declaração final da cimeira dos líderes da União Europeia com o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, “não corresponde ao que acontece na Índia, de uma forma sistemática e prolongada no tempo; e não tem havido sinais por parte do Governo indiano de que isso vá mudar”.

Cuidados de saúde: Biden assegura não discriminação contra pessoas LGBTQ

Todos os prestadores de cuidados de saúde que recebam financiamentos da Administração americana não poderão negar os seus serviços a pessoas LGBTQ, anunciou nesta segunda-feira, 10 de maio, a Casa Branca. A proibição aplica-se também às seguradoras do ramo vida e inclui de forma explícita a referência a pessoas transgénero.

UE: Cipriota Christos Stylianidis velará pela liberdade religiosa

“Agradeço profundamente ao Colégio de Comissários da Comissão Europeia pela minha nomeação como Enviado Especial para a promoção da liberdade de religião ou crença fora da União Europeia”. Foi assim que o político cipriota Christos Stylianidis reagiu à escolha do seu nome para dar continuidade a uma função que tinha sido interrompida em 2019 e que alguns entendiam não ser imprescindível.

Vigília iluminará Palácio de Cristal e redes sociais a pedir respeito pelos direitos humanos na Índia

O largo de entrada dos jardins do Palácio de Cristal, no Porto, é o cenário que a Amnistia Internacional (AI) escolheu para uma vigília que decorre na noite de quinta-feira, 6, a partir das 21h. O objectivo da iniciativa, à qual entretanto se juntaram os padres jesuítas, é “acender uma vela para iluminar o silêncio” sobre o desrespeito pelos direitos humanos na Índia.

Mais de 30 organizações pedem envio urgente de ajuda humanitária para Cabo Delgado

Um mês depois de terem lançado nas redes sociais o apelo “Cabo Delgado não pode esperar”, 36 organizações da sociedade civil insistem no envio de ajuda humanitária para Cabo Delgado. Desde há um mês, estas organizações – de defesa dos direitos humanos, religiosas, de ajuda humanitária, de cooperação e desenvolvimento – começaram a publicar apelos diretos, nas redes sociais, para que a população de Cabo Delgado tenha o apoio de que necessita.

Amnistia quer iluminar no Porto o silêncio que a Índia impõe aos direitos humanos

“Vamos iluminar o silêncio imposto na Índia” é o lema proposto pela Amnistia Internacional (AI) – Portugal para uma vigília que pretende alertar para a degradação da situação dos direitos humanos na Índia. A iniciativa terá o seu centro no Porto, na noite de 6 de Maio, antevéspera da cimeira União Europeia (UE) – Índia, mas pode ter a participação de qualquer pessoa a partir de sua própria casa.

Pandemia não travou crescimento dos gastos militares no mundo

  Apesar da pandemia, as despesas militares à escala internacional atingiram, no último ano, 1,98 biliões de dólares (quase dois milhões de milhões), crescendo 2,6 por cento relativamente ao ano de 2019, segundo os novos dados publicados esta segunda-feira, 26,...

Joe Biden rompe com antecessores e reconhece assassinato em massa dos arménios como “genocídio”

O Presidente dos Estados Unidos da América, Joe Biden, reconheceu que o massacre dos arménios pelo Império Otomano em 1915 foi um “genocídio”, noticiou o diário The Washington Post na tarde deste sábado, 24. A Casa Branca, refere o jornal, tinha sempre evitado usar a designação para não prejudicar as relações dos Estados Unidos da América com a Turquia.

“Alguma coisa de tão forte dentro de nós”: Maria Natália Duarte Silva Teotónio Pereira (1930-1971)

Inspirou-se num excerto da Carta aos Romanos para propor uma comissão de apoio aos presos políticos. Desejava que a sua vida fosse uma aventura e envolveu-se em dezenas de iniciativas de oposição à ditadura. Natália Duarte Silva morreu prematuramente há 50 anos, que se completam neste dia 23, antes de ver chegar a liberdade e a democracia pelas quais lutava. À filha Luísa, que aqui a evoca, escreveu que antes de passar qualquer coisa ao papel, é preciso senti-la fortemente dentro de nós.

Arcebispo de Colombo contra clima de desconfiança entre religiões

Os atentados do Domingo de Páscoa de 2019 que fizeram 269 mortos e mais de 500 feridos em três igrejas e três hotéis de luxo do Sri Lanka “revelaram-nos a doença que está crescendo” no país, a doença “da desconfiança entre raças e entre religiões” e a “necessidade de todos nos unirmos”, declarou o arcebispo de Colombo, cardeal Malcom Ranjith.

Pequim aumenta repressão sobre a igreja católica

As autoridades chinesas da cidade de Zhaoxian (a 280 km de Pequim, na província de Hebei) fecharam na semana passada o orfanato Liming Zhi Jia das Irmãs do Menino Jesus, deixando várias dezenas de órfãos desfavorecidos e crianças deficientes em perigo sem apoio vital.

Condenado o homicida de George Floyd, falta superar o “racismo sistémico”

Foi com alívio, sentido de justiça e lágrimas que a condenação do polícia que matou George Floyd foi recebida. Pela comunidade negra, naturalmente, mas também por uma boa parte dos cidadãos norte-americanos, a começar pelo seu presidente e ainda os representantes de várias confissões religiosas. “Agora já podemos respirar!” – foi a frase emblemática de um familiar.

Dois terços da população mundial sujeitos a violações da liberdade religiosa

Dois terços da população do mundo, num terço dos países, vivem situações de discriminação ou perseguição por causa da sua fé religiosa. A situação piorou nos últimos dois anos, diz o Relatório sobre a Liberdade Religiosa no Mundo, divulgado na manhã desta terça-feira, 20. Os cristãos continuam a ser o grupo mais perseguido e a pandemia ajudou a agravar a situação. Chaves de leitura do documento.

Covid-19: o impacto e o debate sobre a liberdade religiosa

O aparecimento de teorias da conspiração na internet, atribuindo a judeus, muçulmanos ou cristãos as culpas pela pandemia, foi um dos factores negativos da situação provocada pela covid-19. Mas o novo coronavírus também levou a aspectos positivos na colaboração inter-religiosa. Um balanço. 

Bispos de Moçambique: É da responsabilidade do Governo estancar a violência

Uma declaração com um diagnóstico cáustico da situação em Moçambique. Os bispos católicos do país publicaram nesta sexta-feira, 16 de Abril, um documento onde, sem criticar directamente o Governo, dizem que os decisores políticos têm de resolver o problema da falta de perspectivas para os jovens, principal causa da violência. Mas também a fome e a ausência de condições de vida digna são problemas a enfrentar.

China quer que clérigos tenham amor pelo Partido Comunista

Novo decreto governamental é “mais uma medida totalitária para limitar a liberdade religiosa”, acusa organização de direitos humanso. O decreto aplica-se a todas as religiões, ou seja, lamas budistas, clérigos cristãos, imãs muçulmanos e outros líderes religiosos.

Ex-bispo de Pemba acusa Governo de Moçambique de o ter ameaçado de morte

Numa entrevista ao jornal italiano La Repubblica, o bispo, que em Fevereiro deixou a diocese e regressou ao Brasil por insistência do Papa, diz que o Governo negou desde o início a importância do que se passou. Quando o conflito e o perigo se tornaram evidentes, o Executivo proibiu que se falasse sobre o assunto, diz.

Junta militar da Birmânia condena à morte 19 opositores

A situação na Birmânia continua a degradar-se, na sequência do golpe militar de 1 de fevereiro último. Este domingo surgiram notícias de que a Junta no poder condenou à morte 19 ativistas opositores. Ao mesmo tempo, os indicadores económicos revelam que a situação do país está a piorar.

Arcebispos de Cantuária e de Westminster criticam corte na ajuda humanitária

É uma tomada de posição conjunta muito pouco frequente: o arcebispo de Cantuária e primaz da Igreja Anglicana, Justin Welby, e o cardeal Vincent Nichols, arcebispo de Westminster e presidente da Conferência Episcopal [católica] de Inglaterra e Gales, publicaram na edição de 6 de abril do Evening Standard uma carta aberta em que criticam asperamente a decisão do Governo do primeiro-ministro Boris Johnson de suspender a ajuda humanitária a vários países.

O Êxodo truncado da “Bíblia dos Escravos” nos EUA

A eleição do primeiro senador negro do estado da Georgia (EUA) é simbólica das divisões que têm atravessado os cristãos – nomeadamente os baptistas – nos Estados Unidos. No fundo, os descendentes dos escravos negros ainda estão a lutar pelo texto completo do livro do Êxodo, que lhes foi censurado na “Bíblia dos Escravos” de 1807 – e a fazer frente aos derrotados na guerra civil do séc. XIX, que estão de regresso.

Índia: Tribunal especial recusa caução a padre jesuíta Stan Swamy

O jesuíta Stan Swamy, de 84 anos, vai continuar a aguardar julgamento na prisão, por decisão de um tribunal especial da Agência Nacional de Investigação (NIA – a organização de luta antiterrorista da India), que recusou a sua libertação mediante pagamento de caução. A deliberação, que vinha sendo adiada desde o início de fevereiro, foi conhecida esta terça-feira, 23, e “prova que o Governo continua a temer a voz de intelectuais dissidentes”, declarou à agência UCA News o advogado jesuíta, A.  Santhanam, que acompanha o processo.

Myanmar: Cardeal Bo incentiva jovens à luta pró-democracia não-violenta

Perante o constante aumento do número de mortos “podem começar a interrogar-se se a luta armada não será a melhor resposta à repressão e brutalidade que enfrentam diariamente”, porém “peço-vos para se manterem firmes e determinados na ação não-violenta” afirmou esta quarta-feira, 24 de março, o cardeal Charles Maung Bo, arcebispo de Rangum, num apelo público dirigido aos jovens de Myanmar.

Filipinas: Dois padres na grande coligação para derrubar o Presidente Duterte

Dois eminentes padres das Filipinas, um jesuíta e um da congregação de La Salle, integram uma nova formação política criada para impedir que o Presidente Duterte e os seus aliados ganhem as eleições presidenciais e legislativas do próximo ano. A coligação formada por figuras da sociedade civil e políticos de relevo foi anunciada na quinta-feira, 18 de março, em conferência de imprensa realizada em Manila.

Francisco no Iraque, dia 2: O “regresso a casa” em Ur, e o terrorismo e violência como traições da religião

“Deus é misericordioso e a ofensa mais blasfema é profanar o seu nome odiando o irmão. Hostilidade, extremismo e violência não nascem dum ânimo religioso: são traições da religião. E nós, crentes, não podemos ficar calados, quando o terrorismo abusa da religião.” O segundo dia do Papa no Iraque incluiu um encontro histórico e um discurso que pode já ler-se como o mais importante de Francisco – até agora – nesta viagem.

CRC promove homenagem a Luís Salgado Matos

O Centro de Reflexão Cristã promove no próximo dia 10 de março um encontro de homenagem a Luís Salgado de Matos, falecido a 15 de fevereiro, autor com um largo contributo para o estudo da história religiosa contemporânea com muitas obras e artigos.

“Situação alarmante” na Etiópia, com relatos de centenas de mortos

“A situação no norte da Etiópia é alarmante”, diz Regina Lynch, directora de projectos da Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) a nível internacional, que descreve “centenas de cidadãos a ser mortos na região de Tigray”, que está com comunicações muito precárias, sem telefone nem internet e praticamente isolada do resto do mundo há três semanas.

Israel: judeus ultraortodoxos comprometem combate à pandemia

Israel está a defrontar-se com um problema grave: ficar refém da recusa dos ultraortodoxos judeus a vacinar-se. O esforço feito de vacinar rapidamente a população, que colocou o país na liderança mundial, com perto de um terço da população vacinada, pode deste modo vir a ser afetado.

Embaixada da Índia em Lisboa (não) responde ao apelo pela libertação do padre Swamy, enquanto crescem acusações de desrespeito pelos direitos humanos no país

Uma (não) resposta da Embaixada da Índia em Portugal à carta que pedia a libertação do padre Stan Swamy, acusado de terrorismo. Um centro católico invadido e uma igreja protestante destruída. Na Índia, crescem sinais de intolerância religiosa e de desrespeito pelos direitos humanos. Um relatório da Open Doors diz que o país é já um dos casos mais graves na Ásia. 

Bispos enviam a Joe Biden plano para acolher imigrantes

Cinco bispos de dioceses católicas americanas junto à fronteira com o México enviaram uma carta ao Presidente Joe Biden em que apresentam os contornos do que deve ser um plano de acolhimento dos imigrantes baseado nos apelos que o Papa Francisco tem repetidamente feito.

Comissão Justiça e Paz de Coimbra critica Governo por não assinar Tratado contra Armas Nucleares

“É um começo de caminho, mas é, simultaneamente, um passo gigantesco para a Humanidade”, diz a Comissão Diocesana Justiça e Paz (CDJP), de Coimbra, a propósito da entrada em vigor do Tratado de Proibição das Armas Nucleares, que se assinalou sexta-feira passada, dia 22 de Janeiro, e pela qual manifesta o seu “júbilo” e, ao mesmo tempo, a “profunda desaprovação” da posição de Portugal, que não subscreveu o documento.

Manifesto de 140 cristãos defende Evangelho contra discursos xenófobos e de ataque aos pobres (Documento)

“Como cristãos sentimos a necessidade de exprimir uma forte oposição a qualquer projecto político assente em princípios xenófobos, racistas, homofóbicos, autoritários e de ataque aos pobres”, diz um manifesto assinado por 139 cristãos de diferentes origens, e entre os quais se contam professores universitários (incluindo da Universidade Católica), dirigentes de movimentos e instituições religiosas e outros.

Bispos dos EUA divididos pela Presidência Biden

O aborto e uma declaração “irreflectida” do presidente do episcopado dos EUA, José Gomez, provocou uma tempestade entre diferentes bispos do país, a propósito da posse do Presidente Joe Biden e da questão do aborto. No meio, ainda apareceu a posição do Papa, que usa uma linguagem bem diferente da de Gomez. Uma declaração “muito infeliz”, comenta-se no Vaticano. 

Invocação das vítimas de covid e missa virtual para a inauguração do Presidente Biden

O cardeal Wilton Gregory, arcebispo de Washington, capital federal dos Estados Unidos, invocará nesta terça-feira em Washington as quase 400 mil vítimas de covid-19 que já morreram no país. Às 17h30 locais (22h30 em Lisboa), 400 luzes iluminarão o Lincoln Memorial Reflecting Pool, uma por cada mil vítimas. Outros lugares e edifícios simbólicos do país, como o Empire State Building em Nova Iorque e a Space Needle em Seattle, também serão iluminados, noticia o Washington Post.

Eurodeputados pedem libertação imediata do jesuíta preso há 100 dias na Índia

Uma carta de 21 deputados do Parlamento Europeu dirigida ao primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, e ao embaixador da Índia junto da União Europeia, pede a libertação imediata do padre jesuíta Stan Swamy, de 83 anos, preso há 100 dias, acusado de terrorismo. Os jesuítas e várias organizações de defesa dos direitos humanos dizem que ele foi detido por defender as tribos mais pobres da Índia.

Mais de 340 milhões de cristãos “fortemente perseguidos” no mundo em 2020

Todos os dias, 13 cristãos morrem por causa da sua fé, 12 são detidos injustamente e cinco são sequestrados. O número de cristãos perseguidos em todo o mundo aumentou de 260 milhões, em 2019, para mais de 340 milhões em 2020, confirmando a tendência de crescimento dos últimos anos, a qual foi acentuada pela pandemia de coronavírus, revela o relatório da ONG Open Doors (Portas Abertas), divulgado esta quarta-feira, 13 de janeiro.

As igrejas cristãs, o trumpismo e o assalto ao Capitólio (1)

O que se passou nesta semana, com o assalto planeado ou pelo menos induzido ao Congresso dos Estados Unidos, do ponto de vista da “invocação do nome de Deus” e da instrumentalização da fé para uma missão definida pelo ainda atual ocupante da Casa Branca? Uma análise do 7MARGENS que, numa segunda parte, procurará dar a conhecer diferentes leituras sobre os dramáticos acontecimentos por parte de algumas confissões e responsáveis religiosos.

Deputados agradecem a oferta do “texto luminoso” da encíclica do Papa sobre a fraternidade

Um grupo de católicos – a que se juntou um representante da Comunidade Islâmica – ofereceu a cada um dos 230 deputados portugueses um exemplar da encíclica do Papa Francisco, Fratelli Tutti, sobre a fraternidade e amizade social. Os deputados agradeceram o “texto luminoso”, os ofertantes quiseram, com o gesto, “contribuir para a dignificação da política”. 

Cáritas Europa apela às instituições da UE que ratifiquem a Convenção Europeia dos Direitos do Homem

Pode parecer estranho mas, 70 anos depois da sua adopção, a Convenção Europeia dos Direitos do Homem ainda não foi ratificada pelas instituições da União Europeia (UE). Embora tenha sido adoptada pelo Conselho da Europa, a Cáritas Europa e a Cáritas Portuguesa encaram com preocupação a ausência da UE entre os seus signatários, avisando para os “tempos difíceis” que se estão a viver, no que aos direitos humanos diz respeito.

Padre jesuíta preso na Índia deve ser libertado, apela a AIS

O padre jesuíta Stan Swamy, detido desde 8 de Outubro por alegadas actividades ilegais, deve ser libertado imediatamente pelas autoridades da Índia, apela o presidente executivo internacional da fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS). “Defendemos a libertação deste padre que passou os últimos 40 anos a trabalhar com tribos indígenas (Adivasi) no estado indiano de Jharkhand.

Legalização do aborto na Argentina: “Para resolver um problema, é justo contratar um assassino?”, pergunta o Papa

O Papa escreveu esta semana uma carta dirigida às “mujeres de las villas”, uma rede de mulheres que, desde 2018, luta contra as tentativas de legalização do aborto na Argentina. Na sequência da missiva que estas lhe tinham enviado, pedindo o seu apoio numa altura em que um novo projeto de lei está em debate no país, Francisco sublinha que, na reflexão sobre o aborto, é necessário colocar duas questões: “Para resolver um problema, é justo eliminar uma vida humana? É correto contratar um assassino?”.

Espanha: Milhares protestam contra nova lei da educação “laicista”

Milhares de carros encheram as ruas de diversas cidades espanholas este domingo, 22 de novembro, para protestar contra a nova lei da educação, que passou na passada quinta-feira no Congresso espanhol por apenas um voto. A manifestação foi organizada pela plataforma Más Plurales, que considera que a lei aprovada “desvaloriza o ensino da disciplina de Religião na escola” e constitui uma “agressão à liberdade de consciência, a favor da imposição de uma ideologia laicista imprópria de um Estado não confessional”, conforme pode ler-se no seu manifesto.

Famílias bahá’ís vítimas de rusgas policiais em várias cidades do Irão

Na manhã deste domingo, 22 de novembro, membros das forças de segurança iranianas realizaram rusgas em dezenas de residências de famílias bahá’ís, em várias cidades do Irão. No decorrer destas operações foram confiscados objectos pessoais, telemóveis, computadores pessoais, livros e imagens religiosas; em alguns casos os agentes levaram todo o dinheiro que encontraram e cartões de identidade nacional.

Macron cria conselho de imãs para lutar contra a radicalização do islão

O Presidente francês Emmanuel Macron recebeu os dirigentes do Conselho Francês de Culto Muçulmano (CFCM) que, a seu pedido, apresentaram as linhas gerais de um conselho nacional de imãs. O órgão ficará responsável por avaliar os imãs que oficiam no país e retirar a autorização àqueles que pregam uma doutrina radical.

Posição de Biden a favor do aborto legal faz sentir bispos dos EUA numa “situação difícil”

As posições do Presidente eleito dos EUA, Joe Biden, sobre imigração, ajuda aos refugiados, justiça racial, pena de morte e alterações climáticas dão aos bispos católicos do país “razões para acreditar que a sua fé o levará a apoiar algumas boas medidas”, de acordo com o presidente da Conferência dos Bispos Católicos dos Estados Unidos (USCCB, na sigla em inglês). Mas o episcopado está de tal modo preocupado com as posições do segundo Presidente católico do país sobre o aborto legal que decidiu criar um grupo de trabalho para tratar o tema. 

Reino Unido: Bispos anglicanos pressionam governo a assinar tratado anti-nuclear

Mais de 30 bispos da Igreja de Inglaterra, entre eles Justin Welby, arcebispo de Cantuária, e Stephen  Cottrell, arcebispo de York, assinaram uma carta apelando ao Governo britânico que adira ao Tratado Internacional de Proibição de Armas Nucleares, o qual atingiu no mês passado as 50 ratificações necessárias para entrar formalmente em vigor, a partir de 22 de janeiro.

Bispos admitem Natal confinado, mas dizem que é seguro ir à igreja

O presidente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), D. José Ornelas, disse este sábado, 14, em Fátima, que é “seguro” celebrar nas igrejas católicas, mas admitiu a possibilidade de o Natal ser celebrado com limitações. “Não pode ser a grande família” e isso é “um drama, mas para que os nossos avós cheguem ao próximo Natal, se calhar é necessário que neste Natal não estejamos juntos”, afirmou

Líderes católicos dizem que aumentam campanhas e ataques nacionalistas contra cristãos na Índia

Grupos nacionalistas indianos têm vindo a promover campanhas contra as conversões religiosas, especialmente nas áreas habitadas pela população tribal, o que está a transformar-se numa ameaça para as comunidades cristãs locais. John Dayal, porta-voz da União Católica de toda a Índia, denunciou esta situação à fundação AIS, afirmando que não se trata de “uma campanha isolada nem repentina e certamente que não é recente”.

Brasil: Tribunal obriga ONG Católicas pelo Direito de Decidir a mudar de nome

Um tribunal de São Paulo proibiu a associação Católicas pelo Direito de Decidir, feminista e pró-aborto nos casos já previstos na lei (anencefalia, risco de morte da mãe e violação), de utilizar a palavra “católicas” no seu nome, alegando que a finalidade da instituição “revela incompatibilidade com os valores adotados pela Igreja Católica”, noticiaram vários meios de comunicação brasileiros.

Bispos franceses e britânicos contestam encerramento de igrejas

A decisão dos governos francês e britânico de encerrar as igrejas e proibir as celebrações com a presença de fiéis está a ser fortemente contestada pelos bispos católicos de ambos os países. Para o presidente da Conferência dos Bispos de França, Éric de Moulins-Beaufort, estas medidas “atentam contra a liberdade de culto”.

Cristãos e marxistas europeus debatem encíclica “Fratelli Tutti”

“Um passo mais para o esforço comum” no sentido do “compromisso com a transformação justa e fraterna da economia que gera pobres e desastre ecológico.” É isto que espera José Manuel Pureza, deputado do Bloco de Esquerda e antigo membro da Comissão Nacional Justiça e Paz, da Igreja Católica, sobre o vídeo-debate que, nesta terça-feira, dia 3, às 15h de Lisboa, juntará cristãos e marxistas europeus, tendo como pano de fundo a última encíclica do Papa Francisco, Fratelli Tutti (“Todos irmãos”).

Paquistão: Mães de jovens cristãs raptadas pedem ajuda à comunidade internacional

“Imploro-vos”, diz a mãe de Arzoo Masih, uma das duas meninas cristãs raptadas no Paquistão por homens muçulmanos e forçadas a casar, num vídeo divulgado esta quarta-feira, 28, pela Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS). “Faço um apelo à comunidade internacional, aos meios de comunicação social e aos governantes dos países do mundo inteiro para que ofereçam ajuda para a libertação da minha filha”. Ao seu lado, a mãe de Huma Younus, a outra menina sequestrada, deixa o mesmo apelo.

Vaticano e China: relações diplomáticas são o limite, liberdade religiosa tem de ser alargada

China e Vaticano anunciaram a renovação, por mais dois anos, do acordo provisório assinado em Setembro de 2018. O cardeal secretário de Estado diz estar consciente de que o documento não pretendia resolver todos os problemas. Agora, há que trabalhar não só pela unidade dos católicos chineses, mas também pela sua liberdade, dizem observadores. E, já agora, das restantes minorias religiosas.

Papa defende “uma lei de união civil” para os homossexuais

Num documentário, o Papa manifesta abertura às uniões civis de homossexuais. Já o fizera noutras ocasiões, mas agora fica dito de forma mais clara. Um indício de que pretende pelo menos o debate no interior da Igreja? Ou quer mesmo levar à mudança do pensamento católico oficial sobre o tema?…

Carta aos deputados pede que povo seja ouvido sobre a eutanásia

Os dinamizadores da “Iniciativa Popular de Referendo Sobre a (Des)Penalização da morte a pedido” escreveram uma carta aberta aos deputados, que nesta quarta-feira está a chegar ao Parlamento, pedindo-lhes que “em consciência, ouçam o povo que os elegeu”, traduzido nas 95.287 assinaturas recolhidas pela petição para a realização de um referendo.

Líderes religiosos do Azerbaijão condenam ataques da Arménia, arcebispo arménio acusa Turquia de usar o país para perpetrar “um terceiro genocídio”

Perante a escalada de hostilidades no conflito entre a Arménia e o Azerbaijão, que nas últimas semanas voltaram a disputar o enclave de Nagorno-Karabakh, vários líderes religiosos do Azerbaijão condenaram os ataques por parte da Arménia, que na semana passada atingiram uma área residencial em Ganja. Um arcebispo arménio aponta, por seu lado, responsabilidades à Turquia, acusando-a de usar o Azerbaijão para atacar a comunidade cristã da região.

Primeiro arcebispo anglicano de Inglaterra fora das nomeações de Boris Johnson para a Câmara dos Lordes

O Governo do Reino Unido, liderado por Boris Johnson, deixou de fora das nomeações para a Câmara dos Lordes o primeiro arcebispo negro da Igreja de Inglaterra (Comunhão Anglicana). John Sentamu, combatente incansável contra as injustiças sociais, perdeu direito ao lugar que ocupava na Câmara dos Lordes, um dos 26 atribuídos aos bispos da Igreja de Inglaterra como lordes espirituais.

Bispo católico acusa Presidente da Nigéria de não conter terror contra cristãos

O bispo católico de Sokoto (Nordeste da Nigéria), Matthew Kukah, critica duramente o Presidente do país, Mohammadu Buhari, acusando-o de não ser capaz de suster os grupos armados que têm provocado o terror e uma onda de violência entre a comunidade cristã nigeriana, sobretudo no norte do país, e que já causou mais de 36 mil mortos desde 2009 e mais de dois milhões de deslocados.

Religiões querem ser parceiras do G20

Chegou o momento de reconhecer formalmente o Fórum Inter-Religioso do G20 como uma plataforma oficial nas futuras cimeiras do G20. A recomendação é uma das conclusões do Fórum que reuniu representantes de diversas religiões antecedendo a reunião dos líderes políticos, prevista para 21 e 22 de Novembro, que será conduzida pelo rei Salman Al-Saoud, da Arábia Saudita.

Mais de 100 mil saíram à rua contra Lukashenko e têm o apoio das Igrejas evangélicas bielorrussas

Cumpriram-se este domingo, 27 de setembro, 50 dias consecutivos de manifestações contra Alexandr Lukashenko, que assumiu o sexto mandato como presidente da Bielorrússia apesar das inúmeras acusações de que a eleição do passado dia 9 de agosto foi fraudulenta. Só na capital, Minsk, foram mais de cem mil as pessoas que saíram à rua, mas os protestos estenderam-se a outras 21 cidades do país. As Igrejas Evangélicas bielorrussas fizeram questão de demonstrar o seu apoio aos manifestantes, divulgando uma “carta aberta ao povo bielorrusso”, em que pedem uma análise aos resultados das eleições e a realização de novo sufrágio caso se comprove que houve fraude.

Catholicos arménio acusa Turquia de envolvimento no conflito com o Azerbaijão, Papa pede diálogo entre as partes

“Pedi ao Papa Francisco para levantar a sua voz de modo a restaurar a justiça e a paz”, disse o Catholicos da Igreja Apostólica Arménia, Karekin II, antes da sua partida apressada para a Arménia, decidida por causa de novos conflitos no enclave de Nagorno-Karabach, Artsakh no histórico nome arménio da região disputada entre aquele país e o Azerbaijão.

“Basta. Parem estas execuções”, pedem bispos dos EUA a Trump

O arcebispo Paul Coakley, responsável pelo comité de Justiça Interna e Desenvolvimento Humano na conferência episcopal dos EUA (USCCB), e o arcebispo Joseph Naumann, encarregado das ações pró-vida no mesmo organismo, assinaram esta semana um comunicado onde pedem , perentoriamente, ao presidente Donald Trump e ao procurador-geral William Barr que ponham fim às execuções dos condenados à pena de morte a nível federal, retomadas em julho após uma suspensão de quase duas décadas.

Comunidade de Sant’Egidio e Estado Italiano assinam acordo para acolher 300 refugiados

A Comunidade de Sant’Egídio, uma organização católica com sede em Roma, e o Estado Italiano assinaram na tarde de terça-feira o acordo que reabre os corredores humanitários para Itália e permitirá a entrada legal e segura no país de 300 refugiados vindos da Grécia, nomeadamente da ilha de Lesbos, onde os recentes incêndios tornaram a situação de milhares de requerentes de asilo ainda mais difícil.

Ruth Bader Ginsburg: a juíza pioneira e “orgulhosamente judia” que provou que as mulheres não se medem aos palmos

O facto de tantos chamarem “gigante” a uma mulher que não media mais do que 1,55m diz muito sobre ela. Ruth Bader Ginsburg, que morreu esta sexta-feira aos 87 anos vítima de cancro no pâncreas, era a mais antiga juíza do Supremo dos Estados Unidos da América e será a primeira da história a merecer dois dias de exéquias, incluindo uma cerimónia no Capitólio, tal a legião de admiradores que conquistou ao longo do seu percurso como defensora da justiça, e em particular dos direitos das mulheres.

Bolsonaro vetou perdão fiscal às igrejas evangélicas

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, vetou parcialmente um projecto de lei para perdoar dívidas fiscais das igrejas ao Estado. A medida obrigaria o Governo brasileiro a renunciar a um montante de pouco mais de 139 milhões de euros, beneficiando na sua maioria as igrejas evangélicas.

Merkel diz-se “profundamente envergonhada” pelo aumento do antissemitismo na Alemanha

A chanceler alemã Angela Merkel confessou a sua tristeza perante o crescimento do racismo e antissemitismo na Alemanha. Durante a cerimónia que assinalou o 70º aniversário do Conselho Central de Judeus no país, realizada terça-feira, 15 de setembro, em Berlim, Merkel assumiu que, “apesar do florescimento do povo judeu” na Alemanha, os judeus nunca deixaram de ser objeto de discriminação.

China e Vaticano preparam-se para renovar acordo

O Secretário de Estado do Vaticano, o cardeal Pietro Parolin, e o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros da China, Zhao Lijian, confirmaram ambos a intenção de renovar o acordo provisório para a nomeação conjunta de bispos no país. O acordo inicial, assinado a 22 de setembro de 2018, expira em outubro.

Bielorrússia: Líderes religiosos pedem fim da violência, mas são acusados de envolvimento político e afastados

“Se dizemos que nos opomos à tortura, isso é política?”, perguntou o bispo auxiliar de Minsk, Yuri Kasabutsky, numa das suas recentes homilias. Para o recentemente reeleito presidente da Bielorrússia, Alexander Lukashenko, parece que sim. O arcebispo Tadeusz Kondrusiewicz, que apelou ao diálogo e reconciliação, continua sem autorização para entrar no país, acusado por Lukashenko de se ter “dedicado à política”.

China: acordo com Santa Sé foi “executado com sucesso”

O porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) da China afirmou que o acordo provisório entre o país e o Vaticano foi “executado com sucesso”. Quinta-feira, 10, em conferência de imprensa, o porta-voz Zhao Lijian, afirmou que, “com os esforços concertados de ambas as partes, o acordo provisório sobre a nomeação de bispos entre a China e o Vaticano tem sido executado com sucesso desde que foi assinado há cerca de dois anos”.

Soldados de Myanmar confessam crimes contra os rohingya muçulmanos

Dois ex-soldados do exército de Myanmar assumiram num vídeo a que o New York Times teve acesso esta terça-feira, 8 de março, ter participado no massacre da comunidade Rohingya em 2017. Um deles confessa que massacrou cerca de 30 Rohingyas, enterrando-os numa vala comum, e o outro afirma ter contribuído para “aniquilar cerca de 20 aldeias”.

Obra da Pastoral dos Ciganos diz que discurso “racista” de Ventura já devia ter “um processo em cima”

O director executivo da Obra Nacional da Pastoral dos Ciganos (ONPC), Francisco Monteiro, disse esta terça-feira, 8, à agência Lusa que as declarações do líder do Chega sobre os ciganos são hipócritas e ilegais, e que o Estado deve atuar contra o “discurso de ódio”. “Se a Justiça neste país funcionasse como deve ser, com as leis da União Europeia e as nossas sobre o racismo e o discurso de ódio, o responsável do Chega [André Ventura] já devia estar com um ‘processo em cima’”, afirmou.

Mais de metade dos presos na Índia são muçulmanos, dalits ou indígenas

Um estudo novo estudo realizado pelo Gabinete Nacional de Registos Criminais da Índia (NCRB, na sigla inglesa) revela que cerca de 52% das pessoas que se encontram atualmente detidas no país pertencem a grupos minoritários, particularmente muçulmanos, dalits (conhecidos como os “fora das castas”) e indígenas.

Catalunha: Projeto pioneiro introduz religião islâmica no ensino público

A comunidade autónoma espanhola da Catalunha é a primeira região do país a introduzir, já este ano letivo, a opção de frequentar a disciplina de religião islâmica nas escolas públicas. A medida, noticiada esta segunda-feira, 8 de setembro, pelo jornal Protestante Digital, começará por ser implementada nas escolas básicas e secundárias das regiões de Barcelona, Baix Llobregat, Girona e Tarragona.

Cardeal Parolin em Beirute: “Os libaneses estão sobrecarregados, exaustos e frustrados. Mas não estão sozinhos.”

O enviado do Papa ao Líbano, cardeal Pietro Parolin, chegou a Beirute esta quinta-feira, 3 de setembro, para viver junto do povo libanês o Dia Universal de Oração e Jejum convocado por Francisco. Num encontro com os líderes religiosos do país, recordou que a iniciativa do Papa obteve consenso em “muitos países de todos os continentes” e assegurou que o Líbano pode continuar a contar com a solidariedade do Vaticano.

Bielorrússia: bispos acusam governo de agir ilegalmente e exigem o “regresso imediato” do arcebispo de Minsk

Retido na fronteira com a Polónia na passada segunda-feira, 31 de agosto, quando regressava das celebrações em honra de Nossa Senhora de Częstochowa, o arcebispo de Minsk, Tadeusz Kondrusiewicz, continua sem autorização para entrar na Bielorrússia. O Conselho das Conferências Episcopais da Europa (CCEE) emitiu esta quarta-feira um comunicado em que pede o “regresso imediato a casa” do arcebispo e o “retomar do seu ministério episcopal”, enquanto a comissão episcopal do país acusa o governo de estar a agir ilegalmente.

Bispos católicos contra liberalização do aborto na Coreia do Sul e Equador

As conferências episcopais da Coreia do Sul e do Equador manifestaram publicamente o seu “não” às intenções de descriminalizar a prática do aborto nos respetivos países. Na Coreia do Sul, está em causa “a total abolição das penas para os crimes ligados ao aborto” e no Equador todo um novo “Código Orgânico de Saúde”, que, além de liberalizar o aborto, aprova o uso de anticoncecionais por menores sem o consentimento dos pais, ou o recurso a barrigas de aluguer.

Moçambique: Presidente visita bispo de Pemba, Amnistia exige investigação da “crescente ameaça aos jornalistas” na região

O Presidente da República moçambicano, Filipe Nyusi, reuniu-se esta segunda-feira, 31 de agosto, com o bispo de Pemba, Luiz Fernando Lisboa, num encontro que teve como tema principal a violência armada na região de Cabo Delgado, divulgou o próprio na sua página de Facebook. No mesmo dia, a Amnistia Internacional emitiu um comunicado em que classifica o incêndio do mês passado no semanário Canal de Moçambique como uma “escalada dos atentados aos direitos humanos no país” e exige uma “investigação imediata” ao caso.

Arcebispo de Minsk retido na fronteira depois de ter apelado ao diálogo na Bielorrússia

Depois de um fim-de-semana de manifestações contra o actual Presidente Alexander Lukashenko – que reivindica ter ganho as eleições de 9 de Agosto, mas cujos resultados são considerados fraudulentos pela oposição – o arcebispo católico de Minsk, a capital da Bielorrússia, esteve retido nesta segunda-feira de manhã, durante várias horas, na fronteira do país com a Polónia, onde se deslocara.

Três festas judaicas passarão a ser feriado na Ucrânia

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskyy, que é judeu, anunciou que as principais festas do calendário judaico deverão passar a ser feriados oficiais do país. Em concreto, estão em causa as datas de Pessah (Páscoa), Hanukah (Festa das Luzes ou da Dedicação) e Rosh Hashanah (Ano Novo).

Mais 215 milhões de pobres na América Latina são “um escândalo que faz barulho na consciência da Igreja”, dizem bispos do continente

A presidência do Conselho Episcopal Latino-americano (CELAM), que reúne os bispos católicos de toda a América Latina, escreveu aos líderes políticos da região apelando à integração e cooperação regional, para encontrar soluções para a crise causada pela covid-19 e alertando para as consequências sociais da pandemia: prevê-se que mais 215 milhões de pessoas fiquem em situação de pobreza nos próximos meses (ou seja, 35% da população) e esse é “um facto escandaloso que faz barulho na consciência da Igreja”.

Situação da liberdade religiosa “só piorou”, diz AIS

A Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) alertou para o “crescimento do terrorismo internacional” com base na religião e para a “tendência alarmante” de ataques a edifícios e símbolos religiosos. A situação da liberdade religiosa no mundo “só piorou”.

Comissões Justiça e Paz europeias pedem respeito pelos direitos humanos na Bielorrússia

O comité executivo das Comissões Justiça e Paz da Europa, da Igreja Católica, apelou ao respeito pelos direitos humanos por parte das autoridades da Bielorrússia, num momento em que crescem as manifestações contra a reeleição de Alexander Lukashenko, que governa o país de forma autoritária há 26 anos e é acusado de ter adulterado os resultados das eleições do passado dia 9: de acordo com a Comissão Eleitoral Central do país, Lukashenko foi reeleito com pouco mais de 80% dos votos.

Papa pediu fim da violência na Bioelorússia e deu 100 mil euros para combater falta de alimentos na Zâmbia

O Papa apelou ao fim da violência da Bielorrússia, palco de uma onda de protestos contra a reeleição, que muitos consideram fraudulenta, do Presidente Alexander Lukashenko. No sábado, o Vaticano anunciara entretanto que Francisco doou 100 mil euros à Igreja na Zâmbia com o objetivo de ajudar as pessoas “com deficiências nutricionais” e com falta de alimentos.

Navio de resgate apoiado pela Igreja Protestante prestes a partir para o Mediterrâneo

Chegaram esta terça-feira, 11 de agosto, ao navio de resgate de migrantes Sea Watch 4 os últimos membros da tripulação. Os treinos e exercícios já começaram, e ainda esta semana será dada a partida do porto de Burriana (Valencia, Espanha) para o centro do Mediterrâneo, numa missão tornada possível devido à iniciativa da Igreja Protestante Alemã e ao apoio de mais de 500 organizações que participaram na campanha de recolha de fundos (crowdfunding) #WirSchickenEinSchiff (“Nós enviamos um navio”).

“Ataque ultrajante” à liberdade de expressão em Hong Kong, denuncia ONG

A detenção de Jimmy Lai, empresário católico proprietário do mais importante jornal diário pró-democracia de Hong Kong, está a gerar forte contestação por parte da população e de grupos de defesa dos direitos humanos naquele território chinês, que consideram estar perante o “ataque mais ultrajante até ao momento contra o que resta da imprensa livre de Hong Kong”.

“Os assassinatos têm de parar!”, exigem bispos da Nigéria

O presidente da Conferência Episcopal Nigeriana, Augustine Akubese, divulgou um comunicado em que apela aos políticos do país, pedindo-lhes que não instrumentalizem as mortes que têm vindo a suceder-se na sequência dos contínuos ataques terroristas na região norte da Nigéria. Face à crescente insegurança, o arcebispo de Benin City defende que “deveria haver uma única resposta da parte de todos: os assassinatos têm de parar”.

Líderes religiosos pedem fim dos crimes contra os uigures na China

Os cardeais de Myanmar e da Indonésia, os principais rabis do Reino Unido, o representante do Dalai Lama na Europa e diversos líderes muçulmanos estão entre os 76 signatários de uma carta divulgada este domingo, 9 de agosto, a pedir o fim de “uma das mais egrégias tragédias humanas desde o Holocausto: o potencial genocídio dos Uigures e outros muçulmanos na China”, divulga o semanário católico britânico “The Tablet”.

Abusos sexuais na Igreja: Vítimas no Chile pedem indemnização de 1,3 milhões e um novo escândalo no Quebeque

As vítimas dos crimes de abuso sexual cometidos pelos padres da diocese de Valparaíso, no Chile, exigem ao bispado regional mais de 1,3 milhões de euros em indemnizações. Numa ação interposta esta quarta-feira, 5 de agosto, a diocese é acusada de ter atuado de forma negligente. No dia seguinte, era tornada pública a autorização do Supremo Tribunal de Justiça do Québec a uma ação coletiva interposta por 330 ex-residentes no orfanato Mont d’Youville, gerido pelas Missionárias da Caridade. As religiosas são acusadas da prática de abusos psicológicos, físicos e sexuais ao longo de sete décadas.

Um SOS Líbano de todo o mundo com ajudas para a população de Beirute

Da União Europeia à Rússia, passando pela Turquia, Kuwait, e até pela “rival” Israel, a lista de países e instituições que já enviaram ou estão prestes a enviar ajuda para o Líbano, na sequência das violentas explosões que deixaram a capital Beirute parcialmente destruída, não para de aumentar.

75 anos de Hiroshima: “Água, quero água.” E o relógio do padre Arrupe parou para sempre nas 8h15  

A tragédia de Hiroshima, de que neste dia 6 de Agosto de 2020 se assinala o 75º aniversário (e de Nagasaqui, três dias depois), foi vivida na primeira pessoa pelo padre Pedro Arrupe, que viria a ser geral dos jesuítas. O seu relógio parou na hora da explosão. “Não é uma recordação, é uma vivência perpétua fora da história, que não acontece sem o seu tiquetaque. O ponteiro parou e Hiroshima deteve-se, cravada no nosso espírito”, escreveria ele.

75 anos da bomba atómica: Nuclear não é “fantasma do passado”, alertam bispos católicos e protestantes

Já passaram 75 anos sobre os bombardeamentos atómicos nas cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki, ocorridos a 6 e 9 de agosto de 1945, mas “a guerra nuclear e o uso de armas semelhantes como dissuasão não são fantasmas do passado”, evidenciam a Comissão Episcopal Alemã para a Justiça e a Paz e o Conselho das Igrejas Ecuménicas na Alemanha num comunicado conjunto. Também no Japão, nos EUA, e um pouco por todo o mundo, os responsáveis pelas Igrejas revelam receios face às ameaças de destruição e apelam à abolição definitiva do armamento nuclear.

Líbano: O que acontece quando explode a capital de uma nação que já estava à beira do colapso?

“Apocalíptico” será talvez o melhor adjetivo para definir o cenário que se vive atualmente em Beirute. Num país que já se encontrava devastado pela pior crise financeira de sempre desde a guerra civil de 1975-1990, exacerbada pela pandemia de coronavírus, as duas grandes explosões que arrasaram parte da capital libanesa esta terça-feira, 4 de agosto, foram um duro golpe. Os relatos que chegam das organizações católicas e de ajuda humanitária no terreno são unânimes: a crise é tão profunda, que neste momento estão a trabalhar “não para combater a pobreza, mas para salvar vidas”.

Nicarágua: Ataque à catedral de Manágua reflete “ódio à Igreja Católica”

A catedral metropolitana de Manágua, na Nicarágua, foi atingida na passada sexta-feira, 31 de julho, por um engenho explosivo que incendiou a Capela do Sangue de Cristo e destruiu um crucifixo com mais de 300 anos que ali era venerado. A arquidiocese de Manágua já reagiu, considerando que este ato vem somar-se a uma série de episódios que “refletem o ódio à Igreja Católica”. Este foi o 24º ataque sofrido pela Igreja da Nicarágua nos últimos 20 meses.

Iraque: Crianças yazidi que sobreviveram ao Estado Islâmico precisam de ajuda urgente, alerta Amnistia Internacional

Perto de duas mil crianças yazidi, que regressaram às suas famílias após terem sido mantidas em cativeiro pelo grupo autoproclamado Estado Islâmico (EI) entre 2014 e 2017, no Iraque, enfrentam agora inúmeros traumas físicos e psicológicos e precisam de apoio urgente das autoridades do país e da comunidade internacional, alerta a Amnistia Internacional (AI).

Cáritas pede “medidas urgentes” para combater o cada vez maior risco de exposição ao tráfico humano

A Cáritas Internacional e a Coatnet (rede de 45 organizações cristãs de combate ao tráfico de pessoas) pedem aos governos “medidas urgentes” para proteger os mais vulneráveis e alertam para o aumento do risco de estas se tornarem vítimas de tráfico. O apelo surge a propósito do Dia Mundial contra o Tráfico Humano, que se assinala esta quinta-feira, 30 de julho. 

Vaticano e diocese de Hong Kong vítimas de ataques informáticos da China

Numa altura em que aumentam as especulações sobre a renovação do acordo provisório entre a Santa Sé e a China, que expira em setembro, a organização não governamental norte-americana Redorded Future descobriu que o Vaticano e a diocese de Hong Kong terão sido alvo de ataques informáticos por parte de hackers chineses.

Bispos brasileiros acusam Bolsonaro de “incompetência”, “totalitarismo” e “obscurantismo”

Um grupo de 152 bispos brasileiros assinou uma carta contendo inúmeras críticas ao governo de Jair Bolsonaro. A publicação do texto estava prevista para o passado dia 22 de julho, mas foi suspensa pela conferência episcopal do Brasil para que o seu conteúdo fosse revisto. Na versão original, à qual o jornal brasileiro Folha de São Paulo teve acesso, os representantes católicos acusam o atual governo de “incompetência” e “incapacidade” para enfrentar a crise, e de agir contra a democracia, aproximando-se do “totalitarismo” e apelando a “ideias obscurantistas”.

Supremo Tribunal do México em vias de despenalizar aborto em todo o país

O Supremo Tribunal de Justiça mexicano discute esta quarta-feira, 29 julho, uma proposta para a despenalização do aborto até à 12ª semana de gestação no estado de Vera Cruz, mas que poderá vir a ser transposta para os restantes estados do país. A conferência episcopal mexicana e inúmeras instituições pró-vida já se manifestaram contra.

Pin It on Pinterest

Share This