Estado, Política e Religiões

Espanha: Milhares protestam contra nova lei da educação “laicista” novidade

Milhares de carros encheram as ruas de diversas cidades espanholas este domingo, 22 de novembro, para protestar contra a nova lei da educação, que passou na passada quinta-feira no Congresso espanhol por apenas um voto. A manifestação foi organizada pela plataforma Más Plurales, que considera que a lei aprovada “desvaloriza o ensino da disciplina de Religião na escola” e constitui uma “agressão à liberdade de consciência, a favor da imposição de uma ideologia laicista imprópria de um Estado não confessional”, conforme pode ler-se no seu manifesto.

Famílias bahá’ís vítimas de rusgas policiais em várias cidades do Irão novidade

Na manhã deste domingo, 22 de novembro, membros das forças de segurança iranianas realizaram rusgas em dezenas de residências de famílias bahá’ís, em várias cidades do Irão. No decorrer destas operações foram confiscados objectos pessoais, telemóveis, computadores pessoais, livros e imagens religiosas; em alguns casos os agentes levaram todo o dinheiro que encontraram e cartões de identidade nacional.

Macron cria conselho de imãs para lutar contra a radicalização do islão

O Presidente francês Emmanuel Macron recebeu os dirigentes do Conselho Francês de Culto Muçulmano (CFCM) que, a seu pedido, apresentaram as linhas gerais de um conselho nacional de imãs. O órgão ficará responsável por avaliar os imãs que oficiam no país e retirar a autorização àqueles que pregam uma doutrina radical.

Posição de Biden a favor do aborto legal faz sentir bispos dos EUA numa “situação difícil”

As posições do Presidente eleito dos EUA, Joe Biden, sobre imigração, ajuda aos refugiados, justiça racial, pena de morte e alterações climáticas dão aos bispos católicos do país “razões para acreditar que a sua fé o levará a apoiar algumas boas medidas”, de acordo com o presidente da Conferência dos Bispos Católicos dos Estados Unidos (USCCB, na sigla em inglês). Mas o episcopado está de tal modo preocupado com as posições do segundo Presidente católico do país sobre o aborto legal que decidiu criar um grupo de trabalho para tratar o tema. 

Reino Unido: Bispos anglicanos pressionam governo a assinar tratado anti-nuclear

Mais de 30 bispos da Igreja de Inglaterra, entre eles Justin Welby, arcebispo de Cantuária, e Stephen  Cottrell, arcebispo de York, assinaram uma carta apelando ao Governo britânico que adira ao Tratado Internacional de Proibição de Armas Nucleares, o qual atingiu no mês passado as 50 ratificações necessárias para entrar formalmente em vigor, a partir de 22 de janeiro.

Bispos admitem Natal confinado, mas dizem que é seguro ir à igreja

O presidente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), D. José Ornelas, disse este sábado, 14, em Fátima, que é “seguro” celebrar nas igrejas católicas, mas admitiu a possibilidade de o Natal ser celebrado com limitações. “Não pode ser a grande família” e isso é “um drama, mas para que os nossos avós cheguem ao próximo Natal, se calhar é necessário que neste Natal não estejamos juntos”, afirmou

Líderes católicos dizem que aumentam campanhas e ataques nacionalistas contra cristãos na Índia

Grupos nacionalistas indianos têm vindo a promover campanhas contra as conversões religiosas, especialmente nas áreas habitadas pela população tribal, o que está a transformar-se numa ameaça para as comunidades cristãs locais. John Dayal, porta-voz da União Católica de toda a Índia, denunciou esta situação à fundação AIS, afirmando que não se trata de “uma campanha isolada nem repentina e certamente que não é recente”.

Brasil: Tribunal obriga ONG Católicas pelo Direito de Decidir a mudar de nome

Um tribunal de São Paulo proibiu a associação Católicas pelo Direito de Decidir, feminista e pró-aborto nos casos já previstos na lei (anencefalia, risco de morte da mãe e violação), de utilizar a palavra “católicas” no seu nome, alegando que a finalidade da instituição “revela incompatibilidade com os valores adotados pela Igreja Católica”, noticiaram vários meios de comunicação brasileiros.

Bispos franceses e britânicos contestam encerramento de igrejas

A decisão dos governos francês e britânico de encerrar as igrejas e proibir as celebrações com a presença de fiéis está a ser fortemente contestada pelos bispos católicos de ambos os países. Para o presidente da Conferência dos Bispos de França, Éric de Moulins-Beaufort, estas medidas “atentam contra a liberdade de culto”.

Cristãos e marxistas europeus debatem encíclica “Fratelli Tutti”

“Um passo mais para o esforço comum” no sentido do “compromisso com a transformação justa e fraterna da economia que gera pobres e desastre ecológico.” É isto que espera José Manuel Pureza, deputado do Bloco de Esquerda e antigo membro da Comissão Nacional Justiça e Paz, da Igreja Católica, sobre o vídeo-debate que, nesta terça-feira, dia 3, às 15h de Lisboa, juntará cristãos e marxistas europeus, tendo como pano de fundo a última encíclica do Papa Francisco, Fratelli Tutti (“Todos irmãos”).

Paquistão: Mães de jovens cristãs raptadas pedem ajuda à comunidade internacional

“Imploro-vos”, diz a mãe de Arzoo Masih, uma das duas meninas cristãs raptadas no Paquistão por homens muçulmanos e forçadas a casar, num vídeo divulgado esta quarta-feira, 28, pela Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS). “Faço um apelo à comunidade internacional, aos meios de comunicação social e aos governantes dos países do mundo inteiro para que ofereçam ajuda para a libertação da minha filha”. Ao seu lado, a mãe de Huma Younus, a outra menina sequestrada, deixa o mesmo apelo.

Vaticano e China: relações diplomáticas são o limite, liberdade religiosa tem de ser alargada

China e Vaticano anunciaram a renovação, por mais dois anos, do acordo provisório assinado em Setembro de 2018. O cardeal secretário de Estado diz estar consciente de que o documento não pretendia resolver todos os problemas. Agora, há que trabalhar não só pela unidade dos católicos chineses, mas também pela sua liberdade, dizem observadores. E, já agora, das restantes minorias religiosas.

Papa defende “uma lei de união civil” para os homossexuais

Num documentário, o Papa manifesta abertura às uniões civis de homossexuais. Já o fizera noutras ocasiões, mas agora fica dito de forma mais clara. Um indício de que pretende pelo menos o debate no interior da Igreja? Ou quer mesmo levar à mudança do pensamento católico oficial sobre o tema?…

Carta aos deputados pede que povo seja ouvido sobre a eutanásia

Os dinamizadores da “Iniciativa Popular de Referendo Sobre a (Des)Penalização da morte a pedido” escreveram uma carta aberta aos deputados, que nesta quarta-feira está a chegar ao Parlamento, pedindo-lhes que “em consciência, ouçam o povo que os elegeu”, traduzido nas 95.287 assinaturas recolhidas pela petição para a realização de um referendo.

Líderes religiosos do Azerbaijão condenam ataques da Arménia, arcebispo arménio acusa Turquia de usar o país para perpetrar “um terceiro genocídio”

Perante a escalada de hostilidades no conflito entre a Arménia e o Azerbaijão, que nas últimas semanas voltaram a disputar o enclave de Nagorno-Karabakh, vários líderes religiosos do Azerbaijão condenaram os ataques por parte da Arménia, que na semana passada atingiram uma área residencial em Ganja. Um arcebispo arménio aponta, por seu lado, responsabilidades à Turquia, acusando-a de usar o Azerbaijão para atacar a comunidade cristã da região.

Primeiro arcebispo anglicano de Inglaterra fora das nomeações de Boris Johnson para a Câmara dos Lordes

O Governo do Reino Unido, liderado por Boris Johnson, deixou de fora das nomeações para a Câmara dos Lordes o primeiro arcebispo negro da Igreja de Inglaterra (Comunhão Anglicana). John Sentamu, combatente incansável contra as injustiças sociais, perdeu direito ao lugar que ocupava na Câmara dos Lordes, um dos 26 atribuídos aos bispos da Igreja de Inglaterra como lordes espirituais.

Bispo católico acusa Presidente da Nigéria de não conter terror contra cristãos

O bispo católico de Sokoto (Nordeste da Nigéria), Matthew Kukah, critica duramente o Presidente do país, Mohammadu Buhari, acusando-o de não ser capaz de suster os grupos armados que têm provocado o terror e uma onda de violência entre a comunidade cristã nigeriana, sobretudo no norte do país, e que já causou mais de 36 mil mortos desde 2009 e mais de dois milhões de deslocados.

Religiões querem ser parceiras do G20

Chegou o momento de reconhecer formalmente o Fórum Inter-Religioso do G20 como uma plataforma oficial nas futuras cimeiras do G20. A recomendação é uma das conclusões do Fórum que reuniu representantes de diversas religiões antecedendo a reunião dos líderes políticos, prevista para 21 e 22 de Novembro, que será conduzida pelo rei Salman Al-Saoud, da Arábia Saudita.

Mais de 100 mil saíram à rua contra Lukashenko e têm o apoio das Igrejas evangélicas bielorrussas

Cumpriram-se este domingo, 27 de setembro, 50 dias consecutivos de manifestações contra Alexandr Lukashenko, que assumiu o sexto mandato como presidente da Bielorrússia apesar das inúmeras acusações de que a eleição do passado dia 9 de agosto foi fraudulenta. Só na capital, Minsk, foram mais de cem mil as pessoas que saíram à rua, mas os protestos estenderam-se a outras 21 cidades do país. As Igrejas Evangélicas bielorrussas fizeram questão de demonstrar o seu apoio aos manifestantes, divulgando uma “carta aberta ao povo bielorrusso”, em que pedem uma análise aos resultados das eleições e a realização de novo sufrágio caso se comprove que houve fraude.

Catholicos arménio acusa Turquia de envolvimento no conflito com o Azerbaijão, Papa pede diálogo entre as partes

“Pedi ao Papa Francisco para levantar a sua voz de modo a restaurar a justiça e a paz”, disse o Catholicos da Igreja Apostólica Arménia, Karekin II, antes da sua partida apressada para a Arménia, decidida por causa de novos conflitos no enclave de Nagorno-Karabach, Artsakh no histórico nome arménio da região disputada entre aquele país e o Azerbaijão.

“Basta. Parem estas execuções”, pedem bispos dos EUA a Trump

O arcebispo Paul Coakley, responsável pelo comité de Justiça Interna e Desenvolvimento Humano na conferência episcopal dos EUA (USCCB), e o arcebispo Joseph Naumann, encarregado das ações pró-vida no mesmo organismo, assinaram esta semana um comunicado onde pedem , perentoriamente, ao presidente Donald Trump e ao procurador-geral William Barr que ponham fim às execuções dos condenados à pena de morte a nível federal, retomadas em julho após uma suspensão de quase duas décadas.

Comunidade de Sant’Egidio e Estado Italiano assinam acordo para acolher 300 refugiados

A Comunidade de Sant’Egídio, uma organização católica com sede em Roma, e o Estado Italiano assinaram na tarde de terça-feira o acordo que reabre os corredores humanitários para Itália e permitirá a entrada legal e segura no país de 300 refugiados vindos da Grécia, nomeadamente da ilha de Lesbos, onde os recentes incêndios tornaram a situação de milhares de requerentes de asilo ainda mais difícil.

Novo documento do Vaticano contra a eutanásia: quem escolher essa via, fica excluído dos sacramentos

Numa altura em que diversos países europeus se preparam para legalizar a prática da eutanásia, o Vaticano lança um novo documento reafirmando a oposição à morte medicamente assistida. O texto, divulgado esta terça-feira, 22 de setembro, pela Congregação para a Doutrina da Fé, sublinha que aqueles que optarem por essa via ficarão excluídos dos sacramentos.

Ruth Bader Ginsburg: a juíza pioneira e “orgulhosamente judia” que provou que as mulheres não se medem aos palmos

O facto de tantos chamarem “gigante” a uma mulher que não media mais do que 1,55m diz muito sobre ela. Ruth Bader Ginsburg, que morreu esta sexta-feira aos 87 anos vítima de cancro no pâncreas, era a mais antiga juíza do Supremo dos Estados Unidos da América e será a primeira da história a merecer dois dias de exéquias, incluindo uma cerimónia no Capitólio, tal a legião de admiradores que conquistou ao longo do seu percurso como defensora da justiça, e em particular dos direitos das mulheres.

Bolsonaro vetou perdão fiscal às igrejas evangélicas

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, vetou parcialmente um projecto de lei para perdoar dívidas fiscais das igrejas ao Estado. A medida obrigaria o Governo brasileiro a renunciar a um montante de pouco mais de 139 milhões de euros, beneficiando na sua maioria as igrejas evangélicas.

Merkel diz-se “profundamente envergonhada” pelo aumento do antissemitismo na Alemanha

A chanceler alemã Angela Merkel confessou a sua tristeza perante o crescimento do racismo e antissemitismo na Alemanha. Durante a cerimónia que assinalou o 70º aniversário do Conselho Central de Judeus no país, realizada terça-feira, 15 de setembro, em Berlim, Merkel assumiu que, “apesar do florescimento do povo judeu” na Alemanha, os judeus nunca deixaram de ser objeto de discriminação.

China e Vaticano preparam-se para renovar acordo

O Secretário de Estado do Vaticano, o cardeal Pietro Parolin, e o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros da China, Zhao Lijian, confirmaram ambos a intenção de renovar o acordo provisório para a nomeação conjunta de bispos no país. O acordo inicial, assinado a 22 de setembro de 2018, expira em outubro.

Bielorrússia: Líderes religiosos pedem fim da violência, mas são acusados de envolvimento político e afastados

“Se dizemos que nos opomos à tortura, isso é política?”, perguntou o bispo auxiliar de Minsk, Yuri Kasabutsky, numa das suas recentes homilias. Para o recentemente reeleito presidente da Bielorrússia, Alexander Lukashenko, parece que sim. O arcebispo Tadeusz Kondrusiewicz, que apelou ao diálogo e reconciliação, continua sem autorização para entrar no país, acusado por Lukashenko de se ter “dedicado à política”.

China: acordo com Santa Sé foi “executado com sucesso”

O porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) da China afirmou que o acordo provisório entre o país e o Vaticano foi “executado com sucesso”. Quinta-feira, 10, em conferência de imprensa, o porta-voz Zhao Lijian, afirmou que, “com os esforços concertados de ambas as partes, o acordo provisório sobre a nomeação de bispos entre a China e o Vaticano tem sido executado com sucesso desde que foi assinado há cerca de dois anos”.

Soldados de Myanmar confessam crimes contra os rohingya muçulmanos

Dois ex-soldados do exército de Myanmar assumiram num vídeo a que o New York Times teve acesso esta terça-feira, 8 de março, ter participado no massacre da comunidade Rohingya em 2017. Um deles confessa que massacrou cerca de 30 Rohingyas, enterrando-os numa vala comum, e o outro afirma ter contribuído para “aniquilar cerca de 20 aldeias”.

Obra da Pastoral dos Ciganos diz que discurso “racista” de Ventura já devia ter “um processo em cima”

O director executivo da Obra Nacional da Pastoral dos Ciganos (ONPC), Francisco Monteiro, disse esta terça-feira, 8, à agência Lusa que as declarações do líder do Chega sobre os ciganos são hipócritas e ilegais, e que o Estado deve atuar contra o “discurso de ódio”. “Se a Justiça neste país funcionasse como deve ser, com as leis da União Europeia e as nossas sobre o racismo e o discurso de ódio, o responsável do Chega [André Ventura] já devia estar com um ‘processo em cima’”, afirmou.

Mais de metade dos presos na Índia são muçulmanos, dalits ou indígenas

Um estudo novo estudo realizado pelo Gabinete Nacional de Registos Criminais da Índia (NCRB, na sigla inglesa) revela que cerca de 52% das pessoas que se encontram atualmente detidas no país pertencem a grupos minoritários, particularmente muçulmanos, dalits (conhecidos como os “fora das castas”) e indígenas.

Catalunha: Projeto pioneiro introduz religião islâmica no ensino público

A comunidade autónoma espanhola da Catalunha é a primeira região do país a introduzir, já este ano letivo, a opção de frequentar a disciplina de religião islâmica nas escolas públicas. A medida, noticiada esta segunda-feira, 8 de setembro, pelo jornal Protestante Digital, começará por ser implementada nas escolas básicas e secundárias das regiões de Barcelona, Baix Llobregat, Girona e Tarragona.

Cardeal Parolin em Beirute: “Os libaneses estão sobrecarregados, exaustos e frustrados. Mas não estão sozinhos.”

O enviado do Papa ao Líbano, cardeal Pietro Parolin, chegou a Beirute esta quinta-feira, 3 de setembro, para viver junto do povo libanês o Dia Universal de Oração e Jejum convocado por Francisco. Num encontro com os líderes religiosos do país, recordou que a iniciativa do Papa obteve consenso em “muitos países de todos os continentes” e assegurou que o Líbano pode continuar a contar com a solidariedade do Vaticano.

Bielorrússia: bispos acusam governo de agir ilegalmente e exigem o “regresso imediato” do arcebispo de Minsk

Retido na fronteira com a Polónia na passada segunda-feira, 31 de agosto, quando regressava das celebrações em honra de Nossa Senhora de Częstochowa, o arcebispo de Minsk, Tadeusz Kondrusiewicz, continua sem autorização para entrar na Bielorrússia. O Conselho das Conferências Episcopais da Europa (CCEE) emitiu esta quarta-feira um comunicado em que pede o “regresso imediato a casa” do arcebispo e o “retomar do seu ministério episcopal”, enquanto a comissão episcopal do país acusa o governo de estar a agir ilegalmente.

Bispos católicos contra liberalização do aborto na Coreia do Sul e Equador

As conferências episcopais da Coreia do Sul e do Equador manifestaram publicamente o seu “não” às intenções de descriminalizar a prática do aborto nos respetivos países. Na Coreia do Sul, está em causa “a total abolição das penas para os crimes ligados ao aborto” e no Equador todo um novo “Código Orgânico de Saúde”, que, além de liberalizar o aborto, aprova o uso de anticoncecionais por menores sem o consentimento dos pais, ou o recurso a barrigas de aluguer.

Moçambique: Presidente visita bispo de Pemba, Amnistia exige investigação da “crescente ameaça aos jornalistas” na região

O Presidente da República moçambicano, Filipe Nyusi, reuniu-se esta segunda-feira, 31 de agosto, com o bispo de Pemba, Luiz Fernando Lisboa, num encontro que teve como tema principal a violência armada na região de Cabo Delgado, divulgou o próprio na sua página de Facebook. No mesmo dia, a Amnistia Internacional emitiu um comunicado em que classifica o incêndio do mês passado no semanário Canal de Moçambique como uma “escalada dos atentados aos direitos humanos no país” e exige uma “investigação imediata” ao caso.

Arcebispo de Minsk retido na fronteira depois de ter apelado ao diálogo na Bielorrússia

Depois de um fim-de-semana de manifestações contra o actual Presidente Alexander Lukashenko – que reivindica ter ganho as eleições de 9 de Agosto, mas cujos resultados são considerados fraudulentos pela oposição – o arcebispo católico de Minsk, a capital da Bielorrússia, esteve retido nesta segunda-feira de manhã, durante várias horas, na fronteira do país com a Polónia, onde se deslocara.

Três festas judaicas passarão a ser feriado na Ucrânia

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskyy, que é judeu, anunciou que as principais festas do calendário judaico deverão passar a ser feriados oficiais do país. Em concreto, estão em causa as datas de Pessah (Páscoa), Hanukah (Festa das Luzes ou da Dedicação) e Rosh Hashanah (Ano Novo).

Mais 215 milhões de pobres na América Latina são “um escândalo que faz barulho na consciência da Igreja”, dizem bispos do continente

A presidência do Conselho Episcopal Latino-americano (CELAM), que reúne os bispos católicos de toda a América Latina, escreveu aos líderes políticos da região apelando à integração e cooperação regional, para encontrar soluções para a crise causada pela covid-19 e alertando para as consequências sociais da pandemia: prevê-se que mais 215 milhões de pessoas fiquem em situação de pobreza nos próximos meses (ou seja, 35% da população) e esse é “um facto escandaloso que faz barulho na consciência da Igreja”.

Situação da liberdade religiosa “só piorou”, diz AIS

A Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) alertou para o “crescimento do terrorismo internacional” com base na religião e para a “tendência alarmante” de ataques a edifícios e símbolos religiosos. A situação da liberdade religiosa no mundo “só piorou”.

Comissões Justiça e Paz europeias pedem respeito pelos direitos humanos na Bielorrússia

O comité executivo das Comissões Justiça e Paz da Europa, da Igreja Católica, apelou ao respeito pelos direitos humanos por parte das autoridades da Bielorrússia, num momento em que crescem as manifestações contra a reeleição de Alexander Lukashenko, que governa o país de forma autoritária há 26 anos e é acusado de ter adulterado os resultados das eleições do passado dia 9: de acordo com a Comissão Eleitoral Central do país, Lukashenko foi reeleito com pouco mais de 80% dos votos.

Papa pediu fim da violência na Bioelorússia e deu 100 mil euros para combater falta de alimentos na Zâmbia

O Papa apelou ao fim da violência da Bielorrússia, palco de uma onda de protestos contra a reeleição, que muitos consideram fraudulenta, do Presidente Alexander Lukashenko. No sábado, o Vaticano anunciara entretanto que Francisco doou 100 mil euros à Igreja na Zâmbia com o objetivo de ajudar as pessoas “com deficiências nutricionais” e com falta de alimentos.

Navio de resgate apoiado pela Igreja Protestante prestes a partir para o Mediterrâneo

Chegaram esta terça-feira, 11 de agosto, ao navio de resgate de migrantes Sea Watch 4 os últimos membros da tripulação. Os treinos e exercícios já começaram, e ainda esta semana será dada a partida do porto de Burriana (Valencia, Espanha) para o centro do Mediterrâneo, numa missão tornada possível devido à iniciativa da Igreja Protestante Alemã e ao apoio de mais de 500 organizações que participaram na campanha de recolha de fundos (crowdfunding) #WirSchickenEinSchiff (“Nós enviamos um navio”).

“Ataque ultrajante” à liberdade de expressão em Hong Kong, denuncia ONG

A detenção de Jimmy Lai, empresário católico proprietário do mais importante jornal diário pró-democracia de Hong Kong, está a gerar forte contestação por parte da população e de grupos de defesa dos direitos humanos naquele território chinês, que consideram estar perante o “ataque mais ultrajante até ao momento contra o que resta da imprensa livre de Hong Kong”.

“Os assassinatos têm de parar!”, exigem bispos da Nigéria

O presidente da Conferência Episcopal Nigeriana, Augustine Akubese, divulgou um comunicado em que apela aos políticos do país, pedindo-lhes que não instrumentalizem as mortes que têm vindo a suceder-se na sequência dos contínuos ataques terroristas na região norte da Nigéria. Face à crescente insegurança, o arcebispo de Benin City defende que “deveria haver uma única resposta da parte de todos: os assassinatos têm de parar”.

Líderes religiosos pedem fim dos crimes contra os uigures na China

Os cardeais de Myanmar e da Indonésia, os principais rabis do Reino Unido, o representante do Dalai Lama na Europa e diversos líderes muçulmanos estão entre os 76 signatários de uma carta divulgada este domingo, 9 de agosto, a pedir o fim de “uma das mais egrégias tragédias humanas desde o Holocausto: o potencial genocídio dos Uigures e outros muçulmanos na China”, divulga o semanário católico britânico “The Tablet”.

Abusos sexuais na Igreja: Vítimas no Chile pedem indemnização de 1,3 milhões e um novo escândalo no Quebeque

As vítimas dos crimes de abuso sexual cometidos pelos padres da diocese de Valparaíso, no Chile, exigem ao bispado regional mais de 1,3 milhões de euros em indemnizações. Numa ação interposta esta quarta-feira, 5 de agosto, a diocese é acusada de ter atuado de forma negligente. No dia seguinte, era tornada pública a autorização do Supremo Tribunal de Justiça do Québec a uma ação coletiva interposta por 330 ex-residentes no orfanato Mont d’Youville, gerido pelas Missionárias da Caridade. As religiosas são acusadas da prática de abusos psicológicos, físicos e sexuais ao longo de sete décadas.

75 anos de Hiroshima: “Água, quero água.” E o relógio do padre Arrupe parou para sempre nas 8h15  

A tragédia de Hiroshima, de que neste dia 6 de Agosto de 2020 se assinala o 75º aniversário (e de Nagasaqui, três dias depois), foi vivida na primeira pessoa pelo padre Pedro Arrupe, que viria a ser geral dos jesuítas. O seu relógio parou na hora da explosão. “Não é uma recordação, é uma vivência perpétua fora da história, que não acontece sem o seu tiquetaque. O ponteiro parou e Hiroshima deteve-se, cravada no nosso espírito”, escreveria ele.

75 anos da bomba atómica: Nuclear não é “fantasma do passado”, alertam bispos católicos e protestantes

Já passaram 75 anos sobre os bombardeamentos atómicos nas cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki, ocorridos a 6 e 9 de agosto de 1945, mas “a guerra nuclear e o uso de armas semelhantes como dissuasão não são fantasmas do passado”, evidenciam a Comissão Episcopal Alemã para a Justiça e a Paz e o Conselho das Igrejas Ecuménicas na Alemanha num comunicado conjunto. Também no Japão, nos EUA, e um pouco por todo o mundo, os responsáveis pelas Igrejas revelam receios face às ameaças de destruição e apelam à abolição definitiva do armamento nuclear.

Líbano: O que acontece quando explode a capital de uma nação que já estava à beira do colapso?

“Apocalíptico” será talvez o melhor adjetivo para definir o cenário que se vive atualmente em Beirute. Num país que já se encontrava devastado pela pior crise financeira de sempre desde a guerra civil de 1975-1990, exacerbada pela pandemia de coronavírus, as duas grandes explosões que arrasaram parte da capital libanesa esta terça-feira, 4 de agosto, foram um duro golpe. Os relatos que chegam das organizações católicas e de ajuda humanitária no terreno são unânimes: a crise é tão profunda, que neste momento estão a trabalhar “não para combater a pobreza, mas para salvar vidas”.

Nicarágua: Ataque à catedral de Manágua reflete “ódio à Igreja Católica”

A catedral metropolitana de Manágua, na Nicarágua, foi atingida na passada sexta-feira, 31 de julho, por um engenho explosivo que incendiou a Capela do Sangue de Cristo e destruiu um crucifixo com mais de 300 anos que ali era venerado. A arquidiocese de Manágua já reagiu, considerando que este ato vem somar-se a uma série de episódios que “refletem o ódio à Igreja Católica”. Este foi o 24º ataque sofrido pela Igreja da Nicarágua nos últimos 20 meses.

Iraque: Crianças yazidi que sobreviveram ao Estado Islâmico precisam de ajuda urgente, alerta Amnistia Internacional

Perto de duas mil crianças yazidi, que regressaram às suas famílias após terem sido mantidas em cativeiro pelo grupo autoproclamado Estado Islâmico (EI) entre 2014 e 2017, no Iraque, enfrentam agora inúmeros traumas físicos e psicológicos e precisam de apoio urgente das autoridades do país e da comunidade internacional, alerta a Amnistia Internacional (AI).

Cáritas pede “medidas urgentes” para combater o cada vez maior risco de exposição ao tráfico humano

A Cáritas Internacional e a Coatnet (rede de 45 organizações cristãs de combate ao tráfico de pessoas) pedem aos governos “medidas urgentes” para proteger os mais vulneráveis e alertam para o aumento do risco de estas se tornarem vítimas de tráfico. O apelo surge a propósito do Dia Mundial contra o Tráfico Humano, que se assinala esta quinta-feira, 30 de julho. 

Vaticano e diocese de Hong Kong vítimas de ataques informáticos da China

Numa altura em que aumentam as especulações sobre a renovação do acordo provisório entre a Santa Sé e a China, que expira em setembro, a organização não governamental norte-americana Redorded Future descobriu que o Vaticano e a diocese de Hong Kong terão sido alvo de ataques informáticos por parte de hackers chineses.

Bispos brasileiros acusam Bolsonaro de “incompetência”, “totalitarismo” e “obscurantismo”

Um grupo de 152 bispos brasileiros assinou uma carta contendo inúmeras críticas ao governo de Jair Bolsonaro. A publicação do texto estava prevista para o passado dia 22 de julho, mas foi suspensa pela conferência episcopal do Brasil para que o seu conteúdo fosse revisto. Na versão original, à qual o jornal brasileiro Folha de São Paulo teve acesso, os representantes católicos acusam o atual governo de “incompetência” e “incapacidade” para enfrentar a crise, e de agir contra a democracia, aproximando-se do “totalitarismo” e apelando a “ideias obscurantistas”.

Supremo Tribunal do México em vias de despenalizar aborto em todo o país

O Supremo Tribunal de Justiça mexicano discute esta quarta-feira, 29 julho, uma proposta para a despenalização do aborto até à 12ª semana de gestação no estado de Vera Cruz, mas que poderá vir a ser transposta para os restantes estados do país. A conferência episcopal mexicana e inúmeras instituições pró-vida já se manifestaram contra.

Tráfico de pessoas: Vaticano manifesta indignação e pede leis que protejam os mais vulneráveis

A Santa Sé participou na 20ª Conferência da Aliança contra o Tráfico de Pessoas, que decorreu na semana passada em Viena (Áustria), onde manifestou indignação face à discrepância entre o elevado número de vítimas e o reduzido número de traficantes condenados e defendeu a criação de um sistema legislativo que garanta “que os direitos das vítimas não sejam violados”, oferecendo-lhes “toda a assistência necessária”, noticiou o Vatican News.

Hagya Sophia de novo mesquita: o olhar de quatro muçulmanos portugueses

Antes uma igreja que um museu, um centro de diálogo inter-religioso de excelência, ou mesmo a possibilidade de cristãos e muçulmanos poderem utilizar o espaço para rezar, mesmo que em sítios separados. Quatro muçulmanos portugueses respondem com estas possibilidades a um curto inquérito do 7MARGENS sobre o modo como olham para a reconversão de Hagya Sophia em mesquita.

China reconhece terceiro bispo católico em pouco mais de um mês, mas perseguições continuam

O bispo Paulo Ma Cunguo, da diocese de Shouzhou (no norte da província de Shanxi), é o terceiro bispo clandestino a ser reconhecido pelas autoridades chinesas no espaço de pouco mais de um mês e o sexto a integrar a Associação Patriótica Católica chinesa desde o acordo assinado em 2018 entre a China e o Vaticano. Ainda este mês, deverá ter lugar em Roma uma nova ronda de conversações entre as autoridades de ambos os estados, com o objetivo de atualizar o acordo. Mas de diversas regiões da China continuam a chegar relatos de perseguições contra os cristãos.

Rádios e imprensa de inspiração cristã no “estado de fecho iminente”

A Associação de Rádios de Inspiração Cristã (ARIC) e a Associação de Imprensa de Inspiração Cristã (AIC) manifestaram a sua preocupação com a difícil situação financeira em que se encontram as rádios e publicações que representam, muitas delas em risco de fechar, e apelam ao Governo para que as medidas de emergência para os media, anunciadas em abril, avancem o mais rapidamente possível.

Expulsão de iraquianos dos EUA é “desumana e imoral”, acusa Patriarcado Caldeu   

O Patriarcado Caldeu acusa o governo norte-americano de estar a proceder a uma deportação “desumana e imoral” de iraquianos que residem nos EUA, forçando-os muitas vezes a separar-se das suas famílias ou a levarem consigo para o Iraque filhos que nasceram nos Estados Unidos e não falam árabe, expondo toda a família a um elevado risco de isolamento social e de falta de meios de subsistência.

Erdogan convidou o Papa, mas a primeira oração muçulmana em Hagia Sofia arrisca-se a ser uma arma política

Um padre jesuíta diz que é “hipócrita” dizer que os cristãos perdem uma igreja; bispos católicos e ortodoxos insistem na ideia d e um lugar de culto misto ou de iniciativas inter-religiosas; a Presidente grega pede ajuda ao Papa; Erdogan fala no renascimento islâmico, de Bukhara ao Al-Andalus. A decisão política do Presidente turco em reconverter a antiga basílica de Santa Sabedoria em mesquita é contestada por muitos, mas, apesar dos apelos de última hora, a primeira oração muçulmana depois da decisão acontecerá mesmo nesta sexta, 24. O ponto de situação sobre a polémica, na véspera do acontecimento. 

Igrejas renovam apelo à abolição da energia nuclear

A poucos dias do 75º aniversário dos ataques de Hiroshima e Nagasaki, o Conselho Mundial de Igrejas lançou esta segunda-feira, 20 de julho, um novo apelo “por um mundo livre de armas nucleares”. Também os bispos do Japão renovaram o seu apelo, reeditando um livro, agora com tradução em inglês e disponível para download online, no qual apresentam os motivos teológicos e éticos de sua oposição convicta ao uso da energia nuclear como fonte de energia.

Vaticano nega ter interferido na exumação de Franco

O Vaticano desmentiu esta terça-feira, 21 de julho, o primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, depois de este ter afirmado em entrevista a um jornal italiano que a Igreja Católica interferiu na exumação e trasladação do corpo do antigo ditador Francisco Franco.

Itália acolhe 10 refugiados, Reino Unido recusa entrada a 200

Depois de longos meses de espera, devido à pandemia de covid-19, dez refugiados que se encontravam no campo de Moria (na ilha de Lesbos, Grécia) chegaram na semana passada a Roma. Foram os primeiros após a reabertura de um dos corredores humanitários italianos. Enquanto isso, no Reino Unido, o número de migrantes que entraram no país através do Canal da Mancha bateu recordes: 180 em apenas um dia. Mas outros 200 foram intercetados e forçados a voltar para os campos improvisados no norte de França.

Venezuela “a desmoronar-se” entre a fome e o coronavírus, com 96% das pessoas em situação de pobreza

A Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) divulgou esta terça-feira o relato do bispo de San Carlos, na Venezuela, sobre a situação que se vive atualmente no país. Para Polito Rodriguez Méndez, cuja diocese fica a cerca de 250 quilómetros a sudoeste da capital Caracas, não restam dúvidas: “o país está a desmoronar-se” e precisa urgentemente de ajuda humanitária internacional. “Caso contrário, não temos outra alternativa: ou morremos do coronavírus ou morremos de fome”, afirma.

Reabre catedral de Aleppo que havia sido destruída pela guerra

A catedral maronita de Santo Elias, em Aleppo, atingida por diversas vezes devido à guerra civil na Síria e particularmente danificada em 2013 na sequência de um ataque jihadista, reabriu esta segunda-feira, 20 de julho, depois de um longo trabalho de reconstrução e restauro. A obra foi financiada, em grande parte, pela fundação pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (AIS), que contribuiu com 400 mil euros.

Mudanças na nunciatura da Santa Sé em Lisboa por causa da JMJ

O colombiano Mauricio Rueda Beltz, que há quatro anos era responsável pelas viagens internacionais do Papa, será o novo conselheiro da nunciatura apostólica (embaixada) da Santa Sé em Lisboa, a partir de final de Agosto. A notícia veio este sábado, 18 de Julho, no Avvenire, diário da Conferência Episcopal Italiana, confirmando assim uma das hipóteses que tinha sido antecipada há dias pelo Il Sismografo, conforme o 7MARGENS noticiara.

Cáritas Internacional reforça apelos ao cessar fogo global e ao perdão da dívida dos países pobres

A Cáritas Internacional apresentou esta quinta-feira o seu relatório anual relativo a 2019, tendo apelado ao cessar-fogo global e ao perdão da dívida dos países mais pobres como a única via para “salvar as vidas de milhões de pessoas”, reforçando assim os apelos já feitos pelo secretário-geral das Nações Unidas, o português António Guterres, e pelo Papa.

Uigures podem estar a ser vítimas de um Holocausto na China

O alerta foi dado por políticos e representantes de diversos grupos judaicos, na sequência da apreensão de 13 toneladas de cabelo humano no porto de Newark, EUA, que se suspeita ter sido retirado a uigures, na China: os sinais de que esta minoria étnica muçulmana está a ser alvo de perseguição são cada vez mais evidentes, num cenário que é já comparado ao Holocausto.

EUA: Bispos católicos contra Trump por negar asilo a refugiados

O episcopado norte-americano considera que as novas regras propostas pelo Departamento de Segurança Nacional e de Justiça do país, que eliminam a possibilidade de oferecer asilo a pessoas em fuga de situações de violência doméstica ou da perseguição de grupos armados, são ilegais e terão “consequências devastadoras”.

Núncio apostólico em Portugal de saída ou com conselheiro?

O arcebispo italiano Ivo Scapolo, nomeado núncio apostólico (embaixador da Santa Sé) para Portugal em agosto de 2019, poderá estar em vias de deixar o cargo, noticiou esta quarta-feira o Il Sismografo. Scapolo, acusado de ter sido um dos principais encobridores dos abusos sexuais na Igreja do Chile, onde estava antes de ser transferido para Portugal, deverá ser substituído pelo monsenhor Mauricio Rueda Beltz, atual organizador das viagens papais.

Líderes religiosos e universidades contra decisão de Trump de deportar estudantes internacionais

Os líderes de 12 organizações cristãs norte-americanas pedem à administração de Trump que recue na decisão de retirar os vistos a todos os alunos internacionais a frequentar cursos em universidades nos EUA, cujas aulas vão decorrer online no próximo semestre devido à pandemia de covid-19, considerando que a mesma prejudica estudantes e instituições de ensino. Várias universidades e 17 estados norte-americanos já recorreram à Justiça para impedir que a decisão avance.

Cabo Delgado: PSD e Paulo Rangel pedem ajuda humanitária e intervenção militar internacional urgente

O PSD pediu esta segunda-feira, 13 de julho, ao Governo que apele à União Europeia para avançar urgentemente com uma “solução internacional que permita a Moçambique enfrentar os ataques terroristas em Cabo Delgado”, e também com  “missões de ajuda humanitária” para a região. Numa entrevista divulgada no mesmo dia pela Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS), o eurodeputado Paulo Rangel acusou a comunidade internacional de estar “ausente do problema” e defendeu uma intervenção militar “sob a égide das Nações Unidas”.

Santa Sofia vai voltar a ser mesquita. UNESCO teme perda de “valor universal” do monumento

O supremo tribunal turco reverteu esta sexta-feira, 10 de julho, uma decisão judicial de 1934 que tinha convertido a Basílica de Santa Sofia num museu, e o presidente Recep Tayip Erdogan já informou que vai transformá-la numa mesquita. A Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) teme que o “valor universal” do monumento possa ser alterado.

Bolsonaro veta obrigação do governo de assegurar água potável e ajuda hospitalar a indígenas durante a pandemia

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, vetou esta quarta-feira, 8 de julho, um projeto de lei aprovado pela câmara de deputados e pelo senado federal, que previa medidas de apoio urgentes para os povos indígenas durante a pandemia. Entre estas medidas, incluíam-se a obrigação de o governo assegurar “acesso a água potável” e garantir “a oferta emergencial de camas hospitalares e de terapia intensiva” a estas populações. O Conselho Indigenista Missionário (CIMI) expressou o seu “repúdio” pelo “preconceito, o ódio e a violência do atual governo em relação aos povos indígenas” e um grupo de ONGs já levou o tema às Nações Unidas.

Igreja e mesquita construídas lado a lado no Egito, em sinal de unidade

Uma igreja e uma mesquita estão a ser construídas lado a lado, sem nenhuma barreira entre os dois lugares de culto, no bairro de Moqattam, no noroeste do Cairo. O projeto é a concretização do sonho do ex-deputado Nabil Luke al-Babawi, que ficou conhecido pelas suas iniciativas destinadas a promover a harmonia nacional e a convivência entre os diferentes setores da sociedade egípcia.

CE volta a ter enviado especial para promover liberdade religiosa no mundo

O cargo de enviado especial para a defesa da liberdade religiosa tinha sido extinto no ano passado pela presidente da Comissão Europeia (CE), Ursula von der Leyen, mas as pressões de inúmeros líderes religiosos e políticos para reverter essa decisão parecem ter surtido efeito. O vice-presidente da CE, Margaritis Schinas, anunciou que a função irá ser recuperada.

Igreja Católica pede anulação da “lei do terror” nas Filipinas

É suposto ser uma lei anti-terrorismo, mas já lhe chamam a “lei do terror”. A nova legislação em vigor nas Filipinas desde sábado, 4 de julho, admite penas até prisão perpétua para quem incite a atos considerados terroristas e prevê a detenção de suspeitos de terrorismo sem mandado, nem compensações em caso de engano. As críticas e manifestações contra a lei promulgada pelo presidente Rodrigo Duterte têm-se multiplicado nos últimos dias e inúmeros advogados, líderes religiosos e representantes da sociedade civil entraram esta semana com um recurso junto do Supremo Tribunal para solicitar a sua anulação.

Moçambique: AIS lança campanha de emergência para ajudar cristãos de Cabo Delgado

“O que aconteceu em 2014 no Iraque está a repetir-se agora em Moçambique. Pessoas decapitadas, igrejas e comunidades religiosas atacadas e vandalizadas, aldeias destruídas. (…) Cabo Delgado está sob ataque”, alerta a Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS), que em resposta aos “inúmeros pedidos de socorro” que tem recebido lançou esta quarta-feira, 8 de julho, uma campanha de oração e de ajuda de emergência para a Igreja local.

“Não queremos que vivam aqui cristãos.” Cresce a violência contra as minorias religiosas no Paquistão

“Todas as pessoas que moram nesta rua são muçulmanas e não querem que vivam aqui cristãos”, foi com estas palavras que a família de Nadeem Joseph foi recebida ao mudar-se para um bairro de Peshawar, uma das principais cidades do Paquistão, no início de junho. Três semanas depois, um dos vizinhos assassinou-o. Os bispos católicos do país pedem proteção para esta família e alertam para o aumento da discriminação das minorias religiosas no país, apelando ao governo que faça cumprir a constituição.

Nova lei em Hong Kong: as duras críticas dos cardeais e o estranho silêncio do Papa

O cardeal Charles Maung Bo, presidente da Federação de Conferências Episcopais Asiáticas (FABC), e o cardeal Joseph Zen, bispo emérito de Hong Kong, teceram duras críticas à nova lei de segurança nacional aprovada por Pequim para aquela região, considerando que constitui uma enorme ameaça à liberdade de expressão e religião. O Papa Francisco terá também planeado abordar este tema na sua alocução após a oração do Angelus no passado domingo, 5 de julho, mas por algum motivo desistiu de o fazer.

Mais de 100 bispos exigem legislação para acabar com “abusos das empresas”

Um grupo de mais de 100 bispos de vários países, incluindo Portugal, assinou uma petição dirigida à presidência do Conselho da União Europeia, denunciando as violações aos direitos humanos praticadas no contexto do comércio internacional, em particular durante a pandemia, e pedindo a criação de leis que impeçam as empresas de explorar os trabalhadores.

Papa apoia resolução de cessar fogo da ONU e pede que esta seja “eficaz e rápida”

O Papa manifestou este domingo, 5 de julho, o seu total apoio à resolução adotada pelo Conselho de Segurança da ONU de um cessar-fogo global pelo período de 90 dias, tendo em vista facilitar a luta contra a pandemia de covid-19. Francisco pediu que a decisão seja implementada de forma rápida e eficaz e que este seja o início do caminho em direção à paz no mundo, avançou o Vatican News.

Um “grito de esperança” de redes cristãs em favor da Palestina

Intitula-se “Grito de Esperança” e pretende ser um apelo urgente de redes e grupos cristãos, para que se ponha fim à actual situação dos palestinianos. Assinada pelo patriarca latino emérito de Jerusalém, Michel Sabbah, e pelo coordenador geral da rede Kairos Global pela Justiça, a petição apela à subscrição de todos os interessados, em apoio dos direitos do povo palestiniano, da justiça e da autodeterminação.

Nacionalidade para sefarditas: perplexidades perante a proposta “antissemita” de alteração à lei

Perplexidade perante a ideia de alterar a lei da nacionalidade e falta de explicações fundamentadas sobre a proposta. Estas foram as duas ideias principais do vídeo-debate promovido pela associação Sedes, acerca da proposta de alteração da Lei da Nacionalidade, no que diz respeito à concessão da nacionalidade portuguesa a descendentes de judeus sefarditas expulsos de Portugal nos séculos XV e XVI.

Legalizar a eutanásia é “regressão civilizacional” e “morte da medicina”, denunciaram grupos religiosos no Parlamento

A Associação dos Médicos Católicos Portugueses (AMCP) e o Grupo de Trabalho Inter-Religioso | Religiões-Saúde (GTIR) manifestaram esta quarta-feira, 1 de julho, na Assembleia da República, uma “veemente oposição” à legalização da eutanásia. Ouvidos em audiência pela Comissão Constitucional de Direitos, Liberdades e Garantias, os representantes de ambos os grupos não pouparam críticas aos projetos de lei sobre a morte medicamente assistida que estão em debate e defenderam um maior investimento nos cuidados paliativos.

“Lei de naturalização dos sefarditas” num debate em vídeo

“A lei de naturalização dos sefarditas” é o tema de um debate promovido pela Associação Sedes, nesta quinta-feira, dia 2 de Julho, entre as 18h e as 20h. A iniciativa conta com a participação de Maria de Belém Roseira e José Ribeiro e Castro, dois dos mais destacados opositores à proposta de alteração à lei da nacionalidade apresentada pela deputada Constança Urbano de Sousa (PS).

Os últimos apelos para que Israel desista do “plano ilegal de anexação”

Os palestinianos garantiram esta segunda-feira, 29, que estão prontos para retomar as negociações diretas com os israelitas. Num texto enviado à União Europeia, Nações Unidas, Rússia e Estados Unidos, citado pelo jornal La Croix, avisam, no entanto, que “se Israel declarar anexação a qualquer parte do território palestiniano, isso significará, necessariamente, o cancelamento de todos os acordos assinados”. Esta quarta-feira, dia em que o governo israelita deve iniciar as deliberações sobre os planos de anexação de territórios na Cisjordânia, a Amnistia Internacional lança um último apelo às autoridades israelitas e à comunidade internacional: “a anexação é ilegal” e “crime de guerra”.

A audiência inédita de Paulo VI que abalou o Estado Novo

A 1 de julho de 1970, o Papa Paulo VI recebeu três líderes dos movimentos de libertação das então colónias portuguesas: Amílcar Cabral, do PAIGC; Agostinho Neto, do MPLA; e Marcelino dos Santos, um dos elementos da troika que dirigia a Frelimo, após o assassinato de Eduardo Mondlane em 1969. O acontecimento reabriu feridas nas relações diplomáticas entre Portugal e a Santa Sé. A gestão da crise e a minimização dos estragos causados na imagem de um regime político que se afirmava como defensor da Igreja Católica não foram suficientes para apagar a perceção de que a estratégia e a doutrina da Santa Sé em relação a África divergiam da política colonial portuguesa.

Portugal para os judeus sefarditas: regresso a casa, refúgio ou desilusão

Há mais de 500 anos, Portugal expulsou milhares de judeus do seu território e obrigou os que ficaram a converter-se à força ao catolicismo. Perseguiu-os e torturou-os. Em 2013, uma lei de reparação histórica aprovada por unanimidade veio conceder a todos os descendentes de judeus que viviam na Sefarad (termo hebraico para Península Ibérica), os chamados sefarditas, a possibilidade de obterem a nacionalidade portuguesa. Desde 2015, altura em que a lei entrou em vigor, já foram 62.000 os candidatos. É necessário comprovarem a hereditariedade, num processo que custa tempo e dinheiro, e que em breve poderá tornar-se mais complexo, na sequência das alterações à lei que o PS pretende implementar. Muitos se têm insurgido contra estas mudanças, nomeadamente as Comunidades Israelitas de Lisboa e do Porto, e também inúmeras personalidades no interior do próprio PS. Mas o que leva afinal os descendentes destes judeus, que aqui foram tão mal tratados, a quererem ser portugueses?

Moçambique: População de Cabo Delgado “aterrorizada” e em fuga

“As pessoas estão aterrorizadas e fogem das aldeias. Fogem da violência e da destruição que atinge a província nortenha de Cabo Delgado desde há vários meses.” O relato é do padre Arlain, missionário scalabriniano em Nampula (cerca de 300km a sul de Cabo Delgado), que descreve assim a cada vez mais preocupante situação naquela província do norte do país. Vem juntar-se aos “gritos de socorro” lançados pelo bispo de Pemba, e aos relatos de outros religiosos em missões na região.

Líderes religiosos, ONU, UE e Liga Árabe contra anexação de parte da Cisjordânia

À medida que se aproxima o dia 1 de julho, data anunciada pelo governo de Israel para iniciar os planos de anexação de parte dos territórios da Cisjordânia, crescem as vozes que se opõem a esta iniciativa. Representantes religiosos, das Nações Unidas, da Liga Árabe e da União Europeia (com o apoio expresso de Portugal) manifestam uma enorme preocupação com as possíveis consequências da concretização destes planos, que afirmam ser “contrários ao direito internacional” e comprometer as negociações para a paz na região.

Igrejas de todo o mundo pedem fim definitivo da guerra na Coreia, 70 anos depois

Igrejas cristãs do mundo inteiro uniram-se para um apelo à paz na Coreia, assinalando assim o 70º aniversário do início da guerra no país, que se cumpre esta-quinta-feira. Numa mensagem ecuménica, pediram uma declaração formal do final da guerra e a adoção de um tratado de paz que substitua o acordo de 1953 e que garanta, por fim, um regime de paz permanente na península.

Exército e presidente turcos agem como “terroristas” contra cristãos curdos, acusam bispos

Aviões turcos bombardearam na noite de sábado para domingo, 21 de junho, a região de Zakho, uma cidade do Curdistão iraquiano na fronteira com a Turquia, conhecida por ser o local onde as comunidades cristãs caldeia, síria e assíria têm as suas raízes. Os ataques, que visam atacar as bases do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) em território iraquiano, provocaram a morte de pelo menos cinco civis e deixaram centenas sem casa. Os responsáveis da Igreja Caldeia acusam o exército turco e o presidente do país, Recep Erdogan, de agirem como “terroristas”.

Igreja pede “prioridade máxima” para o desarmamento nuclear

Numa altura que se receia que as negociações entre Rússia e Estados Unidos para estender o prazo do seu acordo de limitação de armas nucleares não sejam bem sucedidas, os bispos norte-americanos e europeus assumem que o cenário de uma guerra nuclear pode não estar assim tão distante. Numa declaração conjunta, os representantes da Igreja Católica pediram esta segunda-feira que seja dada “prioridade máxima” ao controle de armas e desarmamento nuclear, e deixaram o alerta: “o nosso mundo permanece em grave perigo”.

95 mil pedem ao Parlamento referendo sobre eutanásia

A Federação Pela Vida entregou esta quinta-feira, 18 de Junho, no Parlamento, cerca de 95 mil assinaturas para pedir um referendo sobre a eutanásia. O número de assinaturas ultrapassa em 35 mil as que são exigidas por lei para que a iniciativa seja obrigatoriamente debatida no Parlamento e a documentação foi entregue ao presidente da Assembleia da República.

Quebeque: Bispos aplaudem proposta de não prescrição dos crimes de abuso sexual

A ministra da Justiça do Quebeque, Sonia LeBel, apresentou recentemente um projeto de lei para alterar o código civil daquela província canadiana, de forma a garantir que as ações interpostas por crimes de abuso sexual e violência doméstica não prescrevam. A proposta conta com o apoio de todos os partidos, bem como da Assembleia dos Bispos Católicos do Quebeque.

EUA: Cristãos temem implicações da alteração ao conceito de sexo na lei

Uma decisão do Supremo Tribunal norte-americano, visando impedir a discriminação laboral das pessoas homossexuais ou transgénero, está a preocupar os líderes de diversas igrejas cristãs nos EUA. Por maioria de 6 contra 3, a lei dos Direitos Civis de 1964, que protege contra a discriminação laboral com base na raça, religião, nacionalidade e sexo, passará também a aplicar-se à homossexualidade e mudança de sexo.

Milhares rezaram em Washington pelo fim do racismo

Milhares de pessoas reuniram-se este domingo, 14, no centro de Washington, para rezar pelo fim do racismo e da violência policial. A marcha religiosa, que juntou fiéis de várias igrejas dos Estados Unidos, demonstrou a diversidade e extensão do movimento impulsionado pelo assassinato de George Floyd e de outros afro-americanos.

Estátua do padre António Vieira vandalizada em Lisboa já foi limpa pela Câmara

A estátua do padre António Vieira colocada no Largo Trindade Coelho (junto à Igreja de São Roque), em Lisboa, foi vandalizada com mensagens supostamente anti-colonialistas, esquecendo que o jesuíta do século XVII defendeu os povos indígenas e lutou contra a escravatura. A obra apareceu com a palavra “descoloniza” escrita no pedestal e corações vermelhos pintados no peito de crianças indígenas e no rosto do padre António Vieira.

Bolsonaro, Coronavírus e Coronéis

Os “evangélicos” – designação comum dos cristãos de origem protestante – no Brasil, eram há 40 anos uma minoria perseguida e sem influência político-cultural. Fossem eles de igrejas tradicionais, como os Luteranos, pentecostais históricos ou não, calmos e racionalmente lúcidos, ou emocionalmente histéricos…

Novo ataque em Moçambique deixa Macomia “totalmente destruída”

A zona urbana de Macomia (província de Cabo Delgado, norte de Moçambique) foi “totalmente destruída”, com “a maioria das infraestruturas do Estado danificadas e a zona comercial reduzida a cinzas”. Essa é, pelo menos, a descrição da irmã Blanca Nubia Castaño, das Carmelitas Teresas de São José, quando a comunidade de irmãs regressou à localidade, após alguns dias refugiadas noutra casa religiosa.

Bispo de El Paso ajoelha-se em protesto contra o racismo, Papa telefona-lhe em sinal de apoio

Na passada segunda-feira, no meio do parque mais importante da cidade de El Paso (Texas), segurando um cartaz que dizia “Black Lives Matter” (As vidas negras importam) e uma rosa branca, e acompanhado por vários padres da diocese, o bispo Mark Seitz ajoelhou-se para rezar em memória de George Floyd. O momento durou 8 minutos e 46 segundos, precisamente o tempo que o agente policial teve o seu joelho a pressionar o pescoço de Floyd, impedindo-o de respirar. As imagens correram o mundo. Esta quarta-feira de manhã, Seitz recebeu um telefonema do Papa, que também as tinha visto, e fez questão de lhe agradecer pelo gesto e manifestar o seu apoio.

Líderes religiosos acusam Trump de usar símbolos sagrados para obter apoios

Perante a escalada de protestos contra o racismo e a violência policial nos EUA, o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, terá chegado a fechar-se num bunker da Casa Branca, na passada sexta-feira. Já no início desta semana, arriscou o desconfinamento para se dirigir a duas igrejas cristãs: a Igreja Episcopal de Saint John, e a Basílica do Santuário Nacional da Imaculada Conceição, ambas em Washington DC.

Religiões de regresso aos lugares de culto, patriarca pede mudança na relação com natureza e entre a humanidade

Neste fim-de-semana de 30 e 31 de Maio, os locais de culto religioso voltaram a abrir para celebrações comunitárias e públicas. Líderes cristãos, muçulmanos e hindus coincidem em alguns diagnósticos: há ou haverá mudanças na relação dos crentes com o espaço religioso, terá de haver maior preocupação com os que estão a sofrer os efeitos laterais da pandemia, as pessoas valorizam mais a importância da comunidade e reconhecem o valor da natureza.

Cardeal Marto: Governo não impôs nada à Igreja

Não houve qualquer imposição das autoridades à hierarquia católica no sentido de limitar ou adiar as celebrações comunitárias. A afirmação é do cardeal António Marto, bispo de Leiria-Fátima, que admite as “saudades” que tem de celebrar em assembleia, mas recusa a ideia de a liberdade religiosa ter sido posta em causa. O Papa Francisco colocou acima de tudo o imperativo moral de salvar vidas, e a suspensão pública das celebrações deu testemunho de “um acto evangélico de amor ao próximo”, diz, numa entrevista ao PontoSJ, portal dos jesuítas portugueses.

Somália: Mutilação genital feminina “ao domicílio” durante a quarentena

Com a generalidade das famílias em casa devido à pandemia de covid-19, os circuncisadores vão agora de porta em porta e oferecem os seus serviços. Na Somália, o país do mundo com a mais elevada taxa de mutilação genital feminina, o número de casos “aumentou consideravelmente” nas últimas semanas, alertou a organização não governamental Plan International.

Governo afegão liberta dois mil talibãs e cessar-fogo pode ser prolongado

O presidente afegão Ashraf Ghani ordenou a libertação de dois mil prisioneiros talibãs, num gesto de “boa vontade”, e “em resposta ao anúncio dos talibãs de um cessar-fogo durante o Eid al Fitr”, a festa que assinala o fim do mês sagrado do Ramadão, o qual tem sido efetivamente cumprido, e poderá até ser prolongado.

Líbano: 80% das escolas católicas em risco de fechar

Pelo menos 80% das escolas católicas no Líbano estão em vias de fechar e não conseguirão reabrir no próximo ano letivo “devido a dificuldades económicas e à negligência do Estado”, alertou o padre Boutros Azar, responsável pelo Secretariado Geral das Escolas Católicas Libanesas, numa carta endereçada ao presidente da república daquele país, Michel Aoun.

Atentados no Afeganistão são um “sério revés” no processo de paz

O Conselho Ecuménico de Igrejas (CEI) descreve os atentados ocorridos no Afeganistão como “tragédias aterrorizantes” que “representam um sério revés nos esforços de paz” naquele país. Na semana passada, pelo menos 15 pessoas morreram num hospital em Cabul, incluindo dois bebés, e outras 25 foram mortas na Província de Nangarhar durante o funeral de um comandante da polícia local. Esta segunda e terça-feira, mais 16 pessoas morreram em três ataques, dois deles junto a mesquitas, o outro perto de um edifício dos serviços secretos afegãos.

Aldo Moro, o Professor

Quarenta e dois anos depois do assassinato de Aldo Moro, a RTP2 exibiu o filme-documentário Aldo Moro, o Professor, que pode ainda ser visto na RTP Play, proporcionando assim uma boa oportunidade para conhecer um dos mais prestigiados políticos italianos e europeus do século XX. Baseado num livro homónimo da autoria do jornalista Giorgio Balzoni, aluno de Moro, o filme-documentário, que tem a realização de Francesco Miccichè, reconstitui os derradeiros dias de vida de um professor afectuoso e estimulante e de um político tolerante e livre.

Mesquitas reabertas à força na Guiné-Conacri por manifestantes

“Preferimos morrer a rezar do que viver sem rezar”. Foi assim que um dos manifestantes justificou a atitude de dezenas de pessoas em Kamsar, no noroeste da Guiné-Conacri, que se reuniram para protestar contra o encerramento das mesquitas e acabaram por destruir os cadeados que trancavam a porta da mesquita local.

Governo recebe confissões religiosas minoritárias para acertar regresso de celebrações comunitárias

Três membros do Governo reúnem nesta sexta-feira, 15 de Maio, com representantes de várias confissões religiosas minoritárias e com membros da Comissão da Liberdade Religiosa e da Direção-Geral da Saúde. O objectivo, diz um comunicado divulgado na noite desta quinta-feira, 14, pelo Ministério da Justiça, é “estudar a reposição, com segurança sanitária, da liberdade de prática religiosa no território” nacional.

Igrejas cristãs contra plano de Israel para anexação de territórios da Cisjordânia

O Conselho Mundial de Igrejas (CMI) e o Conselho de Igrejas do Médio Oriente (CIMO) uniram as suas vozes às dos líderes cristãos da Terra Santa, condenando veementemente a anexação unilateral de territórios da Cisjordânia por parte de Israel, e pedindo à União Europeia (UE) “uma posição firme e de princípios” contra o projeto anunciado pelo primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu.

Dia da Europa: um requiem, dois poemas e “Os Lusíadas” lidos por europeus

Os Trabalhadores Cristãos querem que os governos europeus acompanhem a solidariedade dos profissionais, a presidente da Comissão diz que os sonhos fundadores são mais válidos que nunca e Os Lusíadas podem ser lidos em 17 línguas diferentes como manifestação de diversidade. E ainda há um poema como bónus. O Dia da Europa assinala-se neste 9 de Maio.

As 79 regras de limpeza e distância para voltar a haver missa (e outra ministra a contrariar os bispos)

Máscara obrigatória, higienização, distância entre as pessoas, substituição de gestos que poderiam provocar contágio. Os bispos publicaram as orientações para o regresso das celebrações comunitárias. Dizem que as romarias continuam suspensas até nova decisão, mas a ministra da Cultura afirmou que pode haver algumas a realizar-se. No Funchal, as missas voltam já neste sábado, 9, decidiu o bispo.

Jesuítas europeus pedem mais solidariedade intra-europeia, com o sul do mundo e os migrantes e refugiados

Vinte e um responsáveis, representando quatro mil jesuítas europeus (e do Médio Oriente) enviaram, nesta sexta-feira, 8 de Maio, uma mensagem às instituições da União Europeia (UE) apelando a que seja promovida uma “verdadeira solidariedade ética e social” na sequência do surto do coronavírus. A Europa tem de ser solidária não só entre si mas também com o sul do mundo e com os refugiados e migrantes que procuram o seu território, escrevem.

Guterres e bispos norte-americanos condenam aumento de atitudes racistas associadas à pandemia

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, considera que estamos a assistir a “um tsunami de ódio e xenofobia”. Os bispos católicos dos Estados Unidos alertam, por seu lado, para o “bullying e agressões verbais e físicas” de que têm sido alvo as pessoas “de origem asiática” naquele país. Um e outros deixaram esta semana o mesmo apelo: que a pandemia seja uma oportunidade de construir um mundo mais solidário, em vez de gerar mais divisão e violência.

Celebração ecuménica em Berlim assinalou 75 anos do fim da II Guerra Mundial

A Catedral de Berlim acolheu esta sexta-feira uma celebração particularmente especial: para assinalar o 75º aniversário do fim da Segunda Guerra Mundial e da libertação do regime nazi, os representantes das diferentes confissões religiosas na Alemanha uniram-se numa oração pela paz, de onde saiu um desejo comum: “nunca desistir da reconciliação.”

Sudão prepara-se para criminalizar mutilação genital feminina

Foi aprovada pelo governo sudanês uma emenda ao código penal que prevê uma pena de até três anos de prisão para quem realizar a mutilação genital feminina. Aguarda-se agora que a lei seja promulgada, mas o avanço foi já aplaudido por diversas organizações de defesa dos direitos humanos, que lutam há décadas pela abolição da prática da excisão, noticiou esta quarta-feira o jornal La Croix.

Manuel Vieira Pinto: O assalto à catedral na primeira pessoa

Sucediam-se por aqueles dias do fim da Quaresma de 1974, as manifestações por toda a cidade de Nampula (Moçambique), onde a efígie do bispo Vieira Pinto era o tambor em que todos se fartavam de bater. Tinha chegado aos ouvidos de muitos que o prelado defendia ideias pouco amistosas sobre a independência da então “província ultramarina” do Índico.

Manuel Vieira Pinto (1923-2020): Deus não precisa que o defendam, as pessoas sim

Contestou o regime colonial e isso valeu-lhe a expulsão de Moçambique, para onde tinha ido como primeiro bispo católico de Nampula. Voltaria depois da independência, mas nunca deixou sossegado o novo poder, que também acusou de não respeitar os direitos humanos e a o qual pediu para negociar com a oposição armada. Começara por se dedicar a defender a renovação da Igreja, pugnando “por um mundo melhor”. Manuel Vieira Pinto morreu nesta quinta-feira, 30 de Abril.

Bispo alemão alerta para regresso do anti-semitismo e para papel da Igreja

Para assinalar o 75º aniversário do fim da Segunda Guerra Mundial, que se comemora no próximo dia 8 de maio, o presidente da Conferência Episcopal Alemã, Georg Bätzing, publicou uma declaração em vídeo, alertando para o facto de o anti-semitismo estar de regresso e sublinhando a importância do papel da Igreja na luta contra o mesmo.

Arcebispo de Nova Iorque “lidera” campanha para a reeleição de Trump

Há quem diga, meio a brincar meio a sério, que o cardeal Timothy Dolan, arcebispo de Nova Iorque, até já apresentou o seu pedido de demissão ao Papa para poder chefiar o comité de reeleição de Donald Trump. O presidente norte-americano aproveitou nos últimos dias diversas oportunidades para recolher o apoio dos líderes religiosos. No caso de Dolan, esse apoio já está mais do que conquistado. O cardeal não tem poupado nas manifestações de apreço a Trump, referindo-se a ele publicamente como um “grande amigo” e afirmando que se sente “honrado por ser o seu batedor”.

Diocese do Porto recorre ao “lay-off”

A diocese do Porto recorreu ao lay-off para colaboradores e elementos do clero, de acordo com uma nota do ecónomo da diocese, padre Samuel Guedes, que lembra que, em virtude da declaração do estado de emergência, “diversas paróquias e outras instituições canónicas ficaram totalmente privadas das suas receitas”.

Brasil: Diocese de Manaus e ONG pedem ajuda urgente para comunidades indígenas

Falta de pessoal médico, falta de equipamento de proteção e meios para tratamento, cadáveres armazenados em camiões frigoríficos e outros a serem enterrados em valas comuns. Em Manaus, capital do estado do Amazonas (Brasil), a pandemia de covid-19 está a provocar um estado de calamidade nunca antes visto. E a tendência é para piorar, agora que o vírus chegou às comunidades indígenas residentes naquele estado. A arquidiocese, juntamente com diversas ONGs, emitiu um comunicado pedindo ajuda urgente. O Papa Francisco telefonou diretamente ao arcebispo Leonardo Steiner, pedindo informações sobre a situação e deixando uma bênção especial para a região da Amazónia.

Arábia Saudita acaba com pena de morte para menores e proíbe flagelações

A Arábia Saudita proibiu a aplicação da pena de morte a menores de 18 anos. O anúncio, que surge um dia depois da abolição da pena de flagelação como forma de punição pelos tribunais naquele país, foi feito este domingo, 27, pela Comissão de Direitos Humanos da Arábia Saudita, uma organização criada pelo Governo.

Pablo Iglesias ao lado do Papa contra porta-voz dos bispos espanhóis

O vice-presidente do Governo espanhol, Pablo Iglesias, manifestou-se favorável a uma prestação mínima vital, “que não vá para os paraísos fiscais”. Invocando o Papa, que há dias manifestara uma opinião semelhante, o líder do Podemos contrariava desse modo a apreciação do porta-voz do episcopado, que três dias antes se manifestara contra a ideia.

Grupo armado matou 52 jovens em Moçambique

Um grupo de militantes islâmicos executou 52 jovens na província moçambicana de Cabo Delgado, que se recusaram a ser recrutados. As vítimas, residentes na aldeia de Xitati, foram “massacradas” e algumas decapitadas no passado dia 8 de abril, mas só agora as autoridades policiais locais deram a conhecer o crime.

Estado pede ajuda à Misericórdia do Porto para acolher presos libertados

A revelação é feita à Rádio Renascença pelo provedor da Santa Casa da Misericórdia do Porto. António Tavares diz que os serviços da Misericórdia do Porto “têm sido contactados pela Segurança Social, que tem articulação com a Direção-Geral dos Serviços Prisionais, no sentido de poder apoiar algumas pessoas que, por qualquer razão, não têm condições de habitabilidade ou de regresso à sua habitação”.

Igrejas exigem que Trump anule a suspensão de financiamento da OMS

“Irresponsável”, “inoportuna”, “perigosa”, “imoral”: foram alguns dos adjetivos utilizados pelas Igrejas norte-americanas para qualificar a decisão do presidente Donald Trump de suspender a contribuição dos Estados Unidos para a Organização Mundial de Saúde (OMS). O Conselho Nacional das Igrejas (CCN), nos Estados Unidos, e também a maior comunidade mundial de Igrejas protestantes e ortodoxas – o Conselho Ecuménico das Igrejas (COE) – pediram a anulação da medida anunciada, que, temem, poderá “provocar um desastre”.

Confissões religiosas “ansiosas por reabrir portas”, mas conscientes de que “nada será como dantes”

Nesta terça-feira, 21, o conselho permanente dos bispos católicos reúne em videoconferência, disse ao 7MARGENS o porta-voz do episcopado, padre Manuel Barbosa. Na conversa, será ponderado o que os bispos irão dizer ao Governo, depois de, na segunda, 20 de abril, o primeiro-ministro António Costa se ter reunido com o presidente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), D. Manuel Clemente.

Bispos europeus apelam a países da UE para que acolham refugiados

A Comissão das Conferências Episcopais da União Europeia (COMECE) fez um apelo a todos os estados membros para que “mostrem generosidade”, oferecendo asilo aos refugiados que se encontram nas ilhas gregas, permitindo assim minimizar o risco de infeção por coronavírus nos campos, que se encontram sobrelotados.

Franciscanos cedem casa para vítimas de violência doméstica durante a pandemia

Foi há pouco mais de uma semana que a Secretaria de Estado para a Cidadania e a Igualdade (SECI) e a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) lançaram o apelo a algumas instituições católicas: precisavam rapidamente de um espaço onde pudesse ser montado um centro temporário de acolhimento de emergência para mulheres vítimas de violência doméstica, dados os receios de que este tipo de crime aumente no contexto da pandemia de covid-19. A resposta não se fez esperar da parte da Ordem dos Frades Menores (Franciscanos) de Portugal. Disseram de imediato que sim e em poucos dias preparam e disponibilizaram uma das suas casas para o efeito. O centro abriu esta segunda-feira, dia 6, e permanecerá aberto enquanto durar a pandemia.

Doentes de covid-19 mantêm “direito e acesso à assistência espiritual e religiosa” nos hospitais

A Coordenação Nacional das Capelanias Hospitalares emitiu um comunicado esta quarta-feira, dia 1, para esclarecer que “os capelães não estão impedidos de prestar assistência espiritual e religiosa”. Têm, isso sim, de cumprir “medidas de contingência existentes nos hospitais”, como todos os profissionais, por forma a minimizar os “riscos de contágio, quer dos capelães quer dos próprios doentes e dos profissionais”, sublinha o documento.

Cardeal Tagle propõe eliminar a dívida dos países pobres

O cardeal filipino Luis Antonio Tagle, prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, propôs a criação de um Jubileu especial em que os países ricos perdoem a dívida dos países pobres aos quais concederam empréstimos, de forma a que estes tenham condições para combater a pandemia de covid-19.