Estilos de vida alternativos

Vaticano lança curso de Ecologia Integral online e em inglês

Da Laudato si' à Laudate Deum

Vaticano lança curso de Ecologia Integral online e em inglês

As universidades pontifícias uniram-se ao Movimento Laudato Si’ para lançar o novo Diploma Conjunto em Ecologia Integral, um curso online e em inglês, composto por seis módulos de 90 minutos cada que serão realizados de janeiro a junho de 2024, e que pretende ser “uma resposta ao desafio sem precedentes que o planeta enfrenta”. No final, os participantes serão oficialmente Animadores Laudato si’.

“As questões do clima não são só económicas, mas também morais”

Peter Walpole, padre, da Ecojesuit

“As questões do clima não são só económicas, mas também morais”

Depois de ter participado nessa iniciativa, o padre Walpole faz para o 7MARGENS um ponto de situação sobre a emergência climática e o papel dos cristãos e da Igreja Católica. Na COP28, nenhuma delegação governamental negava publicamente as alterações climáticas e a urgência do desafio, independentemente das suas preferências políticas internas”, disse.

“A Terra está a aquecer. Precisamos de acção agora”

Tita Kara, Forum climático de Tonga, sobre a COP28

“A Terra está a aquecer. Precisamos de acção agora”

Católica e coordenadora de projecto do Fórum da Sociedade Civil (FSC) do arquipélago de Tonga, Tita Kara diz que “o catálogo de abusos, violências e negligências que os humanos têm provocado à Mãe-Terra reflecte a nossa ganância e desconsideração da criação de Deus”. Falando a propósito da COP28, que esta semana termina no Dubai, esta responsável diz que “precisamos de acção agora”. “Muito se tem falado ao longo dos anos. Não podemos dar-nos ao luxo de realizar outra conferência apenas para falar das mesmas questões que já conhecemos há décadas”, acrescenta, pois a Terra “está a aquecer”.

Amnistia pede a líderes africanos na COP28 que se unam em defesa dos direitos humanos

Alertando para "erros" do passado

Amnistia pede a líderes africanos na COP28 que se unam em defesa dos direitos humanos

Os líderes africanos que vão participar na cimeira sobre o clima das Nações Unidas, COP28, “devem evitar os erros cometidos durante a Cimeira Africana do Clima”, que decorreu no passado mês de setembro, e na qual adotaram a Declaração de Nairobi sobre as Alterações Climáticas e Apelo à Ação. Porque esta, “em muitos aspetos, não deu prioridade efetiva aos direitos humanos e à justiça climática para o continente”, alertou a Amnistia Internacional.

Pin It on Pinterest

Share This