Estudantes em greve pelo clima no dia 23

| 20 Abr 2021

Manifestação. Clima. Greve Climática Estudantil.

Estudantes voltam à rua para protestar pelo planeta. Foto © Greve Climática Estudantil

 

A greve climática estudantil do dia 23 de abril tem como lema “contra a aviação, pela ferrovia, pela Terra e pela democracia” e pretende denunciar o “setor da aviação” como sendo responsável por “11% das emissões a nível de transportes, permanecendo como o meio de transporte mais poluente” e, ao mesmo tempo, promover a alternativa da ferrovia, a qual “contribui apenas em 1% para as emissões a nível de transportes mundiais, é mais eficiente a nível energético e não necessita de infraestruturas enormes responsáveis pela destruição de habitats e áreas verdes.”

O manifesto da ação de dia 23 recorda que “apenas em seis meses, só em Portugal, foram investidos mais de 1300 milhões de euros no resgate da aviação, apesar de existirem alternativas sustentáveis”, nomeadamente para “os voos em território nacional (10% da totalidade do setor em Portugal)” que, dizem os mentores do protesto “precisamos de suprimir”, bem como “os voos dentro da Península Ibérica”. Para todos estes, a ferrovia é a alternativa mais válida e justa.

No dia 22 de abril comemora-se o Dia Mundial da Terra e, no âmbito do debate sobre a Lei do Clima, a Assembleia Nacional francesa votou a 10 de abril a favor da proibição dos voos entre cidades para as quais exista uma ligação ferroviária de duração inferior a 2h30. Defendendo que tal decisão apenas reduziria em 6,6% as emissões de CO2 imputáveis à totalidade dos voos domésticos, vários grupos de ativistas do clima haviam sugerido a supressão dos voos que pudessem ser substituídos por trajetos de comboio até cinco horas de viagem, o que, alegavam, reduziria em 60,6% as emissões de CO2 dos voos internos em França. Na sua edição de hoje, 19 de abril, o Público noticiava que Portugal tem hoje os mesmos quilómetros de ferrovia que tinha em 1893.

No dia seguinte à greve estudantil de 23 de abril, terá lugar o Climate Live coordenado por jovens ativistas climáticos a nível internacional. Em Portugal a iniciativa decorrerá online, das 15h às 18h30 e das 21h às 23h10, e será transmitida nas redes sociais da Greve Climática Estudantil (Instagram, Twitter , Facebook e Youtube).

 

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

23 de março

Uma Via-Sacra especial em Guimarães novidade

A música de artistas portugueses como Pedro Abrunhosa, Marisa Liz e Tiago Bettencourt integrará uma Via-Sacra especial organizada pela Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, em Guimarães, e cujas receitas reverterão para o restauro de uma capela. A iniciativa está marcada para o próximo dia 23 de março.

Iniciativa ecuménica

Bispos latino-americanos criam Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo

O Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam) lançou oficialmente esta semana a Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo, anunciou o Vatican News. Um dos principais responsáveis pela iniciativa é o cardeal Luís José Rueda Aparício, arcebispo de Bogotá e presidente da conferência episcopal da Colômbia, que pretende que a nova “pastoral de rua” leve a Igreja Católica a coordenar-se com outras religiões e instituições já envolvidas neste trabalho.

Uma Via-Sacra especial em Guimarães

23 de março

Uma Via-Sacra especial em Guimarães novidade

A música de artistas portugueses como Pedro Abrunhosa, Marisa Liz e Tiago Bettencourt integrará uma Via-Sacra especial organizada pela Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, em Guimarães, e cujas receitas reverterão para o restauro de uma capela. A iniciativa está marcada para o próximo dia 23 de março.

Uma ativista e uma catequista à conversa com uma teóloga e um padre

Uma ativista e uma catequista à conversa com uma teóloga e um padre novidade

Georgina perguntou-se sobre como explicar a dificuldade de relação dos bispos africanos com o mundo LGBTI+, Helena congratulou-se pela presença de leigos na aula sinodal, Serena sublinhou que a participação não se limita a “fazer parte”, inclui “tomar parte”. Aconteceu no Fórum Europeu de Grupos Cristãos LGBTI+, no qual participou Ana Carvalho.

O “Boletim Cinematográfico” na Igreja em Portugal – uma memória histórica

Os primórdios do movimento cinematográfico no seio da Igreja em Portugal

O “Boletim Cinematográfico” na Igreja em Portugal – uma memória histórica novidade

Este é o breve historial de uma publicação simples na sua forma de apresentação, mas que, ao durar persistentemente cerca de cinco décadas, prestou à cultura cinematográfica e à Igreja Católica em Portugal um serviço inestimável e indelevelmente ligado ao nome de Francisco Perestrello, agora falecido.

Agenda

There are no upcoming events.

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This