EUA: Florida pode vir a permitir uso de armas nas celebrações religiosas

| 3 Fev 21

Inscrições no chão em memória das 17 vítimas do tiroteio numa escola de Parkland (EUA), em Fevereiro de 2018. Foto © Fabrice Florin-Mill Valley/Wikimedia Commons

 

Um senador republicano viu aprovada numa secção do Senado da Flórida (Estados Unidos da América) uma proposta que visa expandir os direitos de porte de arma de fogo a lugares de culto de confissões religiosas que tenham uma escola no mesmo complexo.

A proposta, que engloba nomeadamente igrejas, mesquitas e sinagogas, exige apenas que o portador detenha uma licença de porte de arma e a traga escondida. Aprovada segunda-feira, dia 1 de fevereiro, a iniciativa inscreve-se naquilo que tem sido chamado nos EUA de “bíblias e balas”. Foi contestada por organizações do Estado como a Liga das Mulheres Eleitoras da Flórida, a Coligação da Flórida para Prevenir a Violência Armada, e a Flórida NOW, defendendo que há maneiras mais inteligentes de resolver os problemas que possam surgir.

Um senador democrata observou, nos debates, que não pode concordar que “um bom rapaz, com uma arma na mão, seja a resposta a dar à violência das armas”. Ao que o promotor e seus apoiantes dos dois partidos ripostam dizendo que se trata de garantir a segurança das instituições religiosas e a liberdade de culto.

Sobretudo na sequência do massacre da escola de Parkland, de que resultaram 17 mortos, os democratas têm procurado adotar políticas mais restritivas de acesso e uso de armas. E, de facto, o uso de armas nos lugares de culto já é permitido neste estado do Leste dos Estados Unidos, com a exceção daqueles que tenham escolas nas imediações. A legislação que foi agora aprovada destina-se a alargar também a possibilidade a estes casos.

 

A palavra que falta explicitar no “cuidar da criação”

A palavra que falta explicitar no “cuidar da criação” novidade

No dia 1 de setembro começou o Tempo da Criação para diversas Igrejas Cristãs. Nesse dia, o Papa Francisco, o Patriarca Bartolomeu e o Arcebispo de Canterbury Justin assinaram uma “Mensagem Conjunta para a Protecção da Criação” (não existe – ainda – tradução em português). Talvez tenha passado despercebida, mas vale a pena ler.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

‘Caminho Minhoto Ribeiro’ reconhecido pelos arcebispos de Braga e Santiago

Em ano Xacobeo

‘Caminho Minhoto Ribeiro’ reconhecido pelos arcebispos de Braga e Santiago novidade

A cidade de Braga foi palco, nesta sexta-feira, 17, da declaração oficial de reconhecimento do Caminho Minhoto Ribeiro por parte dos arcebispos de Braga e de Santiago de Compostela, depois de esse processo ter decorrido já por parte das autarquias do lado português e galego. Na conferência que decorreu em Braga, cidade que é ponto de partida dos dois itinerários que compõem este Caminho, foi igualmente feita a apresentação da investigação documental que fundamenta este novo percurso, a cargo do professor e historiador galego Cástor Pérez Casal.

Só a capacidade de nos maravilharmos sustenta a resistência à crueldade e ao horror

Edgar Morin em entrevista

Só a capacidade de nos maravilharmos sustenta a resistência à crueldade e ao horror novidade

“Se formos capazes de nos maravilhar, extraímos forças para nos revoltarmos contra essas crueldades, esses horrores. Não podemos perder a capacidade de maravilhamento e encantamento” se queremos lutar contra a crise, contra as crises, afirmou Edgar Morin à Rádio Vaticano em entrevista conduzida pela jornalista Hélène Destombes e citada ontem, dia 18 de setembro, pela agência de notícias ZENIT

A votar, a votar!

[Segunda leitura]

A votar, a votar! novidade

“Começa hoje a campanha eleitoral para as eleições autárquicas de 26 de setembro”. Juro que ouvi isto na passada terça-feira, dia 14 de setembro. Assim mesmo, sem tirar nem pôr, na abertura de um noticiário na rádio: “Começa hoje a campanha eleitoral para as eleições autárquicas de 26 de setembro”. Juro.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This