Evangélicos de Lisboa debatem como enfrentar secularização

| 7 Mai 19 | Destaque 2, Igrejas Cristãs, Newsletter, Últimas

Cruz numa igreja em Lisboa. Foto © Simon Lee/Wikimedia Commons)

 

“Reflectir sobre a realidade” de um ambiente social cada vez mais laicizado “e encontrar caminhos” sobre o modo como os cristãos evangélicos devem enfrentar o fenómeno da secularização são os objectivos de um seminário que se realiza nesta quarta-feira, 8 de Maio, na Assembleia de Deus, em Benfica (Lisboa). “Esse é o desafio grande”, diz o pastor António Rodolpho, um dos responsáveis pela iniciativa e pastor da Igreja Baptista Vida Nova, de Cascais.

O encontro, com o título genérico A Fé na Cidade, decorre entre  as 10h e as 18h nas instalações da Assembleia de Deus em Benfica (R. Julião Quintinha, 14B) e parte das principais conclusões do estudo sobre religiosidade na Área Metropolitana de Lisboa (AML), coordenado por Alfredo Teixeira, publicado em 2018 pela Fundação Francisco Manuel dos Santos.

De acordo com essa investigação, na região da capital 55 por cento das pessoas declaram-se católicas, enquanto 9 por cento pertencem a outra confissão e 35 por cento afirma não pertencer a nenhuma. Este último é o grupo que está em maior crescimento.

Alguns outros números da investigação podem ajudar a perceber esta realidade: dois terços dos inquiridos teve pai católico, enquanto a mãe católica esteve presente em três quartos das pessoas; pouco mais de metade (50,4%) não alterou a sua posição ao longo da vida; 23,8 por cento deixou de ser praticante, mas continuou a acreditar.

No universo evangélico, 40 por cento das pessoas estão envolvidas nas suas comunidades. Nos católicos, um terço dos inquiridos encontram verdade em todas as religiões e 36,1 por cento em várias religiões.

 

Não há respostas fáceis

“Não há respostas fáceis” para inverter a situação, “mas o objectivo é exactamente o de reflectir o que podemos fazer”, diz António Rodolpho. “Pensámos que a comunidade evangélica deveria reflectir sobre esta nova configuração religiosa e o seminário será um momento de reflexão para o fazer”.

O ambiente social, apesar de mais tardiamente, aproxima-se da realidade de outros países europeus. “Coloca-se Deus e a religião de lado, Deus está fora da equação. Não precisamos mais do religioso para tomar decisões e viver em sociedade”, analisa o pastor Rodolpho, admitindo que há “aspectos positivos” neste processo de reconfiguração religiosa.

Vários dos investigadores envolvidos no estudo – Alfredo Teixeira, Helena Vilaça e Margarida Franca – estarão presentes no seminário desta quarta-feira a apresentar dados do estudo e a coordenar o debate. O diagnóstico sobre a realidade religiosa da AML e o retrato de quem são os evangélicos preenchem a parte da manhã.

À tarde, um primeiro painel debaterá o tema da secularização, com intervenções de Davide Argiolas, da Universidade Autónoma, Tiago Cavaco, da Igreja Baptista da Lapa, e Alcir de Sousa, vice-presidente do Seminário Teológico Baptista. O segundo painel debate “O impacto da secularização no cristianismo evangélico: guetizaçãoversus acomodação” e terá intervenções de Helena Vilaça e Manuel Rainho (Igreja Baptista). O debate fecha com uma mesa-redonda, em que participam alguns dos anteriores intervenientes, e ainda João Martins, da Igreja A Casa da Cidade, Mário Rui Boto (da Igreja Hillsong, que faz evangelização através da música), e Alfredo Abreu (da organização Serve the City).

Artigos relacionados

Breves

Encontro de artistas portugueses com músicas do grupo Gen Verde

Um encontro de artistas de várias áreas, que sejam sensíveis às dimensões do Sagrado, da Beleza e do Bem Comum, está convocado para a tarde deste sábado, 18 de Maio, entre as 16h30 e as 18h, no Auditório da Igreja São Tomás de Aquino (Laranjeiras), em Lisboa.

Bolsonaro contestado por cortes na Educação

As ruas de mais de duas centenas de municípios em 26 estados brasileiros foram tomadas esta quarta-feira, 15 de maio, por manifestações que registaram a participação de centenas de milhares de estudantes e professores.

Televisão: Fátima vence Cristina

As cerimónias da peregrinação de 13 de maio a Fátima, transmitidas pela RTP1, conquistaram 381 mil espectadores, deixando o programa Cristina, da SIC, a grande distância (317 mil).

Boas notícias

É notícia 

Entre margens

Vemos, ouvimos e lemos…

O centenário de Sophia de Mello Breyner Andresen é especial, muito para além de mera comemoração. O exemplo de cidadania, de talento, de ligação natural entre a ética e estética é fundamental. De facto, estamos perante uma personalidade extraordinária que é lembrada como referência única, como um exemplo que fica, que persiste.

Europeias 2019: Não nos tires as tentações

Estamos em crise, sim. Que bom. Porque é tempo de escolher e definir caminhos. Ao que parece, a última braçada de bruços perdeu balanço e é a nossa vez de dar o próximo impulso. Com a liberdade de questionar o inquestionável, herdámos o peso da responsabilidade. Mas desde quando desligar o automático é mau?

Cultura e artes

Coro do Trinity College de Dublin em Lisboa para concerto e eucaristia

Neste sábado e domingo, 18 e 19 de Maio, Lisboa acolhe dois concertos do Coro da Capela do Trinity College de Dublin (Irlanda). Às 17 horas de sábado, o coro dará um concerto de música sacra na Sé de Lisboa; no domingo, participa na eucaristia dominical na Catedral Lusitana de S. Paulo em Lisboa (Comunhão Anglicana), com início às 11h00 (Rua das Janelas Verdes).

Teatro: À espera de um jogo de espelhos em Goga

Entra-se e estão as 23 personagens no palco. Em rigor, esse número inclui as personagens e os seus espelhos. Estão fixas, rígidas. São um quadro que se deve olhar, de modo a reparar em todos os pormenores. Porque está o corcunda Teobald de livro na mão? Porque há um homem e uma mulher com malas?

Sete Partidas

A Páscoa em Moçambique, um ano antes do ciclone – e como renasce a esperança

Um padre que passou de refugiado a conselheiro geral pode ser a imagem da paixão e morte que atravessou a Beira e que mostra caminhos de Páscoa a abrir-se. Na região de Moçambique destruída há um mês pelo ciclone Idai, a onda de solidariedade está a ultrapassar todas as expectativas e a esperança está a ganhar, outra vez, os corações das populações arrasadas por esta catástrofe.

Visto e Ouvido

Uma criação musical para Quinta-Feira santa: O Senhor mostrou o poder do seu amor, de Rui Miguel Fernandes, SJ

Agenda

Mai
20
Seg
Conferências de Maio – “Os jovens chamados a transformar” – III – A justiça e a equidade, e a solidariedade entre as gerações @ Centro Nacional de Cultura
Mai 20@18:30_20:00

Participam Alice Vieira, escritora e jornalista; Carla Ganito, docente em Ciências da Comunicação na Universidade Católica Portuguesa; e Ana Barata; jovem licenciada em serviço social.

Mai
27
Seg
Conferências de Maio – “Os jovens chamados a transformar” – IV – “Os jovens descobrem Deus” @ Centro Nacional de Cultura
Mai 27@18:30_20:00

Participam Alfredo Teixeira, antropólogo e compositor, autor de Religião na Sociedade Portuguesa, Américo Aguiar, bispo auxiliar de Lisboa, e João Valério, arquitecto e músico.

Ver todas as datas

Fale connosco