Expulso em março

Ex-núncio da Nicarágua nomeado para Cabo Verde, Guiné-Bissau, Mauritânia e Senegal

| 7 Set 2022

Waldemar Stanisław Sommertag foto vatican news sem creditos

Sommertag, 54 anos, nasceu na Polónia, formou-se em Direito Canónico e entrou para o Serviço Diplomático da Santa Sé no ano 2000. Foto © Vatican Media.

 

O Papa Francisco nomeou esta terça-feira, 6 , como Núncio Apostólico no Senegal, Cabo Verde, Guiné-Bissau e Mauritânia, Waldemar Stanisław Sommertag, arcebispo titular de Maastricht, e até agora Núncio Apostólico na Nicarágua, noticiou o Vatican News.

Sommertag, 54 anos, nasceu na Polónia, onde foi ordenado padre a 30 de maio de 1993. Formou-se em Direito Canónico e entrou para o Serviço Diplomático da Santa Sé a 19 de junho do ano 2000. Trabalhou nas nunciaturas da Tanzânia, Nicarágua, Bósnia e Herzegovina, Israel, Palestina e Chipre, bem como em Roma na secção de Relações com os Estados da Secretaria de Estado.

Era embaixador na Nicarágua desde 2018, mas foi expulso em março pelo Governo local, numa decisão criticada pelo Vaticano. Regressa agora a África, onde iniciou o seu serviço diplomático.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

"Nada cristãs"

Ministro russo repudia declarações do Papa novidade

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Serguei Lavrov, descreveu como “nada cristãs” as afirmações do Papa Francisco nas quais denunciou a “crueldade russa”, especialmente a dos chechenos, em relação aos ucranianos. Lavrov falava durante uma conferência de imprensa, esta quinta-feira, 1 de dezembro, e referia-se à entrevista que Francisco deu recentemente à revista America – The Jesuit Review.

O que têm dito os papas sobre a paz

Debate e oração no Rato, em Lisboa

O que têm dito os papas sobre a paz novidade

As mensagens dos Papas para o Dia Mundial da Paz é o tema da intervenção do padre Peter Stilwell neste sábado, 3 de Dezembro (Capela do Rato, em Lisboa, 19h), numa iniciativa integrada nas celebrações dos 50 anos da vigília de oração pela paz que teve lugar naquela capela, quando um grupo de católicos quis permanecer em oração durante 48 horas, em reflexão sobre a paz e contra a guerra colonial.

Ministro russo repudia declarações do Papa

"Nada cristãs"

Ministro russo repudia declarações do Papa novidade

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Serguei Lavrov, descreveu como “nada cristãs” as afirmações do Papa Francisco nas quais denunciou a “crueldade russa”, especialmente a dos chechenos, em relação aos ucranianos. Lavrov falava durante uma conferência de imprensa, esta quinta-feira, 1 de dezembro, e referia-se à entrevista que Francisco deu recentemente à revista America – The Jesuit Review.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This