Acnur lança apelo

Falta de recursos pode levar a cortes no apoio vital a refugiados

| 28 Out 2022

Migrantes em Beirute, no Líbano FOTO OIM Muse Mohammed

Migrantes em Beirute, no Líbano, onde “70 mil famílias de refugiados extremamente vulneráveis ​​deixaram de receber a ajuda da rede de segurança da agência”. Foto © OIM / Muse Mohammed.

 

Os cortes já começaram nos últimos meses: a falta de recursos forçou a Agência da ONU para os Refugiados, Acnur, a “reduzir programas essenciais” de muitas das operações de ajuda em curso. Esta sexta-feira, 28, o organismo anunciou que “se não conseguir pelo menos 700 milhões de dólares até ao final do ano, podem acontecer reduções catastróficas para os necessitados”.

A agência dá exemplos de consequências reais dos cortes que já aconteceram: no Uganda, que está a passar por um surto de ébola, “o Acnur não consegue adquirir sabonetes e kits de higiene suficientes para ajudar a combater a doença mortal”; no Chade, “o abastecimento de água nos campos foi cortado devido à falta de combustível”; no Líbano, “70 mil famílias de refugiados extremamente vulneráveis ​​deixaram de receber a ajuda da rede de segurança da agência”. Uma das maiores preocupações atuais são as lacunas de financiamento no Médio Oriente,  à medida que o inverno se aproxima.

O diretor da Divisão de Relações Externas do Acnur, Dominique Hyde, destaca que “as necessidades estão a aumentar devido a uma confluência de guerra e violência, assim como ventos cruzados económicos e geopolíticos”.

Embora os doadores, especialmente empresas privadas, fundações e indivíduos, tenham contribuído com níveis recorde de financiamento em 2022, os efeitos em cascata da crise na Ucrânia estão a afetar a capacidade de resposta equitativa em todo o mundo.

Hyde lembra que “as pessoas obrigadas a fugir já pagam o preço dos conflitos que devastaram as suas terras” e que o sofrimento adicional, em particular neste ano e no próximo, pode ser reduzido “com uma ação internacional rápida”.

Desde que destacou a lacuna de financiamento em 12 operações particularmente subfinanciadas no início deste ano, a agência recebeu 400 milhões de dólares adicionais. No entanto, mesmo com essa injeção de recursos, as necessidades continuam a crescer e a diferença permanece em 700 milhões de dólares (cerca de 702 milhões de euros).

 

Uma Via-Sacra especial em Guimarães

23 de março

Uma Via-Sacra especial em Guimarães novidade

A música de artistas portugueses como Pedro Abrunhosa, Marisa Liz e Tiago Bettencourt integrará uma Via-Sacra especial organizada pela Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, em Guimarães, e cujas receitas reverterão para o restauro de uma capela. A iniciativa está marcada para o próximo dia 23 de março.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

23 de março

Uma Via-Sacra especial em Guimarães novidade

A música de artistas portugueses como Pedro Abrunhosa, Marisa Liz e Tiago Bettencourt integrará uma Via-Sacra especial organizada pela Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, em Guimarães, e cujas receitas reverterão para o restauro de uma capela. A iniciativa está marcada para o próximo dia 23 de março.

Iniciativa ecuménica

Bispos latino-americanos criam Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo

O Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam) lançou oficialmente esta semana a Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo, anunciou o Vatican News. Um dos principais responsáveis pela iniciativa é o cardeal Luís José Rueda Aparício, arcebispo de Bogotá e presidente da conferência episcopal da Colômbia, que pretende que a nova “pastoral de rua” leve a Igreja Católica a coordenar-se com outras religiões e instituições já envolvidas neste trabalho.

Uma ativista e uma catequista à conversa com uma teóloga e um padre

Uma ativista e uma catequista à conversa com uma teóloga e um padre novidade

Georgina perguntou-se sobre como explicar a dificuldade de relação dos bispos africanos com o mundo LGBTI+, Helena congratulou-se pela presença de leigos na aula sinodal, Serena sublinhou que a participação não se limita a “fazer parte”, inclui “tomar parte”. Aconteceu no Fórum Europeu de Grupos Cristãos LGBTI+, no qual participou Ana Carvalho.

O “Boletim Cinematográfico” na Igreja em Portugal – uma memória histórica

Os primórdios do movimento cinematográfico no seio da Igreja em Portugal

O “Boletim Cinematográfico” na Igreja em Portugal – uma memória histórica novidade

Este é o breve historial de uma publicação simples na sua forma de apresentação, mas que, ao durar persistentemente cerca de cinco décadas, prestou à cultura cinematográfica e à Igreja Católica em Portugal um serviço inestimável e indelevelmente ligado ao nome de Francisco Perestrello, agora falecido.

Lopes Morgado: um franciscano de corpo inteiro

Frade morreu aos 85 anos

Lopes Morgado: um franciscano de corpo inteiro novidade

O último alarme chegou-me no dia 10 de Fevereiro. No dia seguinte, pude vê-lo no IPO do Porto, em cuidados continuados. As memórias que tinha desse lugar não eram as melhores. Ali tinha assistido à morte de um meu irmão, a despedir-se da vida aos 50 anos… O padre Morgado, como o conheci, em Lisboa, há 47 anos, estava ali, preso a uma cama, incrivelmente curvado, cara de sofrimento, a dar sinais de conhecer-me. Foram 20 minutos de silêncios longos.

Agenda

There are no upcoming events.

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This