Malmo (Suécia)

Festival Eurovisão ensombrado por promessa de queima do Alcorão

| 5 Mai 2024

Um crente lê o Corão. Foto © Rashid Oucharia / Unsplash

Um crente lê o Corão. Foto © Rashid Oucharia / Unsplash

 

Com a questão da participação de Israel a suscitar protestos durante esta semana em Malmö, no sul da Suécia, dois cidadãos suecos obtiveram permissão para queimar em público o Alcorão, esta segunda-feira, véspera da primeira “meia-final” de seleção das canções finalistas do Festival Eurovisão da Canção

Segundo o jornal Daily Mail, a polícia daquela cidade recebeu o pedido de um iraquiano refugiado, que passou recentemente a ser reconhecido como cidadão sueco, e de uma sueca de extrema-direita, ativista do banimento do islão no país.

A legislação sueca não considera crime queimar um livro sagrado ou outros livros religiosos. Num texto de “perguntas-respostas”, os responsáveis da cidade anfitriã do Eurofestival admitiram, porém, que caso um tribunal entenda que um ato, em si legítimo, que envolva “agitação contra grupos étnicos”, pode haver circunstâncias que levem ao cancelamento da iniciativa.

Com várias dezenas de milhares de muçulmanos na cidade e a presença de centenas de jornalistas e operadores de media de todo o mundo, estão, assim, criados os ingredientes para incendiar um ambiente já de si tenso.

Apesar dos apelos e pressões para que Israel, presença habitual neste Festival, fosse banido, devido à invasão, mortandade e destruição que tem feito em Gaza, a União Europeia de Radiodifusão, organizadora do evento, não só se opôs como proibiu a utilização de outras bandeiras que não as dos países participantes. Mas estão previstas manifestações de protesto pela participação da canção israelita.

Malmö vai, assim, estar sob fortes medidas de segurança ao longo de toda esta semana, dado que esta terça-feira, 7, decorrerá a primeira seleção de entre os 37 finalistas; na quinta, 9, será a segunda; a final realiza-se no sábado, dia 11.

A cidade-hóspede do Festival acolhe 50 mil muçulmanos, numa população que pouco ultrapassa os 350.000 habitantes.

 

Patriarca de Lisboa convida “todos” para “momento raro” na Igreja

A um mês da ordenação de dois bispos

Patriarca de Lisboa convida “todos” para “momento raro” na Igreja novidade

O patriarca de Lisboa, Rui Valério, escreveu uma carta a convocar “todos – sacerdotes, diáconos, religiosos, religiosas e fiéis leigos” da diocese para estarem presentes naquele que será o “momento raro da ordenação episcopal de dois presbíteros”. A ordenação dos novos bispos auxiliares de Lisboa, Nuno Isidro e Alexandre Palma, está marcada para o próximo dia 21 de julho, às 16 horas, na Igreja de Santa Maria de Belém (Mosteiro dos Jerónimos).

“Sempre pensei envelhecer como queria viver”

Modos de envelhecer (19)

“Sempre pensei envelhecer como queria viver” novidade

O 7MARGENS iniciou a publicação de depoimentos de idosos recolhidos por José Pires, psicólogo e sócio fundador da Cooperativa de Solidariedade Social “Os Amigos de Sempre”. Publicamos hoje o décimo nono depoimento do total de vinte e cinco. Informamos que tanto o nome das pessoas como as fotografias que os ilustram são da inteira responsabilidade do 7MARGENS.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Sínodo, agora, é em Roma… que aqui já acabou

Sínodo, agora, é em Roma… que aqui já acabou novidade

Em que vai, afinal, desembocar o esforço reformador do atual Papa, sobretudo com o processo sinodal que lançou em 2021? Que se pode esperar daquela que já foi considerada a maior auscultação de pessoas alguma vez feita à escala do planeta? – A reflexão de Manuel Pinto, para ler no À Margem desta semana

Nada se perde: um antigo colégio dos Salesianos é o novo centro de acolhimento do Serviço Jesuíta aos Refugiados

Inaugurado em Vendas Novas

Nada se perde: um antigo colégio dos Salesianos é o novo centro de acolhimento do Serviço Jesuíta aos Refugiados novidade

O apelo foi feito pelo Papa Francisco: utilizar os espaços da Igreja Católica devolutos ou sem uso para respostas humanitárias. Os Salesianos e os Jesuítas em Portugal aceitaram o desafio e, do antigo colégio de uns, nasceu o novo centro de acolhimento de emergência para refugiados de outros. Fica em Vendas Novas, tem capacidade para 120 pessoas, e promete ser amigo das famílias, do ambiente, e da comunidade em que se insere.

Bispos católicos de França apelam à fraternidade e justiça, mas não se demarcam da extrema-direita

Com as eleições no horizonte

Bispos católicos de França apelam à fraternidade e justiça, mas não se demarcam da extrema-direita novidade

O conselho permanente dos bispos da Igreja Católica de França considera, num comunicado divulgado esta quinta-feira, 20 de junho, que o resultado das recentes eleições europeias, que deram a vitória à extrema-direita, “é mais um sintoma de uma sociedade ansiosa, dividida e em sofrimento”. Neste contexto, e em vésperas dos atos eleitorais para a Assembleia Nacional, apresentaram uma oração que deverá ser rezada por todas as comunidades nestes próximos dias.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This