Encerra temporada 2021

Festival Terras Sem Sombra convida Mozart para Odemira

| 16 Set 21

Forte de São Clemente, Vila Nova de Milfontes

Forte de São Clemente, perto da foz do Rio Mira. Erigidao entre 1599 e 1602, implantado num esporão rochoso, é um exemplo da arquitectura militar, maneirista e romântica. Foto: Direitos Reservados.

 

O Festival Terras Sem Sombra tem neste sábado e domingo, 18 e 19, o seu programa de encerramento da temporada de 2021, em Odemira. Sábado à noite, o concerto abre o palco do Cineteatro Camacho Costa à orquestra de câmara belga Terra Nova Collective, sob a direcção de Vlad Weverbergh.

Sob o tema “Expressão de Forças Absolutas: Mozart e Vanderhaegen”, o programa prevê a interpretação de Pièces d’harmonie, do compositor flamengo Amand Vanderhaegan (1753-1822), considerado um dos maiores clarinetistas da época, e cujas composições, recorda a nota dos organizadores, “conquistaram as audiências parisienses no período napoleónico e são ilustrativas do estilo clássico tardio”. Depois, será tocada a Serenata para sopros, Gran Partita (K. 361), de W. A. Mozart (1756-1791). Composta para 12 instrumentos de sopro e um contrabaixo, a serenata é uma das suas obras-primas.

O espectáculo é de acesso gratuito, sujeito à lotação do recinto e a marcação prévia através do telefone 283 320 881.

Na tarde de sábado, o Festival propõe, a partir das 15h, uma visita ao Forte de São Clemente, que “guarda” a foz do Rio Mira há mais de 400 anos. A visita será guiada pelo historiador António Martins Quaresma e o ponto de encontro será à porta da fortificação.

Erigida entre 1599 e 1602, no período filipino, e implantada estrategicamente num esporão rochoso a cerca de um quilómetro da embocadura do rio Mira, a fortificação é um exemplo da arquitectura militar, maneirista e romântica, classificada como Imóvel de Interesse Público.

No domingo de manhã, tem lugar uma acção de biodiversidade que pretende revelar os portinhos de pesca, esteios das comunidades piscatórias do concelho. Com concentração às 9h30 no Porto do Canal (Vila Nova de Milfontes), a visita será guiada por António Jorge Campos (técnico municipal), António Martins Quaresma (historiador), Mário Pires e Fernando Manuel (pescadores) e pretende pôr em contacto os visitantes com a actividade piscatória do concelho e a sua importância económica e social no contexto local.

 

Nós somos porque eles foram. E nós seremos nos que vierem a ser.

Nós somos porque eles foram. E nós seremos nos que vierem a ser. novidade

A homenagem aos que perderam as suas vidas nesta pandemia é uma forma de reconhecermos que não foram só os seus dias que foram precoce e abruptamente reduzidos, mas também que todos nós, os sobreviventes, perdemos neles um património imenso e insubstituível. Só não o perderemos totalmente se procurarmos valorizá-lo, de formas mais ou menos simbólicas como é o caso da Jornada da Memória e da Esperança deste fim-de-semana, mas também na reflexão sobre as nossas próprias vidas e as das gerações que nos sucederão.

Parlamento aprovou voto de solidariedade com vítimas da pandemia e iniciativa cidadã

Jornada da Memória e da Esperança

Parlamento aprovou voto de solidariedade com vítimas da pandemia e iniciativa cidadã novidade

A Assembleia da República (AR) manifestou o seu apreço pela Jornada de Memória e Esperança, que decorre neste fim-de-semana em todo o país, através de um voto de solidariedade com as vítimas de covid-19 e com as pessoas afectadas pela pandemia, bem como com todos os que ajudaram no seu combate, com destaque para os profissionais de saúde.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

“Caminhada pela Vida” contra regresso do aborto e da eutanásia

Neste sábado, em dez cidades

“Caminhada pela Vida” contra regresso do aborto e da eutanásia novidade

Uma “caminhada pela vida” em dez cidades portuguesas é a proposta da Federação Portuguesa pela Vida e da Plataforma Caminhadas pela Vida para este sábado, 22, à tarde, com o objectivo de contrariar o regresso do debate da eutanásia e os projectos de lei de alargamento de prazos no aborto apresentados entretanto no Parlamento pelas duas deputadas não inscritas.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This