Leituras encenadas em Lisboa

Fogo e ressurreição no teatro clássico português

| 21 Nov 21

 

Susana Sá e Júlio Martín, dois dos actores do Maizum. Foto © Direitos reservados

 

Três peças de teatro que “partilham uma singularidade incomum e um imaginário maravilhoso e mágico”, nas quais “o inesperado acontece e somos puxados com mão inventiva para o onírico, o fantástico e o feérico, por via do sonho”. Tal é a síntese do programa da 6ª edição do Festival Clássicos em Cena, que se inicia nesta segunda-feira e decorre em Lisboa até ao próximo sábado e apresenta leituras encenadas de três peças.

“Há figuras que voam, fogo mágico, suicídio e ressurreição, um mundo surreal e intensamente dramático que nos desafia a descobrir este “outro” teatro menos conhecido. É nesta diversidade e alteridade que se encontra a riqueza dramática deste corpus que nos permite vislumbrar uma época que respirava teatro, e que exige pela sua intemporalidade estar presente no palco e em diálogo com os espectadores de todos os tempos.

Iniciativa do Teatro Maizum e da sua directora, Silvina Pereira, as três peças do Clássicos em Cena que serão apresentadas pretendem “divulgar os clássicos teatrais portugueses”, com leituras encenadas, tertúlias com o público e a presença de investigadores convidados.

Nesta edição serão apresentados o Auto da Bela Menina, de Sebastião Pires, o Auto dos Enanos e a Farsa Penada, ambos de autores anónimos.

O programa inicia-se nesta segunda, 22, às 19h, com a leitura encenada do Auto da Bela Menina, a que se seguirá uma tertúlia com a participação do historiador Rui Tavares, do actor Júlio Martin (Universidade Aberta), de Eduardo Molina (dramaturgo) e Silvina Pereira.

As sessões do Clássicos em Cena decorrem na Livraria/Galeria Sá da Costa (Rua Serpa Pinto, 19, ao Chiado) nos dias 22, 24 e 26, sempre às 19h. No sábado, 27, a partir das 15h, os escritores Hélia Correia e Fernando Dacosta apresentam a Comedia Aulegrafia, de Jorge Ferreira de Vasconcelos, em versão cénica de Silvina Pereira – um texto já produzido pelo Maizum. A partir das 17h, as três peças serão encenadas, uma em cada hora. O programa pode ser consultado na página do Maizum no Facebook.

 

Um caderno para imprimir e usar

Sínodo 2021-23

Um caderno para imprimir e usar novidade

Depois de ter promovido a realização de dois inquéritos sobre o sínodo católico 2021-23, o 7MARGENS decidiu reunir o conjunto de textos publicados a esse propósito num caderno que permita uma visão abrangente e uma utilização autónoma do conjunto. A partir de agora, esse caderno está disponível em ligação própria.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Esta é a Igreja que eu amo!

Esta é a Igreja que eu amo! novidade

Fui um dos que, convictamente e pelo amor que tenho à Igreja Católica, subscrevi a carta que 276 católicas e católicos dirigiram ao episcopado português para que, em consonância e decididamente, tomassem “a iniciativa de organizar uma investigação independente sobre os crimes de abuso sexual na Igreja”.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This