Etiópia

“Fome em massa” provocada deliberadamente no Tigré

| 20 Abr 2022

Refugiados tigrés no campo de Um Rakuba, em Gedaref (Sudão). Foto © Tomás Sopas Bandeira, cedida pelo autor.

 

Centenas de milhares de habitantes da região do Tigré (Etiópia) estão a morrer à fome, denunciou esta quarta-feira, 20, a Agência Fides. Desde o início da suposta trégua humanitária, a 24 de março, o governo permitiu a entrada de apenas um comboio de ajuda humanitária na região, o primeiro desde meados de dezembro de 2021.

As forças do governo recusam nova permissão até que a Frente de Libertação do Povo Tigré (TPLF) se retire da região. A TPLF, por seu lado, quer que a ajuda flua livremente antes de se retirar.

“Sem um avanço para aliviar o bloqueio, o horror da limpeza étnica será acompanhado por um abuso igualmente grotesco: fome em massa deliberada”. Esta é a conclusão de uma investigação aprofundada da Human Rights Watch e da Amnistia Internacional que, num relatório conjunto, publicado a 6 de abril, concluem que as autoridades da região de Amhara mataram centenas de milhares de pessoas de origem tigreia naquele território desde o início da guerra.

“A situação humanitária no Tigré continua a piorar. A passagem dos corredores humanitários através dos quais as Nações Unidas, o governo ou outras agências tentam trazer alimentos para o país às vezes é bloqueada e não sabemos ao certo por quem”, confirmou o arcebispo de Adis Abeba, Cardeal Berhaneyesus Souraphiel, citado pela Fides.

“Como resultado,” – continua o cardeal – “o sofrimento do povo está a aumentar. Como Conferência dos Bispos Católicos da Etiópia, lançamos apelos à nossa rede católica em todo o mundo, em particular através da Caritas Internationalis, para que enviem dinheiro para ajudar nosso povo, não apenas no Tigré, mas também nas áreas vizinhas. A seca agravou-se devido às mudanças climáticas. A crise humanitária é enorme e as pessoas precisam urgentemente de ajuda “.

Já em junho de 2021, mais de 90% da população do Tigré precisava de assistência alimentar, segundo o Programa Alimentar Mundial da ONU.

 

Judeus do Partido Trabalhista atacam política de Israel

Reino Unido

Judeus do Partido Trabalhista atacam política de Israel novidade

Glyn Secker, secretário da Jewish Voice For Labor – uma organização que reúne judeus membros do Partido Trabalhista ­–, lançou um violento ataque aos “judeus que colocam Israel no centro da sua identidade” e classificou o sionismo como “uma obscenidade” ao discursar no dia 10 diante de Downing Street, durante um protesto contra os ataques de Israel na faixa de Gaza.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Evento "importantíssimo" para o país

Governo assume despesas da JMJ que Moedas recusou

A ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares, Ana Catarina Mendes, chegou a acordo com o presidente da Câmara de Lisboa sobre as Jornadas Mundiais da Juventude, comprometendo-se a – tal como exigia agora Carlos Moedas – assumir mais despesa do evento do que aquela que estava inicialmente prevista, noticiou o Expresso esta quarta-feira, 3.

Multiplicar o número de leitores do 7MARGENS

Em 15 dias, 90 novos assinantes

Durante o mês de julho o 7MARGENS registou 90 novos leitores-assinantes, em resultado do nosso apelo para que cada leitor trouxesse outro assinante. Deste modo, a Newsletter diária passou a ser enviada a 2.863 pessoas. Estamos ainda muto longe de duplicar o número de assinantes e chegar aos 5.000, pelo que mantemos o apelo feito a 18 de julho: que cada leitor consiga trazer outro.

Parceria com Global Tree

JMJ promove plantação de árvores

A Fundação Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023 e a Global Tree Initiative estabeleceram uma parceria com o objectivo de levar os participantes e responsáveis da organização da jornada a plantar árvores. A iniciativa pretende ser uma forma de assinalar o Dia Mundial da Conservação da Natureza, que se assinala nesta quinta-feira, 28 de julho.

Representante dos sobreviventes de Nagasaki solidário com a Ucrânia

Nos 77 anos do ataque atómico

Representante dos sobreviventes de Nagasaki solidário com a Ucrânia

“Apelo a todos os membros” do Parlamento japonês, “bem como aos membros dos conselhos municipais e provinciais” para que se “encontrem com os hibakusha (sobreviventes da bomba atómica), ouçam como eles sofreram, aprendam a verdade sobre o bombardeio atómico e transmitam o que aprenderem ao mundo”, escreve, numa carta lida nas cerimónias dos 77 anos do ataque atómico sobre Nagasaki, por um dos seus sobreviventes, Takashi Miyata.

Mar Egeu: dezenas de pessoas desaparecidas em naufrágio

Resgatadas 29 pessoas

Mar Egeu: dezenas de pessoas desaparecidas em naufrágio

Dezenas de pessoas estão desaparecidas depois de um barco ter naufragado no mar Egeu, na quarta-feira, ao largo da ilha grega de Cárpatos, divulgou a ACNUR. A embarcação afundou-se ao amanhecer, depois de da costa sul da vizinha Turquia, em direção a Itália. “Uma grande operação de busca e resgate está em curso.”

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This