Conferência com estudantes africanos

Francisco confirma que irá ao Congo e Sudão do Sul em fevereiro

| 2 Nov 2022

O Papa confirmou esta terça-feira que irá à República Democrática do Congo e ao Sudão do Sul “a princípios de fevereiro” de 2023, uma viagem que tinha estado prevista para o início de julho deste ano, mas que teve de ser adiada devido ao estado de saúde de Francisco, particularmente a sua dificuldade de locomoção causada por um problema no joelho.

“O médico tinha-me proibido [de viajar], agora eu consigo andar… Com uma bengala, mas consigo”, garantiu Francisco durante um encontro online com estudantes africanos (ver vídeo abaixo), depois de uma participante do Congo o ter questionado diretamente sobre quando realizaria a viagem.

Já na semana passada o secretário para as Relações com os Estados da Nunciatura do Vaticano no Sudão do Sul, Ionuţ Paul Strejac, havia referido existirem “sinais positivos” de que o Papa realizaria a adiada viagem, tendo falado na necessidade de “acelerar os preparativos”, quando se dirigiu aos membros da Conferência Episcopal Católica do Sudão, no final da sua Assembleia Plenária.

De acordo com a ACI África, Strejac confirmou também que Francisco estaria já em contacto com o líder espiritual da Comunhão Anglicana, o arcebispo Justin Welby, e o ministro da Assembleia Geral da Igreja da Escócia, reverendo Iain Greenshields, para que o acompanhem nesta que será uma viagem ecuménica.

 

Vaticano não identificou “má conduta ou abuso” por parte de cardeal Lacroix

Investigação suspensa

Vaticano não identificou “má conduta ou abuso” por parte de cardeal Lacroix novidade

A Sala de Imprensa da Santa Sé anunciou esta terça-feira, 21 de maio, que a investigação canónica preliminar solicitada pelo Papa Francisco para averiguar as acusações de agressão sexual contra o cardeal canadiano Gérald Cyprien Lacroix não prosseguirá, visto que “não foi identificada qualquer ação como má conduta ou abuso” da parte do mesmo. O nome do prelado, que pertence ao Conselho dos Cardeais (C9), foi um dos apontados numa grande ação coletiva a decorrer no Canadá, listando supostas agressões sexuais que terão ocorrido na diocese do Quebeque, nos anos 1980.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Prémio de direitos humanos para marroquina Amina Bouayach é “instrumento de propaganda”

AAPSO denuncia

Prémio de direitos humanos para marroquina Amina Bouayach é “instrumento de propaganda” novidade

Amina Bouayach, Presidente do Conselho Nacional dos Direitos Humanos (CNDH) de Marrocos, recebeu esta terça-feira, 21 de maio, na Assembleia da República, em Lisboa, o Prémio de Direitos Humanos do Centro Norte-Sul do Conselho da Europa 2023. Mas a Associação de Amizade Portugal – Sahara Ocidental (AAPSO) considera, no mínimo, “estranha” a atribuição do galardão à marroquina.

Senhora do Rosário: Que batalhas há para vencer?

Senhora do Rosário: Que batalhas há para vencer? novidade

A exposição, intitulada «Mês de Maio. Mês de Maria», que tem por curador o Prof. José Abílio Coelho, historiador, da Universidade do Minho, conta com as principais ‘apresentações’ de Nossa Senhora do Rosário, sobretudo em escultura e pintura, que se encontram dispersas por igrejas e capelas do arciprestado de Póvoa de Lanhoso. Divulgamos o texto, da autoria do Padre Joaquim Félix, publicado no catálogo da exposição  «A Senhora do Rosário no Arciprestado Povoense».

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This