500 mil euros

Fundação AIS envia ajuda para a Síria

| 12 Fev 2023

Se a situação já estava difícil, o terramoto colocou muitos sírios numa situação impossível. Foto © Hasan Belal / UNICEF

Se a situação já estava difícil, o terramoto colocou muitos sírios numa situação impossível. Foto © Hasan Belal / UNICEF

 

A Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) decidiu disponibilizar uma ajuda de emergência para a Síria no valor de meio milhão de euros para ajudar o país no apoio à população e reconstrução, após a devastação do terramoto que vitimou dezenas de milhares de pessoas na Síria e na Turquia, deixando outros milhares feridos e desalojados.

Desde a primeira hora, após o sismo de segunda-feira, 6 de Fevereiro, a “Fundação pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre está no terreno a acompanhar os esforços da Igreja, especialmente nas regiões mais afectadas pelo sismo e onde há uma presença cristã mais considerável, como é o caso de Alepo e Latakia”, informa a organização em comunicado.

Xavier Stephen Bisits, responsável de projectos da AIS para a Síria e Líbano, esteve Alepo e tem estado em contacto com responsáveis das diversas igrejas cristãs que estão a trabalhar em conjunto procurando “dar respostas concretas à situação de emergência causada pelo terramoto que afectou a Síria e a Turquia e que já ceifou mais de 21 mil vidas”.

O objetivo é apoiar projectos que envolvam também diversas estruturas da Igreja local. “Estamos a trabalhar com os Franciscanos em Latakia, que estão a fornecer cobertores e alimentos às famílias deslocadas; com os ortodoxos arménios em Alepo, que prepararam um projecto para fornecer medicamentos às famílias deslocadas; com o Instituto do Verbo Encarnado, que quer trabalhar connosco num projecto para as famílias afectadas, e também com a Sociedade de S. Vicente de Paulo, para fornecer cuidados de higiene pessoal aos idosos, muitos dos quais optaram por não abandonar as suas casas, e estão a viver sozinhos”, explicou o responsável da AIS no comunicado.

Neste momento, são muitas as famílias em situação de sem-abrigo na Síria. Para além disso, explicou o responsável de projectos da AIS, muitas pessoas “têm receio de voltar a suas casas”, por receio que as estruturas tenham ficado danificadas e possam ceder com alguma réplica que possa ainda surgir.

Um dia para conhecer a ecologia integral e aprender a pô-la em prática

Encontro da Rede Cuidar da Casa Comum

Um dia para conhecer a ecologia integral e aprender a pô-la em prática novidade

Porque o Planeta é de todos e todos são chamados a cuidar dele, a REDE Cuidar da Casa Comum vai realizar, no próximo dia 30, o encontro nacional “Também Somos Terra”, para o qual convida… todos. O evento terá lugar no Seminário de Leiria e será uma oportunidade para conhecer melhor o conceito de ecologia integral, em particular na vertente da economia social e desenvolvimento comunitário.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Com a complacência do Governo Modi

Violência contra cristãos bate recordes na Índia

Nos primeiros oito meses deste ano o United Christian Forum (UCF) documentou 525 incidentes violentos contra cristãos em 23 Estados da Índia, quando em todo o ano de 2022 o mesmo organismo havia registado 505 ocorrências. A maioria dos ataques (211) teve lugar no Uttar Pradesh. Perto de 520 cristãos foram detidos em todo o país ao abrigo das leis anti-conversão.

Que mistério este, o coração humano

Que mistério este, o coração humano novidade

Acreditamos na paz, na humanidade, em nós próprios, em Deus, em deuses, no diabo, na ciência. E é legítimo. Sem dúvida. Somos livres, e livres de buscar a verdade conforme nos apraz. Assim, deixamo-nos levar por normas, por credos, por mestres de todas as cores e feitios; submetemo-nos livremente a uma entidade, a uma ideia, na perspetiva de que isso nos aproxima do grande mistério do universo.

Comunidade Bahá’i denuncia “hipocrisia” e “desrespeito” do Presidente iraniano na ONU

Perseguição dura há 44 anos

Comunidade Bahá’i denuncia “hipocrisia” e “desrespeito” do Presidente iraniano na ONU novidade

Quem ouvir o discurso que o Presidente iraniano, Ebrahim Raisi, fez na semana passada na Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova Iorque, mostrando o Alcorão, defendendo a igualdade e apelando ao respeito pelas religiões em todo o mundo e à não violência, poderá ser levado a pensar que o pais está finalmente no bom caminho quanto ao respeito pelas minorias religiosas. Infelizmente, não é o caso, alerta a Comunidade Bahá’i Internacional (BIC, na sigla inglesa), para quem “a hipocrisia de tirar o fôlego do governo iraniano deve ser denunciada. Se o governo iraniano acredita que todas as pessoas são iguais, porque tem perseguido sistematicamente a comunidade bahá’í do Irão durante os últimos 44 anos?”, questionam.

Comunidade Loyola: um sistema montado para vigiar, punir e abusar

Os estragos do padre Rupnik (2)

Comunidade Loyola: um sistema montado para vigiar, punir e abusar novidade

A existência canónica da Comunidade Loyola é reconhecida em 1994, mas nessa altura havia já um percurso de cerca de dez anos atribulados em que se combinam a busca do carisma, a adesão de mulheres, umas mais entusiasmadas do que outras, e uma prática de abusos espirituais e sexuais por parte daquele que fez as vezes da superiora – o padre jesuíta esloveno Marko Ivan Rupnik.

Agenda

There are no upcoming events.

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This