500 mil euros

Fundação AIS envia ajuda para a Síria

| 12 Fev 2023

Se a situação já estava difícil, o terramoto colocou muitos sírios numa situação impossível. Foto © Hasan Belal / UNICEF

Se a situação já estava difícil, o terramoto colocou muitos sírios numa situação impossível. Foto © Hasan Belal / UNICEF

 

A Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) decidiu disponibilizar uma ajuda de emergência para a Síria no valor de meio milhão de euros para ajudar o país no apoio à população e reconstrução, após a devastação do terramoto que vitimou dezenas de milhares de pessoas na Síria e na Turquia, deixando outros milhares feridos e desalojados.

Desde a primeira hora, após o sismo de segunda-feira, 6 de Fevereiro, a “Fundação pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre está no terreno a acompanhar os esforços da Igreja, especialmente nas regiões mais afectadas pelo sismo e onde há uma presença cristã mais considerável, como é o caso de Alepo e Latakia”, informa a organização em comunicado.

Xavier Stephen Bisits, responsável de projectos da AIS para a Síria e Líbano, esteve Alepo e tem estado em contacto com responsáveis das diversas igrejas cristãs que estão a trabalhar em conjunto procurando “dar respostas concretas à situação de emergência causada pelo terramoto que afectou a Síria e a Turquia e que já ceifou mais de 21 mil vidas”.

O objetivo é apoiar projectos que envolvam também diversas estruturas da Igreja local. “Estamos a trabalhar com os Franciscanos em Latakia, que estão a fornecer cobertores e alimentos às famílias deslocadas; com os ortodoxos arménios em Alepo, que prepararam um projecto para fornecer medicamentos às famílias deslocadas; com o Instituto do Verbo Encarnado, que quer trabalhar connosco num projecto para as famílias afectadas, e também com a Sociedade de S. Vicente de Paulo, para fornecer cuidados de higiene pessoal aos idosos, muitos dos quais optaram por não abandonar as suas casas, e estão a viver sozinhos”, explicou o responsável da AIS no comunicado.

Neste momento, são muitas as famílias em situação de sem-abrigo na Síria. Para além disso, explicou o responsável de projectos da AIS, muitas pessoas “têm receio de voltar a suas casas”, por receio que as estruturas tenham ficado danificadas e possam ceder com alguma réplica que possa ainda surgir.

Ateu ou cristão, qualquer um frequenta esta missão

Iniciativa da pastoral universitária

Ateu ou cristão, qualquer um frequenta esta missão novidade

Para entrar na Missão País, não é preciso ser-se católico praticante. Basta levar consigo a fé e o espírito de serviço. A iniciativa é desenvolvida em várias universidades e quer “inspirar gerações a viver a fé católica em missão”. Entre 11 e 18 de fevereiro, 59 jovens universitários viveram em Mogadouro, no distrito de Bragança, onde desenvolveram trabalho voluntário no lar de idosos e no centro infantil. O 7MONTES recolheu testemunhos de quem viveu esta experiência por “dentro” e de “fora”.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Conselho Português de Igrejas Cristãs apela a voto que “salvaguarde conquistas” do 25 de Abril

Rejeitando "discursos políticos autoritários"

Conselho Português de Igrejas Cristãs apela a voto que “salvaguarde conquistas” do 25 de Abril novidade

O Conselho Português de Igrejas Cristãs (COPIC) apela ao voto “de todas e todos” os portugueses nas legislativas de março, e também nas eleições para o parlamento Europeu que irão acontecer em junho, “como forma de participação cívica e de salvaguarda das conquistas e desenvolvimentos alcançados ao longo de 50 anos de democracia”, aludindo assim ao aniversário do 25 de Abril que este ano se assinala.

Seis religiosos, um padre e um professor católicos raptados no Haiti

Igreja particularmente ameaçada

Seis religiosos, um padre e um professor católicos raptados no Haiti novidade

Um padre que acabava de celebrar missa na capela de N. Sra de Fátima, seis Irmãos do Sagrado Coração e um professor leigo que se dirigiam para a escola católica João XXIII, ambas no centro de Porto Príncipe (capital do Haiti), foram raptados na passada sexta-feira por um gangue que está neste momento a exigir à Igreja Católica do Haiti elevados resgates para libertá-los,

Agenda

There are no upcoming events.

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This