Gabinete para as Parcerias Religiosas: Trump extinguiu, Biden reinstala

| 15 Fev 2021

O Presidente Joe Biden reestabeleceu nesta segunda-feira, 15 de fevereiro, o Gabinete para as Parecerias Religiosas e de Proximidade junto da Casa Branca e nomeou para o dirigir Melissa Rogers, que desempenhara essas funções durante o segundo mandato do Presidente Barack Obama. Donald Trump extinguiu o gabinete que havia sido criado em 2001 durante o mandato do Presidente George W. Bush. Agora, Joe Biden espera que a ação deste organismo possa, entre outros aspetos, desempenhar um “importante papel no combate à covid-19 e na luta contra o racismo sistémico.”

Biden sublinhou, de acordo com o National Catholic Reporter, que reestabelecia o Gabinete junto do Conselho para a Política Nacional, dando-lhe como missão “trabalhar com os líderes das diferentes religiões e experiências que representam as suas comunidades em crise e que nos podem ajudar nos esforços para as sarar, unir e reconstruir.”

O Presidente fez questão de recordar a tradição acima dos partidos que sempre caracterizara a ação daquela estrutura: “Não há democratas ou republicanos a morrer por causa da pandemia, desempregados, com fome, ou a sofrerem as violentas consequências do racismo sistémico ou das alterações climáticas. Todos eles são seres humanos. Todos são americanos. E esta não é uma nação que deva, ou deseje, ficar simplesmente a olhar o sofrimento dos outros. Essa não é a nossa maneira de ser. Essa não é a atitude a que a fé nos convoca.”

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

podcast

“Estado social: as crises são todas iguais?”

“Estará o Estado Social a definhar? Como reagiu o nosso Estado Social à crise financeira de 2010? E à pandemia? Como responderam o nosso e o dos outros? Qual das duas crises ‘infetou’ mais o Estado Social português?”

Agenda

There are no upcoming events.

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This