Luta contra a malária na África subsariana

GAVI investe 138 milhões para vacinar crianças

| 3 Dez 2021

criança malaria africa foto c himarkley

Mais de 260.000 crianças africanas com menos de cinco anos morrem todos os anos de malária. Foto © Himarkley.

 

A Aliança para a Vacina (GAVI) aprovou no fim do dia 2 de dezembro um investimento de 156 milhões de dólares (cerca de 138 milhões de euros) para a compra e distribuição de uma vacina antimalária nos países da África subsariana mais atingidos pela doença. A decisão consta de um comunicado da organização e cobre o período de 2022 a 2025.

José Manuel Barroso, presidente da GAVI, considerou que esta decisão “ajuda a proteger milhões de vidas”. Mais de 260.000 crianças africanas com menos de cinco anos morrem todos os anos de malária. Metade destas vivem nos seis países em que agora a GAVI vai distribuir a vacina “RTS, S” fabricada pela farmacêutica britânica GFK.

A GAVI é uma parceria público-privada que tem por objetivo vacinar metade das crianças do mundo contra algumas das doenças responsáveis por boa parte da mortalidade infantil. A Fundação Bill & Melinda Gates é um dos fundadores e grande financiador da GAVI.

Em Portugal, a agora diretora-executiva do Instituto de Medicina Molecular, Maria Manuel Mota, que tem dedicado boa parte da sua vida à investigação de uma vacina que permita erradicar a malária, vibrou em abril deste ano com os resultados muito positivos alcançados num ensaio clínico desenvolvido em vários países africanos.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Como reconstruir a catedral?

Pré-publicação 7M

Como reconstruir a catedral? novidade

Reconstruir o rumor de Deus – Para uma teologia estética da revelação é o título do livro da autoria do padre Miguel Rodrigues, da Arquidiocese de Braga, cujo prefácio, da autoria do padre Joaquim Félix, o 7MARGENS reproduz. O livro é apresentado nesta quarta-feira na Igreja Matriz de Vila do Conde, às 21h30.

Idosos descartáveis

Idosos descartáveis novidade

Este ano, o Dia Mundial de Consciencialização da Violência Contra a Pessoa Idosa (15 de Junho) teve como lema “calar é ser cúmplice”. Segundo a OMS, um em cada seis idosos é vítima de algum tipo de violência. Diante desta brutal realidade, todos nos devemos interrogar a respeito deste fenómeno, muito conhecido no nosso país.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This