Projeto social polémico

Gérard Depardieu processa Arquidiocese de Paris

| 28 Jan 2022

gerard depardieu foto c siebbi wikimedia comons

Gérard Depardieu é proprietário de um hotel privado com vista para as traseiras do mosteiro que a Arquidiocese de Paris visa transformar num centro de acolhimento para os mais pobres. Foto © Siebbi / Wikimedia Commons.

 

O projeto para transformar um antigo mosteiro em centro de acolhimento de vítimas da pobreza, que a Arquidiocese de Paris pretende levar a cabo, deparou com um obstáculo inesperado: a estrela de cinema Gérard Depardieu, que habita uma mansão nas redondezas, mobilizou alguns vizinhos e pretende impedir o arranque das obras.

O antigo Mosteiro da Visitação, que ocupa uma área de 4000 metros quadrados, está situado numa zona chique de Saint Germain-des-Prés, na capital francesa. Há uma dúzia de anos, as religiosas abandonaram as instalações, legando o imóvel à arquidiocese, com uma condição: a Igreja comprometia-se a fazer dele o que entendesse, mas nunca a vendê-lo.

A arquidiocese entendeu disponibilizá-lo para associações que trabalham com pessoas em situação de precariedade e exclusão, para alojamento e assistência. Além de obras de restauro, um projeto apresentado na autarquia local prevê construções em parte do jardim e em zonas das traseiras que confrontam com pelo menos duas ruas.

Quando o projeto se tornou público, moradores e associações da zona começaram a manifestar a sua oposição, destacando-se nas movimentações o ator Depardieu, que, segundo o jornal La Croix International, que publicou uma reportagem sobre o assunto, é proprietário de um hotel privado, de nome Chambon, num edifício construído no séc. XIX, que tem vistas para as traseiras do mosteiro. Quando viu que a obra ia avançar, interpôs um recurso e teve a apoiá-lo associações locais e instituições ligadas ao património natural e arquitetónico. O recurso, porém, não foi aceite, pelo que Depardieu está, agora, a tentar atingir os seus objetivos pela via administrativa.

O mosteiro não se encontrava registado como de interesse arquitetónico, pelo que a Associação Sites & Monuments, entre outras entidades, solicitou esse reconhecimento ao Ministério da Cultura, que não respondeu. Algumas das entidades contestatárias entendem, por outro lado, que os jardins poderiam ser abertos ao público, para fins pedagógicos ou de usufruto do público em geral, se o projeto social transitasse para outro local.

O responsável pela execução do projeto, por parte da Igreja, contrapõe que as construções anteriores a 1870 serão mantidas e que serão plantadas novas árvores para substituir as que tiverem de ser abatidas. E entende que, na esteira do preconizado pelo Papa Francisco de se acolher os mais pobres nos conventos, a luta contra a precariedade é mais necessária, especialmente naquela zona, e que um mosteiro como o da Visitação pode desempenhar um importante papel nesse campo.

A diocese tenciona arrancar com as obras em 2023.

 

Mais do que A Voz da Fátima

Pré-publicação

Mais do que A Voz da Fátima novidade

Que fosse pedido a um incréu um texto de prefácio para um livro sobre A Voz da Fátima, criou-me alguma perplexidade e, ao mesmo tempo, uma vontade imediata de aceitar. Ainda bem, porque o livro tem imenso mérito do ponto de vista histórico, com o conjunto de estudos que contém sobre o jornal centenário, mas também sobre o impacto na sociedade portuguesa e na Igreja, das aparições e da constituição de Fátima e do seu Santuário como o centro religioso mais importante de Portugal. Dizer isto basta para se perceber que não é possível entender, no sentido weberiano, Portugal sem Fátima e, consequentemente, sem o seu jornal.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Bahrein

Descoberto mosteiro cristão sob as ruínas de uma mesquita novidade

Há quem diga que este é o “primeiro fruto milagroso” da viagem apostólica que o Papa Francisco fez ao Bahrein, no início de novembro. Na verdade, resulta de três anos de trabalho de uma equipa de arqueólogos locais e britânicos, que acaba de descobrir, sob as ruínas de uma antiga mesquita, partes de um ainda mais antigo mosteiro cristão.

Manhã desta quinta-feira, 24

“As piores formas de trabalho infantil” em conferência

Uma conferência sobre “As piores formas de trabalho infantil” decorre na manhã desta quinta-feira, 24 de Novembro (entre as 9h30-13h), no auditório da Polícia Judiciária (Rua Gomes Freire 174, na zona das Picoas, em Lisboa), podendo assistir-se também por videoconferência. Iniciativa da Confederação Nacional de Ação Sobre o Trabalho Infantil (CNASTI), em parceria com o Instituto de Apoio à Criança (IAC), a conferência pretende “ter uma noção do que acontece não só em Portugal, mas também no mundo acerca deste tipo de exploração de crianças”.

Cardeal Zen condenado a pagar multa por ter defendido manifestantes

Hong Kong

Cardeal Zen condenado a pagar multa por ter defendido manifestantes novidade

O cardeal Joseph Zen, bispo emérito de Hong Kong, foi condenado esta sexta-feira, 25 de novembro, a pagar uma multa de cerca de 500 euros pela sua colaboração com o 612 Humanitarian Relief Fund, que apoiou manifestantes pró-democracia a pagar multas e fianças em 2019. Sobre ele, recai ainda a acusação de conluio com forças estrangeiras, pelo que poderá vir a enfrentar penas mais graves.

Freiras italianas gritam “basta!” à violência contra a mulher

Dia Internacional contra a Violência de Género

Freiras italianas gritam “basta!” à violência contra a mulher novidade

“Sentimos o dever de manifestar abertamente a solidariedade com as mulheres que sofrem todo o tipo de violência.” Quem o diz são as irmãs salesianas Filhas de Maria Auxiliadora, da Província de São João Bosco, em Roma, que pela primeira vez decidiram associar-se pessoalmente a uma campanha de prevenção, a propósito do Dia Internacional Contra a Violência de Género, assinalado esta sexta-feira, 25 de novembro.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This