Governo e padre de Taiwan com dúvidas sobre acordo entre Vaticano e China

| 3 Nov 19 | Cristianismo - Homepage, Estado, Política e Religiões, Igreja Católica, Liberdade religiosa, Newsletter, Últimas, Vaticano/Santa Sé

Vista da Cidade Proibida, em Pequim: Taiwan diz que a liberdade dos cristãos não ganhou com o acordo entre o Vaticano e Pequim. Foto © Maria Ameida, cedida pela autora

 

Um ano depois de o Vaticano e a China terem assinado um acordo, cujo texto permanece desconhecido, em relação à ordenação de bispos católicos, um responsável do Governo de Taiwan expressa dúvidas sobre a eficácia que tratado possa ter na melhoria a vida dos católicos no país. Ming Chi Chen, vice-ministro para os Assuntos Continentais (relacionados com a China), espera que a Santa Sé não deixe de dialogar com Taiwan em favor de Pequim e afirma, em entrevista ao Crux: “Mesmo que o Vaticano abandone Taiwan e estabeleça uma relação com a China, (nós não vemos como) a situação dos católicos possa melhorar no país.”

“Vemos os católicos chineses à espera que a Igreja dê o sinal de que já não se preocupam com eles” afirma ainda o responsável de Taiwan, acrescentando que muitos cristãos na China continental “pagaram o preço por insistirem na sua liberdade de crença, na liberdade de fé”.

Esta tomada de posição não será alheia ao facto de Taiwan ter perdido dois aliados diplomáticos nas últimas semanas – as Ilhas Salomão e Kiribati – estando cada vez mais isolado na comunidade internacional. Actualmente, recorda a mesma fonte, o território insular só tem relações diplomáticas formais com 15 nações.

O padre Otfried Chan, secretário-geral da Conferência Regional de Bispos Chineses, que inclui os bispos de Taiwan, também tem dúvidas sobre o mesmo acordo, assinado em Setembro de 2018. Para ele, está em causa saber se o tratado existirá realmente ou se não foi apenas uma troca de palavras, sem nada escrito no papel. O acordo “não existe, a não ser na mente das pessoas e não no papel”.

Em Setembro de 2018, o Vaticano anunciou um “acordo provisório” com a China acerca da nomeação de bispos, mas os termos concretos do tratado não foram tornados públicos. Sabe-se apenas que ele permite ao Papa e ao Vaticano interferir na escolha dos bispos chineses, da até agora chamada Associação Católica patriótica, que estava sob o controlo do Governo de Pequim.

“Pode existir verdade nesses rumores” de que o acordo não existe, acrescenta Chan, “porque, se Pequim assinou alguma coisa num documento escrito, não estaria neste momento a perseguir cristãos.”

Artigos relacionados

“No tempo dividido” – Mistagogia da temporalidade na poesia de Sophia

“No tempo dividido” – Mistagogia da temporalidade na poesia de Sophia

Sophia chegou cedo. Tinha dez ou onze anos quando li O Cavaleiro da Dinamarca, cuja primeira edição data de 1964. É difícil explicar o que nos ensina cada livro que lemos. Se fechar os olhos, passados mais de 30 anos, recordo ainda que ali aprendi a condição de pe-regrino, uma qualquer deriva que não só nos conduz de Jerusalém a Veneza, como – mais profundamente – nos possibilita uma iniciação ao testemunho mudo das pedras de uma e às águas trémulas dos canais da outra, onde se refletem as leves colunas dos palácios cor-de-rosa.

Apoie o 7 Margens

Breves

Papa Francisco anuncia viagem ao Sudão do Sul em 2020

“Com a memória ainda viva do retiro espiritual para as autoridades do país, realizado no Vaticano em abril passado, desejo renovar o meu convite a todos os atores do processo político nacional para que procurem o que une e superem o que divide, em espírito de verdadeira fraternidade”, declarou o Papa Francisco, anunciando deste modo uma viagem ao Sudão do Sul no próximo ano.

Missionários constroem casa para cuidar e educar as vítimas do terramoto no Nepal

Mais de 400 crianças órfãs, pobres e com debilidades físicas vítimas do terramoto de 2015 no Nepal, residem hoje na casa de crianças Antyodaya em Parsa (centro do país). A casa, que foi construída em 13 de maio de 2017, tem o propósito “de alcançar as crianças mais desafortunadas das aldeias mais remotas, oferecendo-lhes educação e desenvolvimento pessoal”.

Inscreva-se aqui
e receba as nossas notícias

Boas notícias

É notícia

Entre margens

O regresso da eutanásia: humanidade e legalidade novidade

As Perguntas e Respostas sobre a Eutanásia, da Conferência Episcopal Portuguesa, foram resumidas num folheto sem data, distribuído há vários meses. Uma iniciativa muito positiva. Dele fiz cuidadosa leitura, cujas anotações aqui são desenvolvidas. O grande motivo da minha reflexão é verificar como é difícil, nomeadamente ao clero católico, ser fiel ao rigor “filosófico” da linguagem, mas fugindo ao «estilo eclesiástico» para saber explorar “linguagem franca”. Sobretudo quando o tema é conflituoso…

Manuela Silva e Sophia

Há coincidências de datas cuja ocorrência nos perturbam e nos sacodem o dia-a-dia do nosso viver. Foram assim os passados dias 6 e 7 do corrente mês de Novembro. A 6 celebrou-se o centenário do nascimento de Sophia e a 7 completava-se um mês sobre a partida para Deus da Manuela Silva.

O barulho não faz bem

Nos últimos tempos, por razões diversas, algumas conversas têm-se dirigido maioritariamente para o facto de se habitar na cidade, suas comodidades e seus incómodos.

Cultura e artes

Trazer Sophia para o espanto da luz

Concretizar a possibilidade de uma perspectiva não necessariamente ortodoxa sobre os “lugares da interrogação de Deus” na poesia, na arte e na literatura é a ideia principal do colóquio internacional Trazida ao Espanto da Luz, que decorre esta sexta e sábado, 8 e 9 de Novembro, no polo do Porto da Universidade Católica Portuguesa (UCP).

As mulheres grávidas e o olhar feminino sobre a crise dos refugiados

Uma nova luz sobre a história dos refugiados que chegam à Europa, evitando retratá-los como “heróis ou invasores”. Francesca Trianni, realizadora do documentário Paradise Without People (Paraíso sem pessoas, em Inglês), diz que o propósito do seu filme, a exibir nesta quinta-feira, 31 de outubro, em Lisboa, era mostrar a crise dos refugiados do ponto de vista feminino.

Sete Partidas

Visto e Ouvido

Agenda

Parceiros

Fale connosco