Grécia: Manifestantes incendeiam hotel para impedir acolhimento de refugiados

| 7 Mai 20

Cerca de 150 habitantes de uma localidade no norte da Grécia impediram que os requerentes de asilo transferidos dos campos de refugiados nas ilhas gregas fossem reinstalados num hotel da zona, tendo bloqueado a passagem dos autocarros onde estes viajavam e ateado fogo à unidade hoteleira.

Segundo noticiaram esta quarta-feira os meios de comunicação locais, o grupo de 57 migrantes foi depois reencaminhado para outra vila da região de Pella, mas também aí foi recebido com protestos por cerca de 250 pessoas. Os migrantes acabaram por ser levados para a cidade de Tessalónica, onde ficaram alojados num hotel que já havia acolhido refugiados em anos anteriores.

Devido às medidas de restrição impostas para impedir a propagação do novo coronavírus naquele país, os recém-chegados às ilhas gregas não têm autorização para entrar nos campos, que aliás se encontram desde há muito sobrelotados. Uma das soluções encontradas pelo governo foi a de transferir alguns grupos de pessoas para o território continental grego.

O presidente da autarquia local, Dimitris Giannou, condenou os atos de vandalismo, garantindo que “tais ações não são representativas da maioria da população daquela região”.

Artigos relacionados

Pin It on Pinterest

Share This