Primeiro mês de trabalho

Grupo Vita vai enviar 23 novas denúncias de abusos aos bispos e Ministério Público

| 27 Jun 2023

Apresentação do Grupo Vita, no final de Abril, com o presidente da Conferência Episcopal, José Ornelas: 23 novas denúncias chegarão aos bispos por estes dias. Foto © António Marujo/7MARGENS.

 

O Grupo Vita, criado pela hierarquia católica para receber queixas de abusos sexuais, mas com autonomia de funcionamento, irá enviar esta semana, aos bispos e responsáveis de institutos religiosos os elementos de 23 novas denúncias contra padres acusados de abusos sexuais. São relatos de acontecimentos de há dezenas de anos, mas relativos a padres que estão “todos no ativo e a ser sinalizados”, disse a responsável do Vita, Rute Agulhas, em declarações esta segunda-feira, 26, ao Jornal de Notícias, que avançou com a notícia. (ligação exclusiva para assinantes).

Os relatos, recebidos neste primeiro mês de actividade do Grupo Vita, são originários sobretudo do Norte de Portugal e dizem respeito a padres sobre os quais essas pessoas não tinham feito qualquer queixa e que querem agora que sejam transmitidos às dioceses” e ao Ministério Público. Resultam de “memórias claras” sobre o que aconteceu e que as pessoas querem que os padres “saibam que elas se recordam” e sejam “responsabilizados” por isso, evitando a repetição dos abusos.

Os “sobreviventes”, como a psicóloga prefere designar as vítimas, pediram apoio psicológico, psiquiátrico e social. Para o efeito, o Grupo Vita conta com 78 psicólogos e 12 psiquiatras indicados pela Associação dos Médicos Católicos Portugueses e que irão receber formação específica sobre abusos sexuais. O Grupo Vita, sempre de acordo com o JN, quer também acompanhar o que está a acontecer com os padres “que foram afastados e vão agora voltar ao ativo”. Tendo em conta que “há sempre quem acredite na sua inocência e também quem não acredite, podem ser estigmatizados”, disse ainda.

Há uma “nova vaga de terror contra os cristãos” no Paquistão

Ataques sucedem-se

Há uma “nova vaga de terror contra os cristãos” no Paquistão novidade

O recente ataque a um cristão falsamente acusado de ter queimado páginas do Corão, por uma multidão muçulmana enfurecida, no Paquistão, desencadeou “uma nova vaga de terror” contra a minoria religiosa no país. Depois deste incidente, que aconteceu no passado sábado, 25 de maio, já foram registados outros dois ataques devido a alegados atos de “blasfémia” por parte de cristãos.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

A memória presente em pequenas tábuas

Museu Abade de Baçal

A memória presente em pequenas tábuas novidade

“Segundo uma Promessa” é o título da exposição inaugurada a 18 de maio no Museu Abade de Baçal, em Bragança, e composta por uma centena de pequenos ex-votos, registados em tábuas, que descrevem o autor e o recetor de vários milagres, ao longo dos séculos XVIII e XIX. “O museu tem a obrigação de divulgar e de mostrar ao público algum do património que está disperso pela diocese de Bragança-Miranda”, disse ao 7MONTES Jorge Costa, diretor do museu.

A cor do racismo

A cor do racismo novidade

O que espero de todos é que nos tornemos cada vez mais gente de bem. O que espero dos que tolamente se afirmam como “portugueses de bem” é que se deem conta do ridículo e da pobreza de espírito que ostentam. E que não se armem em cristãos, porque o Cristianismo está nas antípodas das ideias perigosas que propõem.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This