Mensagem do serviço da CEP

“Há ainda muito caminho a percorrer” na pastoral a pessoas com deficiência

| 30 Nov 2023

Pessoa invisual lê livro em braille. Foto Thirdman de Pexels

“Queremos manifestar a necessidade de cada um de nós se aceitar a si e ao outro na sua verdade, para poder, a partir do que é e não do que gostaria de ser, percorrer o seu caminho de felicidade, com Cristo”, pode ler-se na mensagem. Foto © Thirdman / Pexels

 

É preciso recordar as palavras do Papa Francisco na Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023, quando dizia “Deus ama-te como és”, assinala o Serviço Pastoral a Pessoas com Deficiência da Conferência Episcopal Portuguesa na sua mensagem para o Dia Internacional das Pessoas Deficiência, que se celebra no próximo domingo, 3 de dezembro.

“Tomando esta afirmação como ponto de partida, reconhecemos que há ainda muito caminho para percorrer. Queremos, por isso, manifestar a necessidade de cada um de nós se aceitar a si e ao outro na sua verdade, para poder, a partir do que é e não do que gostaria de ser, percorrer o seu caminho de felicidade, com Cristo”, escrevem no texto, enviado esta quinta-feira, 30, ao 7MARGENS.

Juntamente com os serviços diocesanos, movimentos e comunidades da Igreja em Portugal ligados às pessoas com deficiência, este serviço pastoral afirma querer “contribuir para que sejamos uma Igreja de portas abertas, sempre pronta a escutar cada pessoa, reconhecendo a dignidade e valorizando a sua riqueza”.

“O acolhimento em comunidade, fruto do trabalho em rede, beneficiará a todos, todos, todos”, assinalam na sua mensagem, citando também as palavras do do relatório da XVI Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, onde pode ler-se que “Na promoção da corresponsabilidade de todos os batizados pela missão, reconhecemos as capacidades apostólicas das pessoas com deficiência. Desejamos valorizar o contributo à evangelização que vem da imensa riqueza de humanidade que transportam consigo”..

“Não podemos deixar de recordar também, neste momento de grande sofrimento, desentendimento e guerra no mundo, as pessoas com deficiência que precisam de maior atenção e cuidado, sendo frequentemente esquecidas em situações das quais não se conseguem defender ou afastar”, acrescenta ainda a mensagem.

CCCDV Cartaz E eu digo sim

A Comunidade Católica com Deficiência Visual vai realizar no domingo, pelas 21 horas,  um momento de oração online.

Para assinalar este Dia Internacional, em colaboração com o Serviço Pastoral a Pessoas com Deficiência, a Comunidade Católica com Deficiência Visual vai realizar no domingo, pelas 21 horas,  um momento de oração online.

Subordinado ao mote “E Eu, digo Sim?”, esta atividade tem também como objetivo “ajudar a viver em comunidade o tempo litúrgico do Advento”, que se inicia nesse dia, e é aberta a todos, bastando a quem deseje participar que preencha o formulário online até ao dia 2 de dezembro.

 

Corpo de Alexei Navalny já foi entregue à mãe

Nove dias após a sua morte numa prisão russa

Corpo de Alexei Navalny já foi entregue à mãe novidade

O corpo do líder da oposição russa, Alexei Navalny, foi entregue à sua mãe, informou ontem, sábado, Ivan Zhdanov, diretor da Fundação Anti-Corrupção de Navalny e um dos seus principais assessores na sua conta de Telegram. O responsável agradeceu a “todos” os que apelaram às autoridades russas para que devolvessem o corpo de Navalny à sua mãe, citado pela Associated Press.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Bispos católicos belgas vão debater sacerdotes casados e mulheres diáconos

Como preparação para a segunda sessão do Sínodo

Bispos católicos belgas vão debater sacerdotes casados e mulheres diáconos novidade

Os bispos católicos da Bélgica enviaram às dioceses e comunidades locais do seu país uma carta no dia 16 de fevereiro sugerindo a reflexão sobre dois temas ministeriais, a ordenação sacerdotal de homens casados e a instituição de mulheres diaconisas, como forma de preparação dos trabalhos da segunda sessão do Sínodo dos Bispos, que decorrerá em Roma em outubro próximo.

Cristo Cachorro, versão 2024

Cristo Cachorro, versão 2024 novidade

Invejo de morte a paixão que os cartazes da Semana Santa de Sevilha conseguem despertar. Os sevilhanos importam-se com a sua cidade, as festas e com a imagem que o cartaz projecta, se bem que com o seu quê de possessivo, mas bem melhor que a apatia. Não fossem frases como “É absolutamente uma vergonha e uma aberração” e as missas de desagravo e o quadro cartaz deste ano teria passado ao lado.

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas

7MARGENS antecipa estudo

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas

Ao basear-se em inquéritos junto das famílias, as estatísticas oficiais em Portugal não captam as situações daqueles que não vivem em residências habituais, como as pessoas em situação de sem-abrigo, por exemplo. E é por isso que “subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia a Cáritas Portuguesa na introdução ao seu mais recente estudo, que será apresentado na próxima terça-feira, 27 de fevereiro, na Universidade Católica Portuguesa do Porto.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This