Mês do orgulho

Igreja católica dá sinais de mudança em relação à comunidade LGBTQ

| 28 Jun 2022

Homofobia. Homossexualidade

Manifestação em Estrasburgo, em Janeiro de 2013, contra a homofobia. Foto © Claude Truong-Ngoc/WikiCommons.

 

“Neste mês do orgulho, a Igreja Católica mostra mudanças claras, embora subtis, em direção ao acolhimento de pessoas LGBTQ” é o título do artigo assinado por Claire Giangravé, jornalista da agência Religion News Service (RNS) publicado no dia 26 de junho. A mensagem de inclusão que o Papa Francisco tem feito sobre as pessoas marginalizadas teve um efeito de cascata na Igreja Católica, argumenta.

De acordo com a jornalista, “durante as paradas caracteristicamente bombásticas do mês do orgulho” sentiu-se que “a Igreja Católica, guiada pelo Papa Francisco, deu silenciosamente as boas-vindas à comunidade LGBTQIA+, embora evitando mudanças na sua doutrina”.

Em apoio à sua afirmação, Claire Giangravé cita declarações de Francis DeBernardo, diretor executivo do New Ways Ministry, um programa católico que promove a inclusão da comunidade LGBTQIA+, à RNS: “A atenção pastoral às pessoas LGBTQ tem-se expandindo astronomicamente na última década. (…) As declarações e gestos de acolhimentos por parte do Papa Francisco são a principal razão para essa maior abertura às pessoas LGBTQ.” Segundo DeBernardo, o Papa Francisco “deu coragem às pessoas” para se aproximarem e trabalharem pastoralmente com a comunidade LGBTQIA+: “A sua abordagem de diálogo e de acompanhamento ofereceu a todos uma explicação católica de como a inclusão LGBTQ pode ser autenticamente católica.”

Recorde-se que na quarta-feira, dia 22 de junho, seis mulheres transexuais de diferentes origens culturais e sociais foram recebidas no Vaticano para uma audiência privada com o Papa Francisco. O encontro não foi anunciado na agenda diária do Papa, mas Alessia, uma das mulheres que esteve na audiência, disse que o encontro com Francisco “foi emocionante” e que “a melhor parte de ter falado com o Papa Francisco foi [o facto da audiência] ter sido simplesmente um encontro entre pessoas e não uma discussão focada nas nossas diferenças”, acrescentando que, “no mês do orgulho, acho que esta é uma mensagem importante”.

“A Igreja Católica não fez nenhuma mudança na doutrina sobre pessoas LGBT e, de acordo com seu catecismo, os atos homossexuais são ‘intrinsecamente desordenados’. Mas a mensagem de acolhimento e inclusão do Papa Francisco para as pessoas marginalizadas teve um efeito de cascata na Igreja Católica, efeitos que se tornaram especialmente evidentes durante este mês do orgulho”, conclui a jornalista Claire Giangravé.

 

Representante dos sobreviventes de Nagasaki solidário com a Ucrânia

Nos 77 anos do ataque atómico

Representante dos sobreviventes de Nagasaki solidário com a Ucrânia novidade

“Apelo a todos os membros” do Parlamento japonês, “bem como aos membros dos conselhos municipais e provinciais” para que se “encontrem com os hibakusha (sobreviventes da bomba atómica), ouçam como eles sofreram, aprendam a verdade sobre o bombardeio atómico e transmitam o que aprenderem ao mundo”, escreve, numa carta lida nas cerimónias dos 77 anos do ataque atómico sobre Nagasaki, por um dos seus sobreviventes, Takashi Miyata.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Evento "importantíssimo" para o país

Governo assume despesas da JMJ que Moedas recusou

A ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares, Ana Catarina Mendes, chegou a acordo com o presidente da Câmara de Lisboa sobre as Jornadas Mundiais da Juventude, comprometendo-se a – tal como exigia agora Carlos Moedas – assumir mais despesa do evento do que aquela que estava inicialmente prevista, noticiou o Expresso esta quarta-feira, 3.

Multiplicar o número de leitores do 7MARGENS

Em 15 dias, 90 novos assinantes

Durante o mês de julho o 7MARGENS registou 90 novos leitores-assinantes, em resultado do nosso apelo para que cada leitor trouxesse outro assinante. Deste modo, a Newsletter diária passou a ser enviada a 2.863 pessoas. Estamos ainda muto longe de duplicar o número de assinantes e chegar aos 5.000, pelo que mantemos o apelo feito a 18 de julho: que cada leitor consiga trazer outro.

Parceria com Global Tree

JMJ promove plantação de árvores

A Fundação Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023 e a Global Tree Initiative estabeleceram uma parceria com o objectivo de levar os participantes e responsáveis da organização da jornada a plantar árvores. A iniciativa pretende ser uma forma de assinalar o Dia Mundial da Conservação da Natureza, que se assinala nesta quinta-feira, 28 de julho.

Padres de Lisboa saem em defesa do patriarca

Abusos sexuais

Padres de Lisboa saem em defesa do patriarca

O Secretariado Permanente do Conselho Presbiteral do Patriarcado de Lisboa saiu em defesa do cardeal patriarca, D. Manuel Clemente, numa nota publicada esta terça-feira à noite no site da diocese. Nas últimas semanas, Clemente tem sido acusado de não ter dado seguimento a queixas que lhe foram transmitidas de abusos sexuais.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This