Igreja Católica publica “manual de instruções” para acompanhar denúncias de pedofilia

| 17 Jul 20

Cópia de Secretário da Congregação para a Doutrina da Fé, o arcebispo Giacomo Morandi, Foto Vatican News

O arcebispo Giacomo Morandi, secretário da Congregação para a Doutrina da Fé, considera que este é mais um passo para estagnar o fenómeno da pedofilia na Igreja. Foto © Vatican News

 

A Congregação para a Doutrina da Fé publicou um “manual de instruções” dirigido aos responsáveis por acompanhar os casos de acusação de abuso sexual de menores por membros do clero. O texto, divulgado esta quinta-feira, 16 de julho, é apresentado como um vademecum e não traz nenhuma novidade em relação às normas que já se encontravam vigentes.

“Não é um texto normativo, mas um instrumento à disposição dos bispos, dos superiores religiosos, dos tribunais eclesiásticos, dos profissionais do direito e também dos responsáveis pelos centros de escuta criados pelas conferências episcopais. Na complexidade das normas e práticas, este guia gostaria de indicar um caminho e ajudar a não que não se percam”, explica o secretário da Congregação para a Doutrina da Fé, o arcebispo Giacomo Morandi, entrevistado pelo Vatican News.

Ao longo deste manual de 30 páginas, o procedimento a seguir é descrito pela primeira vez “de modo organizado, desde [que surge] a primeira notícia de um possível crime até a conclusão definitiva do caso, unindo as normas existentes e a prática da Congregação”, refere Morandi.

O que configura um crime, como se dá a investigação preliminar, quais os possíveis procedimentos penais, são algumas das perguntas às quais o documento dá resposta de modo preciso, com referências aos códigos vigentes, ao motu proprio Sacramentorum Sanctitatis Tutela de João Paulo II, de 2001, atualizado por Bento XVI em 2010, e ao mais recente motu proprio Vos estis lux mundipublicado em 2019 pelo Papa Francisco.

O documento foca-se em particular nas vítimas e na importância da sua proteção e na exigência de verificar “toda e qualquer informação recebida sobre um presumível caso de abuso”, mesmo que a fonte seja anónima ou que não tenha havido uma denúncia formal.

Durante a investigação, recomenda-se que seja evitada a transferência do religioso envolvido, e “mesmo na ausência de uma obrigação normativa explícita”, as autoridades eclesiásticas são aconselhadas a apresentar queixa às autoridades civis competentes “sempre que considerarem que isso seja indispensável para proteger a pessoa ofendida ou outros menores do perigo de novos atos criminosos”.

Para o arcebispo Morandi, este é mais um passo no “caminho da verdade e da justiça”. “Estou convencido (e todos nós esperamos que sim) de que o fenómeno que vemos hoje [de pedofilia na Igreja] pode estagnar-se”, afirma. Mas, para isso, será necessária uma “formação adequada, um discernimento cuidadoso, uma prevenção serena, mas decisiva”, conclui.

 

[related_posts_by_tax format=”thumbnails” image_size=”medium” posts_per_page=”3″ title=”Artigos relacionados” exclude_terms=”49,193,194″]

Quando parecia difícil encontrar espaços de discussão e tertúlia

50 anos do Instituto Justiça e Paz

Quando parecia difícil encontrar espaços de discussão e tertúlia novidade

O livro 50 ANOS, 50 HISTÓRIAS – Instituto Universitário Iustitia et Pax, 1971-2021 será apresentado neste sábado, 23, em Coimbra, para assinalar o meio século daquele que é porventura a instituição católica mais importantes do país, no âmbito da pastoral universitária. A sessão decorre a partir das 15h no auditório do Instituto.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

Inscreva-se aqui
e receba as nossas notícias

Boas notícias

Cristãos, judeus e muçulmanos unidos contra os abusos sexuais

Marco histórico em França

Cristãos, judeus e muçulmanos unidos contra os abusos sexuais

A Conferência dos Responsáveis de Culto em França, constituída pelos líderes das principais religiões representadas no país, esteve reunida esta semana para debater em conjunto, pela primeira vez, o drama dos abusos sexuais no contexto das Igrejas, e refletir sobre as estratégias para combatê-lo.

É notícia

Entre margens

À procura de um Reencontro

À procura de um Reencontro

Nestes dias que correm velozes, plenos de interrogações no mundo, parto… a pé. Seguimos pela nova ponte sobre o rio Trancão e o Caminho pedonal ribeirinho, que vem complementar o Caminho do Tejo, rumo a Fátima ou a Santiago. Aconselho vivamente este Caminho do Tejo, pois desenvolve-se na sua maior parte em belos trilhos, caminhos e estradas rurais.

Uma outra revolução sexual

Uma outra revolução sexual

Um pouco por todo o lado, ouvem-se vozes a sugerir mudanças no âmbito da ética sexual católica. Nota-se a vontade de “atualização”, no sentido de adaptação à mentalidade e práticas correntes, sem a qual qualquer proposta da Igreja neste campo estará condenada à irrelevância. É o que se verifica nas conclusões do chamado “Caminho Sinodal” alemão, mas não apenas.    

Estrangeiros em nossa casa

Estrangeiros em nossa casa

O substantivo casa é abundantemente usado como sugestiva imagem por diversas religiões. Casa como símbolo do cosmos, isto é, da ordem cósmica. O Egipto construiu túmulos em forma de casa, aludindo ao significado de última morada do homem. O budismo remete para o corpo-casa, sugerindo que o corpo é abrigo da alma. [A opinião de António Ribeiro]

Cultura e artes

Pessanha, “o fruto mais valioso do simbolismo português”

[Saborear os clássicos – XIV]

Pessanha, “o fruto mais valioso do simbolismo português”

Licenciado em Direito, Camilo Pessanha (1867-1926) parte para Macau, onde é professor do liceu e colega do escritor Wenceslau de Morais “que trocou a sua alma de ocidental pela alma japonesa”. Influenciado pelos poetas simbolistas franceses já referidos e pelo filósofo alemão Schopenhauer, considera que o mundo é ilusão e dor. [artigo d Maria Eugénia Abrunhosa]

“Respira-se na mística portuguesa a urgência do abraço”

Pré-publicação

“Respira-se na mística portuguesa a urgência do abraço”

Neste sábado, 9 de Setembro, o simpósio sobre História da Espiritualidade e da Mística em Portugal – Uma Perspetiva Global, já referido pelo 7MARGENS, inclui a apresentação do livro Erotismo e Metáfora na Mística Portuguesa – do Renascimento ao Barroco (ed. Theya). A sessão decorre na Universidade Aberta (R. da Escola Politécnica, 147, ao Rato, em Lisboa), a partir das 17h30. A entrada é livre. O 7MARGENS publica a seguir um excerto da conclusão da obra.

A mística como não-limite da condição humana, trazida à luz do dia

Simpósio, Congresso, História e Dicionário

A mística como não-limite da condição humana, trazida à luz do dia

É um projecto vasto: um simpósio já no próximo sábado, que inclui a possibilidade de participação via zoom; um congresso em Abril do próximo ano, em Braga; uma História Global da Espiritualidade e da Mística em Portugal, em sete volumes, e um Dicionário Global da Espiritualidade e da Mística, em dois volumes, duas obras a publicar até 2025, idealmente.

Artista russo vai expor no Vaticano escultura com sangue de vítimas de abusos

Nova obra de Andrei Molodkin

Artista russo vai expor no Vaticano escultura com sangue de vítimas de abusos

O artista russo Andrei Molodkin, conhecido internacionalmente pelas suas obras de protesto contra a guerra, está a criar uma nova instalação, desta vez contra os abusos sexuais no seio da Igreja Católica, e pretende projetá-la “às portas da Praça de São Pedro”. Molodkin costuma recorrer a sangue humano para criar as suas obras e desta vez não será exceção: criou uma escultura com o brasão do Vaticano e pretende “encharcá-la” com sangue doado pelas vítimas de abusos.

Sete Partidas

As contas do tempo

As contas do tempo

Para ti que me lês hoje é dia 12 de Setembro de 2023. Um dia de fim de verão. Para os etíopes — e para mim que com eles partilho o diário viver — hoje é o primeiro dia do mês de Meskerem do ano de 2016, o Ano Novo etíope, que a liturgia nacional dedica à solenidade de João o Precursor, São João Batista no santoral católico.

Aquele que habita os céus sorri

Agenda

[ai1ec view=”agenda” events_limit=”3″]

Ver todas as datas

Parceiros

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This