Igreja Católica

A cor do racismo

A cor do racismo novidade

O que espero de todos é que nos tornemos cada vez mais gente de bem. O que espero dos que tolamente se afirmam como “portugueses de bem” é que se deem conta do ridículo e da pobreza de espírito que ostentam. E que não se armem em cristãos, porque o Cristianismo está nas antípodas das ideias perigosas que propõem.

Há uma “nova vaga de terror contra os cristãos” no Paquistão

Ataques sucedem-se

Há uma “nova vaga de terror contra os cristãos” no Paquistão novidade

O recente ataque a um cristão falsamente acusado de ter queimado páginas do Corão, por uma multidão muçulmana enfurecida, no Paquistão, desencadeou “uma nova vaga de terror” contra a minoria religiosa no país. Depois deste incidente, que aconteceu no passado sábado, 25 de maio, já foram registados outros dois ataques devido a alegados atos de “blasfémia” por parte de cristãos.

A memória presente em pequenas tábuas

Museu Abade de Baçal

A memória presente em pequenas tábuas novidade

“Segundo uma Promessa” é o título da exposição inaugurada a 18 de maio no Museu Abade de Baçal, em Bragança, e composta por uma centena de pequenos ex-votos, registados em tábuas, que descrevem o autor e o recetor de vários milagres, ao longo dos séculos XVIII e XIX. “O museu tem a obrigação de divulgar e de mostrar ao público algum do património que está disperso pela diocese de Bragança-Miranda”, disse ao 7MONTES Jorge Costa, diretor do museu.

Santa Eufémia: comer a marrã, pagar promessas e receber certificados

Lavandeira, Carrazeda de Ansiães

Santa Eufémia: comer a marrã, pagar promessas e receber certificados novidade

romaria em honra de Santa Eufémia, na aldeia de Lavandeira, em Carrazeda de Ansiães, carrega consigo inúmeros segredos. A festa só tem lugar em meados de setembro, mas foi agora objeto de um estudo publicado na Revista Memória Rural, do Museu da Memória Rural,  que recorda a tradição da carne de porco grelhada (a marrã), das promessas e dos certificados da missa celebrada pelo familiar defunto.

“Moçambique ainda cheira a sangue”

Bispo de Tete, Diamantino Antunes

“Moçambique ainda cheira a sangue”

“Quisemos já exorcizar” os fantasmas da guerra, diz Diamantino Guapo Antunes, bispo português de Tete, no norte de Moçambique, em entrevista à TSF. “Eu próprio, quando aqui cheguei, tive medo. Gostaria que já estivesse definitivamente enterrado machado de guerra em Moçambique.” Mas isso não aconteceu, como se tem visto em Cabo Delgado.

O aumento da intimidação católica

O aumento da intimidação católica

A intimidação nos meios católicos está a espalhar-se por todos os Estados Unidos da América. No exemplo mais recente, a organização Word on Fire, do bispo de Minnesota, Robert Barron, ameaçou a revista Commonweal e o teólogo Massimo Faggioli por causa de um ensaio de Faggioli, “Será que o Trumpismo vai poupar o Catolicismo?”

“Desmasculinizar a Igreja?”

Pré-publicação

“Desmasculinizar a Igreja?”

“Desmasculinizar a Igreja?” – Análise crítica dos “princípios” de Hans Urs von Balthasar” é o título do livro que será publicado pela Paulinas Editora e que será apresentado na Feira do Livro de Lisboa, no próximo domingo, dia 2 de junho, às 18 horas.

A Dignidade da pessoa humana como prioridade

A Dignidade da pessoa humana como prioridade

Na semana depois de Pentecostes é oportuno recordar a publicação da declaração Dignitas Infinita sobre a Dignidade Humana, elaborada durante cinco anos e divulgada pelo Dicastério para a Doutrina da Fé, pondo a tónica na dimensão universal, filosófica e antropológica, do respeito pela pessoa humana enquanto fator de salvaguarda dos direitos humanos, do primado da justiça e do reconhecimento de que todos os seres humanos como livres e iguais em dignidade e direitos.

Felizes os meninos de mais de 100 países – incluindo Portugal – que participam na Jornada Mundial das Crianças

Este fim de semana, em Roma

Felizes os meninos de mais de 100 países – incluindo Portugal – que participam na Jornada Mundial das Crianças

Foi há pouco mais de cinco meses que, para surpresa de todos, o Papa anunciou a realização da I Jornada Mundial das Crianças. E talvez nem ele imaginasse que, neste curto espaço de tempo, tantos grupos e famílias conseguissem mobilizar-se para participar na iniciativa, que decorre já este fim de semana de 25 e 26 de maio, em Roma. Entre eles, estão alguns portugueses.

Cada diocese em Portugal deveria ter “uma pessoa responsável pela ecologia integral”

Susana Réfega, do Movimento Laudato Si'

Cada diocese em Portugal deveria ter “uma pessoa responsável pela ecologia integral”

A encíclica Laudato Si’ foi “determinante para o compromisso e envolvimento de muitas organizações”, católicas e não só, no cuidado da Casa Comum. Quem o garante é Susana Réfega, portuguesa que desde janeiro deste ano assumiu o cargo de diretora-executiva do Movimento Laudato Si’ a nível internacional. Mas, apesar de esta encíclica ter sido publicada pelo Papa Francisco há precisamente nove anos (a 24 de maio de 2015), “continua a haver muito trabalho por fazer” e até “algumas resistências à sua mensagem”, mesmo dentro da Igreja, alerta a responsável.

Bispo José Ornelas: “Estamos a mudar o paradigma da Igreja”

Terminou a visita “ad limina” dos bispos portugueses

Bispo José Ornelas: “Estamos a mudar o paradigma da Igreja”

“Penso que estamos a mudar o paradigma da Igreja”, disse esta sexta-feira, 24 de maio, o bispo José Ornelas, presidente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), numa conversa com alguns jornalistas, em plena Praça de S. Pedro, no Vaticano, em comentário ao que tinha acabado de se passar no encontro com o Papa Francisco e às visitas que os bispos lusos fizeram a vários dicastérios da Cúria Romana, no final de uma semana de visita ad limina.

Desta vez, o Papa desiludiu?

Desta vez, o Papa desiludiu?

Francisco é o primeiro a admitir que as mulheres continuam hoje, em muitos locais e circunstâncias, a ser “diáconos”. Faz sentido que seja negada às mulheres a graça sacramental da ordenação, em vez de celebrado e apoiado esse magistério que tão bem podem exercer – e que a Igreja Católica tanto precisa que exerçam?

Cristo levantado

Cristo levantado

A sacralização dos símbolos é uma velha tendência profundamente humana. Veja-se o caso das relíquias, das imagens de Jesus, Maria e dos santos. Um símbolo aponta para uma verdade espiritual profunda. Sacralizar um símbolo empobrece e desvia a tenção do que realmente importa.

Dois padres raptados em menos de uma semana na Nigéria

Fundação AIS alerta

Dois padres raptados em menos de uma semana na Nigéria

Dois padres católicos foram sequestrados na Nigéria, em diferentes dioceses, no espaço de menos de uma semana. O caso mais recente aconteceu esta terça-feira, 21 de maio, quando um grupo de homens armados invadiu a paróquia de Santa Rita, em Bare, na região centro-sul do país, e “revela uma inquietante falta de segurança”, alerta a Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS). Desde o início do ano, foram raptados na Nigéria cinco presbíteros.

Vaticano não identificou “má conduta ou abuso” por parte de cardeal Lacroix

Investigação suspensa

Vaticano não identificou “má conduta ou abuso” por parte de cardeal Lacroix

A Sala de Imprensa da Santa Sé anunciou esta terça-feira, 21 de maio, que a investigação canónica preliminar solicitada pelo Papa Francisco para averiguar as acusações de agressão sexual contra o cardeal canadiano Gérald Cyprien Lacroix não prosseguirá, visto que “não foi identificada qualquer ação como má conduta ou abuso” da parte do mesmo. O nome do prelado, que pertence ao Conselho dos Cardeais (C9), foi um dos apontados numa grande ação coletiva a decorrer no Canadá, listando supostas agressões sexuais que terão ocorrido na diocese do Quebeque, nos anos 1980.

Igreja portuguesa precisa de “abertura de horizontes” no âmbito da evangelização

Bispos após encontro com Secretaria do Sínodo

Igreja portuguesa precisa de “abertura de horizontes” no âmbito da evangelização

O vice-presidente da Conferência Episcopal Portuguesa, Virgílio Antunes, reconheceu que a Igreja Católica em Portugal tem necessidade de uma “abertura de horizontes” no âmbito da evangelização, nomeadamente no “acolhimento das pessoas”. Para o bispo de Coimbra, – que falou aos jornalistas após o encontro com a Secretaria Geral do Sínodo, que decorreu esta segunda-feira, 20 de maio, em Roma – é preciso fomentar “uma relação mais eficaz e mais eclesial entre os membros da hierarquia, a generalidade dos cristãos leigos, dos consagrados do povo de Deus”.

Num ano, Grupo Vita recebeu 98 vítimas de abusos e 32 pediram compensação financeira

Balanço de atividade

Num ano, Grupo Vita recebeu 98 vítimas de abusos e 32 pediram compensação financeira

A dois dias de completar um ano de funcionamento, o Grupo Vita faz um balanço da sua atividade: recebeu pedidos de ajuda de “um total de 98 vítimas de violência sexual no contexto da Igreja Católica em Portugal”, tendo realizado 60 atendimentos (presenciais ou online). De acordo com uma nota enviada aos jornalistas esta segunda-feira, 20 de maio, há atualmente 18 pessoas a receber acompanhamento psicológico regular e 32 vítimas fizeram já saber que pretendem receber uma compensação financeira.

Bento Domingues: uma escrita teológica na pele da História

Pré-publicação

Bento Domingues: uma escrita teológica na pele da História

Fora do Diálogo não há Salvação é o título de uma nova antologia de textos de frei Bento Domingues, que será apresentada no dia 23, em Lisboa. Neste volume, coligem-se textos publicados nas revistas do CRC ao longo das últimas cinco décadas. Teologia, política, questões sociais, ministérios na Igreja, missionação, são alguns dos temas abordados.

Serve para alguma coisa a ida dos bispos a Roma?

Análise

Serve para alguma coisa a ida dos bispos a Roma?

Nesta segunda-feira, 20 de Maio, os bispos portugueses iniciam a sua visita “ad limina apostolorum”, ao Vaticano. Nas duas visitas anteriores (2007, com Bento XVI e 2015, com Francisco), os bispos ouviram várias chamadas de atenção de ambos os papas. Servirá esta semana para alguma coisa?

tudo e sem medo

tudo e sem medo

Breve comentário do p. António Pedro Monteiro aos textos bíblicos lidos em comunidade, no Domingo de Pentecostes B. Hospital de Santa Marta⁠, Lisboa, 18 de Maio de 2024.

Cristãos chamados a criarem grupos de reflexão bíblica para semearem alegria

Diocese de Bragança-Miranda

Cristãos chamados a criarem grupos de reflexão bíblica para semearem alegria

Uma das principais novidades da visita pastoral que o bispo de Bragança-Miranda, Nuno Almeida, tem vindo a realizar em todas as freguesias tem sido a proposta de constituição de grupos Semeadores de Alegria, pequenos núcleos de fiéis reunidos para lerem a Bíblia, refletirem sobre a Palavra de Deus e agirem de acordo com ela. A diocese preparou um documento para ajudar “a ‘tecer’ comunidades que sabem acolher, que procuram viver unidas e que saem sempre em missão a semear a alegria e a esperança do Evangelho”.

As narrativas do evangelho

As narrativas do evangelho

"Viver é narrar." O impacto desta sentença nas nossas vidas impregna algo tão desconfortável quanto intrigante. De facto, a narração é algo importante, pois através dela o mundo não nos é apresentado apenas em sua pura dureza,...

Cerveja artesanal, restauros ao vivo e túneis secretos: assim se revitaliza a igreja do Castelo

Lisboa

Cerveja artesanal, restauros ao vivo e túneis secretos: assim se revitaliza a igreja do Castelo

São necessários 200 mil euros para preservar o património cultural e religioso da igreja do Castelo, em Lisboa. Missão impossível? Não na perspetiva do seu pároco, Edgar Clara, que acaba de apresentar um plano de atividades para angariar o dinheiro que é preciso: dele fazem parte sessões de restauro ao vivo, visitas guiadas à igreja e ao bairro do Castelo de São Jorge, e o lançamento da cerveja artesanal “Santa Cruz”, em cujo fabrico até deu uma mãozinha.

Na ilha de Mindanao, catequistas vão aprender o diálogo inter-religioso

Filipinas

Na ilha de Mindanao, catequistas vão aprender o diálogo inter-religioso

É um projeto inovador em Mindanao, a segunda maior ilha das Filipinas, que tem sido palco de fortes tensões inter-religiosas: um curso destinado a catequistas e outros líderes católicos leigos, que visa prepará-los para “melhor difundir e fortalecer a fé das comunidades católicas”, ao mesmo tempo que “capacita para o diálogo inter-religioso com a população muçulmana da ilha”. A formação, organizada pelo Movimento Silsilah e apoiada pela Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS), vai arrancar no próximo mês de junho.

Lançar sementes de esperança em defesa do planeta e da vida

Semana Laudato Si’ em Portugal

Lançar sementes de esperança em defesa do planeta e da vida

Para defender a sustentabilidade do planeta e a superação da crise social, a REDE Cuidar da Casa Comum e os seus parceiros propõem uma maratona fotográfica em todo o país, uma celebração ecuménica em Lisboa e um encontro no Parque da Bela Vista, além de outras iniciativas no âmbito da Semana Laudato Si´ 2024, que decorre entre 19 e 25 de maio sob o lema “sementes de esperança”.

Teilhard de Chardin: novo documentário sobre o místico e cientista

Estreia 19 de maio

Teilhard de Chardin: novo documentário sobre o místico e cientista

“Teilhard: Visionary Scientist” é o título de um trabalho audiovisual de largo fôlego que vai ser emitido dentro de dias nos Estados Unidos da América, no qual se apresentam e refletem as múltiplas facetas do padre jesuíta Pierre Teilhard de Chardin (1881-1955). Um dos objetivos do documentário é o de apresentar uma narrativa sobre o percurso biográfico deste místico, cientista e visionário que marcou o séc. XX.

Maio depois de Abril – o impacto da Revolução em Fátima

Reportagem na TVI

Maio depois de Abril – o impacto da Revolução em Fátima

Numa reportagem especial da autoria do jornalista Joaquim Franco e emitida na TVI na noite do dia 13, reveem-se os dias da revolução no santuário de Fátima. Se as consequências na rotina dos crentes foram pouco significativas, as lideranças católicas e os responsáveis do santuário fizeram do local de devoção um púlpito para expor o olhar e as preocupações da Igreja.

Os católicos europeus preocupam-se com a ecologia? Estamos prestes a descobrir

Estudo "Living Laudato Si'"

Os católicos europeus preocupam-se com a ecologia? Estamos prestes a descobrir

Os resultados daquele que é o primeiro estudo abrangente sobre ecologia integral no continente europeu serão conhecidos já na próxima semana. Trata-se da pesquisa Living Laudato Si’ in Europe (Viver a Laudato Si’ na Europa) – que recolheu dados de 20 conferências episcopais e de mais de 280 projetos em curso – e pretende responder à questão: “Os católicos europeus preocupam-se com a ecologia?”.

“Daqui, da Cova da Iria, apelamos à paz!”

O grito dos bispos

“Daqui, da Cova da Iria, apelamos à paz!”

“Rezemos pela paz no mundo: na Ucrânia, Rússia, na Terra Santa, na África, na América, na Ásia, quantos países precisam e reclamam a paz”, apelou o cardeal Juan José Omella, arcebispo de Barcelona, na homilia da missa conclusiva da peregrinação internacional aniversária, em Fátima, esta segunda-feira, 13 de maio. No final da mesma missa, o bispo de Leiria-Fátima, José Ornelas, tomou a palavra para também pedir a paz, em particular na Ucrânia e na “Terra de Jesus”, e denunciou: é “inconcebível” o que se passa na Faixa de Gaza.

“Tiroteios, casas destruídas, corpos pelas ruas e populações em fuga” em Cabo Delgado

Situação agrava-se

“Tiroteios, casas destruídas, corpos pelas ruas e populações em fuga” em Cabo Delgado

A situação na província moçambicana de Cabo Delgado tem vindo a agravar-se desde o início do ano e os últimos dias foram de terror na estratégica vila de Macomia – sede de um contingente das Forças de Defesa e Segurança de Moçambique – e também nas aldeias de Cajerene e de Missufine, revela a Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) nesta segunda-feira, 13 de maio. Desde a madrugada de sexta-feira que vários grupos armados que reivindicam pertencer à organização jihadista Estado Islâmico têm estado a invadir casas, atear fogos e disparar tiros contra militares e a população em fuga.

É melhor para vós que eu vá

É melhor para vós que eu vá

«Agora vou para aquele que me enviou, e ninguém de vós me pergunta: ‘Para onde vais?’ Mas, por vos ter anunciado estas coisas, o vosso coração ficou cheio de tristeza. Contudo, digo-vos a verdade: é melhor para vós que Eu vá.» (Evangelho de João 16, 5-7a) — o texto de Cátia Tuna, a partir destes versículos.

Os padres assassinados por falarem contra a injustiça dos militares

História de Moçambique em livro

Os padres assassinados por falarem contra a injustiça dos militares

Foi no contexto da guerra civil moçambicana (1976-1922) que os padres João de Deus, moçambicano, e Sílvio Moreira, português, foram mortos, em 30 de outubro de 1985, em Chapotera (província de Tete, Norte do país), e sepultados dia 4 de novembro, no cemitério da vila Ulonguè. Agora, um livro do bispo de Tete, Diamantino Antunes, tenta resgatar a memória do que foram esses tempos. O livro será apresentado em Fátima, nesta sexta-feira, 10 de maio, a partir das 18h, no auditório do Consolata Museu, com a presença do autor. [Texto de Juliana Batista]

Ataques a migrantes no Porto “são uma expressão de ódio, que não podemos aceitar”

Secretariado Diocesano das Migrações

Ataques a migrantes no Porto “são uma expressão de ódio, que não podemos aceitar”

O Secretariado Diocesano do Porto das Migrações e Turismo diz estar “solidário com as vítimas e famílias [dos ataques da passada sexta-feira, 3 de maio], bem como com todas as comunidades estrangeiras presentes na cidade do Porto” e defende a transferência de competências da Agência para a Integração, Migrações e Asilo (AIMA) para o poder local.

Jovens desafiados a viver Pentecostes com catequese, vigília e gesto missionário

No Patriarcado de Lisboa

Jovens desafiados a viver Pentecostes com catequese, vigília e gesto missionário

O Patriarcado de Lisboa está a convidar “todos os jovens e adolescentes” da diocese para que participem na habitual Vigília de Pentecostes, que terá lugar na noite de 18 de maio, sábado, às 21h00, no Parque Urbano de Miraflores, em Algés. Mas o convite não fica por aí: há uma Catequese sobre o Batismo que pode ser feita como preparação, e um Gesto Missionário que deve ser pensado para os dias seguintes.

Rezar com arte na Capela da Porta Dourada

Paróquia de Santa Isabel, em Lisboa

Rezar com arte na Capela da Porta Dourada

No âmbito da preparação do Ano Jubilar 2025 e do tema da oração que lhe serve de preparação, a paróquia de Santa Isabel, em Lisboa, organiza um “momento simbólico” nesta quinta-feira, dia 9 de Maio: Fernanda Fragateiro, autora da pintura mural da Capela da Porta Dourada, estará na igreja a partir das 18h para apresentar a sua obra.

Mais de 11 mil pessoas pedem amnistia de reclusos nas prisões portuguesas

Petição pelos 50 anos de Abril

Mais de 11 mil pessoas pedem amnistia de reclusos nas prisões portuguesas

Uma amnistia de aplicação ampla, de âmbito generalizado e de dimensão significativa. São estas as palavras usadas pelos promotores de uma petição que visa o perdão de penas a alguns reclusos nas prisões portuguesas. Esta reivindicação, encabeçada pela Obra Vicentina de Auxílio aos Reclusos (OVAR) e pela Associação Portuguesa de Apoio ao Recluso (APAR), conta já com mais de 11 mil subscritores, e foi entregue nesta terça-feira, 7 de maio, na presidência da Assembleia da República, em Lisboa.promotores de uma petição que visa o perdão de penas a alguns reclusos nas prisões portuguesas.

Três dias para falar de espiritualidade e desporto, ou de como “colocar a vida em jogo”

De 16 a 18 de maio, em Roma

Três dias para falar de espiritualidade e desporto, ou de como “colocar a vida em jogo”

Pensar o desporto, compreender porque é tão popular, avaliar a sua importância para a construção de uma sociedade mais fraterna e tolerante, discernir como é que Deus se manifesta através da sua prática… Estes são alguns dos objetivos da primeira Conferência Internacional sobre Desporto e Espiritualidade, que terá lutar em Roma entre os próximos dias 16 e 18 de maio, em preparação dos Jogos Olímpicos 2024.

Na “Dignidade infinita”, o Vaticano defende as pessoas e não a política

Na “Dignidade infinita”, o Vaticano defende as pessoas e não a política

Muitas pessoas, e não apenas católicos, estão a falar do novo documento do Vaticano, Dignitas Infinita, ou Dignidade Infinita, que aborda ideias morais complicadas, muitas delas ainda mais complicadas pelos actuais debates políticos. Mas muitos comentários não compreendem o que o Vaticano apresentou, ou tentou apresentar, de acordo com os fundamentos filosóficos e teológicos dos ensinamentos católicos, e a complexidade do documento desmente a sua intenção. [Texto de Phyllis Zagano]

Num mundo em guerra, não basta dizer que “todas as religiões são religiões de paz”

Diálogo inter-religioso debatido em Mafra

Num mundo em guerra, não basta dizer que “todas as religiões são religiões de paz”

É inegável: há uma “sombra palpável de medo” e uma “ansiedade generalizada” em Israel e na Palestina, que geram cada vez mais violência. O que fazer? “Mais do que lutar contra o medo, é preciso lidar com esse medo, trabalhar com esse medo, de ambos os lados”, defende Sarah Bernstein, mediadora de conflitos e especialista em diálogo inter-religioso. Natural do Reino Unido e a viver em Jerusalém há mais de dez anos, Sarah não duvida de que as religiões, podem, e devem, ter um papel fundamental nesse trabalho. Mas “têm de ir além de dizer que são todas religiões de paz”, alerta. “Há muito trabalho a fazer e é preciso aprender a fazê-lo em conjunto”.

Na força de uma alegria completa

Na força de uma alegria completa

Este texto do Padre Joaquim Félix, vice-reitor do Seminário Conciliar de Braga e professor da Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa, corresponde à homilia do Domingo VI da Páscoa na liturgia católica – dia da mãe – proferida na celebração eucarística na igreja de S. Paulo, do Seminário Conciliar de Braga.

A mulher e a autoridade como representadas nos sarcófagos do séc. IV

As mulheres no cristianismo primitivo (2)

A mulher e a autoridade como representadas nos sarcófagos do séc. IV

A vida religiosa – tanto contemplativa como ativa, tal como a conhecemos hoje – evoluiu ao longo de dois mil anos. Este segundo artigo relata uma investigação original sobre evidências arqueológicas das atividades das mulheres no cristianismo primitivo, encontradas em frisos de sarcófagos datados entre o final do século III e o início do século V. Segunda parte de quatro, de um ensaio publicado em exclusivo pelo 7MARGENS.

“Se as paróquias não forem sinodais e missionárias, a Igreja também não o será”

Papa aos párocos

“Se as paróquias não forem sinodais e missionárias, a Igreja também não o será”

O Papa escreveu uma carta “a todos os párocos do mundo”, exortando-os a serem “construtores duma Igreja sinodal missionária” e a empenharem-se “com entusiasmo neste caminho”, pois “se as paróquias não forem sinodais e missionárias, também a Igreja não o será”, defendeu. No texto, divulgado esta quinta-feira, 2 de maio, e entregue aos participantes no encontro internacional de párocos – que reuniu nos últimos dias mais de 200 presbíteros em Roma -, Francisco deixa “três sugestões que poderão inspirar o estilo de vida e de ação dos pastores”, tendo em vista paróquias mais sinodais.

As mesmas pessoas, cargos e decisões

As mesmas pessoas, cargos e decisões

Depois do abanão que sofreu a Igreja Católica Romana Portuguesa com a pedofilia de alguns padres (presbíteros), depois de um processo sinodal, ainda a decorrer, depois de uma Jornada Mundial da Juventude, realizada no nosso país, previa-se que alguma coisa mudasse nesta igreja. Mas não, as pessoas são as mesmas e mantêm os seus cargos. [Texto de Joaquim Armindo]

A carta que te devo

Maria da Glória Fernandes (1929-2024)

A carta que te devo

“Chamavas-me «meu querido “filho”», como se fosse mesmo de verdade. E sabes que eu adorava esse teu galanteio de “mãe extremosa”. Acho mesmo que eu era o filho que não te foi dado ter. As cartas denunciavam tão viva persuasão.” Na morte de Maria da Glória Fernandes, missionária da Boa Nova, aos 95 anos, por Manuel Vilas Boas.

Páscoa em Maio

[Crónica]

Páscoa em Maio

A maioria dos cristãos celebrou a Páscoa da Ressurreição do Senhor a 31 de março. A Comunhão Ortodoxa fá-la a 5 de maio. Calendários diferentes ditam datas diferentes. A regra para a celebração da Páscoa é simples e foi estabelecida há 1700 anos pelo Concílio de Niceia, em 325: a ressurreição do Senhor celebra-se no domingo depois da lua cheia do equinócio da Primavera. [Texto do Padre José Vieira]

Francisco pede “formação integral e contínua” para todos os religiosos

O Vídeo do Papa

Francisco pede “formação integral e contínua” para todos os religiosos

Reconhecendo que “cada vocação é um ‘diamante bruto’ que deve ser polido, trabalhado, que deve ser moldado em todas as suas faces”, o Papa Francisco pede, na edição de maio d’O Vídeo do Papa, que “rezemos para que os religiosos, as religiosas e os seminaristas cresçam no seu caminho vocacional através de uma formação humana, pastoral, espiritual e comunitária, que os leve a serem testemunhas credíveis do Evangelho”.

Desafio para o mês de maio: “rezar ininterruptamente o Terço, pela paz “

Iniciativa da Fundação AIS

Desafio para o mês de maio: “rezar ininterruptamente o Terço, pela paz “

Todos estão convocados – famílias, grupos escolares, paróquias, movimentos, congregações, ou pessoas individuais. O objetivo é garantir que, ao longo do mês de maio, a qualquer hora do dia ou da noite, haja sempre alguém a rezar o Terço, “pela paz, pelo fim de todas as guerras e pelo fim de toda a violência” no mundo.  Para participar neste desafio lançado pela Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS), basta aceder ao site da instituição, selecionar um período de 30 minutos durante o qual se compromete a rezar… e depois não se esquecer de o fazer nesse período, claro.

As mulheres no cristianismo primitivo: Autoridade missionária e ação profética das mulheres

Ensaio de Christine Schenk (1)

As mulheres no cristianismo primitivo: Autoridade missionária e ação profética das mulheres

A vida religiosa tal como a conhecemos hoje – tanto contemplativa como ativa – evoluiu ao longo de dois mil anos. Neste primeiro de quatro ensaios fala-se, com base na documentação literária, sobre as mulheres no cristianismo primitivo. Um ensaio inédito de Christine Schenk CSJ, em quatro partes, publicado em exclusivo pelo 7MARGENS. 

A resistência dos sindicalistas católicos ao Estado Novo

7MARGENS/Antena 1

A resistência dos sindicalistas católicos ao Estado Novo

Esteve na Base-FUT, na Ação Católica operária e, como jornalista, foi também sindicalista. A propósito do 1º de Maio, Cesário Borga fala da resistência dos sindicalistas cristãos à ditadura e das razões que os moviam; explica o pensamento autogestionário que se desenvolveu nas correntes católicas e as diferenças com várias correntes políticas, ao mesmo tempo que recorda nomes importantes em movimentos como a Liga Operária Católica, a Juventude Operária Católica, a Base-FUT, os Círculos de Cultura Operária e outros.

Um dicionário para conhecer melhor a Espiritualidade e Mística em Portugal

Congresso terminou sábado, 27

Um dicionário para conhecer melhor a Espiritualidade e Mística em Portugal

O I Congresso Internacional de Espiritualidade de Mística que terminou ontem, dia 27 de abril, foi o palco para a apresentação do projeto do Instituto de Estudos Avançados em Catolicismo e Globalização (IEAC-GO) de elaboração da História Global da Espiritualidade e da Mística em Portugal e de um dicionário sobre o tema, que vai incluir 4000 verbetes.

O diálogo entre cristianismo e marxismo antes do 25 de Abril

José Pedro Castanheira

O diálogo entre cristianismo e marxismo antes do 25 de Abril

Era um jovem militante da Juventude Universitária Católica e esteve presente no debate entre o filósofo Mário Sottomayor Cardia e o padre João Resina, meses antes do 25 de abril de 1974 e sem ainda sonhar que o seu futuro passaria pelo jornalismo. A 24 de abril frequentou a última cadeira do curso de Economia, na véspera da sociedade portuguesa mudar e, com ela, a vida de José Pedro Castanheira.

Vicentinos procuram “novos métodos para caminhar na caridade”

Primeira Assembleia Missionária

Vicentinos procuram “novos métodos para caminhar na caridade”

O carisma da Família Vicentina não vai mudar – a sua missão passará sempre por fazer da caridade “uma ação diária”, seguindo o exemplo de São Vicente de Paulo -, “mas é preciso percebermos o que é que o Espírito Santo nos está a pedir concretamente hoje… porque a caridade é a mesma, mas as pobrezas não”, diz o padre Pedro Guimarães, provincial dos Padres Vicentinos em Portugal. E é para procurar compreender isso mesmo que terá lugar no próximo sábado, 27 de abril, em Fátima, a Primeira Assembleia Missionária dos Vicentinos em Portugal.

Clero de Angra pede “incremento da pastoral vocacional” assente no “testemunho do padre”

Face a "descredibilização" dos presbíteros

Clero de Angra pede “incremento da pastoral vocacional” assente no “testemunho do padre”

Reconhecendo que o contexto da Igreja universal “é caracterizado pela descredibilização do clero provocada por diversas crises, pela redução do número de vocações ao sacerdócio ministerial e pela situação sociológica de individualismo e de crescente indiferença perante a questão vocacional”, os representantes do Clero diocesano de Angra (Açores) defendem o incremento da “pastoral vocacional assente na comunidade, sobretudo na família e no testemunho do padre”.

Por uma transumância outra

Por uma transumância outra

Este texto do Padre Joaquim Félix corresponde à homilia do Domingo IV da Páscoa na liturgia católica – último dia da semana de oração pelas vocações – proferida nas celebrações eucarísticas das paróquias de Tabuaças (igreja das Cerdeirinhas), Vilar Chão e Eira Vedra (arciprestado de Vieira do Minho).  

Sínodo é representativo ou participativo?

Sínodo é representativo ou participativo?

Quando Francisco, na Jornada Mundial da Juventude, clamou “todos, todos, todos” – e certamente também queria dizer “tudo, tudo, tudo” –, não estava a confinar o chamado “Sínodo dos Bispos” a uma “representatividade saloia” baseada nas estruturas – algumas não existem! – da Igreja Católica Romana. [A opinião de Joaquim Armindo]

Os católicos que “salvaram” a Igreja

Redes, episódios e rostos

Os católicos que “salvaram” a Igreja

O empenhamento corajoso de muitos católicos favoreceu a Igreja no pós-25 de Abril, que deve a esses grupos e redes o facto de se ter diluído a conivência ou o silêncio cúmplice de parte da hierarquia com o regime do Estado Novo. Na altura da revolução, era uma Igreja em tensão e erosão aquela que se descobre.

Comissão Nacional Justiça e Paz alerta para extremismos

Na Mensagem sobre o 25 de abril

Comissão Nacional Justiça e Paz alerta para extremismos

A Comissão Nacional Justiça e Paz (CNJP) alertou, em nota enviada às redações, para a persistência de “fenómenos de ausência de liberdade”, nos 50 anos da democracia em Portugal, alertando para o aumento da intolerância. “Das redes sociais ao espaço público, os silos ideológicos em que nos encerramos contribuem para o fechamento ao outro, para o aumento de discursos racistas, xenófobos ou de intolerância, e para o aumento de vozes pedindo políticas de muros”, refere o organismo católico, numa nota intitulada ‘Juntos, construímos os próximos 50 anos de Democracia e Liberdade’.

Uma exposição que é “um grito de alerta e de revolta” contra a perseguição religiosa

No Museu Diocesano de Santarém

Uma exposição que é “um grito de alerta e de revolta” contra a perseguição religiosa

Poderá haver quem fique chocado com algumas das peças e instalações que integram a exposição “LIBERDADE GARANTIDA” (escrito assim mesmo, em letras garrafais), que é inaugurada este sábado, 20 de abril, no Museu Diocesano de Santarém. Mas talvez isso até seja positivo, diz o autor, Miguel Cardoso. Porque esta exposição “é uma chamada de atenção, um grito de alerta e de revolta que gostaria que se tornasse num agitar de consciências para a duríssima realidade da perseguição religiosa”, explica. Aqueles que se sentirem preparados, ou simplesmente curiosos, podem visitá-la até ao final do ano.

Dois meses e meio depois, está na hora de reconstruir

Mosteiro Trapista de Palaçoulo

Dois meses e meio depois, está na hora de reconstruir

As obras de requalificação do Mosteiro Trapista de Palaçoulo já se iniciaram. Numa primeira fase, procedeu-se à retirada de escombros, pela mesma empresa que realizou a construção do mosteiro. Desde o fim do período pascal estão em andamento os processos de reconstrução, tendo estes começado por “destelhar a casa”. Em breve, esperam as irmãs, será possível “voltar a oferecer a hospedaria aos hóspedes”. 

Convento das Capuchas: “Cem anos depois, aqui estamos… a ver as maravilhas multiplicar-se”

Comprado pela Madre Luiza Andaluz, em 1924

Convento das Capuchas: “Cem anos depois, aqui estamos… a ver as maravilhas multiplicar-se”

Um século volvido sobre a compra do edifício do Convento das Capuchas, em Santarém, por Luiza Andaluz (fundadora da congregação das Servas de Nossa Senhora de Fátima) para ali acolher cerca de cem raparigas que haviam sofrido a pneumónica de 1918 ou que por causa dela tinham ficado órfãs… o que mudou? O 7MARGENS foi descobrir.

Diocese de Braga propõe criação de ministério para o acolhimento e escuta

Sínodo sobre a sinodalidade

Diocese de Braga propõe criação de ministério para o acolhimento e escuta

Apontar para a criação de novos ministérios na Igreja Católica e repensar os já existentes, apostando na formação de leigos para esse fim e tornar os conselhos pastorais efetivos nas comunidades cristãs, com funções consultivas, mas também “executivas” são alguns dos caminhos propostos pela Arquidiocese de Braga, no âmbito da consulta sinodal tendo em vista a segunda sessão do Sínodo sobre a Sinodalidade, que ocorrerá em outubro, no Vaticano. [Texto de Manuel Pinto]

Todos são responsáveis pela missão da Igreja

Relatório síntese do Patriarcado para o Sínodo

Todos são responsáveis pela missão da Igreja

A necessidade de todos serem responsáveis pela missão da Igreja; o lugar central da família; a atenção às periferias humanas; a importância de ouvir as vozes dos que se sentem excluídos; o reforço dos Conselhos Pastorais Paroquiais; e a promoção da participação das mulheres nos ministérios, incluindo a reflexão sobre “a matéria pouco consensual” da sua ordenação – são alguns dos temas referidos no documento elaborado pela comissão sinodal do Patriarcado de Lisboa no âmbito da preparação da segunda assembleia do Sínodo sobre a sinodalidade.

Papa volta a sentar mulheres à mesa dos cardeais, porque elas não são “cachorrinhos que se alimentam das migalhas”

Reunião do C9

Papa volta a sentar mulheres à mesa dos cardeais, porque elas não são “cachorrinhos que se alimentam das migalhas”

Pela terceira vez consecutiva, o Papa convidou algumas mulheres a participar na reunião do Conselho dos Cardeais (C9). E elas aceitaram o convite: esta segunda-feira, 15 de abril, marcaram presença na Casa Santa Marta, não apenas os nove cardeais que regularmente aconselham o Papa no governo da Igreja, mas também uma leiga e duas religiosas.

Considerado “inocente” após investigação de abusos, padre Mário Rui critica Comissão Independente e Diocesana

"Processo sofrido e vexatório"

Considerado “inocente” após investigação de abusos, padre Mário Rui critica Comissão Independente e Diocesana

O padre Mário Rui Pedras – um dos quatro do Patriarcado de Lisboa que esteve suspenso do exercício de funções públicas por acusações de abusos sexuais e que entretanto tinha voltado a celebrar missa publicamente, assim que a investigação prévia terminou sem acusações – foi considerado inocente pela Comissão de Proteção de Menores e Adultos Vulneráveis, afirmou o Patriarcado em comunicado divulgado esta segunda-feira, 15 de abril. Numa mensagem que entretanto dirigiu aos seus paroquianos, o visado tece duras críticas à atuação da Comissão Independente e da Comissão Diocesana.

“Cada bispo é rei no seu reinado”

“Cada bispo é rei no seu reinado”

No trabalho da Comissão Independente (CI) confrontámo-nos bem cedo com o facto de a Igreja Católica portuguesa (ICP) estar longe de ser um edifício piramidal compacto, organizado numa hierarquia firme, onde a ordem se impõe naturalmente de cima para baixo. Nada disso. Encontrámos uma estrutura de tipo “feudal”, fragmentada, consolidada ora em territórios geográficos e sociais com características históricas próprias (as dioceses) ora em carismas e esferas de ação distinta (as ordens religiosas). [Texto de Ana Nunes de Almeida]

Psiquiatra Margarida Neto é a nova presidente da Associação dos Médicos Católicos Portugueses

Sucedendo a José Diogo Ferreira Martins

Psiquiatra Margarida Neto é a nova presidente da Associação dos Médicos Católicos Portugueses

A psiquiatra Margarida Neto é a nova presidente da direção nacional da Associação dos Médicos Católicos Portugueses (AMCP). A médica, que trabalha na Casa de Saúde do Telhal (Sintra) e é uma das responsáveis pelo Gabinete de Escuta do Patriarcado de Lisboa, foi eleita por unanimidade no passado sábado, 13 de abril, para o triénio 2024-2026.

História de uma alma

História de uma alma

Não me é fácil ler com agrado obras de caráter espiritual com ou sem cariz autobiográfico. Em boa medida, muitas dessas obras refletem conceções com as quais não me identifico. Espelham um cristianismo individualista, voltado para o “aperfeiçoamento” pessoal, sem qualquer atenção a aspetos de natureza social. [Texto de Jorge Paulo]

Bispos decidem por unanimidade fundo de compensação para vítimas de abusos

Critérios e normas só em Junho

Bispos decidem por unanimidade fundo de compensação para vítimas de abusos

A Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) decidiu por unanimidade criar um fundo para “compensações financeiras” às vítimas de abusos sexuais na Igreja Católica, que terá o contributo de todas as dioceses e pretende responder a todos os pedidos que apareçam. As compensações serão decididas caso a caso mas só em Junho serão definidos critérios, normas e modos de pôr este mecanismo em prática.

Literacia Mediática: O Caso do Clero Católico em Portugal

Redes sociais e Evangelização

Literacia Mediática: O Caso do Clero Católico em Portugal

As mudanças sociais e culturais do final do século XX e o desenvolvimento das tecnologias levaram a Igreja a valorizar a comunicação em suas diversas formas, incentivando os católicos a utilizar seus diferentes modos para a evangelização. Existem muitas razões pelas quais a própria Igreja Católica pode e deve identificar este e outros fenómenos como “sinais dos tempos”

Jovens do secundário invadem Bragança

Dias 12 e 13 de abril

Jovens do secundário invadem Bragança

O Encontro Nacional de Alunos de Educação Moral e Religiosa Católica do Ensino Secundário vai realizar-se pela primeira vez em Bragança, considerado “o cenário perfeito” pelo professor Jorge Novo, da equipa coordenadora do acontecimento promovido pelo Secretariado Nacional da Educação Cristã (SNEC). É o 12º encontro deste tipo, será nos dias 12 e 13 de abril, tem como lema “Ecoar no coração” e conta com uma participação recorde: 2762 alunos e 238 professores.

Jornadas de formação e actualização sobre o perfil do Sacerdote

Jornadas de formação e actualização sobre o perfil do Sacerdote

Algumas dioceses reuniram o seu clero em retiro; outras adoptaram a modalidade de Encontro. Refiro-me apenas a estas últimas pela sua originalidade, pelos temas e pelos intervenientes, que não se restringiram ao clero. Além dos intervenientes e dos temas, há que considerar igualmente os objectivos, as metodologias e a actualidade das temáticas abordadas. Reporto-me, nesta breve súmula, às Jornadas de atualização do clero das Dioceses do sul (Algarve, Beja, Évora e Setúbal), que tiveram lugar de 15 a 19 de janeiro em Albufeira. [Texto de Serafim Falcão]

Qual foi o crime do “padre vermelho”?

7Margens/Antena 1

Qual foi o crime do “padre vermelho”?

Deputado “vermelho” e autarca, o padre José Martins Júnior foi suspenso durante 44 anos das suas funções na Igreja. Mas insiste em que o seu “crime” foi, depois do 25 de Abril, ajudar as populações. Readmitido em Julho de 2019, Martins Júnior conta, nesta entrevista, como foi suspenso e diz como olha para a política e a Igreja neste momento.

“O aborto nunca pode ser um direito fundamental”, defendem bispos católicos da UE

Em vésperas de votação em Bruxelas

“O aborto nunca pode ser um direito fundamental”, defendem bispos católicos da UE

Com a votação da Resolução sobre a inclusão do direito ao aborto na Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia agendada para esta quinta-feira, 11 de abril, em Bruxelas, a Comissão das Conferências Episcopais da União Europeia (Comece) emitiu um comunicado onde reitera que “o direito à vida é o pilar fundamental de todos os outros direitos humanos” pelo que “o aborto nunca pode ser um direito fundamental”.

Bispo Américo Aguiar assume-se “envergonhado e impotente” perante situação dos mariscadores do Tejo

Após desaparecimentos de sábado

Bispo Américo Aguiar assume-se “envergonhado e impotente” perante situação dos mariscadores do Tejo

O bispo de Setúbal manifestou esta terça-feira, 9 de abril, a sua proximidade aos mariscadores que exercem a sua atividade, de forma ilegal, no rio Tejo. Na sequência da morte de um deles e do desaparecimento de outro, junto ao Cais do Seixalinho, na noite do passado sábado, Américo Aguiar escreveu uma nota em que se assume ” envergonhado e impotente”.

Um enorme tapete de flores para homenagear Nossa Senhora dos Prazeres

Domingo de Pascoela na Casa de Mateus

Um enorme tapete de flores para homenagear Nossa Senhora dos Prazeres

O dia 7 de abril foi, para a comunidade de Mateus, em Vila Real, um dia especialmente dedicado à padroeira Nossa Senhora dos Prazeres. Neste Domingo de Pascoela, a Capela da Casa de Mateus abriu portas para a celebração da eucaristia, seguindo-se a procissão sobre o tradicional tapete de flores com a extensão de pouco menos de um quilómetro e que, tal como em anos anteriores, começou a ser montado em frente ao local de culto dias antes.

Uma leitura da síntese do Sínodo dos Bispos: convergências, questões e propostas

Uma leitura da síntese do Sínodo dos Bispos: convergências, questões e propostas

O texto da primeira sessão da XVI Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos (4-29 de outubro de 2023) é rico e bem estruturado. Nestas notas, breves apenas, realço os aspectos que, após uma leitura lenta, mais me marcaram na Parte II, TODOS DISCÍPULOS, TODOS MISSIONÁRIOS, capítulos 8, 9, e 10, em convergências, questões a aprofundar e propostas. [Texto Rui Madeira]

Sexo e Género: o debate é possível!

Um livro de Juan Maria Uriarte

Sexo e Género: o debate é possível!

As tomadas de posição em torno da questão do género, com um vocabulário crescentemente hostil e guerreiro – tendente a criar um contexto de pânico moral, não cessam de se fazer ouvir no espaço público. Pode, por isso, espantar que um bispo católico, Juan Maria Uriarte, aos 90 anos, se aventure na publicação de um livro sobre esta temática.

José Carlos Cantante: “A libertação era o tema que me mobilizava na música”

7MARGENS/Antena 1

José Carlos Cantante: “A libertação era o tema que me mobilizava na música”

“O tema que me marcou mais desde o início foi o da libertação: tinha a ver com o problema da falta de liberdade que havia na altura até 1974 e que eu percebi que era um tema fundamental, que me mobilizava.” A afirmação é de José Carlos Cantante, arquitecto de formação, compositor por vocação, autor de algumas dezenas de músicas para a liturgia católica, que aliam a sua experiência de vida e os temas que encontra na realidade à experiência crente e à reflexão sobre a Bíblia.

quem testemunha?

quem testemunha?

Breve comentário do p. António Pedro Monteiro⁠ aos textos bíblicos lidos em comunidade, no Domingo II da Páscoa B. ⁠Hospital de Santa Marta⁠, Lisboa, 6 de Abril de 2024.

Aumenta o número de católicos, mas seminaristas diminuem

Anuário Pontifício 2024

Aumenta o número de católicos, mas seminaristas diminuem

A vida da Igreja Católica pode ser conhecida através do Anuário Pontifício 2024 e do Annuarium Statisticum Ecclesiae 2022, que fornecem dados de 1 de dezembro de 2022 a 31 de dezembro de 2023, sobre a evolução do catolicismo no mundo. Estes documentos, divulgados esta sexta-feira, 5 de abril, pelo Vatican News, mostram que o número de católicos batizados em todo o mundo aumentou de 1.376 milhões em 2021, para 1.390 milhões em 2022.

Nicarágua: 11 pastores evangélicos condenados a prisão e avultadas multas

Sem provas dos alegados crimes

Nicarágua: 11 pastores evangélicos condenados a prisão e avultadas multas

A justiça da Nicarágua condenou 11 pastores evangélicos ligados à organização norte-americana Mountain Gateway a penas de 12 e 15 anos de prisão, bem como ao pagamento de uma multa de 80 milhões de dólares (cerca de 74 milhões de euros), “por falsas acusações de lavagem de dinheiro”,  denunciou a ADF International, que já apresentou o caso à Comissão Interamericana de Direitos Humanos.

No meio de uma guerra esquecida, combonianos abrem clínica de cuidados paliativos

Igreja Católica no Sudão

No meio de uma guerra esquecida, combonianos abrem clínica de cuidados paliativos

Está prestes a fazer um ano desde que eclodiu a guerra civil no Sudão. Com as atenções do mundo ocidental centradas em Gaza e na Ucrânia, deste conflito quase não se fala, apesar de já ter feito mais de 15 mil mortos e 30 mil feridos. As Nações Unidas estimam que mais de oito milhões de pessoas tenham fugido, mas também há aqueles que permanecem “para ajudar quem é descartado pela guerra”: é o caso dos missionários combonianos, que, no meio do sangrento conflito, acabam de abrir uma clínica de assistência a doentes terminais.

Encontro de catequistas mostra que há disposição para “fazer melhor catequese”

Com 88 participantes

Encontro de catequistas mostra que há disposição para “fazer melhor catequese”

O 61.º Encontro Nacional de Catequese chegou ao fim esta quinta-feira, 4 de abril, tendo reunido 88 participantes no Centro Pastoral e Social da Diocese do Algarve, em Ferragudo, incluindo responsáveis pela catequese e catequistas de todas as dioceses de Portugal. António Augusto Azevedo, presidente da Comissão Episcopal da Comissão Cristã e Doutrina da Fé, demonstrou-se “muito satisfeito” com a adesão e empenho demonstrados.

2025 pode mesmo ser o ano em que católicos e ortodoxos passam a celebrar a Páscoa juntos

Patriarca Bartolomeu otimista

2025 pode mesmo ser o ano em que católicos e ortodoxos passam a celebrar a Páscoa juntos

Ao contrário do que é habitual, no próximo ano a Páscoa calha no mesmo dia para católicos (que seguem o calendário gregoriano) e ortodoxos (que usam o calendário juliano). E o Patriarca Ecuménico Bartolomeu, de Constantinopla, acredita que não se trata de uma coincidência, mas sim de um sinal de que, precisamente no ano em que irá assinalar-se o 1700º aniversário do Concílio de Niceia, haverá finalmente acordo para uma data que unifique todos os cristãos na celebração da ressurreição de Jesus.

“Não neguemos a voz às mulheres”, pede Francisco

O Vídeo do Papa

“Não neguemos a voz às mulheres”, pede Francisco

As mulheres continuam a ser “exploradas”, “marginalizadas” e “tratadas como o primeiro material de descarte” em diversas partes do mundo, alerta o Papa Francisco na edição de abril d’O Vídeo do Papa, pedindo a todos os cristãos que se unam a ele em oração “para que a dignidade e a riqueza das mulheres sejam reconhecidas em todas as culturas, e para que cesse a discriminação que sofrem”.

É difícil explicar o Evangelho aos miúdos? Há uma nova plataforma online – e em português – que dá uma (grande!) ajuda

vejoeacredito.pt

É difícil explicar o Evangelho aos miúdos? Há uma nova plataforma online – e em português – que dá uma (grande!) ajuda

Os pais, avós, catequistas, professores de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC), ou mesmo padres, que nunca tenham sentido dificuldade em explicar um texto dos Evangelhos a uma criança ou jovem… atirem a primeira pedra. Foi por ter percebido que ninguém atiraria pedra nenhuma que Emanuel Soeiro, licenciado em Teologia, apaixonado pelas novas tecnologias e pai de duas meninas com oito e dez anos, criou a Vejo e Acredito: uma plataforma online que todas as semanas propõe um vídeo, jogos e um desafio prático alusivo ao Evangelho de cada domingo… descomplicando-o e fazendo-o presente no dia a dia dos mais novos.

Divulgada nova tradução para o livro de Sofonias

Bíblia da CEP

Divulgada nova tradução para o livro de Sofonias

A comissão que coordena a nova tradução da Bíblia da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) divulgou esta segunda-feira, 1 de abril, a sua proposta de texto para o livro de Sofonias, um dos livros proféticos do Antigo Testamento, cuja mensagem é “antes de mais um apelo à conversão, primeiro passo para a salvação”.

Jesuítas sobre Gaza: “Não podemos ficar calados!”

Conflito traduz "ferida aberta", diz comunicado

Jesuítas sobre Gaza: “Não podemos ficar calados!”

“Quase seis meses de guerra em Gaza e as armas não se calaram. Nós, os membros da Companhia de Jesus (os Jesuítas), como tantos outros católicos, cristãos, homens e mulheres de todas as religiões e não crentes, recusamo-nos a ficar em silêncio”. Foi desta forma que a Companhia, ao nível global, veio a público, com uma posição tomada na passada sexta-feira, 29 de março, dia em que os cristãos assinalavam a paixão e morte de Jesus.

Francisco revela: “Tentaram usar-me para Ratzinger não ser eleito Papa”

Em novo livro

Francisco revela: “Tentaram usar-me para Ratzinger não ser eleito Papa”

Informações inéditas sobre o “delicado conclave” de 2005, em que Bento XVI foi eleito, são reveladas por Francisco no livro O Sucessor, que será publicado esta quarta-feira, 3 de abril, em Espanha. Entre outros detalhes, o atual Papa conta que tentaram usá-lo para bloquear a escolha de Ratzinger, mas que se recusou a colaborar com essa “manobra”… até porque queria que ele fosse o escolhido.

Uma semana sob protesto!

Uma semana sob protesto!

Escrevo em sexta-feira. Sem vontade anímica de escrever seja o que for. Apenas a repulsa, a indignação, quase o sufoco toldam-me a alma e algemam-me o corpo. Porque – e por mais que a chamem Santa – esta sexta-feira é sangrenta, criminosa, demoníaca. O ‘Príncipe das Trevas’ (como predissera a própria Vítima) tomou conta do mundo, tudo quanto de peçonhento e desumano e cruel possa atribuir-se ao espírito diabólico injectou-se nos ossos e nas veias das forças dominantes, infectou a atmosfera judaica e cevou-se no corpo frágil de um jovem sonhador de um outro Israel, reino novo, era nova, mundo novo. [Texto de José Martins Júnior]

“Ressurreição – Manual de instruções”

Leituras de Páscoa (8)

“Ressurreição – Manual de instruções”

Tendo em conta a centralidade e importância da Páscoa no calendário cristão (os ortodoxos celebram-na, este ano, apenas no início de Maio, uma vez que seguem o calendário juliano), o 7MARGENS pediu a colaboração de duas editoras, Editorial AO e Paulinas, no sentido de podermos publicar excertos de algumas obras que ajudem à reflexão para e sobre estes dias, sempre na relação com o tempo histórico que estamos a viver.

Nem todo o clero confia no processo de sinodalidade

Diocese de Vila Real

Nem todo o clero confia no processo de sinodalidade

“Ficou patente a urgência da conversão à sinodalidade, embora se note uma certa desconfiança no processo, até do próprio clero”, lê-se na Síntese da Segunda Fase da Consulta Sinodal que a Diocese de Vila Real enviou à Conferência Episcopal Portuguesa como contributo para o relatório nacional a entregar à secretaria-geral do Sínodo dos Bispos.

“Único modo de ressuscitar é gastar a vida pelos outros”

Superior-geral dos Missionários da Consolata

“Único modo de ressuscitar é gastar a vida pelos outros”

James Lengarin, padre e superior-geral dos Missionários da Consolata, escreveu uma mensagem dirigida à Família Missionária da Consolata a propósito da celebração da Páscoa, na qual lembra que este tempo assume uma dimensão fundamental para os missionários, uma vez que são “chamados a ‘partir sem demora’”, para “anunciar ao mundo a vitória da vida sobre a morte, da luz sobre as trevas, da esperança sobre o desânimo, da libertação de todas as formas de escravidão.”

Proclamar a vida num mundo cheio de “sinais de morte”

Mensagem de Páscoa do bispo de Vila Real

Proclamar a vida num mundo cheio de “sinais de morte”

“Proclamar a vida, renovar a esperança” é o tema da mensagem de Páscoa do bispo de Vila Real, António Augusto Azevedo, na qual o prelado refere que no “mundo se ampliam os sinais de morte, provocada por armas cada vez mais sofisticadas e letais, pela fome e pela doença que afetam populações inteiras, por doenças ou por cataclismos, estes em resultado, no todo ou em parte, de alterações climáticas a que a ação humana não é alheia”.

“Jesus nunca se cansa de perdoar, somos nós que nos cansamos de pedir perdão”

Papa às reclusas no lava-pés

“Jesus nunca se cansa de perdoar, somos nós que nos cansamos de pedir perdão”

Foi num ambiente de forte comoção que o Papa celebrou esta quinta-feira, 28 de março, a missa da Ceia do Senhor na Prisão Feminina de Rebibbia, em Roma, onde – replicando o gesto de Jesus com os apóstolos – lavou os pés a 12 reclusas. Antes disso, assegurou-lhes, na curta homilia que fez de improviso: “Jesus perdoa tudo. Jesus perdoa sempre. Só pede que nós peçamos o perdão”.

Papa apresenta o judeu Rami e o palestiniano Bassam, dois exemplos de paciência ativa na busca da paz

Audiência geral

Papa apresenta o judeu Rami e o palestiniano Bassam, dois exemplos de paciência ativa na busca da paz

A audiência geral desta quarta-feira, 27, do Papa Francisco, teve na primeira fila dois amigos, um palestiniano e outro israelita, que partilham a dor de terem perdido as respetivas filhas na violência que há muito grassa na região. Ambos integram o Parents Circle Families Forum, um fórum criado em 1995 que reúne famílias de ambos os lados do conflito, afetadas pela morte de descendentes diretos, que procuram pôr em prática a convivência e uma “justiça sustentável”.

Pin It on Pinterest

Share This