A partir de 26 de novembro

Igreja da Graça acolhe duas mostras de arte sacra contemporânea

| 24 Nov 2023

Mãe, da artista Josefa Moura, é uma das peças que podem ser vistas na exposição “Avé Maria”. Foto © Signinum

Como forma de celebrar o Natal e “presentear os visitantes”, a Igreja da Graça, em Lisboa, vai inaugurar, já este domingo, 26 de novembro, duas mostras de arte sacra contemporânea, que reúnem trabalhos de mais de 30 artistas portugueses.

Uma das exposições, intitulada “Avé Maria”, conta com peças dedicadas exclusivamente à temática do nascimento de Jesus. Dina Aguiar, Josefa Moura, Bruno Loureiro e Xicofran estão entre os nomes que participam nesta mostra coletiva, a qual ficará patente até 7 de janeiro, informa o comunicado enviado ao 7MARGENS.

“Entre a Terra e o Céu” é o nome da segunda exposição que, com uma temática mais abrangente, poderá ser visitada nas galerias da Igreja da Graça até à Páscoa.

“A arte sacra é um processo criativo que se baseia em relatos bíblicos ou perspetivas celestiais, que dá rostos aos santos e aos milagres e serve, em muitos casos, para veneração nas igrejas, em instituições e até nos lares dos fiéis”, lembra o pintor Santiago Belacqua, curador de ambas as exposições, que acrescenta: “Convive há milénios com a evolução artística e com os artistas que, por sua vez, são responsáveis pela inúmera vastidão de estilos e técnicas, um legado que deve ser preservado pelas gerações”.

Belacqua, assim como vários autores das peças patentes em ambas as exposições, marcarão presença na inauguração, que acontecerá no dia 26 de novembro, pelas 15 horas, e é aberta a todos. A partir de dia 27, as mostras poderão ser visitadas todos os dias, entre as 10h e as 19h. A entrada nas galerias está incluída no bilhete para visitar a Igreja da Graça, no valor de 5 euros (3 euros para crianças dos sete aos 12 anos e gratuito para menores de seis), que inclui também a subida ao miradouro da igreja e a oferta de uma bebida.

 

“E tu, falas com Jesus?”

“E tu, falas com Jesus?” novidade

Em matéria de teologia, tendo a sentir-me mais próxima do meu neto X, 6 anos, do que da minha neta F, de 4. Ambos vivem com os pais e uma irmã mais nova em Londres. Conto dois episódios, para perceberem onde quero chegar. Um dia, à hora de deitar, o X contou à mãe que estava “desapontado” com o seu dia. Porquê? Porque não encontrara o cromo do Viktor Gyokeres, jogador do Sporting, um dos seus ídolos do futebol; procurou por todo o lado, desaparecera. Até pedira “a Jesus” para o cromo aparecer, mas não resultou. [Texto de Ana Nunes de Almeida]

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Fundadora da Comunidade Loyola castigada pelo Vaticano é ministra da comunhão em Braga

Decreto de extinção a marcar passo?

Fundadora da Comunidade Loyola castigada pelo Vaticano é ministra da comunhão em Braga novidade

A pouco mais de três meses de se completar um ano, prazo dado pelo Vaticano para extinguir a Comunidade Loyola, um instituto de religiosas fundado por Ivanka Hosta e pelo padre Marko Rupnik, aparentemente tudo continua como no início, com as casas a funcionar normalmente. No caso da comunidade de Braga, para onde Ivanka foi ‘desterrada’ em meados de 2023, por abusos de poder e espirituais, a “irmã” tem mesmo estado a desenvolver trabalho numa paróquia urbana, incluindo como ministra extraordinária da comunhão, com a aparente cobertura da diocese.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This