Governo "vende" zonas húmidas

Igreja do Sri Lanka protesta contra construção de barragem

| 13 Jul 2021

Padres e freiras no protesto de domingo contra os planos governamentais. Foto © Facebook da paróquia de São Nicolau, em Bopitiya.

 

Padres, religiosos e outros católicos do Sri Lanka promoveram uma manifestação de protesto contra a construção de uma central eléctrica numa área de beleza natural excepcional, exortando o Governo do Sri Lanka a suspender uma central de gás natural liquefeito (GNL) nas zonas húmidas de Muthurajawela perto da capital, Colombo.

O Governo quer encher parte das zonas húmidas para albergar uma central que fornecerá electricidade para o porto de Colombo, um Centro de Transporte Multiusos e o Projecto Cidade Marítima, entre outros.

O protesto constou de uma caravana que viajou pelas aldeias com uma imagem de Jesus enquanto as pessoas se juntavam pacificamente com cartazes em ambos os lados das estradas no último domingo, 11 de Julho. 

“O facto de mais 100 acres serem preenchidos com areia do mar para a central eléctrica significa que seremos sujeitos a mais inundações no futuro”, disse o padre Jayantha Nimal, pároco da Igreja de São Nicolau, citado pela UCA News. 

“Todos os governos venderam recursos naturais no país, mas as pessoas indefesas sofrem com isso. Parem agora a catástrofe”, pediu, acrescentando: “A nossa fé cristã é que Deus nos protege e temos de salvar o tesouro do ecossistema natural para as gerações futuras.”

Nas últimas semanas, fortes chuvas provocaram inundações e obrigaram à evacuação de centenas de famílias para abrigos, incluindo instalações da igreja.

Ambientalistas, políticos da oposição e aldeãos têm também protestado contra o projecto, que ameaça as zonas húmidas costeiras do país, várias espécies de flora e fauna e de aves.

Sebastian Fernando, um professor de Pamunugama, diz, citado pela mesma fonte, que a Igreja se opõe a estes projectos também porque, com eles, o método de absorção de água para os sistemas subterrâneos foi destruído”. 

O padre Jude Chrishantha Fernando, director da comunicação social arquidiocesana, acrescenta: “Observamos que as autoridades políticas tentam vender as zonas húmidas por dinheiro, mas a Igreja levanta a sua voz em nome do povo, caso contrário não teremos um ambiente para viver no futuro.”

 

Quando os padres não abusadores são as vítimas colaterais dos abusos do clero

Encontro “Cuidar” em Lisboa

Quando os padres não abusadores são as vítimas colaterais dos abusos do clero novidade

“O que encontramos assusta-me: desilusão, depressão, crise existencial, perda de identidade, fim da relação entre presbíteros, perda de confiança na instituição e na hierarquia.” O diagnóstico cáustico é feito ao 7MARGENS pelo padre inglês Barry O’Sullivan, 61 anos, da diocese de Manchester, que estudou o impacto dos abusos sexuais entre os padres não abusadores.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

De 1 a 31 de Julho

Helpo promove oficina de voluntariado internacional

  Encerram nesta sexta-feira, 24 de Junho, as inscrições para a Oficina de Voluntariado Internacional da Helpo, que decorre entre 1 e 3 de Julho. A iniciativa é aberta a quem se pretenda candidatar ao Programa de Voluntariado da Organização Não Governamental para...

Luz e negrume

Luz e negrume novidade

As obras de Pedro Costa, cineasta, Rui Chafes, escultor, e Paulo Nozolino, fotógrafo, e de Simon Hantaï, artista plástico, estão expostas em Paris, respectivamente no Centre Georges Pompidou e na Fundação Louis Vitton. Um autor, identificado como Anonymous, estabelece com elas um diálogo em dois poemas traduzidos por João Paulo Costa, investigador na área de filosofia e autor de À sombra do invisível (Documenta, 2020).

Paróquia de Nossa Senhora da Hora: Ouvir os leigos na nomeação de padres e bispos

Contributos para o Sínodo (23)

Paróquia de Nossa Senhora da Hora: Ouvir os leigos na nomeação de padres e bispos novidade

Os leigos devem ser ouvidos nos processos de nomeação de párocos e de escolha dos bispos e a Igreja deve ter uma lógica de reparação da situação criada pelos abusos de menores. Evitar o clericalismo e converter os padres a uma Igreja minoritária, pobre, simples, dialogante, sinodal é outra das propostas do Conselho Paroquial de Pastoral da Paróquia de Nossa Senhora da Hora (Matosinhos).

Saúde mental dos jovens: a urgência de um novo paradigma

Saúde mental dos jovens: a urgência de um novo paradigma novidade

A saúde mental dos jovens tem-se vindo a tornar, aos poucos, num tema com particular relevância nas reflexões da sociedade hodierna, ainda que se verifique que estas possam, muitas das vezes, não resultar em concretizações visíveis e materializar em soluções para os problemas que afetam os membros desta mesma sociedade. A verdade é que, apesar de todos os esforços por parte dos profissionais de saúde e também das pessoas, toda a temática é, ainda, envolvida por uma “bolha de estigmas”, o que a transforma numa temática-tabu.

Agenda

There are no upcoming events.

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This