Bangladesh e Índia

Igreja no apoio às vítimas das cheias

| 23 Mai 2022

Cheias no Bangladesh são as piores dos últimos 20 anos. Foto © UNICEF/UN0641556/

Cheias no Bangladesh são as piores dos últimos 20 anos. Foto © UNICEF/UN0641556/

 

Os católicos indianos juntaram-se aos esforços de socorro e resgate organizados por ONG e agências governamentais, na sequência daquilo que os especialistas já consideram ser as piores cheias dos últimos 20 anos, já que o número de mortos pelas inundações em Assam chegou a 24 no estado do nordeste.

De acordo com a Autoridade de Gestão de Desastres do Estado de Assam, a situação permanece crítica, pois quase 720.000 pessoas em 22 distritos estão a sofrer com o dilúvio, com os distritos de Nagaon, Hojai, Cachar, Darrang, Morigaon e Karimganj gravemente afetados. “A situação das enchentes no estado é muito grave, pois várias pessoas perderam a vida. Oramos pelas famílias enlutadas, mas, enquanto isso, a nossa prioridade imediata é fornecer comida, água, rações secas e remédios para as pessoas afetadas, pois o governo está envolvido no resgate e na realocação das pessoas para lugares seguros”, disse o arcebispo John Moolachira, de Guwahati, à UCA News.

A prioridade da Igreja no terreno é a de chegar a “lugares onde o governo tem pouco ou nenhum alcance devido a estradas danificadas”. “Nós e o governo estamos a realizar trabalhos de socorro e resgate de forma independente e, uma vez que a situação esteja sob controle, podemos pensar em reabilitação”.

Jonas Lakra, líder da equipe de gestão de desastres da Caritas India, disse à UCA News que as suas equipas no estado de Assam estão “no marco zero” e a tentar obter acesso a algumas áreas isoladas do resto do estado. “Assim que terminar a avaliação, que está prevista para mais quatro a cinco dias, iniciaremos o trabalho de socorro e reabilitação. A partir de agora, estamos em contato com todas as agências governamentais, ONG e autoridades arquidiocesanas que estão ta trabalhar de forma independente”, disse ele.

Enquanto isso, Himanta Biswa Sarma, o ministro-chefe do estado, disse que fornecer ajuda aos afetados no distrito de Dima Hasao, que continua isolado, é a prioridade do governo.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Sinodalidade como interpelação às Igrejas locais e à colegialidade episcopal

Intervenção de Borges de Pinho na CEP

Sinodalidade como interpelação às Igrejas locais e à colegialidade episcopal

Há quem continue a pensar que sinodalidade é mais uma “palavra de moda”, que perderá a sua relevância com o tempo. Esquece-se, porventura, que já há décadas falamos repetidamente de comunhão, corresponsabilidade e participação. Sobretudo, ignoram-se os princípios fundacionais e fundantes da Igreja e os critérios que daí decorrem para o ser cristão e a vida eclesial.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This