Nas vésperas das eleições europeias

Igrejas cristãs da Alemanha lançam apelo: “Não ao nacionalismo étnico!”

| 8 Mai 2024

Kirsten Fehrs e Georg Bätzing juntos em iniciativa ecuménica em abril de 2024. Foto Deutsche Bischofskonferenz

Kirsten Fehrs, Presidente da Igreja Evangélica na Alemanha, e Georg Bätzing, Presidente da Conferência Episcopal Alemã, são dois dos signatários do apelo em defesa da dignidade de todas as pessoas na Europa, seja qual for a sua origem. Foto © Deutsche Bischofskonferenz

 

Os líderes das igrejas cristãs na Alemanha assinaram um “apelo ecuménico” dirigido a todos aqueles que estão aptos a votar nas eleições europeias do próximo dia 9 de junho, advertindo “fortemente contra as forças políticas que, no espírito do nacionalismo étnico, rejeitam a coexistência de pessoas de diferentes nacionalidades ou origens”.

A mensagem, divulgada esta terça-feira, 7 de maio, recorda que a União Europeia se baseia “em valores e princípios que foram prenunciados e ajudaram a moldar o Cristianismo”, nomeadamente a “dignidade inalienável e igual de todas as pessoas”.

“Em particular, opomo-nos veementemente ao extremismo de direita e ao nacionalismo étnico, bem como ao antissemitismo. Ecumenicamente, estamos comprometidos com a coesão social e europeia com base na visão cristã da humanidade”, pode ler-se no texto, que é assinado por Georg Bätzing, Presidente da Conferência Episcopal Alemã (DBK), Kirsten Fehrs, Presidente da Igreja Evangélica na Alemanha (EKD) e Radu Constantin Miron, Presidente do Grupo de Trabalho de Igrejas Cristãs na Alemanha (ACK).

Nesta missiva tendo em vista as eleições, as igrejas cristãs alemãs sublinham que é “indispensável uma política europeia para a proteção global da dignidade de todas as pessoas – na área da saúde, migração e asilo, no compromisso de preservação da Criação ou de proteção do clima”. Consideram ainda essencial o apoio aos países em desenvolvimento e especialmente à ideia europeia de paz. “Tendo em conta estes e outros desafios atuais, é necessária uma UE forte e unida”, afirmam, mas também “cosmopolita, democrática e solidária”.

Assim, concluem, “as eleições europeias não devem ser utilizadas como um voto de protesto”, mas como uma forma de defender a UE que, apesar das críticas de que possa ser alvo, “trouxe estabilidade, democracia e prosperidade a todos os países”.

 

Uma tarde para aprender a “estar neste mundo como num grande templo”

Na Casa de Oração Santa Rafaela Maria

Uma tarde para aprender a “estar neste mundo como num grande templo” novidade

Estamos neste mundo, não há dúvida. Mas como nos relacionamos com ele? E qual o nosso papel nele? “Estou neste mundo como num grande templo”, disse Santa Rafaela Maria, fundadora das Escravas do Sagrado Coração de Jesus, em 1905. A frase continua a inspirar as religiosas da congregação e, neste ano em que assinalam o centenário da sua morte, “a mensagem não podia ser mais atual”, garante a irmã Irene Guia ao 7MARGENS. Por isso, foi escolhida para servir de mote a uma tarde de reflexão para a qual todos estão convidados. Será este sábado, às 15 horas, na Casa de Oração Santa Rafaela Maria, em Palmela, e as inscrições ainda estão abertas.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Patriarca de Lisboa convida “todos” para “momento raro” na Igreja

A um mês da ordenação de dois bispos

Patriarca de Lisboa convida “todos” para “momento raro” na Igreja novidade

O patriarca de Lisboa, Rui Valério, escreveu uma carta a convocar “todos – sacerdotes, diáconos, religiosos, religiosas e fiéis leigos” da diocese para estarem presentes naquele que será o “momento raro da ordenação episcopal de dois presbíteros”. A ordenação dos novos bispos auxiliares de Lisboa, Nuno Isidro e Alexandre Palma, está marcada para o próximo dia 21 de julho, às 16 horas, na Igreja de Santa Maria de Belém (Mosteiro dos Jerónimos).

O exemplo de Maria João Sande Lemos

O exemplo de Maria João Sande Lemos novidade

Se há exemplo de ativismo religioso e cívico enquanto impulso permanente em prol da solidariedade, da dignidade humana e das boas causas é o de Maria João Sande Lemos (1938-2024), que há pouco nos deixou. Conheci-a, por razões familiares, antes de nos encontrarmos no então PPD, sempre com o mesmo espírito de entrega total. [Texto de Guilherme d’Oliveira Martins]

“Sempre pensei envelhecer como queria viver”

Modos de envelhecer (19)

“Sempre pensei envelhecer como queria viver” novidade

O 7MARGENS iniciou a publicação de depoimentos de idosos recolhidos por José Pires, psicólogo e sócio fundador da Cooperativa de Solidariedade Social “Os Amigos de Sempre”. Publicamos hoje o décimo nono depoimento do total de vinte e cinco. Informamos que tanto o nome das pessoas como as fotografias que os ilustram são da inteira responsabilidade do 7MARGENS.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This