Decisão histórica

Igrejas etíopes unem-se em conselho nacional para promover a paz

| 5 Dez 2023

Os líderes da igreja etíope acendem uma vela - símbolo da unidade comum em Cristo na capela do Centro Ecumênico. Foto Ivars KupcisCMI

Os líderes das igrejas etíopes acendem uma vela – símbolo da unidade comum em Cristo – na capela do centro ecuménico onde se reuniram. Foto © Ivars Kupcis/CMI

 

Face à “terrível situação humanitária” na Etiópia, os líderes das três maiores igrejas do país – a Igreja Ortodoxa Etíope Tewahedo, a Igreja Evangélica Etíope Mekane Yesus e a Igreja Católica Etíope – tomaram a decisão histórica de estabelecer um conselho nacional de igrejas. O compromisso foi assumido na semana passada, num encontro que decorreu no Instituto Ecuménico de Bossey (Suíça) e visa reforçar a cooperação ecuménica na resposta às necessidades humanitárias, na promoção da paz e na defesa dos direitos humanos.

No contexto da discussão sobre a crise humanitária e a situação de conflito na Etiópia, as igrejas perceberam que devem fortalecer a sua unidade e comprometeram-se a estabelecer um conselho nacional de igrejas”, afirmou Kenneth Mtata, gestor de programas no Conselho Mundial de Igrejas (CMI), que congrega cerca de 350 igrejas e denominações protestantes, anglicanas e ortodoxas em todo o mundo e foi o promotor deste encontro.

“Para que possamos ser uma voz forte em prol da paz, da justiça e da reconciliação e, ao mesmo tempo, enfrentar a crise humanitária, estamos felizes por seguir caminho como um conselho nacional de igrejas”, afirmou por seu lado o reverendo Yonas Yigezu Dibisa, presidente da Igreja Evangélica Mekane Yesus, enquanto os vários líderes assinavam o documento de resolução fruto do encontro. Depois, entre aplausos dos diversos participantes, assegurou: “A assinatura deste documento é um sinal do nosso compromisso em tornar isto uma realidade. As igrejas comprometeram-se a resolver em conjunto a situação na Etiópia”.

Atualmente, cerca de 20 milhões de pessoas necessitam de ajuda alimentar no país, muitos milhões estão deslocados internamente, várias regiões enfrentam secas ou inundações graves e os recentes surtos de malária e cólera agravaram a situação. De acordo com a ONU, apesar da assinatura de um Acordo de Cessação de Hostilidades há um ano, foram recentemente confirmadas a presença de forças da Eritreia na Etiópia e contínuas atrocidades contra civis, em particular violações e outras formas de violência sexual. No passado mês de agosto, o 7MARGENS dava conta do aumento da violência na região de Amhara, devido ao agravamento dos combates entre o exército etíope e a milícia Fano.

Etiópia: Detenções em massa e mortes em combate preocupam ONU

Na oração de encerramento do encontro ecuménico em Bossey, os presentes manifestaram esperança de que a unidade das igrejas possa contribuir para um futuro de paz, e agradeceram pelo dom da reconciliação e da unidade em Cristo: “Como é maravilhoso e agradável saber que muitos esforços foram feitos para construir a paz e concretizar a reconciliação na Etiópia”, rezaram juntos. “Como é maravilhoso, como é agradável viver numa comunidade reconciliada, onde o arrependimento e o perdão se tornam a nossa linguagem comum, onde o riso do próximo se torna a nossa alegria e a sua tristeza se torna a nossa.”

 

sobre as águas

sobre as águas novidade

Breve comentário do p. António Pedro Monteiro aos textos bíblicos lidos em comunidade, no Domingo XII do Tempo Comum B. ⁠Hospital de Santa Marta⁠, Lisboa, 22 de Junho de 2024.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Uma tarde para aprender a “estar neste mundo como num grande templo”

Na Casa de Oração Santa Rafaela Maria

Uma tarde para aprender a “estar neste mundo como num grande templo”

Estamos neste mundo, não há dúvida. Mas como nos relacionamos com ele? E qual o nosso papel nele? “Estou neste mundo como num grande templo”, disse Santa Rafaela Maria, fundadora das Escravas do Sagrado Coração de Jesus, em 1905. A frase continua a inspirar as religiosas da congregação e, neste ano em que assinalam o centenário da sua morte, “a mensagem não podia ser mais atual”, garante a irmã Irene Guia ao 7MARGENS. Por isso, foi escolhida para servir de mote a uma tarde de reflexão para a qual todos estão convidados. Será este sábado, às 15 horas, na Casa de Oração Santa Rafaela Maria, em Palmela, e as inscrições ainda estão abertas.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This