“Amor e cuidado”

Igrejas europeias apelam à vacinação

| 15 Dez 2021

covid 19 vacinas foto c No-Mad

Vacinas contra a covid-19. Foto © No-Mad.

 

Os bispos católicos europeus e a organização que representa as igrejas ortodoxas, protestantes e anglicanas emitiram um comunicado conjunto apelando à vacinação contra a covid-19 como forma de combater a propagação da nova variante da pandemia e também de manifestar o cuidado para com os mais frágeis. 

“A vacinação oferece protecção não apenas para nós, mas também para os nossos irmãos e irmãs, particularmente os mais frágeis entre nós. É deste modo um acto de amor e de cuidado e também de responsabilidade civil e de justiça social”, diz o texto, assinado pelo reverendo Christian Krieger, presidente da Conferência das Igrejas Europeias (CEC) e pelo cardeal Jean-Claude Hollerich, presidente da Comissão da Conferência dos Bispos da União Europeia (Comece). 

“No tempo do Advento, manifestamos o amor de Cristo demonstrando responsabilidade e cuidado por todos. À medida que a pandemia da covid-19 avança para o seu segundo ano, as Igrejas europeias encorajam todos a observar as necessárias medidas sanitárias e a serem vacinados”, diz o texto, disponível na página do Conselho Português de Igrejas Cristãs. 

O documento recorda que todos os relatórios mostram que a covid está em crescendo na Europa, enquanto os profissionais de saúde “estão exaustos e os hospitais enfrentam o risco de iminente colapso”. Por outro lado, os diferentes níveis de vacinação na Europa dão “indicações claras das razões para esta dramática situação”: em vários países, a vacinação está abaixo do necessário para conter a propagação do vírus, apesar de as vacinas estarem disponíveis”. 

Por outro lado, os peritos indicam que a vacina é o meio “mais eficaz para conter a pandemia e salvar vidas humanas”. Mesmo se há quem hesite em ser vacinado – pelo contexto clínico, pelo receio, pelas dúvidas sobre os efeitos –, os dois responsáveis encorajam essas pessoas a “clarificar” receios e a “tomarem uma decisão fundamentada” depois de ouvir médicos, cientistas e autoridades de saúde. 

O pastor Krieger e o cardeal Hollerich lamentam a propagação de falsa informação neste campo e as queixas “infundadas” contra as vacinas, “causadas pelo medo e polarização num tempo em que as nossas sociedades necessitam de coesão, unidade e solidariedade”. Por isso, apelam “fortemente” a todos os que têm responsabilidades sociais, como políticos e jornalistas ou responsáveis de igrejas, no sentido de “conterem qualquer tentativa de desinformação”. 

O comunicado, publicado inicialmente na página da CEC, conclui com uma referência ao tempo de Natal que se vive: “Deus enviou o seu Filho à terra para expressar o seu Amor e cuidado por nós. Estas Boas Novas permanecem muito relevantes nos tempos de hoje. Demos um testemunho vivo destas Boas Novas, demonstremos responsabilidade e cuidado.”

 

Pena de morte volta a matar em 2021

Relatório da Amnistia Internacional

Pena de morte volta a matar em 2021 novidade

Em 2021 a Amnistia Internacional (AI) confirmou 579 execuções de pessoas condenadas à morte pelo sistema judicial de 18 países. De acordo com a documentação da AI enviada ao 7MARGENS no dia 23 de maio, aquele número representa um crescimento de 20 por cento em relação ao registado no ano anterior. Contudo, graças à pandemia, em 2021 o número de execuções certificadas continua baixo, sendo o segundo menor desde 2010.

Comunicar, o verbo que urge conjugar

[A Igreja e os Média] – 3

Comunicar, o verbo que urge conjugar novidade

É urgente (sim, é esta a palavra certa) que a Igreja – a sua hierarquia, os seus múltiplos departamentos – entenda que, para manter a sua respeitabilidade não pode furtar-se ao escrutínio da comunicação social, não pode fechar-se na sua concha. Tem de comunicar, comunicar com todos, esclarecer sempre que questionada, com a rapidez e a linguagem dos tempos que correm.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Igreja no apoio às vítimas das cheias

Bangladesh e Índia

Igreja no apoio às vítimas das cheias novidade

Os católicos indianos juntaram-se aos esforços de socorro e resgate organizados por ONG e agências governamentais, na sequência daquilo que os especialistas já consideram ser as piores cheias dos últimos 20 anos, já que o número de mortos pelas inundações em Assam chegou a 24 no estado do nordeste.

Uma renovação a precisar de novos impulsos

Uma renovação a precisar de novos impulsos novidade

  A experiência que fizemos no Concílio Vaticano II constitui o rosto dos documentos tão ricos que ficam como acervo da sua memória, dizia frequentemente o bispo de Aveiro, D. Manuel de Almeida Trindade. Eu era seu colaborador pastoral. E pude verificar como...

Agenda

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This