Depois da decisão de cancelar o apoio

Igrejas unem-se para pedir ajuda alimentar para a Etiópia

| 16 Jul 2023

Criança na Etiópia. ©EU/ECHO/Anouk Delafortrie

Devido à corrupção no país, muitas pessoas vão ver a sua vida ainda mais dificultada com a retirada do apoio dos programas alimentares dos EUA e da ONU. ©EU/ECHO/Anouk Delafortrie

 

O Conselho Mundial de Igrejas (CMI), a Caritas Internationalis, a ACT Alliance, a Aliança Evangélica Mundial e a Federação Luterana Mundial juntaram-se para protestar contra a decisão da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID, na sigla em inglês), e consequentemente do Programa Alimentar Mundial da ONU de suspenderem o fornecimento de comida à Etiópia.

No mês passado, as organizações anunciaram a “suspensão temporária” do fornecimento com base em denúncias de que os bens alimentares estavam a ser desviados e não estavam a chegar ao povo etíope. agora, estas organizações manifestam-se preocupadas com “o impacto que a decisão de suspender a ajuda alimentar está a ter e terá sobre milhões de pessoas na Etiópia, num contexto tão gravemente afetado por conflitos e ameaçado pela seca”. “Nas últimas semanas, a situação humanitária no país deteriorou-se acentuadamente e continuará a deteriorar-se se não forem tomadas medidas urgentes. As consequências serão inevitavelmente mais fome, sofrimento e morte”, pode ler-se no comunicado a que o 7MARGENS teve acesso.

O Comité Central do CMI defende que, “ao mesmo tempo que investigam as questões preocupantes”, estas organizações possam retomar “urgentemente esta assistência essencial às comunidades etíopes e às pessoas cujas vidas dependem dela”, reafirmando que “as preocupações que foram identificadas relativamente à utilização indevida da ajuda alimentar são graves e merecem uma investigação e correção exaustivas”.

A USAID suspendeu a ajuda alimentar à Etiópia depois de determinar “que uma campanha generalizada e coordenada está a desviar a assistência alimentar do povo da Etiópia” – uma nação onde mais de 20 milhões de pessoas necessitam de apoio alimentar.

Em comunicado, um porta-voz da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID) afirmou na altura que a decisão foi tomada “após uma análise de todo o país” e “em coordenação com o Governo da Etiópia”. “Como resultado, tomámos a decisão difícil, mas necessária, de que não podemos avançar com a distribuição de assistência alimentar até que as reformas estejam em vigor”, disse o porta-voz.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Psiquiatra Margarida Neto é a nova presidente da Associação dos Médicos Católicos Portugueses

Sucedendo a José Diogo Ferreira Martins

Psiquiatra Margarida Neto é a nova presidente da Associação dos Médicos Católicos Portugueses novidade

A psiquiatra Margarida Neto é a nova presidente da direção nacional da Associação dos Médicos Católicos Portugueses (AMCP). A médica, que trabalha na Casa de Saúde do Telhal (Sintra) e é uma das responsáveis pelo Gabinete de Escuta do Patriarcado de Lisboa, foi eleita por unanimidade no passado sábado, 13 de abril, para o triénio 2024-2026.

Cristianismo e democracia

Cristianismo e democracia novidade

Em tempo de comemoração dos cinquenta anos da revolução de 25 de abril, penso dever concluir que o maior legado desta é o da consolidação do Estado de Direito Democrático. Uma consolidação que esteve ameaçada nos primeiros tempos, mas que se foi fortalecendo progressivamente. Esta efeméride torna particularmente oportuna a reflexão sobre os fundamentos éticos da democracia. [Texto de Pedro Vaz Patto]

A “afinidade” entre a música de intervenção e a mensagem de libertação cristã

Alfredo Teixeira em conferência dia 16

A “afinidade” entre a música de intervenção e a mensagem de libertação cristã

Podem algumas canções de intervenção ligadas à Revolução de 25 de Abril de 1974 relacionar-se com o catolicismo? O compositor e antropólogo Alfredo Teixeira vai procurar mostrar que há uma “afinidade” que une linguagem bíblica e cristã à música de Zeca, José Mário Branco, Lopes-Graça, Adriano Correia de Oliveira, Sérgio Godinho e outros.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This