Entrada livre

Importância da memória histórica em debate na Misericórdia do Porto

| 11 Out 2022

exposição last folio cartaz

A conferência surge associada á exposição de fotografia “Last Folio”, patente até 20 de novembro no Museu e Igreja da Misericórdia do Porto.

 

De que forma acontecimentos históricos como o Holocausto e a Inquisição são ensinados nas escolas e qual o seu impacto no mundo contemporâneo? Estas são duas das questões que estarão em cima da mesa na Conferência The Future is Memory – A importância da Memória Histórica, que terá lugar esta sexta-feira, 14, pelas 15 horas, na igreja privativa da Misericórdia do Porto.

A conferência surge associada à exposição de fotografia patente até 20 de novembro no Museu e Igreja da Misericórdia do Porto (MMIPO), intitulada “Last Folio”, que retrata uma escola judaica numa cidade da Eslováquia próxima da fronteira com a Ucrânia, encontrada pelo fotógrafo Yuri Dojc exatamente como foi deixada após a invasão nazi de 1942. Além de fotografar a escola, Dojc procurou os sobreviventes e decidiu contar as histórias de alguns deles, juntamente com a cineasta Katya Krausova, através de um documentário que acompanha a exposição.

Cofundadora da Portobello Pictures, principal produtora independente de cinema e televisão do Reino Unido, Katya Krausova será uma das oradoras na conferência desta sexta-feira, juntamente com o escritor Richard Zimler, a subdiretora da Direção-Geral da Educação, Eulália Ramos Alexandre, e os historiadores Manuel Loff e Francisco Ribeiro da Silva.

Partindo da premissa de que “é necessária a preservação tanto da memória coletiva como da individual para que possamos construir um futuro melhor”, os oradores estarão organizados em dois painéis, seguidos de um período de perguntas e respostas. Trata-se de “um momento de reflexão que não ignora o contexto internacional, o qual nos impele a pensar sobre a tolerância entre povos e nos recorda das atrocidades já vividas, enquanto voltamos a ouvir falar das nuvens escuras da guerra no continente europeu”, pode ler-se no comunicado enviado ao 7MARGENS. A entrada é livre.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Psiquiatra Margarida Neto é a nova presidente da Associação dos Médicos Católicos Portugueses

Sucedendo a José Diogo Ferreira Martins

Psiquiatra Margarida Neto é a nova presidente da Associação dos Médicos Católicos Portugueses novidade

A psiquiatra Margarida Neto é a nova presidente da direção nacional da Associação dos Médicos Católicos Portugueses (AMCP). A médica, que trabalha na Casa de Saúde do Telhal (Sintra) e é uma das responsáveis pelo Gabinete de Escuta do Patriarcado de Lisboa, foi eleita por unanimidade no passado sábado, 13 de abril, para o triénio 2024-2026.

Cristianismo e democracia

Cristianismo e democracia novidade

Em tempo de comemoração dos cinquenta anos da revolução de 25 de abril, penso dever concluir que o maior legado desta é o da consolidação do Estado de Direito Democrático. Uma consolidação que esteve ameaçada nos primeiros tempos, mas que se foi fortalecendo progressivamente. Esta efeméride torna particularmente oportuna a reflexão sobre os fundamentos éticos da democracia. [Texto de Pedro Vaz Patto]

A “afinidade” entre a música de intervenção e a mensagem de libertação cristã

Alfredo Teixeira em conferência dia 16

A “afinidade” entre a música de intervenção e a mensagem de libertação cristã

Podem algumas canções de intervenção ligadas à Revolução de 25 de Abril de 1974 relacionar-se com o catolicismo? O compositor e antropólogo Alfredo Teixeira vai procurar mostrar que há uma “afinidade” que une linguagem bíblica e cristã à música de Zeca, José Mário Branco, Lopes-Graça, Adriano Correia de Oliveira, Sérgio Godinho e outros.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This