Nova sede e jornadas

JMJ abre comité de Lisboa e debate comunicação em Fátima

| 21 Set 2022

jmj lisboa bandeiras gabinete coordenador geral foto antonio marujo 7M

Bandeiras dos países que já organizaram a JMJ na sede do COL. Nesta quinta-feira, o mesmo edifício passa a acolher o COD Lisboa. Foto © António Marujo/7Margens.

 

A promessa é de que seja um espaço de cultura, amigos, fé, estudo e vocação. Ao final da tarde desta quinta-feira, 22 de Setembro, será inaugurada a sede do Comité Organizador Diocesano (COD) de Lisboa, da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) 2023. Para a festa de abertura, os responsáveis programaram a celebração da eucaristia às 19h, após o que haverá churrasco e animação.

O COD Lisboa ficará instalado no rés-do-chão do mesmo edifício em que funciona o Comité Organizador Local (COL, responsável por toda a organização da JMJ), situado na Rua do Grilo, 84, ao Beato, em Lisboa (a antiga Manutenção Militar).

Esta sede do COD passará a ter um horário alargado de funcionamento: de segunda a sábado, entre as 10h e a meia-noite; ao domingo, das 15h à meia-noite.

“Aqui vais encontrar espaço para passar tempo com amigos, reunir o teu grupo de jovens, rezar, participar em actividades propostas, estudar ou tele-trabalhar”, diz uma nota de informação enviada ao 7MARGENS. Nas instalações do COD Lisboa será celebrada missa todas as quintas-feiras, às 19h, e aos domingos, às 21h. Está prometida uma surpresa para a passagem de ano de 2022 para 2023 e ao longo do ano será proposto um programa em cinco áreas, em parceria com os sectores pastorais da Universidade, Vocação, Catequese e Família: fé, convívio, estudo, vocação e cultura.

As informações sobre as diferentes actividades que venham a ser planeadas serão disponibilizadas nas páginas do COD no Instagram (@cod.lisboa.juventude) e Facebook (facebook.com/cod.lisboa.juventude), bem como na sua página oficial na internet.

 

Como comunicar

A JMJ estará em foco nas Jornadas de Comunicação Social, promovidas pelo Secretariado Nacional das Comunicações Sociais, da Igreja Católica, que decorrem esta quinta e sexta-feira. A iniciativa realiza-se em Fátima, com o tema geral “Comunicar a JMJ Lisboa 2023”.

Uma conferência inicial pelo presidente da Fundação JMJ, o bispo Américo Aguiar e uma mesa-redonda com o Comité Organizador Local (COL) estão previstas para a primeira metade da tarde. Depois, será a vez de falar das experiências de comunicação de anteriores JMJ, com os responsáveis de comunicação de Madrid 2011, Rio de Janeiro 2013 e Panamá 2019.

Na manhã de sexta-feira, o tema será “Comunicar grandes eventos”, e conta com intervenções de Catarina Burnay, professora da Faculdade de Ciências Humanas (FCH) da Universidade Católica, e Ana Alves, responsável de comunicação da JMJ Lisboa 2023. A tarde será dedicada a três oficinas simultâneas, orientadas por professores da Católica e dedicadas às redes sociais (Patrícia Dias), marketing digital (André Casado) e projetos alternativos de jornalismo (João Manuel Rocha).

 

Ateu ou cristão, qualquer um frequenta esta missão

Iniciativa da pastoral universitária

Ateu ou cristão, qualquer um frequenta esta missão novidade

Para entrar na Missão País, não é preciso ser-se católico praticante. Basta levar consigo a fé e o espírito de serviço. A iniciativa é desenvolvida em várias universidades e quer “inspirar gerações a viver a fé católica em missão”. Entre 11 e 18 de fevereiro, 59 jovens universitários viveram em Mogadouro, no distrito de Bragança, onde desenvolveram trabalho voluntário no lar de idosos e no centro infantil. O 7MONTES recolheu testemunhos de quem viveu esta experiência por “dentro” e de “fora”.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Conselho Português de Igrejas Cristãs apela a voto que “salvaguarde conquistas” do 25 de Abril

Rejeitando "discursos políticos autoritários"

Conselho Português de Igrejas Cristãs apela a voto que “salvaguarde conquistas” do 25 de Abril novidade

O Conselho Português de Igrejas Cristãs (COPIC) apela ao voto “de todas e todos” os portugueses nas legislativas de março, e também nas eleições para o parlamento Europeu que irão acontecer em junho, “como forma de participação cívica e de salvaguarda das conquistas e desenvolvimentos alcançados ao longo de 50 anos de democracia”, aludindo assim ao aniversário do 25 de Abril que este ano se assinala.

Seis religiosos, um padre e um professor católicos raptados no Haiti

Igreja particularmente ameaçada

Seis religiosos, um padre e um professor católicos raptados no Haiti novidade

Um padre que acabava de celebrar missa na capela de N. Sra de Fátima, seis Irmãos do Sagrado Coração e um professor leigo que se dirigiam para a escola católica João XXIII, ambas no centro de Porto Príncipe (capital do Haiti), foram raptados na passada sexta-feira por um gangue que está neste momento a exigir à Igreja Católica do Haiti elevados resgates para libertá-los,

A Loucura do Bem Comum

A Loucura do Bem Comum novidade

O auditório está quase cheio e no pequeno palco alguém inicia a conferência de abertura. Para me sentar, passo frente a quem chegou a horas e tento ser o mais discreta possível. Era o primeiro tempo do PARTIS (Práticas Artísticas para a Inclusão Social) de 2024 na Fundação Gulbenkian. O tema “Modelos de escuta e participação na cultura” desafiou-me a estar e ganhei esse tempo! [Texto Ana Cordovil]

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This