JMJ: os hashtags, a Imagem de Fátima e a agenda do Papa

| 22 Jan 19

Foto © Agência ECCLESIA

Começaram terça-feira dia 22 de janeiro as Jornadas Mundiais da Juventude (JMJ), a maior reunião mundial de jovens católicos, que decorrem pela primeira vez num país da América Central, o Panamá.  A cerimónia de abertura da mesma, uma missa que já é habitual no programa, será celebrada no Campo Santa Maria la Antígua às 17h da tarde, hora do Panamá (22h em Portugal). 

Este ano, para que todos possam acompanhar o evento através das redes sociais, a organização criou hashtags específicos para o efeito: #Panama2019 #FranciscoEnPanama #JMJestáAqui / #WYDisHere.

Estes permitirão aos jovens e a todos os que queiram seguir notícias do acontecimento procurar no Facebook, Instagram ou Twitter e aceder mais facilmente ao conteúdo pretendido. Cada iniciativa especifica do programa terá ainda hashtags adicionais, como é caso da cerimónia de abertura (#CampoSantaMaria).

O encontro, iniciado em 1986 por iniciativa do Papa João Paulo II, decorre até domingo 27 de janeiro. Na primeira manhã, a partir das 6h30 da manhã e até às 23h30 (hora local) a imagem de Fátima peregrinará da Igreja de Lurdes até ao Parque Omar e depois até à Capela Maria Auxiliadora, para dar oportunidade a locais e participantes de se juntarem à procissão e adoração. Nos restantes dias a Imagem passará também pela prisão feminina e pelo hospital oncológico nacional.

À Agência Ecclesia o padre Carlos Cabecinhas, reitor do Santuário de Fátima, manifestou a ideia de que esperava um “acolhimento caloroso” por parte da população, já que “a mensagem de Fátima tem capacidade de se incarnar em culturas diversas”. O reitor explicou ainda que a saída da imagem da Basílica de Nossa Senhora do Rosário é um acontecimento raro e que, pela importância que a mesma tem, viajou como um passageiro, na cabine do avião.

O primeiro contacto do Papa Francisco com os participantes da 34ª edição das JMJ vai decorrer na cerimónia de boas-vindas marcada para quinta-feira, 24, às 17h30 na hora local, no Campo Santa Maria la Antígua.

Francisco terá uma agenda preenchida, marcada por uma visita ao Centro Correcional de Menores Las Garças de Pacora e vários momentos de oração e celebração como é exemplo a Via Sacra, com os jovens (sexta-feira, às 17h30 – 22h30 em Lisboa).

As JMJ 2019 concluem no domingo, dia em que o Papa preside à Eucaristia de encerramento e anunciará Lisboa como a cidade que vai acolher a próxima edição, no verão de 2022. 

Breves

Sondagem

Brasil deixa de ter maioria católica 

Algures durante este ano a maioria da população brasileira deixará de se afirmar maioritariamente como católica. Em janeiro de 2020, 51% dos brasileiros eram católicos, muito à frente dos que se reconheciam no protestantismo (31%). Ano e meio depois os números serão outros.

Boas notícias

Outras margens

Cultura e artes

Cinema

Interiormente perturbador

Quase no início d’O Acontecimento, já depois de termos percebido que o filme iria andar à volta do corpo e do desejo, Anne conclui que se trata de um texto político. Também esta obra cinematográfica, que nos expõe um caso de aborto clandestino – estamos em França, nos anos 60 –, é um filme político.

Crónicas portuguesas dos anos 80

As causas que sobrevivem às coisas

O Portugal de A Causa das Coisas e de Os Meus Problemas, publicados nos anos 80, fazem sentido neste século XXI? Miguel Esteves Cardoso ainda nos diz quem e o que somos nós? Haverá coisas que hoje se estranham, nomes fora de tempo, outras que já desapareceram ou caíram em desuso. Já as causas permanecem. Pretexto para uma revisitação a crónicas imperdíveis, agora reeditadas.

Carta a Filémon

A liberdade enquanto caminho espiritual

A Epístola a Filémon – um dos mais pequenos escritos do Novo Testamento – constitui o estímulo e o contexto para uma bela reflexão sobre a vivência da liberdade enquanto caminho espiritual. Adrien Candiard – dominicano francês a residir na cidade do Cairo – consegue em breves páginas apresentar um exercício de leitura rico e incisivo sobre a qualidade da vida cristã, mantendo um tom coloquial próprio do contexto de pequenos grupos nos quais este livro encontrou a sua origem.

Pessoas

Sete Partidas

Ser pai no inverno da Estónia

Estou a viver na Estónia há oito anos e fui pai recentemente. Vim para aqui estudar e, como acontece a muitos outros portugueses espalhados por esse mundo, apaixonei-me por uma mulher deste país, arranjei trabalho, casei e o mais recente capítulo da minha história é o nascimento do meu filho, no mês de dezembro de 2021.

Visto e Ouvido

Agenda

[ai1ec view=”agenda”]

Ver todas as datas

Entre margens

Thich Nhat Hanh: Buda e Jesus são irmãos novidade

Regressei ao cristianismo. Mas fui budista zen cerca de quinze anos, integrada na orientação budista zen do mestre japonês Taisen Deshimaru (Associação Zen Internacional); tendo como mestre um dos seus discípulos, Raphael Doko Triet. Gostaria de lhe prestar aqui a minha homenagem pois aprendi muito com ele, ligando-nos ainda – embora à distância – uma profunda amizade.

“A longa viagem começa por um passo”, recriemos…

Inicio o meu quarto ano de uma escrita a que não estava habituada, a crónica jornalística. Nos primeiros três anos escrevi sobre a interculturalidade. Falei sobre o modo como podemos, por hipótese, colocar as culturas moçambicanas e portuguesa a dialogarem. Noutras vezes, inclui a cultura judaica, no diálogo com essas culturas. De um modo geral, tenho-me questionado sobre a cultura, nas suas diferentes manifestações: literatura, costumes, comportamentos sociais, práticas culturais, modos de ser, de estar e de fazer.

O Sínodo dos Bispos não é o sínodo da Igreja

Está a Igreja Católica Romana a caminhar para mais um Sínodo dos Bispos, a acontecer em 2023, e para isso toda uma máquina funciona no sentido da obtenção de mais diretivas ao serviço do Evangelho. Vamos lá lembrar o que está a acontecer: já não é a primeira vez que se realiza um Sínodo dos Bispos para refletir sobre algumas questões colocadas, sem que, no entanto, se sintam alterações substantivas ao funcionamento da Igreja, dando vitalidade ao seu caminhar.

Fale connosco

Abusos na Igreja
Dar voz ao silêncio

Contactos da Comissão Independente

https://darvozaosilencio.org/

E-mail: geral@darvozaosilencio.org

Telefone: (+351) 91 711 00 00

You have Successfully Subscribed!

Pin It on Pinterest

Share This