Entrada solene no domingo

João Lavrador toma posse como bispo de Viana

| 26 Nov 21

O novo bispo de Viana, João Lavrador, toma posse formal do cargo neste sábado, 27, pondo fim a uma situação em que, durante mais de um ano em que a diocese esteve sem titular, após a morte inesperada do anterior bispo, Anacleto Oliveira, num acidente de viação, em Setembro do ano passado.

Antes da tomada de posse formal, D. João dá uma conferência de imprensa no Centro Pastoral Paulo VI, em Darque, a partir das 10h30. Durante o encontro com jornalistas, será também lançada a nova página da Diocese na internet, anuncia o gabinete de informação da estrutura católica de Viana, num comunicado enviado ao 7MARGENS.

No domingo, 28, a partir das 15h30, o novo bispo de Viana preside à eucaristia de entrada solene na Sé Catedral.

João Evangelista Pimentel Lavrador nasceu a 18 de Fevereiro de 1956, em Seixo (Mira), Diocese de Coimbra. Foi ordenado padre em 1981, trabalhou na pastoral juvenil e na pastoral universitária, além de ter sido reitor do Seminário (1991) e vigário-geral da Diocese (1997).

Em 7 de Maio de 2008 foi nomeado auxiliar do Porto e em 29 de Setembro de 2015 foi para bispo coadjutor de Angra, passando a ser o titular a 25 de Março de 2016. Desde 2017, é presidente da Comissão Episcopal da Cultura, dos Bens Culturais e das Comunicações Sociais, na Conferência Episcopal Portuguesa. Depois desta nomeação, ficam a faltar novos bispos para Angra, Braga e Leiria (que quer sair e cuja escolha estará para breve).

Com a nomeação de João Lavrador para Viana, Braga (que está a aguardar a nomeação), Leiria (cujo bispo pediu para sair) e Angra são as dioceses que, dentro de pouco tempo, terão novo bispo.

 

Um caderno para imprimir e usar

Sínodo 2021-23

Um caderno para imprimir e usar novidade

Depois de ter promovido a realização de dois inquéritos sobre o sínodo católico 2021-23, o 7MARGENS decidiu reunir o conjunto de textos publicados a esse propósito num caderno que permita uma visão abrangente e uma utilização autónoma do conjunto. A partir de agora, esse caderno está disponível em ligação própria.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Esta é a Igreja que eu amo!

Esta é a Igreja que eu amo! novidade

Fui um dos que, convictamente e pelo amor que tenho à Igreja Católica, subscrevi a carta que 276 católicas e católicos dirigiram ao episcopado português para que, em consonância e decididamente, tomassem “a iniciativa de organizar uma investigação independente sobre os crimes de abuso sexual na Igreja”.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This