Argélia

Jornalista preso sem acusação, rádio e website fechados

| 28 Dez 2022

jornalista algéria Ihsane el-Kadi, foto cpj

As instalações da estação Radio M e do sítio online Maghreb Émergent, considerados como os últimos sobreviventes da imprensa livre e independente na Argélia, propriedade de Ihsane El Kadi, foram seladas. Foto © CPJ.

 

Ihsane El Kadi, um dos mais conceituados jornalistas argelinos, preso na madrugada de 24 de dezembro e levado para o quartel de Antar, da Direcção-Geral de Segurança argelina, foi finalmente visitado pelo seu advogado, esta terça-feira, 27 de dezembro. O advogado Mustapha Bouchachi afirmou, segundo noticiou o sítio do La Croix, que o jornalista se encontra fisicamente bem, mas que “nenhuma informação foi fornecida sobre os motivos da sua prisão”.

As instalações da estação Radio M e do sítio online Maghreb Émergent, considerados como os últimos sobreviventes da imprensa livre e independente na Argélia, propriedade de Ihsane El Kadi, foram seladas, os computadores e demais material confiscados e os meios estão impedidos de emitir qualquer informação.

O regime argelino tem vindo a endurecer a repressão a toda a imprensa livre, de tal forma que o jornal Liberté se viu forçado a encerrar e suspeita-se que El Watan (francófono), outro dos principais média independentes, venha a fechar em breve.

No seu relatório anual sobre a liberdade de imprensa, em que a Coreia do Norte ocupa a 180ª e última posição, a organização Reporters Sans Frontières classifica este ano a Argélia no 134º lugar.

 

sobre as águas

sobre as águas novidade

Breve comentário do p. António Pedro Monteiro aos textos bíblicos lidos em comunidade, no Domingo XII do Tempo Comum B. ⁠Hospital de Santa Marta⁠, Lisboa, 22 de Junho de 2024.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Uma tarde para aprender a “estar neste mundo como num grande templo”

Na Casa de Oração Santa Rafaela Maria

Uma tarde para aprender a “estar neste mundo como num grande templo”

Estamos neste mundo, não há dúvida. Mas como nos relacionamos com ele? E qual o nosso papel nele? “Estou neste mundo como num grande templo”, disse Santa Rafaela Maria, fundadora das Escravas do Sagrado Coração de Jesus, em 1905. A frase continua a inspirar as religiosas da congregação e, neste ano em que assinalam o centenário da sua morte, “a mensagem não podia ser mais atual”, garante a irmã Irene Guia ao 7MARGENS. Por isso, foi escolhida para servir de mote a uma tarde de reflexão para a qual todos estão convidados. Será este sábado, às 15 horas, na Casa de Oração Santa Rafaela Maria, em Palmela, e as inscrições ainda estão abertas.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This