Identidade judaica

Judeus europeus: minoria étnica ou religiosa?

| 4 Fev 2022

judeu acende menorah foto pexels

Os investigadores concluíram que os judeus da Europa são mais propensos do que os americanos a seguirem rituais semanais, como o de acender velas todas as sextas-feiras à noite. Foto © Pexels.

 

Os judeus europeus consideram-se uma minoria religiosa e não um grupo étnico, mas veem o antissemitismo e o Holocausto como mais significativos para a definição da sua identidade do que Israel ou Deus, revela um estudo do Institute for Jewish Policy Research, divulgado esta semana e citado na edição de 4 de fevereiro do Jewish News.

O trabalho parte da análise dos dados recolhidos junto de mais de 16.000 judeus, durante o ano de 2018, em 12 países europeus, para, segundo o líder da equipa de investigação, Sergio DellaPergola, “criar uma descrição completa da identidade judaica dos judeus europeus, empregando uma metodologia não ensaiada antes e investigando os diversos modos como os judeus de toda a Europa reconhecem a sua identidade judaica”.

Entre outras conclusões, o estudo sublinha que a identidade judaica é mais forte na Europa ocidental do que no leste europeu, que os judeus mais jovens são mais religiosos e que em Espanha se encontra a percentagem mais elevada de judeus reformistas ou progressistas, enquanto a Bélgica reúne a maior concentração de judeus ortodoxos. Por outro lado, enquanto a maioria dos judeus europeus participa de um Sêder de Pessach e jejua no Yom Kippur, apenas pequenas minorias se alimentam exclusivamente de comida casher, ou frequentam a sinagoga semanalmente.

Comparando com dados recolhidos por um inquérito semelhante realizado em 2013 nos EUA, os investigadores concluem que os judeus da Europa são mais propensos do que os americanos a seguirem rituais semanais, como o de acender velas todas as sextas-feiras à noite.

 

Corpo de Alexei Navalny já foi entregue à mãe

Nove dias após a sua morte numa prisão russa

Corpo de Alexei Navalny já foi entregue à mãe novidade

O corpo do líder da oposição russa, Alexei Navalny, foi entregue à sua mãe, informou ontem, sábado, Ivan Zhdanov, diretor da Fundação Anti-Corrupção de Navalny e um dos seus principais assessores na sua conta de Telegram. O responsável agradeceu a “todos” os que apelaram às autoridades russas para que devolvessem o corpo de Navalny à sua mãe, citado pela Associated Press.

Bispos católicos belgas vão debater sacerdotes casados e mulheres diáconos

Como preparação para a segunda sessão do Sínodo

Bispos católicos belgas vão debater sacerdotes casados e mulheres diáconos novidade

Os bispos católicos da Bélgica enviaram às dioceses e comunidades locais do seu país uma carta no dia 16 de fevereiro sugerindo a reflexão sobre dois temas ministeriais, a ordenação sacerdotal de homens casados e a instituição de mulheres diaconisas, como forma de preparação dos trabalhos da segunda sessão do Sínodo dos Bispos, que decorrerá em Roma em outubro próximo.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Cristo Cachorro, versão 2024

Cristo Cachorro, versão 2024 novidade

Invejo de morte a paixão que os cartazes da Semana Santa de Sevilha conseguem despertar. Os sevilhanos importam-se com a sua cidade, as festas e com a imagem que o cartaz projecta, se bem que com o seu quê de possessivo, mas bem melhor que a apatia. Não fossem frases como “É absolutamente uma vergonha e uma aberração” e as missas de desagravo e o quadro cartaz deste ano teria passado ao lado.

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas

7MARGENS antecipa estudo

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas

Ao basear-se em inquéritos junto das famílias, as estatísticas oficiais em Portugal não captam as situações daqueles que não vivem em residências habituais, como as pessoas em situação de sem-abrigo, por exemplo. E é por isso que “subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia a Cáritas Portuguesa na introdução ao seu mais recente estudo, que será apresentado na próxima terça-feira, 27 de fevereiro, na Universidade Católica Portuguesa do Porto.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This