Conferência neste sábado, 12

Ler, cantar e encenar a poesia de Daniel Faria

| 11 Jun 21

daniel faria

Daniel Faria (1971-1999). Foto: Direitos Reservados

 

Um momento musical e uma encenação teatral com a poesia de Daniel Faria, que morreu a 9 de Junho de 1999 (completaram-se agora 22 anos) marcam a conferência O olhar das artes sobre a poesia de Daniel Faria, que decorre neste sábado, 12, na Igreja de Santa Maria (Marco de Canavezes).

Entre as 10h e as 22h, entre conferências, debates e testemunhos, haverá um momento musical, com poesia de Daniel Faria dita e cantada por Eugénio Amorim e José Luís Carrapa (às 18h30) e uma encenação teatral com o título Daniel, nome de poeta, dirigida pelo actor e encenador Castro Guedes, que dirigirá a companhia Seiva Trupe.

Na conferência, participam ainda o bispo Carlos Azevedo, presidente da Associação Casa Daniel, o padre e escultor João Sarmento, o escritor Nuno Viana, a dramaturga Cecília Ferreira, a psicóloga clínica Eugénia Soares. Carla Sousa, Henrique Pereira (Escola das Artes da Universidade Católica) e Samuel Silva (Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto) são outros dos intervenientes.

O programa completo está disponível na página da iniciativa, que pode ser acompanhada à distância através do endereço Daniel Nome de Poeta no Facebook.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

“Caminhada pela Vida” contra regresso do aborto e da eutanásia

Neste sábado, em dez cidades

“Caminhada pela Vida” contra regresso do aborto e da eutanásia novidade

Uma “caminhada pela vida” em dez cidades portuguesas é a proposta da Federação Portuguesa pela Vida e da Plataforma Caminhadas pela Vida para este sábado, 22, à tarde, com o objectivo de contrariar o regresso do debate da eutanásia e os projectos de lei de alargamento de prazos no aborto apresentados entretanto no Parlamento pelas duas deputadas não inscritas.

Sínodo em demanda de mudanças

Sínodo em demanda de mudanças novidade

Falo-vos da reflexão feita pelo Papa Francisco, como bispo de Roma, no início do Sínodo, cuja primeira etapa agora começa, de outubro de 2021 a abril de 2022, respeitando às dioceses individuais. Devemos lembrar que o “tema da sinodalidade não é o capítulo de um tratado de eclesiologia, muito menos uma moda, um slogan ou novo termo a ser usado ou instrumentalizado nos nossos encontros. Não! A sinodalidade exprime a natureza da Igreja, a sua forma, o seu estilo, a sua missão”.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This