Liberdade religiosa

Nigéria

Três seminaristas sequestrados em ataque armado

Três jovens seminaristas foram sequestrados na última segunda-feira, 11 de Outubro, num ataque de homens armados ao Seminário Maior de Cristo Rei, em Fayat, diocese de Kafanchan (estado de Kaduna, no centro da Nigéria, a menos de 200 quilómetros da capital federal, Abuja).

Carta aberta aos Estados-membros

Mais de 323 mil de todo o mundo pedem à ONU que aja sobre as atrocidades em Xinjiang

Mais de 323.000 pessoas em todo o mundo assinaram uma petição da Amnistia Internacional (AI) intitulada “Liberdade para todos os detidos de Xinjiang”, acerca da situação que se vive nesta província chinesa, informou a organização de defesa dos direitos. Ao mesmo tempo, uma carta aberta da secretária-geral da organização de defesa dos direitos humanos apela à ONU para que investigue violações de direitos humanos contra uigures, cazaques e outras minorias muçulmanas naquela região do noroeste da China.

Estudo internacional

Perseguição religiosa diminuiu, mas restrições dos governos estão no nível mais elevado

O número de países onde foi registada atividade terrorista relacionada com a religião diminuiu pelo quinto ano consecutivo, concluiu o Pew Research Center no seu 12º estudo anual sobre as restrições globais à religião, divulgado esta quinta-feira, 30 de setembro. As restrições governamentais face às crenças e práticas religiosas estão, no entanto, no nível mais elevado desde que o estudo começou a ser realizado, em 2007.

Indonésia

Mesquita e Catedral de Jacarta unidas por um túnel, em sinal de paz e tolerância

A partir do mês de setembro, a Mesquita Istiqlal e a Catedral de Nossa Senhora da Assunção, em Jacarta, terão a uni-las um túnel subterrâneo. Situados a apenas 200 metros de distância um do outro, os dois locais de culto passarão a estar efetivamente ligados, constituindo “um símbolo das boas relações entre diferentes comunidades religiosas”, afirmou o vice-presidente do país, Kiai Hajj Ma’ruf Amin, citado pela Asia News.

Eleito por unanimidade

Novo capelão-chefe da Universidade de Harvard é ateu

Chama-se Greg Epstein, tem 44 anos e é o primeiro ateu escolhido para presidente dos capelães da Universidade de Harvard, a instituição de ensino superior mais antiga dos Estados Unidos, fundada em 1636 com o objetivo de dar formação ao clero protestante. De acordo com o jornal The New York Times, que avançou a notícia esta quinta-feira, 27, a eleição de Epstein é o reflexo de uma “tendência alargada” de jovens que “se identificam cada vez mais como espirituais, mas sem afiliação religiosa”.

Liberdade e símbolos religiosos

Rabis contra acórdão do Tribunal de Justiça da União Europeia

O acórdão do Tribunal de Justiça da União Europeia que permite aos empregadores proibir, em certas circunstâncias, os trabalhadores de usarem roupas ou símbolos religiosos no trabalho “é um retrocesso em relação às liberdades religiosas”, disse o rabino Pinchas Goldschmidt, presidente da Conferência de Rabinos Europeus, à Agência Telegráfica Judaica, na passada sexta-feira, 20 de agosto.

Em causa transformação em mesquita

Turquia arrisca conflito com Unesco por causa de Hagia Sophia

O Comité do Património Mundial da UNESCO não concorda com a decisão do governo turco de transformar a igreja de Hagia Sophia, em Istambul, e o mosteiro de Chora em mesquitas. Na sua 44ª sessão, de 23 de julho de 2021, o órgão, que representa 21 países, lamentou a decisão da Turquia, apesar dos repetidos apelos para salvaguardar sua condição de museu aberto a todos (no país existem 82.603 mesquitas e apenas 438 museus, 91 dos quais na cidade do Bósforo).

Cabo Delgado, Moçambique

Ajuda humanitária não pode ser “indústria do sofrimento”

Crescem as dificuldades humanitárias em Cabo Delgado, Moçambique. Agora é o administrador apostólico, D. António Juliasse Sandramo, que vem alertar para o perigo de criação de “uma indústria do sofrimento” que “dissipa” a ajuda humanitária. “Quando há situações de sofrimento, pode ser criada uma indústria do sofrimento, que se aproveita do sofrimento do povo”, afirmou Sandramo.

Paquistão

As jovens cristãs que enfrentam a discriminação e perseguição

“Quando fui para a universidade sofri muitos actos de discriminação por parte dos meus professores e colegas, a tal ponto que não conseguia concentrar-me nos meus estudos”, conta Ashia, 17 anos, cristã paquistanesa. Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) desenvolve programa para capacitar mulheres em situações particularmente difíceis.

Relatórios da ICC e do UCF

Perseguição a cristãos aumenta na Birmânia e na Índia

Os cristãos e as minorias étnicas na Birmânia enfrentam uma opressão crescente desde que a Junta militar derrubou o Governo civil em 1 de Fevereiro e tomou conta do poder. Um relatório da ICC (International Christian Concern), organização não-governamental de monitorização das perseguições religiosas, revela detalhes da perseguição aos cristãos em áreas onde a opressão tem sido a regra, em mais de cinco décadas de governo militar.

Acusara positivo à covid

Padre Stan Swamy morreu no hospital na sequência da sua prisão contestada

O padre jesuíta indiano Stan Swamy, preso desde 9 de Outubro, morreu nesta segunda-feira, 5 de Julho, dois dias depois de lhe ter sido colocado num ventilador para tentar contrariar a deterioração das suas condições de saúde, num hospital gerido por instituições católicas na cidade de Bombaim (na costa centro Oeste do país). A morte ocorreu na véspera da avaliação, pelo Supremo Tribunal, de um pedido de fiança, cuja decisão tinha sido adiada no passado sábado, 3.

Fantio e Dolbei são "cidades fantasmas"

Terroristas atacam cidades no Níger

A Fundação Ajuda à Igreja que Sofre relata que um ataque terrorista nas últimas horas a Fantio e Dolbel, duas cidades da região de Tillabéri, situadas no sudoeste do Níger, provocou a fuga das populações locais. “Sobreviventes do ataque fugiram para a região de Dori, situada no Burquina Faso. Trata-se de um grupo de mulheres com crianças pequenas e bebés. Segundo testemunhas, os terroristas atacaram por duas vezes, matando os homens”, relata a organização pontifícia.

“Um sinal poderoso”

Patriarcas e bispos católicos promovem Dia da Paz para o Médio Oriente

O Conselho dos Patriarcas e Bispos Católicos do Médio Oriente promove neste domingo, 27 de Junho, um Dia da Paz para a região. A iniciativa será sobretudo simbólica e litúrgica: cada bispo celebra a missa na sua diocese, consagrando o Médio Oriente; como gesto colectivo, o patriarca latino de Jerusalém, Pierbattista Pizzaballa, abençoará um ícone da Sagrada Família, na Igreja da Anunciação de Nazaré.

Desde 9 de Maio

Polícia de Israel fez campanha repressiva discriminatória contra palestinianos, acusa Amnistia

A polícia israelita cometeu múltiplas violações de direitos humanos contra palestinianos em Israel e em Jerusalém Oriental, durante e após as hostilidades armadas em Israel e Gaza, denunciou a Amnistia Internacional (AI). Tratou-se, diz a organização, de uma campanha repressiva discriminatória, desde o dia 9 de Maio, que levou à prisão mais de 2150 pessoas e que incluiu detenções em massa, utilizando a força ilegal contra manifestantes pacíficos e sujeitando os detidos a tortura e outros maus-tratos.

Um século depois

Nomeado rabi das Forças Armadas alemãs

Depois de um século sem assistência religiosa, os militares alemães judeus podem contar com Zsolt Balla, nomeado esta semana rabi das Forças Armadas alemãs. O rabi Balla, de 48 anos, foi proposto pelo Conselho Central Judeu e retoma uma tradição que havia sido interrompida com a ascensão de Hitler ao poder.

20 anos da Lei da Liberdade Religiosa

Religiões também querem comemorar 50 anos do 25 de Abril

Ao comemorar os 20 anos da Lei de Liberdade Religiosa, de que o próprio foi o impulsionador político, José Vera Jardim abriu o livro das reclamações a apresentar ao Governo. Diante da ministra da Presidência, o responsável disse o que falta fazer para concretizar melhor a lei. As religiões, que fazem um balanço muito positivo da aplicação do diploma legal, querem que também elas “possam contribuir para a preparação e celebração dos 50 anos do 25 de Abril”.

20 anos do novo regime legal

A lei da liberdade religiosa é boa e recomenda-se, mas ainda tem muito por concretizar

Vinte anos depois, o que trouxe a Lei da Liberdade Religiosa (LLR), promulgada a 22 de Junho de 2001, faz nesta terça-feira precisamente duas décadas? Uma conferência na tarde desta terça-feira, 22 de Junho (que pode ser acompanhada por transmissão digital), quando se completam 20 anos da lei, fará o ponto de situação e procurará debater o que falta fazer. O 7MARGENS antecipa o debate.

Boko Haram na Nigéria

Amara, a raptada, e o padre psicólogo que ajuda a curar as feridas do terrorismo

Amara – um nome fictício para uma vida tragicamente bem real – tem hoje 21 anos, mas já passou muito: desmaiou quando lhe colocaram nas mãos a cabeça decapitada do seu pai, foi depois raptada e violada sucessivamente pelos terroristas do Boko Haram. Conseguiu fugir e esteve muito tempo sem conseguir falar, até que a sua mãe procurou a ajuda do padre Joseph Fidelis Bature, que é também psicólogo clínico.

Novo e extenso relatório da Amnistia

“Repressão draconiana” contra uigures e outras minorias muçulmanas na China

A região chinesa de Xinjiang, quase tão vasta como a Índia, vive neste momento uma “repressão draconiana” cujo alvo principal é a minoria dos muçulmanos uigures. A situação naquela província do Nordeste da China configura a prática de crimes contra a humanidade, com centenas de milhares de homens e mulheres submetidos a internamento e tortura em massa.

Moçambique

Centenas de crianças raptadas pelos terroristas

O padre Kwiriwi Fonseca, da Diocese de Pemba, em Moçambique, alertou para o rapto de “centenas de crianças” pelos terroristas na província de Cabo Delgado, norte do país africano. “Os terroristas estão a usar meninos para treiná-los, enquanto as meninas são feitas de esposas, estupradas, tudo isso. Algumas das mulheres, quando [os terroristas] percebem que [já] não lhes interessa, são mandadas embora”, relata o sacerdote, em depoimento à fundação pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (AIS).

Índia

Padre jesuíta Stan Sawmy internado com covid

O padre jesuíta indiano Stam Swamy foi transferido, no início do último fim-de-semana, para uma unidade de cuidados intensivos do Hospital Sagrada Família (Bombaim) onde, segundo noticia o portal Vatican News, chegou na sexta-feira, dia 28 de maio, muito debilitado e depois de ter testado positivo à covid-19.

Polícia chinesa prende um bispo, sete padres e 10 seminaristas

Nesta sexta-feira, 21, a polícia chinesa invadiu a prefeitura apostólica de Xinxiang, na província de Hebei, na China, e prendeu o bispo Zhang Weixhu. No dia anterior cerca de uma centena de agentes policiais cercaram uma fábrica que funcionava como seminário e, pelo mesmo processo, prenderam sete padres e 10 seminaristas.

A liberdade religiosa: tema atual

O encontro entre o Papa Francisco e o Grande Imã da Mesquita de Al Azhar, Ahmed Mohamed El-Tayeb, no Abu Dhabi, constituiu um momento da maior importância no âmbito do diálogo entre as religiões, envolvendo a assinatura do Documento sobre a Fraternidade Humana (4.2.2019), que permite a afirmação de uma cultura de paz baseada no respeito mútuo, na liberdade de consciência e na necessidade de uma compreensão mútua baseada no conhecimento e na sabedoria.

Solidariedade com Cabo Delgado (8): Escolas da Lousã (e outras) a aprender a cidadania  

É uma singular demonstração da utilidade da Educação para a Cidadania a actividade de solidariedade com as crianças e jovens de Cabo Delgado que está a ser promovida pelo Agrupamento de Escolas da Lousã. A iniciativa intitula-se “Arte em Sintonia com as Crianças de Cabo Delgado” e decorre até ao final deste mês. O director do Agrupamento, Pedro Balhau, respondeu às perguntas do 7MARGENS.

Relatório americano sobre liberdade religiosa aponta o dedo à Arábia Saudita e à Índia

Na apresentação, nesta quinta-feira, 12 de maio, do 23º Relatório sobre a Liberdade Religiosa no Mundo, o Secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, chamou a atenção para “a onda de antissemitismo que cresce no mundo, incluindo aqui, nos Estados Unidos, e também em toda a Europa”. É, tal como o “ódio antimuçulmano que ainda é generalizado em muitos países”, “uma ideologia perigosa a que nos devemos opor” – referiu Blinken.

Índia não respeita direitos humanos, mas cimeira com UE foi profícua, dizem jesuítas e Amnistia

É preciso dizer à opinião pública que os direitos humanos não são, neste momento, respeitados na Índia”, diz o padre jesuíta José Maria Brito. O que ficou enunciado acerca dos direitos humanos na declaração final da cimeira dos líderes da União Europeia com o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, “não corresponde ao que acontece na Índia, de uma forma sistemática e prolongada no tempo; e não tem havido sinais por parte do Governo indiano de que isso vá mudar”.

Papa condena violência doméstica e está preocupado com situação em Jerusalém, Afeganistão e Colômbia

O Papa apelou neste domingo ao fim da violência em Jerusalém, manifestando “particular preocupação” pelos confrontos registados na cidade nos últimos dias. “Rezo para que [Jerusalém] seja um lugar de encontro e não de confrontos violentos, lugar de oração e de paz”, disse Francisco, desde a janela do apartamento pontifício, após a recitação da oração do Regina Caeli.

“Mil Novecentos e Oitenta e Quatro” na China

No último encontro da plataforma das Comissões Justiça e Paz europeias, entre outras situações relativas a violações de direitos humanos em várias partes do mundo, foi dado particular especial à situação da China em geral e de Hong-Kong em particular. O padre Gianni Criveller, missionário italiano, especialista em questão relativas à China e residente por longos anos em Hong-Kong, sublinhou o seu profundo desencanto com a situação que se vive atualmente nessa região.

UE: Cipriota Christos Stylianidis velará pela liberdade religiosa

“Agradeço profundamente ao Colégio de Comissários da Comissão Europeia pela minha nomeação como Enviado Especial para a promoção da liberdade de religião ou crença fora da União Europeia”. Foi assim que o político cipriota Christos Stylianidis reagiu à escolha do seu nome para dar continuidade a uma função que tinha sido interrompida em 2019 e que alguns entendiam não ser imprescindível.

Dois terços da população mundial sujeitos a violações da liberdade religiosa

Dois terços da população do mundo, num terço dos países, vivem situações de discriminação ou perseguição por causa da sua fé religiosa. A situação piorou nos últimos dois anos, diz o Relatório sobre a Liberdade Religiosa no Mundo, divulgado na manhã desta terça-feira, 20. Os cristãos continuam a ser o grupo mais perseguido e a pandemia ajudou a agravar a situação. Chaves de leitura do documento.

Covid-19: o impacto e o debate sobre a liberdade religiosa

O aparecimento de teorias da conspiração na internet, atribuindo a judeus, muçulmanos ou cristãos as culpas pela pandemia, foi um dos factores negativos da situação provocada pela covid-19. Mas o novo coronavírus também levou a aspectos positivos na colaboração inter-religiosa. Um balanço. 

Os Dias da Semana – Socorrer urgentemente Cabo Delgado

Moçambique tem um amplo destaque na primeira página da edição de hoje e de amanhã do diário francês Le Monde, por causa dos ataques mortais de jihadistas à cidade de Palma e da instabilidade na província de Cabo Delgado, qualificada como “antigo canto do paraíso”. No interior, as páginas 16, 17 e 18 são integralmente dedicadas ao que se passa na região entalada entre “as ambições da indústria do gás e a pressão jihadista”.

China quer que clérigos tenham amor pelo Partido Comunista

Novo decreto governamental é “mais uma medida totalitária para limitar a liberdade religiosa”, acusa organização de direitos humanso. O decreto aplica-se a todas as religiões, ou seja, lamas budistas, clérigos cristãos, imãs muçulmanos e outros líderes religiosos.

Monge condenado a dois anos de cadeia na Turquia por dar comida

O padre Sefer Bileçen, padre Aho no nome monástico, da Igreja Siríaca Ortodoxa, ofereceu comida a um grupo que bateu à porta do seu mosteiro. O Ministério Público turco disse que o grupo era do PKK e acusa-o de prestar auxílio a uma organização terrorista, como o Governo turco considera o PKK, que reivindica há décadas a independência do Curdistão.

Papa lamenta terrorismo e “demasiadas guerras” e pede distribuição de vacinas

O Papa Francisco lamentou neste Domingo de Páscoa, 4 de Abril, as situações de conflito e violência que ainda se verificam por todo o planeta: “No mundo, há ainda demasiadas guerras, demasiada violência! O Senhor, que é a nossa paz, nos ajude a vencer a mentalidade da guerra”, disse, na sua alocução antes da bênção pascal urbi et orbi (à cidade e ao mundo).

Solidariedade da AIS com Cabo Delgado: “É fundamental não ficar indiferente ao sofrimento”

O ataque à cidade de Palma veio agravar a situação já muito alarmante que se vive na província de Cabo Delgado (Norte de Moçambique), mas contribuiu para chamar a atenção da comunidade internacional para um drama que não é recente. O 7 Margens quis saber como é que as organizações vêem o que se está a passar, que trabalho desenvolvem e o que podem os portugueses fazer para ajudar os moçambicanos desta zona do nordeste moçambicano. Damos voz, desta vez, à Fundação Ajuda à Igreja que Sofre.

Padre de Pemba pede ajuda para alimentar vítimas da guerra em Cabo Delgado

“Pedimos a vossa mão, o vosso socorro”, diz em mensagem de áudio enviada à Fundação Ajuda à Igreja que Sofre o padre Kwiriwi Fonseca, responsável pela comunicação da Diocese de Pemba, ao relatar os testemunhos recolhidos junto de alguns dos mais de mil fugitivos que chegaram à cidade numa embarcação no domingo, dia 28 de março.

Índia: Tribunal especial recusa caução a padre jesuíta Stan Swamy

O jesuíta Stan Swamy, de 84 anos, vai continuar a aguardar julgamento na prisão, por decisão de um tribunal especial da Agência Nacional de Investigação (NIA – a organização de luta antiterrorista da India), que recusou a sua libertação mediante pagamento de caução. A deliberação, que vinha sendo adiada desde o início de fevereiro, foi conhecida esta terça-feira, 23, e “prova que o Governo continua a temer a voz de intelectuais dissidentes”, declarou à agência UCA News o advogado jesuíta, A.  Santhanam, que acompanha o processo.

Francisco no Iraque, dia 2: O “regresso a casa” em Ur, e o terrorismo e violência como traições da religião

“Deus é misericordioso e a ofensa mais blasfema é profanar o seu nome odiando o irmão. Hostilidade, extremismo e violência não nascem dum ânimo religioso: são traições da religião. E nós, crentes, não podemos ficar calados, quando o terrorismo abusa da religião.” O segundo dia do Papa no Iraque incluiu um encontro histórico e um discurso que pode já ler-se como o mais importante de Francisco – até agora – nesta viagem.

O padre que incitou o Papa Francisco a visitar o Iraque

Em Outubro de 2015, nos arredores de Erbil, no Curdistão iraquiano, o padre Jalal Yako lançava o desafio: “O Papa Francisco que venha ao Iraque!”. Um desafio e simultaneamente um pedido, em nome da esperança que os cristãos (e outras comunidades) iraquianos precisavam de ter, face ao sofrimento que estavam a passar.

Mesquitas atacadas em Espanha e França

Um ataque com explosivos contra uma mesquita em Múrcia (Espanha) e vandalismo contra uma outra em Estrasburgo (França) registaram-se esta semana e foram já condenados por diversas organizações.

“Situação alarmante” na Etiópia, com relatos de centenas de mortos

“A situação no norte da Etiópia é alarmante”, diz Regina Lynch, directora de projectos da Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) a nível internacional, que descreve “centenas de cidadãos a ser mortos na região de Tigray”, que está com comunicações muito precárias, sem telefone nem internet e praticamente isolada do resto do mundo há três semanas.

Embaixada da Índia em Lisboa (não) responde ao apelo pela libertação do padre Swamy, enquanto crescem acusações de desrespeito pelos direitos humanos no país

Uma (não) resposta da Embaixada da Índia em Portugal à carta que pedia a libertação do padre Stan Swamy, acusado de terrorismo. Um centro católico invadido e uma igreja protestante destruída. Na Índia, crescem sinais de intolerância religiosa e de desrespeito pelos direitos humanos. Um relatório da Open Doors diz que o país é já um dos casos mais graves na Ásia. 

Mais de 340 milhões de cristãos “fortemente perseguidos” no mundo em 2020

Todos os dias, 13 cristãos morrem por causa da sua fé, 12 são detidos injustamente e cinco são sequestrados. O número de cristãos perseguidos em todo o mundo aumentou de 260 milhões, em 2019, para mais de 340 milhões em 2020, confirmando a tendência de crescimento dos últimos anos, a qual foi acentuada pela pandemia de coronavírus, revela o relatório da ONG Open Doors (Portas Abertas), divulgado esta quarta-feira, 13 de janeiro.

Cristão libertado 11 anos depois de condenação por blasfémia no Paquistão

O Tribunal de Relação de Lahore, no Paquistão, absolveu o cristão Imran Masih, que tinha sido condenado a prisão perpétua em julho de 2009 por, segundo testemunhas oculares, ter queimado livros contendo versículos do Alcorão enquanto limpava a sua loja em Hajveri, Faisalabad. O processo judicial sofreu quase 70 adiamentos durante os 11 anos que Imran permaneceu na prisão.

Padre jesuíta preso na Índia deve ser libertado, apela a AIS

O padre jesuíta Stan Swamy, detido desde 8 de Outubro por alegadas actividades ilegais, deve ser libertado imediatamente pelas autoridades da Índia, apela o presidente executivo internacional da fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS). “Defendemos a libertação deste padre que passou os últimos 40 anos a trabalhar com tribos indígenas (Adivasi) no estado indiano de Jharkhand.

Famílias bahá’ís vítimas de rusgas policiais em várias cidades do Irão

Na manhã deste domingo, 22 de novembro, membros das forças de segurança iranianas realizaram rusgas em dezenas de residências de famílias bahá’ís, em várias cidades do Irão. No decorrer destas operações foram confiscados objectos pessoais, telemóveis, computadores pessoais, livros e imagens religiosas; em alguns casos os agentes levaram todo o dinheiro que encontraram e cartões de identidade nacional.

Macron cria conselho de imãs para lutar contra a radicalização do islão

O Presidente francês Emmanuel Macron recebeu os dirigentes do Conselho Francês de Culto Muçulmano (CFCM) que, a seu pedido, apresentaram as linhas gerais de um conselho nacional de imãs. O órgão ficará responsável por avaliar os imãs que oficiam no país e retirar a autorização àqueles que pregam uma doutrina radical.

Iraque: Mais 200 famílias cristãs regressam às casas de onde fugiram em 2014

Seis anos depois de terem sido obrigadas a fugir devido à perseguição por parte das milícias jihadistas do autoproclamado Estado Islâmico (Daesh), cerca de 200 famílias cristãs estão de volta aos seus lares na cidade de Mosul e em diversas localidades da Planície de Nínive, no Iraque. O regresso deste grupo de deslocados, que se encontrava refugiado na região autónoma do Curdistão iraquiano, foi avançado esta quinta-feira, 12, pela Agência Fides.

Líderes católicos dizem que aumentam campanhas e ataques nacionalistas contra cristãos na Índia

Grupos nacionalistas indianos têm vindo a promover campanhas contra as conversões religiosas, especialmente nas áreas habitadas pela população tribal, o que está a transformar-se numa ameaça para as comunidades cristãs locais. John Dayal, porta-voz da União Católica de toda a Índia, denunciou esta situação à fundação AIS, afirmando que não se trata de “uma campanha isolada nem repentina e certamente que não é recente”.

Paquistão: Mães de jovens cristãs raptadas pedem ajuda à comunidade internacional

“Imploro-vos”, diz a mãe de Arzoo Masih, uma das duas meninas cristãs raptadas no Paquistão por homens muçulmanos e forçadas a casar, num vídeo divulgado esta quarta-feira, 28, pela Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS). “Faço um apelo à comunidade internacional, aos meios de comunicação social e aos governantes dos países do mundo inteiro para que ofereçam ajuda para a libertação da minha filha”. Ao seu lado, a mãe de Huma Younus, a outra menina sequestrada, deixa o mesmo apelo.

Bispo católico acusa Presidente da Nigéria de não conter terror contra cristãos

O bispo católico de Sokoto (Nordeste da Nigéria), Matthew Kukah, critica duramente o Presidente do país, Mohammadu Buhari, acusando-o de não ser capaz de suster os grupos armados que têm provocado o terror e uma onda de violência entre a comunidade cristã nigeriana, sobretudo no norte do país, e que já causou mais de 36 mil mortos desde 2009 e mais de dois milhões de deslocados.

Mali: Missionário italiano libertado após dois anos de cativeiro

O padre italiano Pier Luigi Maccalli, da Sociedade de Missões Africanas, foi libertado esta quinta-feira, 8 de outubro, no Mali, após ter estado mais de dois anos em cativeiro às mãos de um grupo jihadista, anunciou a Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS). O missionário tinha sido raptado na Diocese de Niamey, no Níger, a 17 de fevereiro de 2018.

Os jovens do Torne na luta por “uma Igreja nova num Portugal novo”

Na década de sessenta do século passado, e até 1974, surgiu na paróquia de São João Evangelista (Vila Nova de Gaia), da Igreja Lusitana, Católica, Apostólica, Evangélica (IL), um grupo de jovens, que se intitulou Jovens do Torne – JT. No princípio englobado na “Liga do Esforço Cristão de Gaia”, foram prosseguindo um caminho ecuménico, alargado a todas as religiões e ateus.

China e Vaticano preparam-se para renovar acordo

O Secretário de Estado do Vaticano, o cardeal Pietro Parolin, e o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros da China, Zhao Lijian, confirmaram ambos a intenção de renovar o acordo provisório para a nomeação conjunta de bispos no país. O acordo inicial, assinado a 22 de setembro de 2018, expira em outubro.

Bielorrússia: Líderes religiosos pedem fim da violência, mas são acusados de envolvimento político e afastados

“Se dizemos que nos opomos à tortura, isso é política?”, perguntou o bispo auxiliar de Minsk, Yuri Kasabutsky, numa das suas recentes homilias. Para o recentemente reeleito presidente da Bielorrússia, Alexander Lukashenko, parece que sim. O arcebispo Tadeusz Kondrusiewicz, que apelou ao diálogo e reconciliação, continua sem autorização para entrar no país, acusado por Lukashenko de se ter “dedicado à política”.

Soldados de Myanmar confessam crimes contra os rohingya muçulmanos

Dois ex-soldados do exército de Myanmar assumiram num vídeo a que o New York Times teve acesso esta terça-feira, 8 de março, ter participado no massacre da comunidade Rohingya em 2017. Um deles confessa que massacrou cerca de 30 Rohingyas, enterrando-os numa vala comum, e o outro afirma ter contribuído para “aniquilar cerca de 20 aldeias”.

Cristo, Gandhi e Mandela

Do mesmo modo como uma minoria ateia não pode impor à força a toda uma sociedade a sua forma de pensar, também nenhum sector religioso tem o direito de fazer o mesmo. A isto chama-se democracia.

Catalunha: Projeto pioneiro introduz religião islâmica no ensino público

A comunidade autónoma espanhola da Catalunha é a primeira região do país a introduzir, já este ano letivo, a opção de frequentar a disciplina de religião islâmica nas escolas públicas. A medida, noticiada esta segunda-feira, 8 de setembro, pelo jornal Protestante Digital, começará por ser implementada nas escolas básicas e secundárias das regiões de Barcelona, Baix Llobregat, Girona e Tarragona.

Bielorrússia: bispos acusam governo de agir ilegalmente e exigem o “regresso imediato” do arcebispo de Minsk

Retido na fronteira com a Polónia na passada segunda-feira, 31 de agosto, quando regressava das celebrações em honra de Nossa Senhora de Częstochowa, o arcebispo de Minsk, Tadeusz Kondrusiewicz, continua sem autorização para entrar na Bielorrússia. O Conselho das Conferências Episcopais da Europa (CCEE) emitiu esta quarta-feira um comunicado em que pede o “regresso imediato a casa” do arcebispo e o “retomar do seu ministério episcopal”, enquanto a comissão episcopal do país acusa o governo de estar a agir ilegalmente.

Situação da liberdade religiosa “só piorou”, diz AIS

A Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) alertou para o “crescimento do terrorismo internacional” com base na religião e para a “tendência alarmante” de ataques a edifícios e símbolos religiosos. A situação da liberdade religiosa no mundo “só piorou”.

“Os assassinatos têm de parar!”, exigem bispos da Nigéria

O presidente da Conferência Episcopal Nigeriana, Augustine Akubese, divulgou um comunicado em que apela aos políticos do país, pedindo-lhes que não instrumentalizem as mortes que têm vindo a suceder-se na sequência dos contínuos ataques terroristas na região norte da Nigéria. Face à crescente insegurança, o arcebispo de Benin City defende que “deveria haver uma única resposta da parte de todos: os assassinatos têm de parar”.

Líderes religiosos pedem fim dos crimes contra os uigures na China

Os cardeais de Myanmar e da Indonésia, os principais rabis do Reino Unido, o representante do Dalai Lama na Europa e diversos líderes muçulmanos estão entre os 76 signatários de uma carta divulgada este domingo, 9 de agosto, a pedir o fim de “uma das mais egrégias tragédias humanas desde o Holocausto: o potencial genocídio dos Uigures e outros muçulmanos na China”, divulga o semanário católico britânico “The Tablet”.

Nicarágua: Ataque à catedral de Manágua reflete “ódio à Igreja Católica”

A catedral metropolitana de Manágua, na Nicarágua, foi atingida na passada sexta-feira, 31 de julho, por um engenho explosivo que incendiou a Capela do Sangue de Cristo e destruiu um crucifixo com mais de 300 anos que ali era venerado. A arquidiocese de Manágua já reagiu, considerando que este ato vem somar-se a uma série de episódios que “refletem o ódio à Igreja Católica”. Este foi o 24º ataque sofrido pela Igreja da Nicarágua nos últimos 20 meses.

Hagya Sophia de novo mesquita: o olhar de quatro muçulmanos portugueses

Antes uma igreja que um museu, um centro de diálogo inter-religioso de excelência, ou mesmo a possibilidade de cristãos e muçulmanos poderem utilizar o espaço para rezar, mesmo que em sítios separados. Quatro muçulmanos portugueses respondem com estas possibilidades a um curto inquérito do 7MARGENS sobre o modo como olham para a reconversão de Hagya Sophia em mesquita.

China reconhece terceiro bispo católico em pouco mais de um mês, mas perseguições continuam

O bispo Paulo Ma Cunguo, da diocese de Shouzhou (no norte da província de Shanxi), é o terceiro bispo clandestino a ser reconhecido pelas autoridades chinesas no espaço de pouco mais de um mês e o sexto a integrar a Associação Patriótica Católica chinesa desde o acordo assinado em 2018 entre a China e o Vaticano. Ainda este mês, deverá ter lugar em Roma uma nova ronda de conversações entre as autoridades de ambos os estados, com o objetivo de atualizar o acordo. Mas de diversas regiões da China continuam a chegar relatos de perseguições contra os cristãos.

A União Europeia e a liberdade religiosa

Tomei conhecimento da ação do comissário europeu para a liberdade religiosa através do livro Enfim livre (editado em português pela Lucerna, com o apoio da Fundação Ajuda à Igreja que Sofre), que relata a odisseia de Asia Bibi até à sua libertação. Essa ação é, por si só, reveladora da importância que pode ter esse cargo e chegaria para justificar a sua manutenção.

Expulsão de iraquianos dos EUA é “desumana e imoral”, acusa Patriarcado Caldeu   

O Patriarcado Caldeu acusa o governo norte-americano de estar a proceder a uma deportação “desumana e imoral” de iraquianos que residem nos EUA, forçando-os muitas vezes a separar-se das suas famílias ou a levarem consigo para o Iraque filhos que nasceram nos Estados Unidos e não falam árabe, expondo toda a família a um elevado risco de isolamento social e de falta de meios de subsistência.

Erdogan convidou o Papa, mas a primeira oração muçulmana em Hagia Sofia arrisca-se a ser uma arma política

Um padre jesuíta diz que é “hipócrita” dizer que os cristãos perdem uma igreja; bispos católicos e ortodoxos insistem na ideia d e um lugar de culto misto ou de iniciativas inter-religiosas; a Presidente grega pede ajuda ao Papa; Erdogan fala no renascimento islâmico, de Bukhara ao Al-Andalus. A decisão política do Presidente turco em reconverter a antiga basílica de Santa Sabedoria em mesquita é contestada por muitos, mas, apesar dos apelos de última hora, a primeira oração muçulmana depois da decisão acontecerá mesmo nesta sexta, 24. O ponto de situação sobre a polémica, na véspera do acontecimento. 

Reabre catedral de Aleppo que havia sido destruída pela guerra

A catedral maronita de Santo Elias, em Aleppo, atingida por diversas vezes devido à guerra civil na Síria e particularmente danificada em 2013 na sequência de um ataque jihadista, reabriu esta segunda-feira, 20 de julho, depois de um longo trabalho de reconstrução e restauro. A obra foi financiada, em grande parte, pela fundação pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (AIS), que contribuiu com 400 mil euros.

Sudão acaba com pena de morte para cristãos que não se convertam ao islão

O Governo do Sudão prossegue o seu programa de reformas ao código penal do país, tendo anunciado que vai eliminar a pena de morte por apostasia (neste caso, a recusa por parte dos cristãos em converter-se ao islamismo) e despenalizar o consumo de álcool para os mesmos. A criminalização da mutilação genital feminina irá também avançar, depois de ter sido aprovada no passado mês de maio.

Igreja e mesquita construídas lado a lado no Egito, em sinal de unidade

Uma igreja e uma mesquita estão a ser construídas lado a lado, sem nenhuma barreira entre os dois lugares de culto, no bairro de Moqattam, no noroeste do Cairo. O projeto é a concretização do sonho do ex-deputado Nabil Luke al-Babawi, que ficou conhecido pelas suas iniciativas destinadas a promover a harmonia nacional e a convivência entre os diferentes setores da sociedade egípcia.

CE volta a ter enviado especial para promover liberdade religiosa no mundo

O cargo de enviado especial para a defesa da liberdade religiosa tinha sido extinto no ano passado pela presidente da Comissão Europeia (CE), Ursula von der Leyen, mas as pressões de inúmeros líderes religiosos e políticos para reverter essa decisão parecem ter surtido efeito. O vice-presidente da CE, Margaritis Schinas, anunciou que a função irá ser recuperada.

Igreja Católica pede anulação da “lei do terror” nas Filipinas

É suposto ser uma lei anti-terrorismo, mas já lhe chamam a “lei do terror”. A nova legislação em vigor nas Filipinas desde sábado, 4 de julho, admite penas até prisão perpétua para quem incite a atos considerados terroristas e prevê a detenção de suspeitos de terrorismo sem mandado, nem compensações em caso de engano. As críticas e manifestações contra a lei promulgada pelo presidente Rodrigo Duterte têm-se multiplicado nos últimos dias e inúmeros advogados, líderes religiosos e representantes da sociedade civil entraram esta semana com um recurso junto do Supremo Tribunal para solicitar a sua anulação.

Moçambique: AIS lança campanha de emergência para ajudar cristãos de Cabo Delgado

“O que aconteceu em 2014 no Iraque está a repetir-se agora em Moçambique. Pessoas decapitadas, igrejas e comunidades religiosas atacadas e vandalizadas, aldeias destruídas. (…) Cabo Delgado está sob ataque”, alerta a Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS), que em resposta aos “inúmeros pedidos de socorro” que tem recebido lançou esta quarta-feira, 8 de julho, uma campanha de oração e de ajuda de emergência para a Igreja local.

Nova lei em Hong Kong: as duras críticas dos cardeais e o estranho silêncio do Papa

O cardeal Charles Maung Bo, presidente da Federação de Conferências Episcopais Asiáticas (FABC), e o cardeal Joseph Zen, bispo emérito de Hong Kong, teceram duras críticas à nova lei de segurança nacional aprovada por Pequim para aquela região, considerando que constitui uma enorme ameaça à liberdade de expressão e religião. O Papa Francisco terá também planeado abordar este tema na sua alocução após a oração do Angelus no passado domingo, 5 de julho, mas por algum motivo desistiu de o fazer.

Nova lei de segurança para Hong Kong criticada por activistas de direitos humanos, mas há um cardeal que não vê problemas

Nove da manhã de 30 de Junho de 2020 em Pequim. Em 15 minutos, por unanimidade, os 162 membros do comité permanente do Congresso Nacional Popular da China aprovaram a nova lei de segurança do território, entre muitas críticas de organizações de direitos humanos e com opiniões diferentes expressas por membros da hierarquia católica da cidade.

Exército e presidente turcos agem como “terroristas” contra cristãos curdos, acusam bispos

Aviões turcos bombardearam na noite de sábado para domingo, 21 de junho, a região de Zakho, uma cidade do Curdistão iraquiano na fronteira com a Turquia, conhecida por ser o local onde as comunidades cristãs caldeia, síria e assíria têm as suas raízes. Os ataques, que visam atacar as bases do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) em território iraquiano, provocaram a morte de pelo menos cinco civis e deixaram centenas sem casa. Os responsáveis da Igreja Caldeia acusam o exército turco e o presidente do país, Recep Erdogan, de agirem como “terroristas”.

Alemanha: número de crimes contra judeus é o mais elevado desde 2001

A Alemanha registou no ano passado o número mais elevado de crimes motivados pelo antissemitismo desde que os mesmos começaram a ser contabilizados, em 2001. Os líderes da comunidade judaica daquele país prevêem que a situação continue a piorar com o surgimento de uma nova vaga de “teorias da conspiração” associadas aos judeus, na sequência da pandemia de covid-19.

Evangélicos e Chega: separar as águas

Em todo o debate público levantou-se novamente a questão da identidade evangélica, cuja percepção é complexa até para os próprios evangélicos e sobretudo para a maioria dos portugueses, cuja cultura religiosa é essencialmente católica-romana. Grande parte da percepção pública dos evangélicos deriva dos soundbites brasileiros e norte-americanos, onde há de facto lobbies evangélicos e ultra-conservadores, como a “Bancada Evangélica” ou o “Tea Party”. A isso, acrescenta-se a difusão dos canais de televisão e rádio neopentecostais, o que colabora para a criação de estereótipos sobre os evangélicos no seu todo.

Governo recebe confissões religiosas minoritárias para acertar regresso de celebrações comunitárias

Três membros do Governo reúnem nesta sexta-feira, 15 de Maio, com representantes de várias confissões religiosas minoritárias e com membros da Comissão da Liberdade Religiosa e da Direção-Geral da Saúde. O objectivo, diz um comunicado divulgado na noite desta quinta-feira, 14, pelo Ministério da Justiça, é “estudar a reposição, com segurança sanitária, da liberdade de prática religiosa no território” nacional.

Ajuda à Igreja que Sofre cria site para ajudar cristãos perseguidos

A Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) lançou um novo site em português com o objetivo de sensibilizar cada vez mais pessoas para a realidade dos cristãos perseguidos no mundo. O novo portal online, mais apelativo, intuitivo e acessível que o anterior, dá a conhecer os projetos desenvolvidos pela instituição e permite aos visitantes colaborar com os mesmos à distância de um clique.

Bispos da Coordenação da Terra Santa pedem “nova solução política” para a região

Os bispos da Coordenação da Terra Santa querem que os governos da região “ajudem a construir uma nova solução política enraizada na dignidade humana para todos”. Num comunicado divulgado no final da semana passada, após a “peregrinação de solidariedade” do grupo, que incluiu visitas a cristãos de Gaza, Ramallah e Jerusalém Oriental, afirma-se: “Todos os anos chegamos para encontrar e ouvir o povo da Terra Santa. Somos inspirados pela sua resiliência duradoura e fé numa situação cada vez pior.”

Quatro seminaristas sequestrados num ataque na Nigéria

Quatro seminaristas católicos foram sequestrados por um grupo armado que atacou o seminário maior do Bom Pastor, situado na localidade de Kakau (180 quilómetros a norte da capital, Abuja), estado de Kaduna, na noite de quarta-feira, 8 de Janeiro – noticiou a Ajuda à Igreja que Sofre (AIS).

Mais 14 cristãos mortos a sangue frio no Burkina Faso

Pelo menos 14 cristãos protestantes foram “executados” durante o serviço religioso que decorria neste domingo, numa igreja protestante no leste do Burkina Faso. O ataque ocorreu em Hantoukoura, perto da fronteira com o Níger (leste do país) e terá sido executado por um dos vários grupos jihadistas que operam na região.

China esconde trabalho forçado de um milhão de pessoas em campos de internamento

Um milhão de pessoas de minorias muçulmanas são reeducadas, punidas e encarceradas na China, naquela que é a maior violação dos direitos de minorias religiosas desde a II Guerra Mundial, denunciam documentos classificados do Partido Comunista Chinês (denominada como “China Cables”) e que revelam o funcionamento de uma vasta cadeia de campos de internamento chineses.

Ensinar em conjunto Bíblia e Alcorão para criar paz e coexistência

A Bíblia não deve ser considerada uma ameaça à fé dos muçulmanos na Malásia, mas antes uma oportunidade para aprender o respeito mútuo entre religiões diferentes, a aceitação e a coexistência, defende Norela Ariffin, muçulmana e membro do Partido da Justiça do Povo (PKR), da Malásia. Para Ariffin, ensinar nas escolas a Bíblia e o Alcorão em simultâneo pode ajudar a fazer aquele caminho.

Governo e padre de Taiwan com dúvidas sobre acordo entre Vaticano e China

Um ano depois de o Vaticano e a China terem assinado um acordo, cujo texto permanece desconhecido, em relação à ordenação de bispos católicos, um responsável do Governo de Taiwan expressa dúvidas sobre a eficácia que tratado possa ter na melhoria a vida dos católicos no país. Ming Chi Chen, vice-ministro para os Assuntos Continentais, espera que a Santa Sé não deixe de dialogar com Taiwan em favor de Pequim.

Patriarca católico sírio pede pela paz no nordeste da Síria

O patriarca da Igreja Católica Síria apelou à “paz imediata e duradoura no nordeste da Síria e pela preservação de vidas inocentes, especialmente as cristãs que são a base fundadora e original do país”. Na homilia da missa de domingo passado, 13 de outubro, na igreja patriarcal da Virgem Maria, em Roma (Itália), o patriarca Younan Ignace Joseph afirmou, perante várias pessoas que tinham imigrado da Síria e do Iraque devido à guerra: “Nós, os cristãos de Este, fomos relegados e abandonados por este mundo, que só procura os interesses materiais instantâneos.”

Trump anuncia 25 milhões para defender liberdade religiosa, mas alia-se a países que perseguem crenças

Ao mesmo tempo que vários líderes mundiais escutavam a jovem activista sueca Greta Thunberg com o seu grito emocionado sobre o clima, o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump deslocou-se, nesta segunda-feira, 23 de Setembro, ao edifício das Nações Unidas para participar num encontro sobre liberdade religiosa, defendendo a necessidade de a salvaguardar e prometendo 25 milhões para a protecção da liberdade de crença.

O meu reino é deste mundo – os cristãos nos protestos pró-democracia de Hong Kong

Um rapaz franzino, de 22 anos, cabelo em franja, numa escala entre Taiwan e uma esquadra de polícia, aterrou, esta semana, numa conferência do jornal alemão Bild. No final de um breve discurso sobre direitos humanos, proclamou, frente ao ministro dos Negócios Estrangeiros alemão: “Se estamos a viver uma nova Guerra Fria, Hong Kong é a nova Berlim”. O rapaz franzino é Joshua Wong.

Mali e países da região estão a ficar “lugares muito perigosos” para cristãos e muçulmanos moderados

O último ataque contra cristãos no Mali, que matou mais de uma centena de pessoas no centro do país, é um “exemplo trágico da violência que está a espalhar-se por muitas regiões da África” e que combina “uma receita” que junta “grupos étnicos, tribais e religiosos da região do Sahel em África, e que foi instigada pela inserção do islão radical nos últimos tempos”.

Resposta à perseguição religiosa é “pouca e demasiado tardia”

“Até ao momento, a resposta da comunidade internacional à violência com base na religião e à perseguição religiosa em geral pode ser classificada como pouca e demasiado tardia”, diz Mark Riedemann, director internacional dos Assuntos Públicos e Liberdade Religiosa da Ajuda à Igreja que Sofre (AIS).

Violações à liberdade religiosa agravaram-se no mundo

A situação dos grupos religiosos minoritários agravou-se em 18 países e, em comparação com 2016, há mais países com violações significativas da liberdade religiosa, conclui o relatório que acabou de ser divulgado há minutos pela Ajuda à Igreja que Sofre...

Asia Bibi absolvida ao fim de nove anos de cativeiro

Por causa de um copo de água, Asia Bibi foi condenada à morte no Paquistão. Por causa de Asia, uma jornalista francesa foi semanalmente à prisão ouvir a sua história. Há sete anos, assim começava um texto com uma entrevista a Anne-Isabel Tollet, a...

Pin It on Pinterest

Share This