Após 371 dias de cativeiro

Libertado missionário alemão que estava sequestrado no Mali

| 29 Nov 2023

padre Ha-Jo Lohre, sequestrado no Mali, Foto Raphael Atenas (1)

O padre Hans-Joachim Lohre, desenvolvia há cerca de três décadas um importante trabalho ao nível do diálogo inter-religioso. Foto © Raphael Atenas

 

O padre alemão Hans-Joachim Lohre, missionário há mais de 30 anos no Mali e raptado em novembro do ano passado perto da escola onde trabalhava, em Bamako (capital do país), foi libertado no domingo, após 371 dias de cativeiro, avançou a fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS), que apoiava o seu trabalho na região.

A notícia foi confirmada por, pelo menos, um responsável da arquidiocese e por um funcionário do governo interino do Mali. Não foram fornecidos quaisquer detalhes sobre o estado de saúde do missionário, nem sobre as condições da sua libertação.

Segundo a agência Fides, que refere fontes diplomáticas e de segurança, o padre alemão, de 66 anos de idade, terá sido raptado por elementos do Grupo de Apoio ao Islão e aos Muçulmanos, ligado à Al Qaeda.

O padre Hans-Joachim Lohre, desenvolvia há cerca de três décadas um importante trabalho ao nível do diálogo inter-religioso, dando aulas no Instituto de Educação Cristã-Islâmica.

O seu sequestro – assinala a fundação AIS – foi visto como “mais um sinal da deterioração das condições de vida da comunidade cristã neste país africano, fruto da atuação violenta de diversos grupos jihadistas que operam com relativa impunidade na região do Sahel”, uma vasta zona que inclui países como o Mali, Níger ou Burquina Faso.

Além do missionário alemão, haverá ainda pelo menos um outro padre sequestrado e que estará nas mãos de grupos jihadistas nesta região. Trata-se do padre Joël Yougbaré, raptado no Burkina Faso a 17 de Março de 2019.

 

Corpo de Alexei Navalny já foi entregue à mãe

Nove dias após a sua morte numa prisão russa

Corpo de Alexei Navalny já foi entregue à mãe novidade

O corpo do líder da oposição russa, Alexei Navalny, foi entregue à sua mãe, informou ontem, sábado, Ivan Zhdanov, diretor da Fundação Anti-Corrupção de Navalny e um dos seus principais assessores na sua conta de Telegram. O responsável agradeceu a “todos” os que apelaram às autoridades russas para que devolvessem o corpo de Navalny à sua mãe, citado pela Associated Press.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Bispos católicos belgas vão debater sacerdotes casados e mulheres diáconos

Como preparação para a segunda sessão do Sínodo

Bispos católicos belgas vão debater sacerdotes casados e mulheres diáconos novidade

Os bispos católicos da Bélgica enviaram às dioceses e comunidades locais do seu país uma carta no dia 16 de fevereiro sugerindo a reflexão sobre dois temas ministeriais, a ordenação sacerdotal de homens casados e a instituição de mulheres diaconisas, como forma de preparação dos trabalhos da segunda sessão do Sínodo dos Bispos, que decorrerá em Roma em outubro próximo.

Cristo Cachorro, versão 2024

Cristo Cachorro, versão 2024 novidade

Invejo de morte a paixão que os cartazes da Semana Santa de Sevilha conseguem despertar. Os sevilhanos importam-se com a sua cidade, as festas e com a imagem que o cartaz projecta, se bem que com o seu quê de possessivo, mas bem melhor que a apatia. Não fossem frases como “É absolutamente uma vergonha e uma aberração” e as missas de desagravo e o quadro cartaz deste ano teria passado ao lado.

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas

7MARGENS antecipa estudo

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas

Ao basear-se em inquéritos junto das famílias, as estatísticas oficiais em Portugal não captam as situações daqueles que não vivem em residências habituais, como as pessoas em situação de sem-abrigo, por exemplo. E é por isso que “subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia a Cáritas Portuguesa na introdução ao seu mais recente estudo, que será apresentado na próxima terça-feira, 27 de fevereiro, na Universidade Católica Portuguesa do Porto.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This