Nigéria

Libertados alguns dos estudantes raptados de uma escola cristã

| 2 Set 21

jovens raptados nigeria, foto fundacao ais

Calcula-se que desde dezembro do ano passado já tenham sido raptadas mais de mil crianças no norte da Nigéria. Foto © Fundação AIS.

Foram libertados 15 jovens estudantes que tinham sido raptados no passado dia 5 de julho de uma escola protestante situada no estado de Kaduna, na Nigéria, avançou esta quinta-feira, 2 de setembro, a Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS). Na ocasião, homens armados invadiram o estabelecimento de ensino e raptaram mais de uma centena de alunos.
Os estudantes terão sido libertados “após o pagamento de resgate”. Em declarações à agência de notícias AFP, citadas pela AIS, o líder da igreja protestante local, Joseph Hayab, não explicou quanto foi pago pelo resgate, deduzindo-se que terão sido as próprias famílias a fazê-lo. Hayab referiu que ainda estão várias dezenas de alunos nas mãos dos raptores e que a comunidade está a trabalhar no sentido de que todos “possam ser libertados”.

A região de Kaduna tem sido particularmente visada por ataques de grupos armados, calculando-se que desde dezembro do ano passado já tenham sido raptadas mais de mil crianças no norte da Nigéria.
‘Caminho Minhoto Ribeiro’ reconhecido pelos arcebispos de Braga e Santiago

Em ano Xacobeo

‘Caminho Minhoto Ribeiro’ reconhecido pelos arcebispos de Braga e Santiago novidade

A cidade de Braga foi palco, nesta sexta-feira, 17, da declaração oficial de reconhecimento do Caminho Minhoto Ribeiro por parte dos arcebispos de Braga e de Santiago de Compostela, depois de esse processo ter decorrido já por parte das autarquias do lado português e galego. Na conferência que decorreu em Braga, cidade que é ponto de partida dos dois itinerários que compõem este Caminho, foi igualmente feita a apresentação da investigação documental que fundamenta este novo percurso, a cargo do professor e historiador galego Cástor Pérez Casal.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Só a capacidade de nos maravilharmos sustenta a resistência à crueldade e ao horror

Edgar Morin em entrevista

Só a capacidade de nos maravilharmos sustenta a resistência à crueldade e ao horror novidade

“Se formos capazes de nos maravilhar, extraímos forças para nos revoltarmos contra essas crueldades, esses horrores. Não podemos perder a capacidade de maravilhamento e encantamento” se queremos lutar contra a crise, contra as crises, afirmou Edgar Morin à Rádio Vaticano em entrevista conduzida pela jornalista Hélène Destombes e citada ontem, dia 18 de setembro, pela agência de notícias ZENIT

A votar, a votar!

[Segunda leitura]

A votar, a votar! novidade

“Começa hoje a campanha eleitoral para as eleições autárquicas de 26 de setembro”. Juro que ouvi isto na passada terça-feira, dia 14 de setembro. Assim mesmo, sem tirar nem pôr, na abertura de um noticiário na rádio: “Começa hoje a campanha eleitoral para as eleições autárquicas de 26 de setembro”. Juro.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This