Muqtada al-Sadr

Líder xiita exige dissolução do parlamento iraquiano

| 10 Ago 2022

Imagem de arquivo de Al-Sadr, em 2013, com peregrinos (é o segundo homem à esquerda, de turbante negro, na segunda linha de indivíduos). Muqtada al-Sadr escreveu no Twitter que o poder judicial tem uma semana para dissolver o parlamento. Foto © Twitter Gabinete Al-Sadr.

Imagem de arquivo de Al-Sadr, em 2013, com peregrinos (é o segundo homem à esquerda, de turbante negro, na segunda linha de indivíduos). Muqtada al-Sadr escreveu no Twitter que o poder judicial tem uma semana para dissolver o parlamento. Foto © Twitter do Gabinete Al-Sadr.

 

Um influente clérigo xiita no Iraque — cujos apoiantes invadiram o parlamento em Bagdad, no início deste mês, e que desde então mantêm um protesto à porta do edifício — voltou a deixar uma ameaça velada de mais violência, depois de ter aumentado o tom das suas exigências.

Muqtada al-Sadr escreveu no Twitter, na quarta-feira, que o poder judicial tem uma semana para dissolver a atual legislatura, de acordo com a informação da agência AP, citada pelo Religion News Service. Al-Sadr já havia exigido que o parlamento fosse dissolvido e que  as eleições fossem antecipadas. Agora, o clérigo estabeleceu um prazo.

Especialistas ouvidos pela agência dividem-se sobre se Al-Sadr tem base legal para fixas estas exigências. O seu partido garantiu a maioria dos lugares nas eleições de outubro passado, mas não conseguiu formar um governo maioritário que excluísse os seus rivais alinhados ao Irão.

Al-Sadr apelidou os seus seguidores de “revolucionários” e disse que “eles tomarão outra posição” se as suas exigências não forem atendidas, sugerindo uma possível escalada dos protestos.

As autoridades judiciais do país já tinham afirmado que não têm capacidade constitucional para dissolver o parlamento e que apenas os legisladores podem votar a sua própria dissolução. O parlamento já ultrapassou o prazo constitucional para formar governo após as eleições de outubro, mas o que acontece a seguir não está claro.

Os rivais políticos de Al-Sadr no Quadro de Coordenação, uma aliança de partidos apoiados pelo Irão, defenderam antes que o parlamento tem de se reunir para ser dissolvido.

 

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas

7MARGENS antecipa estudo

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas novidade

Ao basear-se em inquéritos junto das famílias, as estatísticas oficiais em Portugal não captam as situações daqueles que não vivem em residências habituais, como as pessoas em situação de sem-abrigo, por exemplo. E é por isso que “subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia a Cáritas Portuguesa na introdução ao seu mais recente estudo, que será apresentado na próxima terça-feira, 27 de fevereiro, na Universidade Católica Portuguesa do Porto.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Ver teatro que “humaniza” e aprender a “salvar a natureza”? É no Seminário de Coimbra

Atividades abertas a todos

Ver teatro que “humaniza” e aprender a “salvar a natureza”? É no Seminário de Coimbra novidade

Empenhado em ser “um lugar onde a Cultura e a Espiritualidade dialogam com a cidade”, o Seminário de Coimbra acolhe, na próxima segunda-feira, 26, a atividade “Humanizar através do teatro – A Importância da Compaixão” (que inclui a representação de uma peça, mas vai muito além disso). Na terça-feira, dia 27, as portas do Seminário voltam a abrir-se para receber o biólogo e premiado fotógrafo de natureza Manuel Malva, que dará uma palestra sobre “Salvar a natureza”. 

Era uma vez na Alemanha

Era uma vez na Alemanha novidade

No sábado 3 de fevereiro, no centro de Berlim, um estudante judeu foi atacado por outro estudante da sua universidade, que o reconheceu num bar, o seguiu na rua, e o agrediu violentamente – mesmo quando já estava caído no chão. A vítima teve de ser operada para evitar uma hemorragia cerebral, e está no hospital com fracturas em vários ossos do rosto. Chama-se Lahav Shapira. [Texto de Helena Araújo]

Vitrais e escultura celebram videntes de Fátima na Igreja da Golpilheira

Inaugurados dia 25

Vitrais e escultura celebram videntes de Fátima na Igreja da Golpilheira novidade

A comunidade cristã da Golpilheira – inserida na paróquia da Batalha – vai estar em festa no próximo domingo, 25 de fevereiro, data em que serão inaugurados e benzidos os novos vitrais e esculturas dos três videntes de Fátima que passarão a ornamentar a sua igreja principal – a Igreja de Nossa Senhora de Fátima. As peças artísticas foram criadas por autores nacionais, sob a coordenação do diretor do Departamento do Património Cultural da Diocese de Leiria-Fátima, Marco Daniel Duarte.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This