Líder xiita iraquiano prepara devolução de casas e terras expropriadas a cristãos

| 4 Jan 2021

Iraque. Cristãos. Liberdade religiosa.

Criança iraquiana com uma folha a pedir “ajudem os cristãos perseguidos no Iraque”. Foto © ACN-Portugal

 

O líder xiita iraquiano Muqtada al Sadr, chefe de um grupo político com forte representação no Parlamento de Bagdad, ordenou a criação de um Comité encarregado de inventariar e verificar informações e queixas sobre casos de expropriações ilegais de proprietários cristãos em várias regiões do país.

A decisão, noticiada esta segunda-feira, 4 de janeiro, pela agência católica Fides, foi divulgada através de um comunicado destes últimos dias, no qual são indicados os nomes dos colaboradores de Muqtada al Sadr escolhidos para integrar o Comité. No texto, incluem-se também os endereços eletrónicos e contas do Whatsapp para os quais os cristãos podem enviar documentos de propriedade relativos a imóveis – casas e terrenos – de que foram espoliados nos últimos anos por outras pessoas ou grupos de pessoas.

A intenção da operação lançada pelo líder xiita, segundo a Fides, é “restaurar a justiça e acabar com as violações dos direitos de propriedade dos ‘irmãos cristãos’”, incluindo os atos pelos quais membros do movimento xiita liderado por al Sadr foram responsáveis. O pedido de denúncia de casos de desapropriações ilegais também inclui famílias de cristãos que deixaram o país nos últimos anos.

Na manhã do último domingo, 3 de janeiro, uma delegação enviada por Muqtada al Sadr e liderada pelo xeque Salah al-Obaidi visitou o patriarca caldeu Louis Raphael Sako para oferecer ao líder da Igreja Caldeia uma mensagem de congratulação pela época do Natal, juntamente com uma cópia do documento com o qual o político xiita constituiu o Comité encarregado das reclamações de bens usurpados. O patriarca e cardeal Sako, por sua vez, agradeceu a visita e a iniciativa anunciada por Muqtada al Sadr.

 

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas

Estudo apresentado dia 27

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas novidade

Ao basear-se em inquéritos junto das famílias, as estatísticas oficiais em Portugal não captam as situações daqueles que não vivem em residências habituais, como as pessoas em situação de sem-abrigo, por exemplo. E é por isso que “subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia a Cáritas Portuguesa na introdução ao seu mais recente estudo, que será apresentado na próxima terça-feira, 27 de fevereiro, na Universidade Católica Portuguesa do Porto.

Ver teatro que “humaniza” e aprender a “salvar a natureza”? É no Seminário de Coimbra

Atividades abertas a todos

Ver teatro que “humaniza” e aprender a “salvar a natureza”? É no Seminário de Coimbra novidade

Empenhado em ser “um lugar onde a Cultura e a Espiritualidade dialogam com a cidade”, o Seminário de Coimbra acolhe, na próxima segunda-feira, 26, a atividade “Humanizar através do teatro – A Importância da Compaixão” (que inclui a representação de uma peça, mas vai muito além disso). Na terça-feira, dia 27, as portas do Seminário voltam a abrir-se para receber o biólogo e premiado fotógrafo de natureza Manuel Malva, que dará uma palestra sobre “Salvar a natureza”. 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Sessões gratuitas

Sol sem Fronteiras vai às escolas para ensinar literacia financeira

Estão de regresso as sessões de literacia financeira para crianças e jovens, promovidas pela Sol sem Fronteiras, ONGD ligada aos Missionários Espiritanos, em parceria com o Oney Bank. Destinadas a turmas a partir do 3º ano até ao secundário, as sessões podem ser presencias (em escolas na região da grande Lisboa e Vale do Tejo) e em modo online no resto do país.

O princípio de Betânia

O princípio de Betânia novidade

Numa sexta-feira, seis dias antes da Páscoa, no regresso de Jericó para Jerusalém, Jesus faz uma pausa em Betânia, uma pequena aldeia a três quilómetros de Jerusalém que visitava regularmente, sendo amigo da família de Lázaro, Marta e Maria. É que no sábado a lei judaica não permitia viajar. Entretanto, um tal Simão denominado “o leproso” (talvez um dos que Jesus tinha curado) convida-o para um jantar no sábado à noite na sua casa, também em Betânia. [Texto de José Brissos-Lino]

Ortodoxos denunciam imoralidade do conluio de Cirilo com Putin e a sua guerra

Carta nos dois anos da guerra na Ucrânia

Ortodoxos denunciam imoralidade do conluio de Cirilo com Putin e a sua guerra novidade

No momento em que passam dois anos sobre a invasão russa e o início da guerra na Ucrânia, quatro académicos do Centro de Estudos Cristãos Ortodoxos da Universidade de Fordham, nos Estados Unidos da América, dirigiram esta semana uma contundente carta aberta aos líderes das igrejas cristãs mundiais, sobre o papel que as confissões religiosas têm tido no conflito.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This