Líderes máximos do islão xiita e sunita preparam aproximação

| 17 Mai 2021

Al-Tayyeb e al-Sistani com o Papa: desta vez, pode acontecer um encontro entre os líderes das duas correntes muçulmanas mais importantes. Foto: Direitos reservados

 

Pode estar no horizonte um encontro, que será certamente histórico, entre o Grande Ayatolah Ali Al-Sistani, a maior autoridade mundial dos muçulmanos xiitas, e o Grande Imã da mesquita de al-Azhar, no Cairo (Egito), Ahmed Al-Tayyeb, o mais representativo dignitário sunita.

O encontro foi recentemente admitido por um importante responsável muçulmano xiita, Jawad Al-Khoei, secretário-geral do ‘Instituto Al-Khoei’, em conversa com jornalistas da estação Al-Arabiya e relatadas no passado dia 10 de maio pelo jornal italiano La Stampa.

Al-Khoei, ele próprio neto de um grande ayatolah que dá o nome ao Instituto em que trabalha, foi uma das poucas pessoas presentes em grande parte do encontro entre o Papa Francisco e al-Sistani, em 6 de março passado em Najaf, durante a visita papal ao Iraque. O próprio Al-Khoei ajudou a preparar esse encontro.

Por sua vez, foi com Al-Tayyeb que, na sua viagem aos Emiratos Árabes Unidos, em fevereiro de 2019, o Papa Francisco assinou o Documento sobre a Fraternidade Humana, pelo qual os dois líderes se comprometem a trabalhar juntos e rejeitar a violência e o radicalismo.

Segundo a notícia do La Stampa, entretanto traduzida pelo serviço de notícias da Unisinos, o académico islâmico xiita afirmou que Najaf aprova e apoia também a reaproximação entre Bagdade e Riad (Arábia Saudita) e ao mesmo tempo confirmou, pela primeira vez de forma pública, que está a trabalhar com determinação na preparação de um encontro, também em Najaf, entre os dois altos responsáveis muçulmanos.

Jawad Al-Khoei acrescentou ainda: “O islão voa com as asas de sunitas e xiitas. As nossas contribuições são muitas e têm como objetivo a promoção de valores como justiça, convivência e cidadania. Encontrei várias vezes o xeque de Al-Azhar, Ahmed Al-Tayyeb, e tivemos diálogos francos amigáveis.”

 

Sida: 60% das crianças entre os 5 e os 14 anos sem acesso a tratamentos

Relatório da ONU alerta

Sida: 60% das crianças entre os 5 e os 14 anos sem acesso a tratamentos novidade

O mais recente relatório da ONUSIDA, divulgado esta terça-feira, 29 de novembro,  é perentório: “o mundo continua a falhar à infância” na resposta contra a doença. No final de 2021, 800 mil crianças com VIH não recebiam qualquer tratamento. Entre os cinco e os 14 anos, apenas 40% tiveram acesso a medicamentos para a supressão viral. A boa notícia é que as mortes por sida caíram 5,79% face a 2020, mas a taxa de mortalidade observada entre as crianças é particularmente alarmante.

Gracia Nasi, judia e “marrana”

Documentário na RTP2

Gracia Nasi, judia e “marrana” novidade

Nascida em Portugal em 1510, com o nome cristão de Beatriz de Luna, Gracia Nasi pertencia a uma uma família de cristãos-novos expulsa de Castela. Viúva aos 25 anos, herdeira de um império cobiçado, Gracia revelar-se-ia exímia gestora de negócios. A sua personalidade e o destino de outros 100 mil judeus sefarditas, expulsos de Portugal, são o foco do documentário Sefarad: Gracia Nasi (RTP2, 30/11, 23h20).

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Bahrein

Descoberto mosteiro cristão sob as ruínas de uma mesquita

Há quem diga que este é o “primeiro fruto milagroso” da viagem apostólica que o Papa Francisco fez ao Bahrein, no início de novembro. Na verdade, resulta de três anos de trabalho de uma equipa de arqueólogos locais e britânicos, que acaba de descobrir, sob as ruínas de uma antiga mesquita, partes de um ainda mais antigo mosteiro cristão.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This