Líderes religiosos contra plano de Trump de recusar regularização de jovens filhos de imigrantes 

| 2 Ago 20

manifestacao migrantes DACA EUA, Foto Vida Nueva sem creditos

Manifestação nos Estados Unidos em defesa do DACA. Foto: Direitos reservados.

 

“Irresponsável e recalcitrante” é como o bispo católico Jaime Soto (Sacramento, Califórnia) se refere ao plano da Administração Trump de rejeitar, pela primeira vez, candidaturas ao programa de Acção Diferida para Chegadas da Infância, conhecido como DACA (da sigla inglesa) e de limitar as renovações a prorrogações de um ano em vez de dois.

A acção, recorda o Crux, anunciada a 28 de Julho num memorando emitido pelo Departamento de Segurança Interna, provocou, nos últimos dias, críticas de responsáveis de diferentes confissões religiosas e de organizações de defesa dos imigrantes. Redigido pelo secretário interino da Segurança Interna, Chad Wolf, o plano surge mais de um mês depois de o Supremo Tribunal ter decidido contra os esforços de Trump para pôr fim ao DACA.

O programa foi iniciado em 2012 pelo Presidente Barack Obama com uma ordem executiva que permitiu a cerca de 700 mil jovens qualificados, descritos como “dreamers” (sonhadores), trabalhar, frequentar a universidade, obter um seguro de saúde, uma carta de condução e não enfrentar a deportação. Estes jovens adultos foram trazidos para os EUA como crianças pelos seus pais, sem documentação legal.

Wolf disse que a Administração pode tentar acabar com o DACA, encarando-o como uma questão de aplicação da lei que pode contribuir para a imigração ilegal. O responsável governamental disse que a medida actual é uma mudança temporária enquanto o governo federal prepara acções futuras.

No memorando, diz Wolf que o DACA deixa claro que “certos tipos de indivíduos” serão sancionados pela “sua contínua violação das leis de imigração”. O governo dos Estados Unidos negará também, de acordo com o memorando, os pedidos dos beneficiários do DACA para visitar os seus países de origem, excepto em “circunstâncias excepcionais”.

Para já, o maior impacto será para novos requerentes. De acordo com os advogados da Rede Católica de Imigração Legal (Clinic), citados também pelo Crux, cerca de 60 mil jovens agora com mais de 15 anos de idade qualificar-se-iam agora ao estatuto DACA. Os responsáveis da rede Clinic têm apelado aos jovens para que reúnam os seus documentos e procurem aconselhamento jurídico sobre o programa, desde que o Supremo Tribunal decidiu, em Junho, que o DACA permaneceria em vigor.

 

“Trabalhadores essenciais”

O bispo Soto, presidente da Clinic, criticou a oportunidade da decisão, tendo em conta a pandemia, referindo que ela traduz um regresso “à mesma postura insensível, contra a qual o tribunal já decidiu”. E acrescentou que a medida “agravará as aflições de muitos beneficiários e aspirantes do DACA, uma parte significativa dos quais são trabalhadores essenciais” que mantêm em funcionamento partes vitais da economia durante a pandemia.

As directivas “não fazem qualquer sentido moral ou prático”, acrescentou, e “apenas irão afectar ainda mais a recuperação, especialmente para os vulneráveis”. Os beneficiários do DACA, disse o bispo, “são vitais para as suas famílias” e para os Estadis Unidos, que se tornaram “a sua casa”. A Administração Trump deveria antes, em vez de acabar com o programa, trabalhar com o Congresso para criar um processo de cidadania para os beneficiários do programa.

Na sua página na rede Twitter, o Hope Border Institute comentou que a decisão de Trump “toca em questões fundamentais do Estado de direito e da separação de poderes”. A reverenda Jennifer Butler, presidente do Faith in Public Life Action Fund criticou Trump por “usar a vida real dos jovens imigrantes como isco para atrair o apoio racista à sua reeleição”. E acrescentou: “Ele devia ter vergonha. O Congresso não pode deixar escapar este acto cruel. Devem aprovar agora mesmo a Lei do Sonho e da Promessa para os beneficiários do DACA e outros que vivem com medo de serem deportados.”

Krish O’Mara Vignarajah, presidente do Serviço Luterano de Imigração e Refugiados, acrescentou que a acção da administração “desrespeita as ordens judiciais relacionadas com a imigração”. E apelou aos norte-americanos para que defendam os beneficiários do DACA: “São tão americanos como nós, e já passou tempo suficiente para consagrarmos na lei que a sua casa está aqui.”

 

[related_posts_by_tax format=”thumbnails” image_size=”medium” posts_per_page=”3″ title=”Artigos relacionados” exclude_terms=”49,193,194″]

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

Líderes religiosos pedem fim dos crimes contra os uigures na China

Os cardeais de Myanmar e da Indonésia, os principais rabis do Reino Unido, o representante do Dalai Lama na Europa e diversos líderes muçulmanos estão entre os 76 signatários de uma carta divulgada este domingo, 9 de agosto, a pedir o fim de “uma das mais egrégias tragédias humanas desde o Holocausto: o potencial genocídio dos Uigures e outros muçulmanos na China”, divulga o semanário católico britânico “The Tablet”.

Assassinado reitor do Seminário Romero, em El Salvador

O padre Ricardo Cortez, reitor do Seminário Santo Óscar Arnulfo Romero e pároco da povoação de San Francisco Chinamequita, em El Salvador, foi assassinado na passada sexta-feira, 7 de agosto. A diocese de Zacatelouca, à qual pertencia, emitiu um comunicado onde pede a investigação do crime, que considera “inexplicável” e “execrável”, avança o Vatican News.

Primeira tradução ecuménica da Bíblia editada no Brasil

Uma ampla equipa de biblistas, exegetas e estudiosos de diversas confissões cristãs e do judaísmo esteve envolvida no projeto inédito de tradução ecuménica da Bíblia para a língua portuguesa, que chega agora às livrarias brasileiras através das Edições Loyola.

Inscreva-se aqui
e receba as nossas notícias

Boas notícias

Navio de resgate apoiado pela Igreja Protestante prestes a partir para o Mediterrâneo

Navio de resgate apoiado pela Igreja Protestante prestes a partir para o Mediterrâneo

Chegaram esta terça-feira, 11 de agosto, ao navio de resgate de migrantes Sea Watch 4 os últimos membros da tripulação. Os treinos e exercícios já começaram, e ainda esta semana será dada a partida do porto de Burriana (Valencia, Espanha) para o centro do Mediterrâneo, numa missão tornada possível devido à iniciativa da Igreja Protestante Alemã e ao apoio de mais de 500 organizações que participaram na campanha de recolha de fundos (crowdfunding) #WirSchickenEinSchiff (“Nós enviamos um navio”).

É notícia

Taizé adia por um ano encontro europeu de jovens em Turim novidade

Devido à pandemia de covid-19, o encontro europeu de jovens, promovido pela comunidade monástica ecuménica de Taizé, que deveria decorrer em Turim entre os próximos dias 28 de dezembro e 1 de janeiro de 2021, foi adiado um ano, anunciou esta quarta-feiram, 12, a comunidade na sua página de Facebook. O encontro anual integra a Peregrinação de Confiança através da Terra, promovida pela comunidade de Taizé há mais de 40 anos, realizando-se a cada final de ano numa cidade diferente.

Arcebispo de Minsk condena violência sobre manifestantes e pede oração e diálogo na Bielorússia novidade

O chefe da diplomacia europeia, Josep Borrell, já anunciou a realização de uma reunião extraordinária de ministros dos Negócios Estrangeiros da União Europeia para discutir a situação na Bielorrússia, onde as eleições presidenciais “não foram nem livres nem justas”. O arcebispo de Minsk, capital que tem sido palco de inúmeros protestos, condena a violência exercida sobre os manifestantes e apela à oração e ao diálogo.

Bispos apelam em Fátima ao acolhimento de migrantes e pobres novidade

A peregrinação internacional aniversária de 12 e 13 de agosto ao Santuário de Fátima ficou marcada pelos apelos dos bispos de Santarém, José Traquina, que presidiu às celebrações, e de Leiria-Fátima, cardeal António Marto. O primeiro insistiu na importância de acolher os estrangeiros, que “são uma necessidade e um bem para Portugal” e o segundo convidou a “rezar pela paz no mundo”, recordando em particular o povo do Líbano.

Igreja Ortodoxa na Crimeia em risco de “dissolução total”

Uma semana depois de o arcebispo Klyment ter sido ameaçado de processo criminal caso não ordenasse a demolição de uma capela ortodoxa em Yevpatoria (Crimeia, Ucrânia), o Supremo Tribunal russo decidiu avançar com a ordem de despejo de uma congregação ortodoxa da catedral de Simferopol, cidade onde a Rússia tem tentado assumir controlo desde a invasão e anexação da península da Crimeia em 2014. Para o advogado da Igreja Ortodoxa da Ucrânia, esta decisão “significa essencialmente a dissolução total da comunidade ortodoxa ucraniana na Crimeia”.

Estreia do filme “Fátima” novamente adiada

A data de estreia inicial de Fátima, um filme realizado pelo italiano Marco Pontecorvo, esteve marcada para 30 de abril mas, devido à pandemia, tinha sido adiada para 13 de agosto. Esta semana, a Cinemundo informou que haverá novo adiamento e garantiu que a nova data será anunciada “muito em breve”. Fátima resulta de uma produção norte-americana, e é baseado nas Memórias da irmã Lúcia. Do elenco, fazem parte atores como Joaquim de Almeida e Lúcia Moniz. Ler mais aqui.

Entre margens

Plano de recuperação… Também social? novidade

Deste modo, corre-se o risco de persistir a subalternidade dos problemas e dinamismos sociais perante a força da economia. Talvez se atenuasse, ou infletisse, a subalternidade se fosse cumprida a Constituição da República no articulado relativo aos planos de desenvolvimento económico e social (artºs. 90º.-91º.); e, melhor ainda, se fosse promovido o desenvolvimento local, a partir da freguesia e do protagonismo de cada pessoa e instituição.

Esta crise das lideranças é dramática

Mesmo na velha Europa o que vemos são indivíduos muito pequeninos, em dívida para com a ética política, a moral pessoal e desprovidos de sentido de estado. A corrupção ronda estas figuras e contam-se pelos dedos das mãos as que conseguem manter uma postura decente. Temos ainda os grupos extremistas de direita e de esquerda que ameaçam os regimes democráticos, os quais por sua vez se vão deixando colapsar aos poucos por dentro.

Cultura e artes

A carne, a história e a vida: uma viagem fascinante

A tradição espiritual cristã, radicada na Boa-notícia gerada pelo Novo Testamento, permanece ainda um continente a explorar para muitos dos discípulos de Jesus. A expressão mística contém uma carga associada que não ajuda a visitar o seu espaço: associamo-la a uma elite privilegiada, a fenómenos extraordinários, a vidas desligadas dos ritmos e horários modernos.

Manuel Cargaleiro oferece painel de azulejos a paróquia de Lisboa

Foi como “escrever uma oração” ou fazer “o ramo mais bonito para Deus”. Assim definiu o pintor e ceramista Manuel Cargaleiro o seu mais recente trabalho: um painel de azulejos, que ofereceu à Paróquia de São Tomás de Aquino, em Lisboa. A cerimónia de inauguração e bênção decorreu esta segunda-feira e contou com a presença do autor, avança o Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura.

Sopas do Espírito Santo dão a volta ao mundo em novos selos de correio

Um “teatro”, um bodo e uma coroa para a circulação de âmbito nacional; foliões, um “balho” e uma pomba para a Europa; e uma bênção do bodo, as sopas e uma rosquilha de massa sovada para o resto do mundo. O culto do Paráclito, ou seja, “aquele que ajuda, conforta, anima, protege, intercede” está desde a última quinta-feira, 30 de Julho, representado numa emissão filatélica dos Correios de Portugal, dedicada às festas do “Senhor Espírito Santo”, como é habitualmente designada nos Açores a terceira pessoa da Santíssima Trindade cristã.

Sete Partidas

STOP nas nossas vidas: Parar e continuar

Ao chegar aos EUA tive que tirar a carta condução novamente. De raiz. Estudar o código. Praticar. Fazer testes. Nos EUA existe um sinal de trânsito que todos conhecemos. Porque é igual em todo o mundo. Diz “STOP”. Octogonal, fundo branco, letras brancas. Maiúsculas. Impossível não ver. Todos vemos. Nada de novo. O que me surpreendeu desde que cheguei aos EUA, é que aqui todos param num STOP. Mesmo. Não abrandam. Param. O carro imobiliza-se. As ruas desertas, sem trânsito. Um cruzamento com visibilidade total. Um bairro residencial. E o carro imobiliza-se. Não abranda. Para mesmo. E depois segue.

Aquele que habita os céus sorri

Agenda

Parceiros

Fale connosco