Luz e negrume

| 29 Jun 2022

As filhas do fogo, de Pedro Costa (2019). Foto: Direitos reservados

As filhas do fogo, de Pedro Costa (2019). Foto: Direitos reservados.

 

As obras de Pedro Costa, cineasta, Rui Chafes, escultor, e Paulo Nozolino, fotógrafo, e de Simon Hantaï, artista plástico, estão expostas em Paris, respectivamente no Centre Georges Pompidou e na Fundação Louis Vitton.

Um autor, identificado como Anonymous, estabelece com elas um diálogo em dois poemas traduzidos por João Paulo Costa, investigador na área de filosofia e autor de À sombra do invisível (Documenta, 2020).

 

Que Mundo?

Para Pedro Costa, Rui Chafes e Paulo Nozolino

Câmara escura
de sombras restantes nos memoriais
de corpos inundados de paisagens ancestrais
viático que nos leva à lápide gélida
da sepultura rasgada por uma ténue luz
vibrantes e descoloridas são
as coisas vindas da pele do sensível
simples coisas? que alhures nos vem delas?
ultra-coisas?
rostos fixos, perfilados, que dançam
na antecâmara da morte
à espera de uma mão ensolarada
que os resgate do olvido,
profunda claridade em fundo negro,
o que não vemos aí?
fundo sem fundamento
é o abismo da divindade
enxuta, impensada e imunda
réstia de sombra
que rasga o ser horizontal,
esmaecido e apaziguado,
em ser vertical,
tonificado e desassossegado,
mergulhado na obscuridade
de um labirinto cruciforme
inconsútil? de onde surge
a consistência resistente da matéria,
a sua luminosidade?
da sombra semântica que a envolve
para ver o “mundo em redução”,
a levitação de corpos textuais
até ao lugar onde nasce a penumbra
da vida
diálogo e resistência
contaminação
chiaroscuro
sombra de sombras bioluminescentes
o rasto rumoroso de um silêncio bárbaro?

Anonymous

 

Dobras do Silêncio Primitivo

Para Simon Hantaï

Abissologia do negrume
resto sombra da claridade fosca que resta
a redução da luz ao grau zero
assombro labiríntico do ser a ser verticalidade
invasão de brancura incerta
em negro subtil
a dobrar a noite infinda de uma vida
alvadia! branca como Blanchot,
Thomas, o obscuro
é a dor sonhada
que vem à madrugada
de rouxinóis adormecidos
nos ramais frouxos de uma liberdade
sitiada no irradiante negrume
da brancura?
que obscuridades dobram
o branco sem inocência?
é um negro branco de luz,
o silêncio primitivo carmim,
somente isso.

Anonymous

 

Pedro Costa, Rui Chafes, Paulo Nozolino:

 

Simon Hantaï

 

Representante dos sobreviventes de Nagasaki solidário com a Ucrânia

Nos 77 anos do ataque atómico

Representante dos sobreviventes de Nagasaki solidário com a Ucrânia novidade

“Apelo a todos os membros” do Parlamento japonês, “bem como aos membros dos conselhos municipais e provinciais” para que se “encontrem com os hibakusha (sobreviventes da bomba atómica), ouçam como eles sofreram, aprendam a verdade sobre o bombardeio atómico e transmitam o que aprenderem ao mundo”, escreve, numa carta lida nas cerimónias dos 77 anos do ataque atómico sobre Nagasaki, por um dos seus sobreviventes, Takashi Miyata.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Evento "importantíssimo" para o país

Governo assume despesas da JMJ que Moedas recusou

A ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares, Ana Catarina Mendes, chegou a acordo com o presidente da Câmara de Lisboa sobre as Jornadas Mundiais da Juventude, comprometendo-se a – tal como exigia agora Carlos Moedas – assumir mais despesa do evento do que aquela que estava inicialmente prevista, noticiou o Expresso esta quarta-feira, 3.

Multiplicar o número de leitores do 7MARGENS

Em 15 dias, 90 novos assinantes

Durante o mês de julho o 7MARGENS registou 90 novos leitores-assinantes, em resultado do nosso apelo para que cada leitor trouxesse outro assinante. Deste modo, a Newsletter diária passou a ser enviada a 2.863 pessoas. Estamos ainda muto longe de duplicar o número de assinantes e chegar aos 5.000, pelo que mantemos o apelo feito a 18 de julho: que cada leitor consiga trazer outro.

Parceria com Global Tree

JMJ promove plantação de árvores

A Fundação Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023 e a Global Tree Initiative estabeleceram uma parceria com o objectivo de levar os participantes e responsáveis da organização da jornada a plantar árvores. A iniciativa pretende ser uma forma de assinalar o Dia Mundial da Conservação da Natureza, que se assinala nesta quinta-feira, 28 de julho.

Padres de Lisboa saem em defesa do patriarca

Abusos sexuais

Padres de Lisboa saem em defesa do patriarca

O Secretariado Permanente do Conselho Presbiteral do Patriarcado de Lisboa saiu em defesa do cardeal patriarca, D. Manuel Clemente, numa nota publicada esta terça-feira à noite no site da diocese. Nas últimas semanas, Clemente tem sido acusado de não ter dado seguimento a queixas que lhe foram transmitidas de abusos sexuais.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This